ABISMO

O grupo Chá de Atores, formado por Beto Paixão, Breno Furini, Chris Fabricio e Tiago Melo está em cartaz com a segunda temporada do espetáculo Abismo no Viga Espaço Cênico

Convida o público para uma experiência sensorial muito diferente, vagando por um local em que acaba de acontecer um desmoronamento. Após uma temporada de estreia de sucesso, o grupo retorna ao Viga para apresentar novamente a montagem que propõe uma reflexão sobre os diferentes conflitos enfrentados por cada um de nós, desafiando padrões e questionando: Qual é o seu abismo?

A noite começa com um chá servido pelo elenco, que se aproxima do público de forma amena, já que um grande abismo esta prestes a começar. Os espectadores são levados ao palco, passando por espaços que os remete a túneis obscuros, com a utilização de lanternas, como se estivessem buscando por vítimas de um grande desmoronamento. Em uma apresentação intimista, o grupo de utiliza de um palco em formato 360°, o que dá às pessoas a sensação de estarem, de fato, com os atores dentro deste local soterrado.

O drama psicológico Abismo apresenta a relação entre dois homens, pai e filho, que são obrigados a conviver sem qualquer expectativa, em uma condição inóspita: o soterramento. É neste espaço que eles farão indagações sobre passado, presente, futuro e terão de se deparar com distintos sentimentos como angústia, alegria, frustração, raiva, compaixão, amor. Perpassando erros do passado e movidos pela vontade de sobreviver, os personagens conduzirão o público a se questionar como se comportariam em uma situação como esta. Uma situação que nos coloca em xeque, nos força a uma análise da vida e a lutar pelo recomeço. A obra propõe acima de tudo, uma reflexão sobre como cada um de nós se depara com os grandes conflitos de nossa existência.

Com o espaço totalmente estruturado no formato de um território onde acaba de acontecer um grande desmoronamento, o público é levado a imergir em uma experiência sensorial intensa, que aguçará os sentidos, dando a ideia de estar vivendo junto com os atores uma grande situação conflituosa. A proposta é unir os espectadores e o palco, reduzindo o espaço como um todo, aproximando as pessoas das sensações que estes personagens passarão durante a trama.

Abismo convida o espectador a experimentar não só as sensações vividas pelos personagens, mas também a se deparar com suas próprias questões, provocando em cada um que se permite viver essa experiência, o encontro impactante com seu próprio abismo” – explica Beto Paixão, que assina o seu segundo trabalho de dramaturgia com esta obra e faz sua estreia como diretor.

Além da utilização de um palco restrito, limitado, para instigar e caracterizar a situação, a iluminação basicamente criada por luz negra, remete o público a um visual de penumbra, onde só será possível enxergar as cenas, quando o olhar se acostumar e compreender essa necessidade. Com o efeito da luz sobre os cenários e figurinos brancos, personagens e plateia se encontrarão no mesmo período-tempo, no qual começarão juntos a buscar por sobrevivência.

Abismo
Com Chris Fabrício, Beto Paixão, Breno Furini, Tiago Melo
Viga Espaço Cênico ( R. Capote Valente, 1323 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 70 minutos
07/10 até 16/12
Sexta – 21h
$30
Classificação 14 anos
Texto e Direção: Beto Paixão
Cenógrafo: Chá de Atores
Cenotécnico: Claudecir Tardivo
Sonoplasta: Carol Lopes
Figurinista: Gabriela Sanches
Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s