LEVANTE

Depois de um temporada de sucesso no Club Noir, LEVANTE, peça com direção de Roberto Alvim e texto de Daniel Graziane, volta aos palcos de São Paulo na SP Escola de Teatro. Com elenco formado por 10 atores, o espetáculo fala dos desdobramentos políticos de nossa atual revolução tecnológica, sendo focado no universo dos hackers.

Alvim, que foi professor de Daniel Graziane na primeira turma de dramaturgia da SP Escola de Teatro, explica que há tempos tinha vontade de trabalhar com o ex-aluno. A atualidade do texto e o seu teor político despertaram a vontade de Alvim montar LEVANTE: “As peças do Club Noir têm abordado duas linhas principais: ou temáticas eminentemente políticas, que abordem questões contemporâneas emergenciais; ou o campo do delírio, das pulsões inconscientes. O texto de Graziane se insere na linha radicalmente política: trata-se de algo inédito na dramaturgia mundial, haja vista abordar um fenômeno completamente novo, o do poder político das redes sociais. Ele mostra como a tecnologia proporciona caminhos para uma revolução política, algo que vem acontecendo em todo o mundo nos últimos anos”, explica o diretor.

O vazamento de informações denominado Escândalo Panamá Papers mostra como a internet pode deixar presidentes, primeiros ministros e outros chefes de estado em situação vulnerável. Tempos em que qualquer pessoa pode, de seu quarto numa periferia de um país subdesenvolvido, detonar crises sem precedentes.

FB_IMG_1466095875521

Olhar para o novo

O texto, como explica Daniel Graziane, faz alusão às manifestações que aconteceram em 2013, mas também faz uma gênese de uma série de revoluções da história moderna. “O espetáculo mostra como toda a revolta contra sistemas corrompidos pode eclodir do campo virtual e tomar as ruas no mundo real”.

No elenco, Roberto Alvim traz nomes como Diego Machado, Taynã Marquezone, Arthur Rangel, Érika Kou, que já fizeram outros trabalhos com ele no Club Noir, além de novos atores que o diretor descobriu recentemente. “Nos cursos que fazemos no Club Noir, sempre descobrimos alguns profissionais que se destacam dos demais, e temos aproveitado esses talentos dentro das nossas peças”, conta. A estética do espetáculo segue a assinatura de Roberto Alvim em suas últimas montagens.

Daniel Graziane foi aluno no Núcleo de Dramaturgia SESI-Britsh Council, do qual Roberto Alvim foi professor, e teve seu texto, Fogo Azul de Um Minuto, selecionado pelo programa para ganhar uma montagem, dirigida por Zé Henrique de Paula. O autor também foi um dos vencedores do Prêmio Funarte de Dramaturgia, em 2014.

Na ocasião, Marici Salomão, que foi jurada do prêmio Shell de Teatro, elogiou o texto pela coragem no campo da construção e pelo hibridismo de linguagem. Segunda ela, “Daniel Graziane é um autor obstinado, que não tem medo de se arriscar como inventor“. 

levante

Levante
Com Arthur Rangel, Diego Machado, Vinicius Tardelli, Taynã Marquezone, Érica Kou, Maria Alarza, Camilla Flores, Adriano Rodrigues, Douglas de Abreu e Leandro Grance.
SP Escola de Teatro (Praça Franklin Roosevelt, 210 – Consolação, São Paulo)
Duração 45 minutos
08/07 até 05/08
Quinta e Sexta – 21h
$30 / $10 (alunos da SP Escola de Teatro)
Classificação 16 anos
 
Texto – Daniel Graziane.
Direção, iluminação e cenografia – Roberto Alvim.
Figurinos – Juliana Galdino.
Trilha Sonora Original – Club Noir.
Assistente de Direção – Steffi Braucks.
Programação Visual – Felipe Uchoa.
Fotos – Giovanna Costa e Gabriel Bicho.
Produção – Club Noir.
Assessoria de Imprensa – Nossa Senhora da Pauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s