OITO BALAS

No próximo dia 11 de junho a Companhia do Ruído, nova Cia. Teatral de São Paulo, estreia o seu primeiro espetáculo com o drama Oito Balas, formada pelos atores Carol Rainatto e Homero Ligere.

A trama dirigida por Kleber Montanheiro conta sobre o destino de Marion que está nas mãos de Jean, um homem entristecido que acaba de perder seu grande amor. Após um inusitado encontro em um bar, Marion revela sua história e o real motivo de estar naquele local. Ao deixar Jean de mãos atadas, ela o persuade por um tempo, conseguindo talvez a possibilidade de se salvar de uma provável carceragem.

FOTO 07

Para o espetáculo Oito Balas, a concepção cênica surgiu numa inspiração em duas vertentes: a dança teatro e o cinema. Como o texto trata de um crime, a primeira ideia da direção foi se orientar pelos filmes do cineasta Quentin Tarantino, que conta a história de forma exacerbada e normalmente em capítulos, como uma novela. Para complementar o desenvolvimento da pesquisa cênica, buscamos na dança teatro uma forma de expressão para potencializar o texto e a história que seria contada pelos dois atores em cena.

A ideia foi promover um entrelaçamento entre dança e palavras. Os corpos ganhando consciência de si próprios e expressividade através de repetições de gestos, palavras e experiências, em constante transformação. O teatro tem a sua essência na linguagem verbal. A dança tem sua essência no corpo humano, ele é o seu principal instrumento de expressão. Nesse espetáculo, buscamos unificar esses dois elementos; o corpo agora é texto dos dançarinos-atores ou dos atores-dançarinos.

Entre os capítulos que se desenvolve a história de Oito Balas, trazemos para a cena curtas coreografias, que contam de forma visual a história de trás para a frente, revelando assim, detalhes das relações entre as personagens Jean e Marion. Essas duas histórias – visual e verbal -, caminham em paralelo durante toda a peça, revelando a grande surpresa que o texto nos apresenta ao final da última cena.

Oito Balas
Com Carol Rainatto e Homero Ligere
Espaço Satyros (Praça Franklin Roosevelt, 222 – Centro, São Paulo)
Duração 60 minutos
11 até 25/06
Sábado – 23h59
07 até 28/07
Quinta – 21h
$30
Recomendação 18 anos
 
Texto: Carol Rainatto
Direção, cenário, luz e figurino: Kleber Montanheiro
Assessoria de Imprensa: Fabio Camara
Realização: Companhia do Ruído

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s