OS DOIS E AQUELE MURO

Quando escreveu esta peça, o autor convidou Francisco Medeiros para uma primeira leitura encenada. Em seguida, o texto foi publicado e depois de alguns anos ganhou o edital do Prêmio Zé Renato de apoio à produção e desenvolvimento da atividade teatral para a cidade de São Paulo – 3ª edição – 2015. Os Dois e Aquele Muro está em cartaz no Espaço dos Fofos. Em cena, os atores Plínio Soares e Luciano Gatti.

No espetáculo dois homens – Lucio e Jonas – marcam um encontro virtualmente e se veem pela primeira vez em um pub. Depois de alguns drinks e conversa, dirigem-se à casa de Lúcio onde o jogo de sedução e poder começa a ficar mais radical. Dois homens solitários, dois universos tristes em busca de algo se jogam em uma noite de caça.

Em Os Dois e Aquele Muro Francisco Medeiros optou por uma linguagem não realista em que a escritura cênica se organiza partindo de uma relação de paralelismo entre ações verbais e ações físicas. O percurso descrito pela obra se inicia num espaço público e se transfere para um espaço privado, que por sua vez vai ganhando uma dimensão íntima crescente.

image002

Para o diretor “o encontro entre duas pessoas no mundo de hoje ocorre com muita frequência no território da disputa de poder. É cada vez mais comum vermos que nós, da espécie humana, buscamos o sentido do encontro na necessidade de submeter, subjugar, vencer: uma guerra, um jogo implacável, em que há quase sempre só duas opções: viver ou morrer, ganhar ou perder”.

Os Dois e Aquele Muro mescla de maneira intrigante drama, comédia, suspense, numa sucessão não linear de cenas breves e de variadas pulsações. Imersos na incessante luta pelo poder, nem por isso os dois deixam de experimentar o sabor do afeto, da solidariedade, da ferina ironia, do respeito pelas diferenças, mesmo vivendo as dificuldades ou mesmo as impossibilidades de degustar estas dimensões que também fazem parte da aventura de estar vivo.

Os Dois e Aquele Muro
Com Luciano Gatti e Plínio Soares
Espaço dos Fofos (Rua Adoniran Barbosa, 151 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 60 minutos
13/06 até 03/08
Segunda, Terça e Quarta – 21h
$30
Grátis para professores e alunos da rede municipal de ensino.
Recomendação 16 anos
 
Texto: Ed Anderson.
Direção: Francisco Medeiros.
Assistência de direção e trilha sonora: Aline Meyer.
Cenografia: Heron Medeiros.
Figurinos: Marichilene Artisevskis.
Iluminação: Domingos Quintiliano.
Preparação corporal: Bruna Longo.
Direção de produção: Maurício Inafre.
Produção executiva: Ana Elisa Mattos.
Assistência de Produção: Murilo Carvalho.
Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s