ENTREVISTA COM RENATA BORGES PIMENTA VALLE

Alberto Pinto – nosso amigo de profissão, proprietário do site “O Que Rola Na Matriz” e colaborador especial do Opinião de Peso – conseguiu arrumar um tempo na agenda corrida de Renata Borges Pimenta Valle, produtora e sócia proprietária da Fabula Entretenimento, para conhecer um pouco mais sobre o que a mulher e empresária pensa, seus gostos e crenças pessoais e próximos projetos.

É um prazer tê-la no nosso site, Renata. Seja bem vinda!

Nosso mundo é o palco onde os sonhos ganham vida
Renata Borges Pimenta Valle
A5RENATA

Não tenho como começar essa matéria sem contar do fascínio que senti quando a conheci pessoalmente na coletiva de imprensa do musical Cinderella. Nós da coletiva, estávamos todos tensos devido alguns acontecimentos em torno da produção do musical e parecia que, mais importante do que o próprio musical eram os tais acontecimentos. Pois bem, sentada ao lado do diretor Charles Möeller, com seu olhar enfático, imobilizou todos os presentes com suas explicações sobre a história da montagem aqui no Brasil.

Naquele dia, feitas as minhas perguntas, queria conhecer um pouco mais e saber o que mais existia além daquela postura super profissional que nos passava a diretora da “Fabula Entretenimento”. Então sonhei em ela responder aquele famoso questionário Proust, uma brincadeira singela, mas que poderia nos mostrar mais sobre aquele “monumento” de profissionalismo. E sem muita pretensão, entrei em contato com ela que imediatamente topou a brincadeira.

Mas antes de irmos ao questionário, quero aqui deixar o depoimento de um dos grandes do teatro musical:

cRENATA BORGES, que conheço relativamente há pouco tempo, é uma grata surpresa na nossa profissão.
Uma produtora com temperamento de produtora. Isso é raro por aqui.
Temos no Brasil a tradição de que os artistas sempre se autoproduziram.

São seminais e clássicas as companhias de Eva Todor, Dulcina de Moraes, Sérgio Brito, Procópio Ferreira, estas no passado, e mais recentemente Marco Nanini, Marieta Severo, Antônio Fagundes, Ary Fontoura, entre os maiores nomes da nossa profissão, todos costumam produzir seus próprios espetáculos com enorme competência.

Desde a saída de cena de empreendedores como Oscar Ornstein e Victor Berbara, que trouxeram ao Brasil os grandes espetáculos estrangeiros nos anos 1960/70, a posição de produtor foi geralmente ocupada por profissionais que vieram de carreiras no palco e decidiram enveredar pela produção, ou mais recentemente de outsiders que nem têm exatamente identidade ligada ao teatro, não são ligados a repertório ou ao conteúdo do que levam à cena, mas sim ao empreendimento em si.

Pois vejo em Renata Borges a volta de uma figura fundamental no nosso meio que é a do Produtor que sabe o que está apresentando, preocupa-se com acabamento, finalização, entrega do espetáculo, e, no entanto, não tem veleidades artísticas, não é alguém que gostaria de estar em cena ou na direção, é alguém com vocação natural para ser PRODUTOR.

Creio que Renata vai trazer ao público muito teatro de qualidade, muitas escolhas baseadas em critérios artísticos aliados a potencial de mercado, porque vivemos do que fazemos, não existe teatro quando não há público. Eu saúdo Renata como colega, e aprecio sua força de vontade destemida para fazer o “quase impossível”… acontecer! Claudio Botelho

Bem, dito isso, vamos conhecer mais um pouco dessa “A Produtora”.

Casada, jornalista de formação, com passagem pela emissora CNT. Sempre atuante no jornalismo, se dedicou em assessorar personalidades, empresas e grandes marcas. Atuou na área de eventos e foi na Formula 1 que adquiriu larga experiência em contratos de marketing.

Nos últimos oito anos resolveu se dedicar as captações culturais ajudando diversas produtoras a colocarem seus projetos nos palcos brasileiros. Ao lado de Douglas Carvalho Jr., Raphaela Carvalho e Luiz Castro decidiu que era a hora de montar a sua produtora e criaram a Fabula Entretenimento, que chega ao mercado para oferecer musicais da Broadway produzidos no Brasil com qualidade e profissionalismo.

A6RENATA

Agora, vamos às respostas do famoso questionário Proust, que, não foi criado por Marcel Proust (1871-1922), mas ficou famoso por ele ter respondido. Na época da adolescência do escritor, cadernos com esse tipo de questões eram um passatempo comum.  Ele respondeu ao de sua amiga Antoinette quando tinha 18 anos. Esse manuscrito foi encontrado em 1924 e, desde então, popularizou-se como uma forma de entrevista-padrão. Várias celebridades já o responderam em uma seção fixa da revista Vanity Fair ou no programa de TV Inside the Actors Studio, por exemplo.

Qual o principal aspecto de sua personalidade?

Sou muito exigente e impulsiva.

Qual sua qualidade favorita num homem?

A generosidade e a forma educada que trata a todos de uma maneira geral. Mas acima de tudo preciso admirar este homem.

Qual sua qualidade favorita numa mulher?

A elegância em gestos e atitudes 

O que mais aprecia nos amigos?

O fato de serem meus amigos, de me aturarem (risos) de estarem ali para mim assim como estou para eles. Amizade para mim é coisa muito séria. Tenho poucos amigos, mas estes poucos nenhum dinheiro compra.

Qual seu principal defeito?

Não consigo fazer algo mais ou menos. Me sinto como se tivesse enganando alguém. Me cobro muito.

Qual seu passatempo favorito?

Sonhar. Realizar sonhos. Trabalho para isso. Ah! e viajar.

Qual sua noção de felicidade?

Estar com meu filho, meu marido, meu enteado. Meus bichos. Olhar em volta e dizer: como sou feliz! Felicidade depende de coisas simples. Mas a simplicidade precisa ter verdade! Fazer o que tenho vontade

Qual sua noção de infelicidade?

Perder alguém! Não existe infelicidade maior.  Ver alguém morrendo e não poder fazer nada…

Se você não fosse você mesma, quem seria?

Ayrton Senna. Sou fissurada por F1.

Onde gostaria de morar?

Exatamente onde moro. Mas em um sonho ideal em um mundo sem doenças e sem violência. Onde o respeito e a compaixão pudessem reinar.

A7RENATAQual sua cor favorita?

Preto. Adoro, acho clássico, emagrece e sempre muito elegante.

Qual seu escritor favorito?

Scott Fitzgerald, Marcel Proust e Leon Tolstói. Mas no total das obras, William Shakespeare e Hernest Hemingway

Qual seu poeta favorito?

Carlos Drummond de Andrade e Vinicius de Morais no topo. Mas tenho lido muitas coisas interessantes de T.S Eliot. Gosto muito de Rainer Maria Rilke .

Qual seu herói favorito na ficção?

Iron Man e Superman.

Qual sua heroína favorita na ficção?

Adoro a “Mulher Maravilha”.

volpiQuais seus pintores favoritos?

Adoro artes. Fiz curso em Londres. Sem dúvida Michelangelo, Velásquez Caravaggio, Botticelli e Renoir. Pintores que aprecio ou que tenho alguma obra no Brasil são Virgílio Dias, Nuno Ramos , Claudio Dantas.  

A Autodidata de Heitor dos Prazeres encanta. Caribé e Di Cavalcanti. Quando era mais nova ficava admirando um dos quadros dos meus pais. Umas bandeirinhas. Claro era um Volpi que mais tarde fui compreender.

Anitta Malfatti e Tarsila do Amaral. Gosto muito! A Beatriz Milhazes amo!

Uma obra da querida Isabella Francisco foi a última que adquiri. Um luxo!

 Quais seus compositores favoritos?

Compositores os quatro de Viena: Haydn, Mozart, Beethoven e Schubert. Outro que me encanta é Debussy. Mas o mais completo sem dúvida é Bach.

No Brasil gosto de ouvir Tom e Vinicius.  Cartola e Gonzaguinha na raiz na nossa cultura são referências.

Na música brasileira contemporânea gosto de Seu Jorge.

Falando de Broadway curto George Gershwin. Ele ao mesmo tempo compôs para Broadway e teve suas músicas interpretadas por diversos ícones como Fred Astaire, Billie Holliday , Frank Sinatra, Julie Andrews e Judy Garland, até Madonna, Sting entre vários outros .

Veja o CD de  Ella Fitzgerald Sings The George and Ira Gershwin é um escândalo! Não posso deixar de citar Heitor Vila Lobos. Na Broadway a contribuição dele foi com Magdalena(1). E no topo a dupla Richard Rodger e Oscar Hammerstein II. Fazendo Cinderella e pela minha paixão pelos musicais da Broadway eles são para mim os melhores. A dupla se completava. Um compondo as músicas e o outro escrevendo as letras.

(1)”Magdalena”, em 2 atos, foi encomendada a Heitor Villa-Lobos pelos letristas americanos Robert Wright e George Forrest – dupla responsável pela bem sucedida montagem de “Kismet”, musical adaptado sobre a obra de Borodin – que queriam um espetáculo que tivesse como cenário a América do Sul. Misto de musical e opereta cômica, a peça fez sua estreia em 1948 e passou, ao longo de três meses, por Los Angeles, São Francisco e Nova York. O musical, que tem leves toques tragicômicos, versa sobre conflitos religiosos, sobre a luta dos povos ameríndios contra a opressão e sobre a exuberância dos trópicos e suas riquezas naturais.

Quais seus heróis na vida real?

As pessoas que me ajudaram ou me ajudam. São todos super heróis para mim. Mas existem aqueles super heróis anônimos que eu admiro. As histórias de pessoas que deram a volta por cima. Seja em uma luta contra uma doença, um vício ou uma situação de profunda dor. Admiro muito essas pessoas.  

Mas acima de tudo Deus! Meu maior Super Herói.

Qual sua figura feminina favorita na história?

Adoro a bondade e espiritualidade de Madre Teresa de Calcutá, a coragem de Dandara e Anita Garibaldi.

A elegância de Jacqueline Onassis e Audrey Hepburn. A raça de Maria Bonita. Ser Política como Cleópatra e Catarina De Medicis, o feminismo de Mary Wollstonecraft, e a realeza de Elizabeth I. A voz de Billie Holiday.

O talento de Julie Andrews e Mary Martin.

12963812_591451681022394_4367075919651044462_nCite 3 musicais favoritos que gostaria de produzir (essa pergunta é minha!)

Bom, Cinderella de R&H era um.   Sim, eu aceito, por ter sido o único musical na Broadway feito por somente dois atores, tinha um mega desafio, eu produzi.  E O Fantasma da Ópera sem dúvida seria um!

O que você mais odeia?

Maldade

Quais as figuras históricas que você mais odeia?

Hitler no topo!   Bin Laden, Saddan Hussein e os torturadores ao redor do mundo.

Mas os ditadores legitimaram o extermínio através do poder.  Kim Il-Sung. O Leopold II da Bélgica foi um criminoso! Pinochet outro! Mussolini outro carrasco!  Colocaria todos em uma fogueira!

Junto com Marcelo Paixão militar torturador FDP que existiu no Brasil. Esse tipo de gente não deveria nascer! Esses merecem morrer várias vezes! Nem o inferno aceita esses monstros!

Em política você se entusiasma com quais partidos? (Minha pergunta também)

Infelizmente desde sempre todos os partidos estão envolvidos com histórias de corrupção.

Hoje não tenho partido e nenhum político têm meu voto. Hoje sou Brasil. O que for melhor para o país e para a maioria é o que hoje eu procuro ser. Precisamos pensar no coletivo, sermos menos individualistas.

Tudo está desta forma pois as pessoas só pensaram até hoje no seu próprio bem.

Enquanto a sociedade não deixar de ser Eu e passar a ser Nós, eu, você e o outro, iremos padecer sempre.

Qual o talento que você gostaria de ter?

Voar! Seria o máximo!

Como você gostaria de morrer?

Não gostaria de crescer, ou envelhecer. Amo a vida.  Mas se não tiver jeito, claro, em uma cama bem quentinha. Tendo a certeza de que amei e fui amada. Que na minha jornada errei e acertei. Mas que tivessem mais acertos. Tendo já conhecido e aproveitado meus netos. E principalmente morrendo tendo a certeza de que meu filho ficaria bem.

Qual é seu estado mental atual?

Extremamente cansada e estressada.  Mas realizada! Um mix ! Tenho uma inquietude dentro de mim.

Por qual defeito nos outros você tem menos tolerância?

Soberba e Falsidade.

Qual seu lema favorito?

Sonhos se tornam realidade, se você realmente desejar com todo coração. Você pode ter tudo na vida, mas terá que fazer sacrifícios para isso.

 Seu grande amor, além do teatro é:

Meu filho! Minha vida! Meu Marido minha paixão. Meu enteado meu presente. Minha família minha base. Meus amigos minhas estrelas. J Lo minha ” filhota linda”. Meu trabalho meu combustível.

A1RENATASeu próximo sucesso já confirmado é:

Sucesso não têm fórmula. Quem dera que tivesse.

Tenho muito trabalho pela frente.Terei o musical da Broadway ” American Idiot” com o Mauro Mendonça Filho.

O musical “O que eu vou ser quando crescer ” com apoio oficial da Lego, o musical ” First Date” e algo que por enquanto não posso falar.  Mas está por trás de uma das respostas que eu dei.

Sonhos se tornam realidade, se você realmente desejar com todo coração. Você pode ter tudo na vida, mas terá que fazer sacrifícios para isso.

Renata Borges
12672100_10201801118585087_1679293705698097170_o
                     
Alberto Pinto
(É colunista do “O que rola na Matriz”, formado pela PUC e apaixonado por Teatro e Teatro musical)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s