IGNORÂNCIA

Os mineiros do Quatroloscinco – Teatro do Comum comemoram seu 8º aniversário com o público de São Paulo e estreiam a sua mais nova montagem IGNORÂNCIA no dia 22 de abril, sexta-feira, às 21 horas, na Funarte.

Em IGNORÂNCIA – quinto espetáculo do grupo mineiro – dois atores constroem diversas situações, ligadas por um jogo com trinta cadeiras de madeira espalhadas pelo palco. As cenas, ora ironicamente cômicas, ora dramáticas, criam reações contrastantes frente à ignorância humana e a obsessão pelo progresso civilizatório.

A montagem estreou em outubro de 2015 em Belo Horizonte e desde então já foram três temporadas na capital mineira. As seis cenas do espetáculo trazem a ignorância representada de várias maneiras. Marcos Coletta conta que o grupo procurava algo com tema bem atual e que fizesse um diálogo com a atualidade brasileira. “O discurso de Ignorância se propõe político, porém poroso, vacilante, na fuga dos discursos prontos e das verdades proclamadas pelo senso comum, abordando o estado da ignorância em diversas cores e espectros. No texto, propõe-se um diálogo com o mundo de hoje, permeado por interlocuções sociais, políticas e artísticas que, por certo, denunciam o quanto nossa humanidade está escapando de nossas mãos, enquanto assistimos impassíveis”, explica o dramaturgo e diretor.

ignorncia_22872493314_o

Ignorância

Fronteira e limite

O processo de criação de IGNORÂNCIA começou em maio de 2015, a partir do desejo do coletivo de se fazer um espetáculo com menos atores em cena e em menos tempo. Um mergulho intenso e sucinto em um tema concreto e cotidiano. As primeiras ideias surgiram sobre os conceitos de fronteira e limite, quando começou a se agravar a crise de refugiados na Europa. Foi então que se chegou à palavra-chave ignorância, que passou, então, a guiar o trabalho.

Para Coletta, muito do processo da montagem reflete as transformações ocorridas no teatro mineiro nesses últimos oito anos. “O teatro de grupo ganhou um novo fôlego, com o surgimento e fortalecimento de importantes coletivos, a colaboração entre artistas de diferentes grupos e áreas se tornou ainda mais importante, em um contexto em que a independência é tantas vezes mais que uma opção, e a criação autoral, especialmente no que diz respeito à dramaturgia, viveu uma verdadeira revolução”, diz ele.

IGNORÂNCIA é um espetáculo concebido e produzido sem nenhuma forma de patrocínio. Totalmente independente, o que não é novidade na trajetória do Quatroloscinco, a montagem contou com a colaboração de vários parceiros, muitos deles inéditos. Entre os artistas que trabalham com o grupo pela primeira vez estão, o iluminador Rodrigo Marçal, a bailarina Rosa Antuña, a pesquisadora vocal Ana Hadad, a figurinista Lira Ribas e o músico Barulhista. O grupo repete as parcerias com o cenógrafo Ed Andrade, agora com o reforço de Cristiano Cezarino, e com os designers Filipe Costa e João Emediato, da Lampejo.

Workshop gratuito

Além da nova montagem, o grupo irá fazer em São Paulo um workshop gratuito para replicar seus conceitos de criação. Em Dramaturgias do Comum, 20 participantes, terão acesso aos métodos básicos da concepção dramatúrgica do coletivo. O workshop – que acontece de 30 de abril a 8 de maio, sábados e domingos, das 16 às 19 horas – é destinado a artistas, estudantes, pesquisadores, professores de teatro, dramaturgos e criadores cênicos em geral. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail contato@quatroloscinco.com com envio de dados pessoais e minicurrículo.

Ignorância
Com Rejane Faria e Italo Laureano.
Funarte – Sala Carlos Miranda (Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 65 minutos
22/04 até 08/05
Sexta e Sábado – 21h; Domingo – 20h
Recomendação 14 anos
$20
 
Texto e Direção – Marcos Coletta e Assis Benevenuto.
Orientação Vocal – Ana Hadad.
Orientação Corporal – Rosa Antuña.
Cenografia – Eduardo Andrade e Cristiano Cezarino.
Figurino – Lira Ribas.
Iluminação – Rodrigo Marçal.
Trilha Sonora Original – Barulhista.
Observadores de Criação – Eid Ribeiro, Graziella Medrado, Paulo André, Sara Rojo e Vinícius Souza.
Projeto Gráfico – Filipe Costa e JM
Emediato – Lampejo.
Fotografia de Divulgação – Felipe Messias.
Fotografia de Cena – Guto Muniz – Foco in Cena.
Vídeo – Janaína Patrocínio – JPZ Comunicação.
Produção – Maria Mourão.
Realização – Quatroloscinco – Teatro do Comum.
Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s