ALLAN KARDEC – UM OLHAR PARA A ETERNIDADE

O influente educador, autor e tradutor francês Hippolyte Léon Denizard Rivail – que ficou conhecido sob o pseudônimo de Allan Kardec (1804 – 1864) e se notabilizou como o codificador do espiritismo – tem sua história contada no teatro. Com texto de Paulo Afonso de Lima e direção de Ana Rosa, recordista no Guiness Book por atuar em mais de 54 novelas, o espetáculo Allan Kardec Um Olhar para a Eternidade faz única apresentação dia 30 de julho, sábado, 17h, no Teatro APCD.

Com argumento biográfico, a dramaturgia relata a vida de Hippolyte León Denizard Rivail, desde o nascimento em Lyon, até a morte em Paris, em 1869. São representadas passagens importantes da sua juventude, a devoção aos estudos na Suíça, o casamento com Amelie Gabrielle, a dedicação ao estudo dos fenômenos espíritas e o seu empenho em divulgar a doutrina espírita.

image007

Em cena, Rogério Fabiano revive a trajetória do educador, escritor e tradutor francês. A maioria do elenco se divide entre dois, três ou mais personagens. Érica Collares vive a médium Gertrudes Laforgue e a esposa dele. “A história de Amelie e Kardec é bonita. Eles eram companheiros em uma vida passada e se reencontram. Foi amor à primeira vista. Estavam destinados à missão do espiritismo”, conta a atriz.

Priscilla de Amorim tem entre os seus papéis a mãe e a amiga de Kardec, respectivamente Madame Rivail e Justine Frenard, além da Madame Plainemaison – figuras fundamentais na vida do estudioso. “A primeira pessoa espírita que ele tem contato é com a culta e sofisticada Madame Plainemaison. Ele a visita pretendendo desmascará-la, mas recebe uma mensagem do além, que o faz mudar radicalmente e começar a codificação do espiritismo”, conta Priscilla de Amorim.

Outros integrantes do elenco são Gustavo Ottoni – que interpreta o Professor Fortier, o padre católico e o tio Maurice – e Leandro d’Melo, como o Mago Lacazze, o Professor Pestalozzi, o médium Jean Paul e o Espirito da Verdade.

Estou entusiasmada primeiro por se tratar da vida e obra de Allan Kardec. Segundo, porque o texto de Paulo Afonso de Lima é uma obra de arte, tanto em termos de pesquisa como de teatralidade. E terceiro, por orquestrar o talento e sensibilidade de atores como Rogério Fabiano, Érica Collares, Gustavo Ottoni, Leandro d’Melo e Priscilla de Amorim. É um exercício que me revigora como atriz que sou e me entusiasma como diretora a cada ensaio“, afirma Ana Rosa.

 

 

Allan Kardec – Um Olhar para a Eternidade
Com Rogério Fabiano, Érica Collares, Gustavo Ottoni, Leandro d’Melo e Priscilla de Amorim.
Teatro APCD (Rua Voluntários da Pátria, 547 – Santana, São Paulo)
Duração 80 minutos
30/07
Sábado – 17h
$70 ($30 – sócios e funcionários APCD/ABCD).
Classificação livre
 
Texto: Paulo Afonso de Lima.
Direção: Ana Rosa.
Direção de arte e luz: Guillermo Luis.
Iluminação: Carlos Alberto Boschini.
Operador de luz e vídeos: Marcelo Pirillo.
Cenário, figurinos e adereços: Francisco Emanuel Leite.
Produção: Érica Collares e Rogério Fabiano.
Assessoria de Imprensa: Arteplural Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s