MILTON NASCIMENTO – NADA SERÁ COMO ANTES

O musical “Milton Nascimento – Nada será como Antes” encerra sua temporada, após quatro anos de sucesso e de ter se apresentado para mais de 300 mil espectadores, com duas sessões gratuitas e ao ar livre.

O espetáculo, uma produção Möeller & Botelho e patrocínio REDE, despede-se com uma apresentação no dia 03 de dezembro na Praça Mauá (Rio de Janeiro) e no dia 10 de dezembro no Memorial da América Latina (São Paulo).

No palco, um grupo de treze artistas dá voz a temas fundamentais da música de Milton Nascimento, como amor, amizade, criação artística, negritude, brasilidade e solidão. “Não há uma divisão entre orquestra e atores: todos são uma única voz a serviço da brilhante obra musical de nosso homenageado”, explica Charles Möeller.

O cenário, de Rogério Falcão, remete a uma tradicional casa mineira e os figurinos, assinados por Charles Möeller, tem um ar de ‘roupa vivida’, como se tivessem saído de um antigo baú.

A simplicidade dá o tom: “Milton fala de temas fundamentais com um despojamento sem igual. É universal ao falar de Minas Gerais e do seu universo particular de amigos e artistas. A ideia central do musical é colocar os atores como se fizessem parte de um grupo antigo, uma espécie de ‘clube da esquina’ que ficou esquecido no interior”, resume Möeller.

O roteiro do musical se divide em quatro atos correspondentes às estações do ano. Enquanto composições que remetem a um solar imaginário interiorano (‘Bola de Meia, Bola de Gude’, ‘Aqui é o País do Futebol’) compõem o Verão, ‘A Cigarra’, ‘Um Girassol da Cor do seu Cabelo’ e ‘Nuvem Cigana’ dão colorido à Primavera. Clássicos que atravessaram gerações (‘Cais’, ‘Caçador de Mim’, ‘Encontros e Despedidas’ e ‘Faca Amolada’) moldam o Outono e continuam pelo Inverno, com ‘Nada Será como Antes’ e ‘O que foi Feito Devera’.

Milton Nascimento – Nada será como Antes
Com Bruno Tessele, Cássia Raquel, Estrela Blanco, Jules Vandystadt, Lui Coimbra, Malu Rodrigues, Marya Bravo, Pedro Aune, Pedro Sol, Rodrigo Cirne, Sérgio Dalcin, Tony Lucchesi e Whatson Cardozo
 
03/12
Sábado – 20h
Praça Mauá (Rio de Janeiro)
10/12
Sábado – 20h
Memorial da América Latina (São Paulo)
Entrada gratuita
Classificação livre
 
Criação e direção – Charles Möeller & Claudio Botelho
Arranjos musicais – Délia Fischer
Arranjos musicais adicionais – Tony Lucchesi
Arranjos vocais = Jules Vandystadt
Cenografia – Rogério Falcão
Figurinos – Charles Möeller
Iluminação – Paulo Cesar Medeiros
Design de som – Marcelo Claret
Coordenação artística – Tina Salles
Direção musical – Claudio Botelho
Direção – Charles Möeller
Assessoria de Imprensa – Factoria Comunicação
Patrocínio – REDE

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s