DIVAS – O MUSICAL

Uma girl band de sucesso, três melhores amigas fazendo os mais lotados shows de verão de que se tem notícia é a proposta da gravação do primeiro CD. Seria o caminho mais curto para um estouro no mundo pop, não fosse justamente o fim dessa explosão.

Sofia, Cecília e Mariah veem suas vidas tomarem rumos bem menos glamourosos do que sonharam quando a primeira delas – famosa por começar e abandonar diversos projetos pessoais – entra em uma nova crise e troca o início da carreira do grupo “As Divas” por uma súbita viagem.

Mas como nos grandes espetáculos, é no palco que essa história ganha sentido. Em “Divas – o Musical“, o trio se encontra novamente e precisa enfrentar as diferenças do passado para competir entre si em um reality show musical. O público acompanha de perto essa acirrada disputa, que tem como aliadas as maiores divas da música pop internacional.

As apresentações dos candidatos do reality “Quero Ser Pop!” são um verdadeiro show e prometem colocara até mesmo o público para cantar. E para animar ainda mais a competição, quem escolhe as músicas decisivas que os finalistas apresentarão é a plateia, por meio de um aplicativo web – www.queroserpop.com.br desenvolvido especialmente para o espetáculo. Ninguém vai querer ficar de fora dessa votação.

Alto astral e super envolvente, o espetáculo – texto de Anna Toledo e direção de Jarbas Homem de Mello – traz grandes sucessos musicais das décadas de 70 até hoje, que ganharam o mundo nas vozes de estrelas como Céline Dion, Madonna, Cher, Whitney Houston, Donna Summer, Mariah Carrey, Shakira, Spice Girls, Christina Aguilera, Beyoncé, Britney Spears, Jessie J, Rihanna, Tony Braxton e Lady Gaga.

Curiosidades

  • Painel de LED de 4,5m x 8m – 36m²
  • Projeções de quase 40 conteúdos exclusivos e inéditos
  • 3 toneladas de cenário
  • 18 perucas e 10 apliques
  • 5 músicos tocando ao vivo durante o musical
  • Interatividade: a música da batalha final do espetáculo e decidida pelo público através de um aplicativo web desenvolvido especialmente para o espetáculo
  • Participações especiais em vídeo da Claudia Raia, Ivete Sangalo e da cover da cantora Cher.
Divas – o Musical
Com Luiza Possi, Jeniffer Nascimento, Nikki, Leilah Moreno, Rodrigo Andrade, Daniel Blanco, Mari Gallindo, Marcos Lanza, Nick Maia, Carol Tanganini, Fabiana Figueiredo, Mari Saraiva, Gustavo Della Serra e Ygor Zago.
Teatro Procópio Ferreira (R. Augusta, 2823 – Cerqueira César, São Paulo)
Duração 100 minutos
07/10 até 13/11
Quinta – 21h; Sexta – 21h; Sábado – 18h e 21h30; Domingo – 17h
$50/$150
Classificação livre
 
Texto: Anna Toledo
Direção: Jarbas Homem de Mello
Produção Geral: Sandro Chaim
Direção Musical e Vocal: Thiago Gimenes
Coreografia: Katia Barros
Cenografia: Paulo Correa
Figurino: Fábio Namatame
Visagismo: Dicko Lorenzo
Design de Luz: Paulo César Medeiros
Design de Som: Tocko Michelazzo
Design de Video: Rico Vilarouca e Renato Vilarouca
Assessoria de Imprensa: Mattoni Comunicação

 

 

 

TUDO É JAZZ – UM TRIBUTO MUSICAL A KANDER E EBB

Tudo é Jazz  – Um tributo musical a Kander e Ebb,  chega aos palcos paulistanos na sexta-feira,  7 de outubro.  O espetáculo,  que reúne  conceituados  nomes  da área  no elenco, é uma homenagem aos grandes musicais da dupla John Kander e Fred Ebb, compositores de sucesso da Broadway, responsáveis pela criação de  Chicago, Cabaret, O Beijo da Mulher Aranha e do grande hit musical New York, New York, imortalizado nas vozes de Liza Minelli e Frank Sinatra. O musical é baseado na peça “And the World Goes ‘Round“, de 1991.

O enredo, que se passa em um típico café em Times Square, na cidade de Nova York, entrelaça por situações cotidianas a história dos cinco personagens centrais. A busca do amor e por um sentido maior para suas próprias vidas é a principal energia que move cada uma dessas histórias. Em comum, todos presenciam o fato de estarem à margem do “mundo da Broadway” e viverem os altos e baixos da roda gigante da vida.

O elenco é composto por Simone Gutierrez (A Diva), Leandro Luna (O Bartender), Lívia Dabarian (A Garçonete), Alessandra Vertamatti (A Socialite) e Carlos Arruza (O Executivo).

Com versão de  Claudio Botelho e direção geral de Daniel Kostás e Dilson Mayron, a equipe criativa de Tudo é Jazz conta com Thiago Jansen  como  diretor associado e coreógrafo, além de  Vania Pajares  como  diretora musical.

Esta é a primeira produção em São Paulo do Circuito BroadUai, uma produtora mineira, criada em 2013, pelas empresas associadas DrammAto Kostás e Scala Entretenimento. Tem a proposta de trazer a magia da Broadway para os palcos brasileiros, valorizando a cultura internacional e, principalmente, a brasileira.
Para as temporadas de 2016 a 2018, estão previstos uma série de cinco espetáculos: uma adaptação de Shakespeare (“Romeu e Julieta – Um Amor ao Som de Beatles“), um off-Broadway (“Tudo é Jazz“), e três roteiros originais (“Cidade dos Sonhos“, “Chico Xavier – No Céu da Vibração” e “Luar do Sertão“).
Com isso, segundo Daniel Kostás – diretor geral da BroadUai, esperam levar as produções, para além do eixo tradicional de São Paulo – Rio de Janeiro, indo a princípio por Belo Horizonte, Curitiba, Fotaleza e Salvador “Onde quer que estejamos, queremos criar experiências únicas e mágicas através do teatro musical e do entretenimento, para todas as idades“.
Tudo é Jazz – Um tributo musical a Kander e Ebb
Com Simone Gutierrez, Leandro Luna, Lívia Dabarian, Carlos Arruza e Alessandra Vertamatti
Espaço Promon (Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 1.830 – Itaim Bibi, São Paulo)
07 a 30/10
Sexta – 21h30; Sábado – 21h; Domingo – 19h30
(sábado, 29, não terá espetáculo; quinta, 27, espetáculo excepcionalmente às 21h)
$50/$100
 
Versão: Claudio Botelho
Direção Geral: Daniel Kostás e Dilson Mayron
Diretor Associado e Coreografias: Thiago Jansen
Diretora musical: Vania Pajares
Design gráfico: Leonardo Ferreira
Figurino: Daniella Vinci
Cenografia: Daniel Kostás, Leonardo Ferreira e Joana Souza
Iluminação: Luiz Henrique Moura
Assessoria de Imprensa: Grupo CDI Comunicação e Marketing

MY FAIR LADY

O espetáculo musical “My Fair Lady“, direção de Jorge Takla, tem sua temporada prorrogada para 11 de dezembro, em virtude da alta procura pelo público, que vai de quinta a domingo, ao Teatro Santander.

“My Fair Lady” é um dos musicais mais populares de todos os tempos, e está completando 60 anos de sua estreia. O espetáculo é baseado no clássico “Pigmalião“, de George Bernard Shaw.

Conta a história de Eliza Doolittle, uma mendiga que vende flores pelas ruas de Londres. Em uma noite, ela conhece o professor de fonética, Henry Higgins, que tem uma incrível capacidade de descobrir muito sobre as pessoas apenas através de seus sotaques. Quando ouve o horrível sotaque de Eliza, aposta com o amigo Coronel Pickering, que é capaz de transformar uma simples vendedora de flores numa dama da alta sociedade, num espaço de seis meses

Mas, infelizmente, o ator Paulo Szot, que vive o professor Henry Higgins, terá que se ausentar da produção, em virtude de compromissos previamente agendados com a  Ópera de Paris, onde fará Don Alfonso em Cosi Fan Tutte nas temporadas de 2016/17 e 2017/18. Sua última apresentação será no dia 06 de novembro.

Depois o papel passa ser interpretado por Fred Silveira, que faz o personagem Freddy Eynsford-Hill, e que  passará a ser vivido por Felipe Tavolaro.

 Para já ir matando a saudade de Paulo Szot, veja a apresentação do número “Me acostumei com o rosto dela“, apresentado durante a coletiva de imprensa.

My Fair Lady
Com Paulo Szot, Daniele Nastri, Sandro Christopher, Eduardo Amir, Frederico Silveira, Eliete Cigaarini, Daniela Cury, Ana Luiza Ferreira, Ana Paula Villar, Carol Costa, Claire Nativel, Debora Dib, Gisele Jesus, Janaina Bianchi, Luana Zenun, Maria Isabel Nobre, Talitha Pereira, Cadu Batanero, Cayo Caesar, Daniel Cabral, Diego Luri, Elton Towersey, Felipe Tavolaro, Fernando Cursino, Paulo Grossi, Marcio Louzada, Rafael Villar, Leo Diniz, Mariana Barros, Thiago Jansen
Teatro Santander – Complexo do Shopping JK (Av. Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi, São Paulo)
Duração 150 minutos
27/08 até 11/12
Quinta – 21h; Sexta – 21h; Sábado – 17h e 21h; Domingo – 16h e 20h
$50/$260
Classificação livre