WE WILL ROCK YOU (ÚLTIMA SESSÃO)

The Show Must Go On“. Com esta música do Queen (1991), o espetáculo “We Will Rock You” encerrou em grande estilo sua temporada na noite de 31 de julho no Teatro Santander.

A última sessão foi uma experiência emocionante. Percebia-se a energia no ar. Parecia que o público sabia que vivenciaria algo mais do que uma apresentação normal do espetáculo. Assim que  começaram os primeiros acordes, a plateia e os atores e músicos ficaram ligados na “vibe do rock ‘n’ roll

Eram atores que estendiam mais as notas e potencializavam suas vozes; aplausos de pé por parte da plateia; mãos levantadas acompanhando as canções; funcionários assistindo a apresentação e dançando junto. A música do Queen reverberava por todos os espaços do Teatro Santander e incendiou a todos.

O espetáculo era um sonho da produtora Almali Zraik, da Caradiboi Arte e Esportes, e de Julio Figueiredo Junior, da Atual. Quando foram convidados em 2014 pela WTorre para estrear o Teatro Santander, pensaram logo neste espetáculo. Conseguiram comprar os direitos em 2015 e neste mesmo ano, Almali encontrou os dois integrantes da banda QueenBrian MayRoger Taylor, quando estes fizeram show no Ginásio do Ibirapuera – e recebeu as bençãos deles para o projeto.

bessa_camarim-banda-queen-em-sp_0971.jpg

Roger Taylor, Almali Zraik e Brian May

Para Almali, a temporada é o resultado “tanto da companhia, quanto elenco, quanto produção. Nunca vi uma equipe tão linda, tão apaixonada. Um espetáculo que fala do poder do rock, ele realmente é transformador, é absurdo…. ficou todo mundo apaixonado pela energia que a gente troca ai dentro. Queríamos ter podido ficar mais, mas se o tempo é o que foi permitido, agradeço.

Isto pôde ser comprovado também através do Prêmio Bibi Ferreira 2016, que reconhece os talentos do Teatro Musical. “We Will Rock You” recebeu 3 indicações – melhor ator e atriz coadjuvante (Nicholas Maia e Thais Piza) e musical

Thais comentou que “até agora foi a experiência mais incrível da minha vida. Esta peça é uma energia que não dá para explicar. E ser indicada é uma gratidão imensa. Gratidão é a palavra. É minha primeira indicação a um prêmio. Estou muito feliz, muito confortada. Depois de tudo que passei este ano, vou voltar a caminhar e poder respirar mais aliviada.

Pedido de Casamento entre Protagonistas

O espetáculo também foi especial para os atores Lívia Dabarian e Alírio Netto, que interpretaram o casal de protagonistas, “Scaramouche” e “Galileo Fígaro”. Ao término da apresentação do dia dos namorados, Alírio pediu a mão de Lívia na frente dos colegas de musical e da plateia que assistia. (veja o pedido neste link – https://goo.gl/U4kSWL)

1917012_1691238484492980_6869258720345203628_n.jpg

Lívia disse que “a maior emoção foi lógico o pedido de  casamento. Não tem como, é imbatível. Qualquer mulher que trabalha com arte, com teatro, um dia sonha em ser pedida em casamento no palco. E ter o amor da minha vida, o presente que o Queen me deu. Vou levar estes momentos, além dos vividos como “Scaramouche”, pelo resto da minha vida.”

Para Alírio, “foi o melhor show que eu fiz na vida. Parece piegas, mas é verdade. Virei cantor por causa do Freddie Mercury. E este musical foi a maior  conquista da minha vida, porque eu não só conquistei cantar estas músicas escolhidas pelo Brian May, como encontrei a minha esposa. Tiveram momentos bem emblemáticos neste show e cada vez que eu olhava para a estátua do Freddie no palco, eu agradecia a ele por me ter dado a oportunidade de estar aqui. Foi um divisor de águas na minha vida.”

“O Show Deve Continuar”

Rodrigo Miallaret também levará grandes lembranças do espetáculo. A primeira será da possibilidade de ter vivido o personagem “Toca“; pois o ator Felipe de Carolis, escolhido originalmente para o papel, não pôde interpretá-lo por causa de outros compromissos. “Foi um acontecimento ímpar fazer o personagem “Toca”. Cheguei nos 48 minutos do segundo tempo e fui até o final dos pênaltis. Foi inesquecível, indescritível, perfeito. Só isso que tenho a dizer. ‘Let’s Rock!’“, disse Rodrigo.

Douglas Tholedo entrou no musical, com a temporada já acontecendo. “Não tenho palavras para descrever. Já peguei o processo no meio, tive pouco tempo para me adaptar. Tive 3 ensaios e já entrei na peça, e foi arrepiante. A energia do grupo é muito boa, muito intensa e o resultado aparecia no palco e para plateia todos os dias. Dávamos o máximo, 110% todo o dia. É uma peça cansativa de fazer pela energia que a gente gasta, mas é muito prazerosa porque devolve em emoção. Você volta para casa com o coração cheio de esperança e de alegria.”

Voltando ao começo, citando a canção “The Show Must Go On“, podemos fazer uma comparação com o sentimento que os produtores, a equipe técnica e os atores vivem a cada término de temporada, enquanto esperam pela próxima produção.

O show deve continuar (“The show must go on)
O show deve continuar, sim, sim (The show must go on, yeah, yeah)
Por dentro meu coração está se partindo (Inside my heart is breaking)
Minha maquiagem pode estar escorrendo (My make up may be flaking)
Mas meu sorriso (But my smile)
Ainda permanece (Still stays on)

O show deve continuar, sim (The show must go on, yeah)
O show deve continuar (The show must go on)
Eu irei enfrentar tudo com um grande sorriso (I’ll face it with a grin)
Eu nunca irei desistir (I’m never giving in)
Continue com o show (On with the show“)

 

Vídeos Extras:

We Will Rock You – link

Bohemian Rhapsody – link

We are the Champions – link

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s