“A Ilha de Ouro”

Em 2002 Simoni Boer recebeu os prêmios Panamco no Teatro e o Concurso Nacional de Dramaturgia por seu texto “A Ilha de Ouro”. Uma nova montagem, dirigida por Victor Cantagesso e Silvani Moreno, e encenada pela Cia. Chicote de Teatro, faz duas sessões especiais em Outubro nos dias 11 e 25, aos domingos às 14h30.
O espetáculo tem como tema central o AVENTURAR-SE – desejo inerente a todas as pessoas, sejam crianças ou adultos – mas nos faz refletir também sobre amizade, sonhos, ganância, partidas e chegadas… Cada personagem resolve embarcar em busca de algo. Dinheiro, comida, mistério, família, sucesso. E é o encontro desses desejos que desencadeia as relações e jogos entre eles.
O espaço cênico se configura a partir das localizações espaciais proposta pela fábula: cais do porto e navio. Através da manipulação de escadas, cavaletes, paletes e objetos cotidianos, os atores constroem e reconfiguram o campo de jogo, expondo a narrativa fabular em sua natureza lúdica e solicitando a cumplicidade do público para que juntos possam atribuir sentidos e significados.
“A Ilha de Ouro” conta a história de um velho marujo do mar, Capitão Miromar Salgado, e seus marinheiros de primeira viagem, embarcam para uma aventura em alto-mar em busca da Ilha de Ouro. Uma viagem cheia de desafios, mistérios e descobertas, e repleta de músicas interpretadas ao-vivo por atores/marinheiros.
‪#‎AIlhaDeOuro‬ ‪#‎TeatroUMC‬ ‪#‎CiaChicoteDeTeatro‬ ‪#‎Teatro‬ ‪#‎TeatroInfantil‬‪#‎VáAoTeatro‬ ‪#‎OpiniãoDePeso‬

image

“A Ilha de Ouro”
Com Alana Schambakler, Daniel Pereira, Heitor Assali, Lucas Ferraz, Malu Paixão, Mariana Machado e Victor Cappa
Teatro UMC (Av. Imperatriz Leopoldina, 550 – Vila Leopoldina, São Paulo)
Duração 60 minutos
11 e 25/10
Domingo – 14h30
$40

(crédito fotos – Amélia Lopes)

“A Lenda do Vale da Lua”

Um dos textos mais premiados do país, “A Lenda do Vale da Lua”, de João das Neves, é um jogo de faz de conta com cantorias, músicas e bailados populares, recheado de poesia. O espetáculo estreia no Teatro Porto Seguro, com canções originais de Chico César.
Dirigida por Wilma de Souza, a peça é uma grande festa, que com muita poesia, música cantada e tocada ao vivo, adereços e bonecos envolve os jovens atores Sabrina Petraglia, Jacqueline Sato, Daniel Granieri e Vitor Placca, o ator e músico Cristiano Meirelles e a plateia, em uma grande brincadeira de contar histórias.
A história começa com os atores na plateia, desenhando, aceitando a sugestão da música que está sendo cantada no palco, pelo músico e ator Cristiano Meirelles que é um personagem que no espetáculo representa a cultura popular, as brincadeiras, a dança e a música. Ele se comunica com a plateia com o intuito de capturar pessoas para o seu mundo colorido e cheio de histórias. A forma utilizada por ele é o som. No momento em que os quatro jovens atores são atraídos para o palco a história começa.
O palco se transforma em grande festejo para os jovens atores criarem em cena aberta a história de Jorge e Suzana, que moravam no Vale da Lua e tinhas dois filhos: Carlos e Lúcia. Numa noite em que as crianças olhavam o céu e viram uma estrela cadente, elas tiveram uma grande ideia. Inventaram um boizinho para brincar, dançar e encantar o Vale da Lua. Mas a brincadeira foi parar na cidade grande e para trazer o boizinho de volta, foi preciso contar com a ajuda das lendas.
Os quatro jovens atores se revezam para interpretar os quatro personagens da história (pai, mãe, Lúcia e Carlos), além das figuras que vão surgindo na narrativa, como a Dona Lua e a Ema. Para tanto se utilizam de objetos e adereços que vão encontrando pelo palco. “Dentre os objetos utilizados pelos personagens, existem alguns bem cotidianos, como vassouras, cestos e meias, a ideia é que a criança possa levar para casa algumas sugestões para criar o seu próprio Vale da Lua”, comenta a diretora Wilma de Souza.
O músico paraibano Chico César compôs as canções para o espetáculo, a direção musical da peça é de Tato Fischer. As canções são interpretadas ao vivo pelos atores e tocadas e cantadas por Cristiano Meirelles com sanfona, violão, flauta e percussão.
‪#‎ALendaDoValeDaLua‬ ‪#‎Teatro‬ ‪#‎TeatroInfantil‬ ‪#‎TeatroMusical‬‪#‎VáAoTeatro‬ ‪#‎OpiniãoDePeso‬ ‪#‎TeatroPortoSeguro‬‪#‎PomboCorreioAssessoriaDeImprensa‬

image004

“A Lenda do Vale da Lua”
Com Sabrina Petraglia, Jacqueline Sato, Daniel Granieri, Vitor Placca e Cristiano Meirelles (ator/músico)
Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 55 minutos
10/10 até 13/12
Sábado e Domingo – 15h

CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO DE ÁGUA PARA MARIANA (MG)
De 28/11 a 13/12
R$15 (todos os setores)
Cliente que doar um galão de 5 litros de água mineral – R$10*
*Promoção válida para todos os setores e acumulativa com demais descontos.
Clientes Porto Seguro têm 50% de desconto na compra de 1 ingresso + acompanhante
Crédito fotos: Priscila Prade

“Patati Patatá – A Vida é Bela”

Com direção artística de Rinaldi Faria, a dupla de palhaços Patati Patatá apresenta show infantil com canções do CD e DVD A Vida é Bela, lançados pela gravadora Som Livre em 2014.
Conhecida como “a dupla de palhaços mais amada do Brasil”, Patati Patatá traz no espetáculo um misto de novas músicas, como o Ronco do Vovô, Vem Bambolear, O Mestre Mandou, A Vida é Bela, Tudo o Que eu Preciso, A, E, I, O, U, com as já consagradas A Dança do Macaco, Amigos Para Sempre e A Dança do Lôro.
“Fico feliz em saber que mais famílias terão a oportunidade de ver um show lúdico, animado repleto de encanto e magia, características da dupla de palhaços mais amada do Brasil, Patati Patatá”, comemora Rinaldi Faria, criador dos personagens e diretor artístico do espetáculo.
As 14 faixas do kit CD e DVD conquistaram o público e o sucesso levou a dupla para a grade de exibições especiais do canal Discovery Kids – líder de audiência infantil. Patati Patatá já havia estreado na televisão em 2011, como apresentadores do programa infantil Carrossel Animado, transmitido pelo SBT. Logo depois passaram a apresentar o programa Bom Dia & Companhia na mesma emissora.
‪#‎DiaDasCrianças‬ ‪#‎PatatiPatatá‬ ‪#‎VáAoTeatro‬ ‪#‎OpiniãoDePeso‬‪#‎TeatroInfantil‬ ‪#‎TheatroNetSP‬ ‪#‎ArtePluralComunicação‬

PatatiPatata

“Patati Patatá – A Vida é Bela”
Com Patati Patatá
Theatro NET SP (Shopping Vila Olímpia – Rua Olimpíadas, 360 – Itaim, São Paulo)
Duração 90 minutos
10 e 11/10
Sábado e Domingo – 11h e 14h30
12/10 (Dia das Crianças)
Segunda – 11h e 16h
$50 / $120

“Yentl em Concerto”

A atriz e cantora Alessandra Maestrini” traz o seu espetáculo “Yentl em Concerto”, que é baseado na obra homônima de Isaac Bashevis Singer, para o Teatro Porto Seguro, a partir do dia 3 de novembro.
Acompanhada pelo pianista João Carlos Coutinho, a atriz e cantora interpreta canções imortalizadas por Barbra Streisand, no filme homônimo, de 1983.
O musical é ambientado no século 19 e conta a história de Yentl, uma jovem judia que se traveste de homem para poder estudar.
‪#‎YentlEmConcerto‬ ‪#‎AlessandraMaestrini‬ ‪#‎Teatro‬ ‪#‎TeatroMusical‬‪#‎VáAoTeatro‬ ‪#‎Yentl‬ ‪#‎TeatroPortoSeguro‬ ‪#‎OpiniãoDePeso‬

Alessandra Maestrini_1602b - creědito Priscila Prade

“Yentl em Concerto”
Com Alessandra Maestrini e João Carlos Coutinho
Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo )
Duração 75 minutos
03 até 24/11
Terça – 21h
$60 / $80

“Kiss Me Kate, O Beijo da Megera”

“Kiss Me Kate, o Beijo da Megera” é a 36a montagem da dupla Möeller & Botelho. A peça estreou na Broadway em 1948 e ganhou cinco Tony Awards – Melhor Musical, Autor, Trilha Original, Figurino e Produção.
A história é sobre a produção de uma versão musical de “A Megera Domada”, de Shakespeare, e também dos conflitos vividos dentro e fora dos palcos por Fred Graham – diretor, produtor e ator da peça; e sua estrela, e também sua ex-mulher, Lilli Vanessi. Ou seja, é a história de Petrucchio e Catarina dentro e fora dos palcos.
Será a primeira produção de um musical de Cole Porter no país e terá como casal protagonista os atores José Mayer e Alessandra Verney.
Mayer foi a escolha de Charles Möeller e Claudio Botelho pela sua experiência como ator de drama a comédia, sua capacidade vocal e também do irresistível charme que conquista a platéia feminina nos palcos e nas novelas.
Alessandra já trabalhou com a dupla em outras sete vezes. A primeira foi quando ela estrelou, há 15 anos, o musical “Cole Porter – Ele Nunca Disse Que Me Amava”. Neste espetáculo ela interpretou a canção “So in Love”, a qual ela volta a cantar neste novo musical.
Infelizmente o público paulistano terá que aguardar um pouco mais para assistir o musical, pois “Kiss Me, Kate – O Beijo da Megera!” estreia neste mês no Teatro Bradesco Rio.

12122668_837272923058164_2895029256332006464_n

‪#‎MöellerEBotelho‬ ‪#‎KissMeKateOBeijoDaMegera‬ ‪#‎AlessandraVerney‬‪#‎Teatro‬ ‪#‎TeatroMusical‬ ‪#‎VáAoTeatro‬ ‪#‎OpiniãoDePeso‬ ‪#‎ColePorter‬‪#‎JoséMayer‬

“Mergulho”

“Mergulho” é um espetáculo inédito é livremente inspirado no romance “Hotel Mundo” da escritora escocesa Ali Smith e tem coordenação dramaturgia de Cássio Pires. A trama rendeu à autora o Scottish Arts Council Book of the Year Award 2002.
A montagem é a 10ª peça da Companhia Delas, que este ano completa 14 anos de atividades, apresenta quatro personagens femininas afetadas pela morte de Sara Wilby, camareira do Hotel Global. A narrativa é composta pelas vozes dessas personagens: uma jornalista, uma jovem estudante de música, a irmã da camareira, além da própria morta, que trava um diálogo consigo mesma, numa espécie de auto investigação de si e da própria morte.
A montagem foi construída a partir de uma minuciosa pesquisa para a criação de uma espécie de quebra-cabeça dramatúrgico, feito em muitas mãos: das atrizes, da diretora e do dramaturgo Cássio Pires. A montagem conta ainda com a seguinte equipe de criação: Mira Haar nos figurinos e direção de arte, Marisa Bentivegna na iluminação e na cenografia e Arthur Decloedt na trilha sonora.
‪#‎Mergulho‬ ‪#‎CompanhiaDelas‬ ‪#‎VigaEspaçoCênico‬ ‪#‎Teatro‬ ‪#‎VáAoTeatro‬‪#‎OpiniãoDePeso‬ ‪#‎PomboCorreioAssessoriaDeImprensa‬

O MERGULHO foto ligia jardim 1

“Mergulho”
Com Fernanda Castello Branco, Julia Ianina, Lilian Damasceno, Thais Medeiros
Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 80 minutos
15 até 25/10
Quinta, Sexta, Sábado – 21h; Domingo – 19h
10/11 até 10/12
Quarta e Quinta – 21h
$20
crédito fotos – Lígia Jardim

“Não te Abandono Mais, Morro Contigo”

“Não te abandono mais, morro contigo” é a nova produção da Cia. Carne Agonizante, que tem direção artística de Sandro Borelli, estreia é dia 15 de outubro no Kasulo Espaço de Arte e Cultura.
Espetáculo de dança apresenta dois amantes cansados e desiludidos pelo fim de uma paixão que se diluiu por conta da inevitável ação do tempo. O que prevaleceu foi o amor, como sentido de ausência de toda esperança. Ambos já estão mortos desde o momento em que se olham e se tocam. Suas almas já partiram cabisbaixas para o desconhecido há tempos.

Não de abandono mais, morro contigo - exclusivas (1)
Como um desabafo, se entrelaçam desesperadamente em uma cama, numa espécie de dança da morte, completamente destituídos de tudo, exceto de uma inevitável necessidade de sexo para celebrar o desenlace.
“Não te abandono mais, morro contigo é simplesmente a insuportável constatação de que nada restou para eles, e o desejo de se libertarem deste nó górdio os faz cúmplices, e os torna terrivelmente unidos”, diz Sandro Borelli.
“Vamos nos abraçar e aproveitarmos o resto de calor que ainda resta de nossos corpos.”
‪#‎NãoTeAbandonoMaisMorroContigo‬ ‪#‎Teatro‬ ‪#‎Dança‬ ‪#‎SandroBorelli‬‪#‎KasuloEspaçoDeArteECultura‬ ‪#‎PomboCorreioAssessoriaDeImprensa‬

Não te abandono mais, morro contigo (6)

“Não te Abandono Mais, Morro Contigo”
Com Alex Merino, Amanda Santos, Everton Ferreira, Laia Martinêz, Magô Borges, Mainá Santana e Rafael Carrion.
Concepção, Coreografia e Direção: Sandro Borelli
Kasulo Espaço de Arte e Cultura (Rua Sousa Lima, 300 – Barra Funda, São Paulo)
Duração 45 minutos
15/10 até 15/11
Quinta a Sábado – 21h; Domingo – 19h
Grátis (limitado a 35 lugares)
Informações – ciacarneagonizante@gmail.com
crédito fotos – Júnior Ceccon