O BEM-AMADO, O MUSICAL

Aproveitando a nova tendência de adaptar novelas para o teatro musical, “O Bem Amado“, de Dias Gomes, tem estreia prevista para o segundo semestre em palco paulistano.

Os Dez Mandamentos“foi a primeira (2016). Este ano, já estão em cartaz “Carrossel, o Musical” e “Roque Santeiro“. “Vamp” estreia em março no Rio de Janeiro.

Por enquanto, as únicas informações divulgadas foram que o prefeito Odorico Paraguaçu será interpretado pelo ator Nelson Freitas; e que duas músicas – “O Bem Amado” e “Meu Pai Oxalá“- que foram usadas na telenovela (1973) serão mantidas no musical.

A Novela

Obra de Dias Gomes (o mesmo autor de “Roque Santeiro”), “O Bem Amado” é inspirada numa peça teatral do próprio autor – “Odorico, o Bem-Amado e Os Mistérios do Amor e da Morte” (1962).

Foi a primeira telenovela em cores da televisão brasileira, transmitida na rede Globo, no horário das 22 horas. Esteve no ar entre 22 de janeiro a 03 de outubro de 1973. Também foi a primeira novela a ser exportada (primeiro para o Uruguai, depois Estados Unidos e depois aos demais países da América Latina -exceto Venezuela – e Portugal).

Apresentou personagens que ficaram eternizados na memória dos brasileiros, como o prefeito  de Sucupira, Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo), o matador Zeca Diabo (Lima Duarte), as irmãs Cajazeiras (Ida Gomes, Dorinha Duval e Dirce Migliaccio), além de Dirceu Borboleta (Emiliano Queiroz).

A novela fez tanto sucesso, que foi reapresentada numa versão mais curta no mesmo horário em 1977; virou seriado de televisão entre 1980 e 1984; foi adaptada para o cinema em 2010, com Marco Nanini dando vida ao prefeito Odorico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O enredo

O texto era uma crítica ao Brasil dos tempos do regime militar. Foi desenvolvida uma sátira ao cotidiano de uma cidade fictícia no litoral baiano, Sucupira, e a figura dos coronéis (`políticos e fazendeiros), que dominavam a população local a fim de se perpetuarem no poder.

O “bem-amado” é o prefeito populista e corrupto Odorico Paraguaçu. Ele se elegeu com o slogan “Vote em um homem sério e ganhe um cemitério”, já que não há cemitérios em Sucupira, o que obriga os moradores a enterrarem seus mortos em cidades vizinhas. Odorico tenta a todo custo inaugurar sua obra enterrando alguém. Para tanto, permite que o matador Zeca Diabo volte à cidade, com a promessa de que não será preso, na esperança que ele mate alguém. Só que não podia imaginar que Zeca Diabo queria virar um homem correto. O prefeito também vive às turras com o médico local, que é do partido da oposição, o dr. Juarez Leão. O médico se envolve com a filha do prefeito e com seu bom trabalho, impede que os doentes morram. Ao final da trama, Zeca Diabo, revoltado com as ações de Odorico, mata o prefeito, que então pôde inaugurar o seu cemitério.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s