TEATRO JARDIM SUL

O Shopping Jardim Sul abre as portas de sua nova opção de lazer para seus frequentadores – o Teatro Jardim Sul.

No dia 05  de abril, o novo teatro abrirá duas salas de espetáculos. A sala um terá capacidade para 192 lugares (sendo 5 para pessoas com mobilidade reduzida e 3 para obesos) e o palco de aproximadamente 40 m²; a sala dois com 247 lugares (sendo 4 para pessoas com mobilidade reduzida e 3 para obesos).

Como diferencial, as salas terão venda de vinho na plateia. Este serviço só acontecerá nas peças destinadas ao público adulto, e as vendas ocorrem meia hora antes do início do espetáculo.

Já estão programadas cinco peças voltadas tanto para o público infantil (“Cinderela e o Pé Inchado”, “Corsários Inversos – Uma Incrível Aventura Pirata” e “Sítio do Pica Pau Amarelo – Em Busca do Tesouro Perdido”), como para o público adulto (“Terça Insana – Lili & Cia.” e “Capitão Rodrigo – A Saga de um Homem Comum”).

O Teatro Jardim Sul vem se juntar aos estabelecimentos que já existem em alguns shoppings da cidade, como Eldorado,  Bourbon, Pátio Higienópolis, Vila Olímpia, Frei Caneca e o recém inaugurado, JK Iguatemi.

Mas esta tendência de teatros em shoppings – que oferece benefícios para o público como segurança, estacionamento fechado e opções de alimentação – não vem de uma forma gratuita.

Isto acontece porque, como forma de estimular a cultura, a Prefeitura implantou uma lei (em vigor desde 1991) que determina que todo novo centro comercial com uma área de mais de 30 mil m² é obrigado a ter pelo menos um teatro e um cinema com, no mínimo, 250 lugares cada um. Esta lei também vale para o empreendimento que tem sua área ampliada em mais de 10 mil m².

Em contrapartida a construção de opções de lazer, em 1994, uma lei concedeu o benefício fiscal aos teatros, que ficaram isentos da outorga onerosa (uma taxa paga ao município de acordo com a construção).

Só que muitos shoppings receberam este benefício desde esta data e ainda não tem o seu teatro funcionando, como é o caso dos shoppings Morumbi, Santa Cruz, Pátio Paulista, Itaquera, Penha, entre outros. Simplesmente ampliaram sua praça de alimentação.

Com isso, a Prefeitura deixou de recolher os impostos desde 1994, ou seja, há mais de 10 anos. Isto revela um desfalque nos cofres públicos e mostra a incompetência da fiscalização municipal.

Mas parece que este ano, o cerco aumentou. O Shopping JK Iguatemi foi o primeiro a abrir o seu teatro em março. Agora vem o Jardim Sul. É esperarmos para vermos novos teatros sendo abertos em shoppings pela cidade.

(fonte – Monica Bergamo in Jornal Folha de São Paulo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s