FRESTAS DO OLHAR

Dia 5 de novembro, sábado, no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), acontecem duas apresentações do espetáculo “Frestas do Olhar”, dirigido pela premiada bailarina e coreógrafa Fernanda Amaral, da Cia. Dança sem Fronteiras –companhia que trabalha com e pela diversidade, formada por intérpretes de habilidades mistas (com e sem deficiência). No domingo, 6 de novembro, é a vez da companhia promover uma Oficina de Dança para Todos no Centro Cultural São Paulo (CCSP).

A produção faz parte do projeto “Novas Fronteiras do Olhar”, contemplado pelo 19º Fomento à Dança da Cidade de São Paulo, que envolve um vasto programa de ações da companhia para promover a dança contemporânea como um bem cultural acessível a todos. O espetáculo já passou pela Praça das Artes, pela Avenida Paulista e pelo Minhocão. As próximas apresentações acontecem no Parque da Luz, dia 20/11, e no Parque da Água Branca, dia 27/11.

Frestas do Olhar” dá continuidade à pesquisa da Cia. Dança sem Fronteiras sobre o tema da visão e da criação de um novo olhar. Durante um ano a companhia investigou as relações entre o espaço corporal e o espaço urbano para montar seu novo espetáculo itinerante, feito para espaços abertos.

Dramaturgia e coreografias do espetáculo foram criadas a partir da individualidade dos intérpretes com habilidades mistas, incluindo pessoas com e sem deficiência, e de suas formações variadas em dança. Com diversos corpos a companhia pesquisou as possibilidades dos intérpretes de se mover com o auxílio de tecnologias assistivas (muletas, andador e cadeira de rodas) ou não, tanto para facilitar o movimento como para modificá-lo e criar coreografias. Toda a pesquisa da Cia. tem como base o princípio de que não há um corpo certo ou errado, mas sim um corpo único.

Trabalhamos com e pela diversidade. Em meu trabalho celebro as diferenças e não procuro minimizá-las ou disfarçá-las. No momento estamos promovendo muitas ações pela cidade de São Paulo e o público, sempre convidado, pode ver e experimentar uma verdadeira inclusão”, afirma Fernanda.

OFICINAS REGULARES E OUTRAS ATIVIDADES

Ministradas no CCSP pela diretora Fernanda Amaral, com participação de toda a companhia, as oficinas regulares da Dança sem Fronteiras acontecem no primeiro domingo dos meses de novembro e outubro, dias 6/11 e 4/12.

Essas oficinas trabalham dança e improviso a partir de um denominador comum entre as sensações, relações, contextos, formas e habilidades específicas de cada pessoa, características da DanceAbility, criada por Alito Alessi em Nova York, que trabalha a técnica da improvisação.

 

Frestas do Olhar
Com Camilla Rodrigues, Jaqueline de Souza, Beto Amorim, Lucineia dos Santos, Icaro Rodrigues e Gabriel Sousa
Duração 60 minutos
Entrada gratuita
Classificação Livre
 
“Frestas do Olhar”
Museu de Arte Moderna de São Paulo (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° – Parque Ibirapuera, São Paulo)
05/11
Sábado – 11h e 15h
 
Oficina de Dança Para Todos no CCSP
Espaço Flavio Império, foyer do Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso, São Paulo)
06/11 e 04/12
Domingo – 14h às 15h30
 
“Frestas do Olhar”
Parque da Luz (R. Ribeiro de Lima, 214 – Bom Retiro, São Paulo)
20/11
Domingo – 15h
 
“Frestas do Olhar”
Parque da Água Branca (Av. Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca, São Paulo)
27/11
Domingo – 15h
 
Direção e atuação: Fernanda Amaral
Trilha original: Beto Sporleder e Daniel Muller
Fotografia: Ricardo Teles
Figurino e cenografia: David Schumaker
Produção executiva: Roberto Campos
Produção: Dança sem Fronteiras
Assessoria de Imprensa: Galeria das Letras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s