AMOR

Para comemorar seus 15 anos, o Grupo Gattu Teatro estreou a comédia “Amor” no ano passado. Por causa do sucesso, a peça teve temporada prorrogada para apenas mais 8 apresentações no começo deste ano.
Ambientado nos anos 20, o espetáculo conta a divertida história de oito personagens que embarcam em um navio rumo a Paris em busca de seus sonhos. No caminho, descobrem que a maior aventura de suas vidas é, na realidade, apaixonar-se. O público é convidado a entrar nessa engraçada e emocionante nau e torcer por um final feliz até a chegada à cidade do amor.
“Depois das montagens de “Reino”, (2014) e “Reino 2” (2015), duas comédias políticas que discutiam as artimanhas do poder, com traições e mortes por todos os lados, o Grupo me pediu um novo texto, mas com um tema menos árido, com muito romance e, porquê não, um final feliz. Mas no decorrer do processo, descobrimos juntos que falar de amor é ainda mais difícil” conta Eloisa Vitz sobre o quinto texto assinado e dirigido por ela para o Grupo Gattu. Entre eles, Eloísa foi indicada ao Prêmio FEMSA Cola-Cola em 2012, como Melhor Texto para teatro infantil por “RAPUNZEL”, e venceu em 2014 o Prêmio de Melhor texto Original concedido pelo Portal R7, por “REINO”.
image002
 
Amor
Com Eloisa Vitz, Miriam Jardim, Daniel Gonzales, Laura Vidotto, Fabio Gonzales, Mariana Fidelis, Thiago Surkus Forni e Lilian Peres.
Teatro do Sol (Rua Damiana da Cunha, 413- Santana, São Paulo)
Duração 75 minutos
30/01 até 28/02
Sábado – 21h; Domingo – 20h
(não haverá espetáculos nos dias 6 e 7 de fevereiro – carnaval)
Recomendação 14 anos
Entrada gratuita (Bilheteria para retirada dos ingressos abre uma hora antes do espetáculo.)
 
Texto e Direção: Eloisa Vitz
Fotos: Renato Rebizzi
Assessoria de Imprensa Flávia Fusco Comunicação

O DEFUNTO

A ciadasatrizes estreia o espetáculo ‘O Defunto’ na Oficina Cultural Oswald Andrade dia 11 de fevereiro, às 20h30. Espetáculo foi concebido a partir da obra de René de Obaldia, com provocação cênica e dramatúrgica de Marina Tranjan e Carlos Canhameiro e trilha sonora de Arrigo Barnabé. No elenco, as intérpretes criadoras Talitha Pereira, Tetembua Dandara e Marilene Grama.
“O Defunto” surge a partir da releitura da obra de René de Obaldia, 50 anos após a sua concepção. Nessa montagem, as atrizes optaram pela verticalização das características formais da dramaturgia do Absurdo, ou seja, da fragmentação e desconstrução do drama, criando fissuras pelas quais perspectivas diversas e discordantes podem trespassar.
No texto original de René de Obaldia isso se dá por meio da quebra da lógica linear e do desencontro entre falas/personagens, o que reflete a fissura entre a mentira e a poesia nas histórias contadas pelas personagens. Nessa encenação, esses recursos são radicalizados numa perspectiva pós-dramática, em que a unidade totalizante da forma do drama é substituída por uma composição polifônica em todos os seus níveis de construção.
Duas atrizes e dois músicos dividem o palco, promovendo uma multiplicação de perspectivas poéticas a respeito do material dramatúrgico. Desta forma, cria-se um quadro complexo referente à premissa que o constrói: “Duas mulheres que se encontram para evocar a memória de Vitor, defunto marido de uma delas.”
Para provocar e compor nesse universo de polifonias, foram convidados três artistas contemporâneos que contemplam em seus trabalhos o transpassar das barreiras das linguagens: Arrigo Barnabé, músico, compositor e ator; Marina Tranjan, atriz, dramaturga e diretora; e Carlos Canhameiro ator, dramaturgo e diretor.
O_defunto_-Marlise_Carvalho3-910x755
 
O Defunto
Com Talitha Pereira, Tetembua Dandara e Marilene Grama; e os músicos Daniel Muller e Rui Barossi
Oficina Cultural Oswald Andrade (Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo)
Duração 55 minutos
11 a 27/02
Quinta, Sexta e Sábado – 20h30
Recomendação 16 anos
Entrada gratuita (Ingressos são distribuídos 30 minutos antes de cada espetáculo)
Concepção: CiadasAtrizes
Provocação Cênica e Dramatúrgica: Marina Tranjan e Carlos Canhameiro
Trilha : Arrigo Barnabé
Fotografia: Marlise Carvalho
Iluminação : Daniel Gonzalez
Cenografia : José Valdir
Produção: Tetembua Dandara e Thais Rossi
Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO

Você já conhece o Teatro Porto Seguro. Agora, a empresa inaugura no dia 30/01 o seu novo Espaço Cultural Porto Seguro. A primeira exibição será “Grandes Mestres – Leonardo, Michelangelo e Rafael“.
Foi planejada por Alessandro Vezzosi (especialista em Leonardo Da Vinci) e Francesco Buranelli (especialista em Michelangelo). A produção é da Mats Rönngard, da Suécia.
Na exposição terão réplicas dos mestres do Renascimento Italiano; e procura proporcionar o contato do público com obras importantes.
Em breve, mostraremos as fotos do Espaço Cultural Porto Segur e da exposição.
 
Grandes Mestres – Leonardo, Michelangelo e Rafael
Espaço Cultural Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 610 – Campos Elíseos, São Paulo)
30/01 até 03/04
Terça a Sábado – 10h às 19h; Domingo – 10h às 17h
Recomendação Livre
Entrada gratuita (agendamento via Ingresso Rápido ou bilheteria no local)
(crédito foto – Kelson Spalato)