PROIBIDO AMAR

Após um vírus contaminar 33% da população humana, o Estado, que exerce grande poder sobre a sociedade, opta por separar todas as vítimas e pessoas em zona de risco em quarentena. Segundo os organizadores, os segregados passariam por uma bateria de exames para saber se estão ou não aptos para viver em sociedade. Ares, Eros e Apolo, três das vítimas, são retratados no espetáculo Proibido Amar.

O vírus que se alastra rapidamente pela sociedade, transmitido pelo toque e por relações sexuais, remete ao HIV e as punições e acusações previstas para seus portadores direcionam a temática da peça para a discussão sobre o preconceito e a desinformação.

Proibido Amar” visa criar uma perspectiva que fuja de doutrinas, tratando de assuntos como preconceito, repressão, amor, ódio, dilemas familiares e descobertas sexuais. Relacionando temas reais, numa metalinguagem onde leva ao espectador a diversas possibilidades de reflexão. Esses temas usados como premissa para o espetáculo foram baseados em acontecimentos reais, incluindo depoimentos de vítimas de doenças virais e de pessoas repreendidas pela orientação sexual. Possibilitando a aproximação desses assuntos do público e fazendo o mesmo um elemento presente no contexto do espetáculo.

Proibido Amar
Com Ferruccio Cornacchia, Paulo Tardivo e Paulo Victor Gandra
Teatro Augusta – Sala Paulo Goulart ( R. Augusta, 943 – Cerqueira César, São Paulo)
Duração 70 minutos
07/10 até 16/12
Sexta – 23h30
$50
Classificação 16 anos
Texto e Direção: Rafael Salmona
Trilha Sonora: Be Asef e Juliano Veríssimo
Fotos: Maya Morikawa
Iluminação: Douglas Borges
Design Gráfico Rafael Salmona
Assessoria de Imprensa: Willian Rafael

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s