BÁRBARA DOS PRAZERES

O musical “Bárbara dos Prazeres”, de Márco Tavolari, tem estreia prevista para agosto no novo teatro do Shopping Villa Lobos. O elenco ainda não foi divulgado.

O espetáculo conta a história da portuguesa Bárbara dos Prazeres no Rio de Janeiro do século XVIII. A fim de manter-se jovem e bela, Bárbara matava crianças e se banhava com o sangue delas. Foi uma das nossas primeiras serial killers e também ganhou a alcunha de ser uma bruxa.

A equipe criativa conta com Tania Nardini na direção cênica; Ricardo Severo na composição das canções e direção musical. Os figurinos são de Fabio Namatame e o cenário de Rogério Falcão, inspirados nas obras do artista francês Debret.

Quem foi Bárbara dos Prazeres?

Bárbara nasceu em Portugal, e aos 18 anos (1788), mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, então capital do Brasil, acompanhada do marido.

Reconhecida por sua beleza, atraía a atenção de todos os homens que a fitavam, dentre eles um que veio tornar-se seu amante. Não se sabe se porque se cansou do marido, ou se foi pega no flagra, Bárbara matou seu esposo com golpes de faca. Só que não foi incriminada.

O casal de amantes passou a viver juntos e tinham uma vida confortável, por causa da herança recebida. Só que ele passou a explorá-la financeiramente, até que acabou com o patrimônio do casal. Durante uma briga, Bárbara – novamente com uma faca – tirou a vida do aproveitador.

Abandonada e sem dinheiro – e com uma fama de viúva negra – resolveu usar da beleza para o seu sustento. Passou a fazer ponto  num lugar chamado Arco do Telles, utilizando o apelido de Bárbara dos Prazeres (pois nesse local, antes de ser uma zona de prostituição, era uma galeria com lojas de todos os tipos e tinha uma imagem da Nossa Senhora dos Prazeres, que foi retirada quando o local teve sua freguesia alterada).

wally

Viveu assim por 20 anos, até que a idade chegou e a beleza começou a desaparecer, e com isso seus clientes.

Para manter-se jovem e bonita, começou a procurar pessoas que prometessem a beleza eterna. Não se sabe ao certo, mas Bárbara encontrou uma bruxa que lhe deu uma fórmula. Os ingredientes? Ervas e fluidos naturais, além de sangue fresco de crianças.

Deu-se o início das atividades da bruxa, e serial killer, Bárbara dos Prazeres. Primeiro, ela começou a sequestrar crianças, que não fariam falta à sociedade: meninos de rua, filhos de escravos ou de mendigos. Quando já começou a não encontrar mais dessas crianças, passou para os filhos de pequenos comerciantes.Foi quando apareceram as notícias nos jornais, a polícia começou as investigações e o medo tomou conta da sociedade carioca.

pais_e_filhos_3A solução que Bárbara encontrou para continuar com a sua fórmula de beleza foi o hospital Santa Casa e sua “Roda dos Inocentes”. Esta roda – uma espécie de bandeja giratória – era onde as mães abandonavam seus filhos recém-nascidos, na esperança de serem acolhidos pelas enfermeiras e levados a um orfanato.

A história oficial de Bárbara dos Prazeres termina aí. Ninguém sabe se ela foi pega ou não; se morreu de velhice ou se ainda perambula pelas ruas do Rio de Janeiro através de crianças para manter-se sempre bela e jovem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s