FOREVER YOUNG

Imagine que muitos anos se passaram, e os ídolos da sua juventude agora estão velhos. Quase centenários. Seus corpos, instrumentos de trabalho, não respondem mais da mesma forma. A voz falha. O humor não é o mesmo. Apenas o brilho no olhar deixa transparecer que suas essências permanecem. Eles ainda amam o bom (e velho) rock’n roll.

Num antigo teatro transformado em asilo, essas estrelas do passado se divertem e fazem mil planos de dominação mundial – enquanto a enfermeira não volta, claro. É esta a proposta da comédia musical “Forever Young”, iniciando oficialmente sua temporada dia 19 de agosto no Teatro Raul Cortez da Fecomércio.

O produtor Henrique Benjamin, que se deparou com o sucesso estrondoso da peça do suíço Erik Gedeon em Madri, esclarece que não se trata de um musical blockbuster (embora tenha sempre casa lotada por onde passe): “temos um cenário modular, o que facilita muito a circulação da peça por cidades onde não haja a estrutura gigantesca necessária a muitos musicais que conhecemos. Além disso, o elenco enxuto traz flexibilidade para a produção”.

Por falar em elenco, o produtor tirou a sorte grande. Jarbas Homem de Mello, Paula Capovilla, Marcos Tumura, Cláudia Ohana e (estreando em musicais a convite do diretor, Jarbas) Carmo Dalla Vecchia são os idosos protagonistas. Miguel Briamonte assina a Direção Musical e vive o pianista do asilo. A enfermeira “carrasca” é interpretada por Fafy Siqueira. Os stand-ins são igualmente espetaculares: nos papeis femininos, a substituição caberá a Naíma; os rapazes serão eventualmente vividos por Rodrigo Miallaret.

Em cena, os anciãos Jarbas, Paula, Tumura, Cláudia e Carmo pegam emprestado mais do que os nomes dos atores. Cada personagem tem um pouquinho da identidade de seu intérprete. “Fizemos ainda um trabalho com a preparadora Renata Melo de descobrir como os nossos corpos envelheceriam, quais seriam as limitações de movimento, de fala, de cada um”, diz Cláudia.

Já na Direção-geral, Jarbas afirma que buscaram trazer o tema para o Brasil, para “os nossos velhinhos”. Na trilha sonora, além de clássicos internacionais dos anos 60, 70 e 80, o maestro Briamonte incluiu Raul Seixas, Tim Maia, Ernesto Nazareth e outros compositores brasileiros. “Somos nós. Este é o nosso universo”, diz ele. Algumas composições incidentais são do próprio Miguel Briamonte, em parceria com Fafy Siqueira.

A conversa com a imprensa, regada a café passado na hora e amanteigados caseiros, teve clima de tarde chuvosa na casa da avó. Foi um bate-papo delicioso sobre como retratar de forma leve a exclusão social da terceira idade (sem deboche ou caricatura), longevidade no Brasil e a arte de envelhecer com otimismo. Afinal de contas, 2050 (quando teoricamente se dá a ação da peça) é daqui a 34 anos. Está logo ali.

Diante de uma questão quase filosófica (“Qual chama vocês esperam que não se apague quando tiverem 90 anos?”), os artistas responderam em uníssono: “a alegria“. Depois citaram também a curiosidade e a vontade de olhar sempre para frente como metas de vida. Fafy ainda acrescentou que tem certeza de que estará “fazendo tudo o que faz agora” (atuando, compondo, cantando, produzindo… Nós esperamos que sim!).

De fato, com um grupo tão fenomenal de “velhinhos”, a conclusão da conversa não poderia ser outra: só fica velho quem não se diverte.

(colaboração e fotos – Rebecca Celso)12278906_10153839933960337_6738104131258837289_n

Forever Young
Com Claudia Ohana,  Carmo Dalla Vecchia, Jarbas Homem de Mello, Marcos Tumura, Paula Capovilla e Fafy Siqueira
Piano: Miguel Briamonte
Stand In: Naíma 
Theatro Net SP – Shopping Vila Olímpia (R. Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia, São Paulo)
Duração 90 minutos
04/11 até 18/12
Sexta e Sábado – 21h; Domingo – 18h
$50/$100
Classificação 10 anos
Autor: Erik Gedeon
Direção Geral: Jarbas Homem de Mello
Supervisão Artística/tradução/adaptação: Henrique Benjamin
Direção Musical e canções adicionais: Miguel Briamonte
Supervisão Cenográfica: Luís Rossi
Figurino: Paulette Pink
Visagismo: Hugo Daniel
Designer de Luz: Fran Barros
Designer de Som: Rafael Caetano
Produção Geral: Henrique Benjamin e Sandro Chaim
Assessoria de Imprensa: Marra Comunicação
Lei de Incentivo à Cultura Proac
Patrocínio:  Eurofarma e Prevent Senior
Apoio:  Supermercado Sonda e Tubos Ipiranga
Transportadora Oficial:  Avianca
Promoção: Globo
Realização: Coisas Nossas Produções, Benjamin Produções,  Chaim XYZ Produções, Governo de São Paulo, Secretaria da Cultura e Ministério da Cultura, Governo Federal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s