ROSE, A DOMÉSTICA DO BRASIL

Rose, a doméstica do Brasil”, volta a São Paulo para uma temporada no Teatro Itália no mês de março de 2017. Rose é uma mulher batalhadora que ficou famosa por se tornar a doméstica dos gays depois que postou seu vídeo na internet cantando “Grelo”, paródia de “Halo”, da consagrada cantora pop Beyoncé.

Ela agora ganha uma versão para o teatro, onde relembra toda a sua história antes de ficar famosa. Sua vida dura na infância, seus filhos e suas desilusões amorosas são contadas com muita música ao vivo e sotaque nortemineiro – que é a marca registrada da personagem -, além de um divertido sonho com seu ídolo Amado Batista.

Sobre o Personagem

Segundo o ator Lindsay Paulino, que criou e vive a personagem, “A Rose já existe faz muito tempo. Mas não se chamava Rose. O personagem era uma dona de casa do interior com seus conflitos típicos de mãe: problema com os filhos, com o marido, com a casa, etc. Ela se chamava Supriana, bem roceira mesmo, caipira. Quando me mudei pra Belo Horizonte tive a ideia de deixá-la mais urbana. Então dei um corte na peruca que era longa, mudei o nome pra Rose e pensei: porque ela não se especializa em faxina gay? Na época eu morava com um amigo e estava rolando uma onda de fazer blog e postar vídeos. Gravamos no nosso apartamento mesmo e postamos no blog sem pretensão nenhuma de fazer sucesso. Fizemos pros amigos mesmo. Só que o personagem foi crescendo e depois de um tempo eu criei a paródia “Grelo” que foi responsável pelo sucesso”.

A história é inventada, mas é tudo verdade!

Sempre tendo como referência a infância, a família, os vizinhos e vários outros personagens que cruzam nossas vidas e nunca mais deixam nossa imaginação, Lindsay Paulino e a diretora Adriana Soares, entre risos escandalosos e profunda identificação com a Rose, enveredaram em descobrir o rumo para onde estas estórias iriam levar. “Rose apresenta uma narrativa simples e descontraída, como se estivéssemos falando com uma velha conhecida que entre uma espanada e outra, um sonho e outro, divide conosco o seu mundo”, diz Adriana. Soares ainda completa: “O espetáculo “Rose, a doméstica do Brasil”, com certeza já estava pronto na cabeça do ator-criador Lindsay Paulino, que com coragem, muita dedicação e confiança deu à personagem, que já existe há tanto tempo, ainda mais sentido e forma”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rose, a Doméstica do Brasil
Com: Lindsay Paulino
Teatro Itália – Sala Drogaria SP (Av. Ipiranga, 344 – República, São Paulo)
Duração 75 minutos
04/03 até 02/04
Sábado – 21h; Domingo – 18h
$50
Classificação 10 anos
 
Direção: Adriana Soares
Produção: LP Produções
Texto e atuação: Lindsay Paulino
Cenário e luz: Diego Benicá
Figurino: Lindsay Paulino
Bonecos: Paulo Emílio Luz
Preparação Vocal: Beto Sorolli
Coreografias: Alberto Venceslau e Andressa Corso
Voz em off: Luiz Arthur
Trilha Sonora adaptada: Lindsay Paulino
Gravação, mixagem e masterização: Audioartte e Maria Tereza Costa
Backing vocal: Milene Vianna e Raissa Alves
Maquiagem: Bianca Tocafundo
Projeção: Rafael Bastos
Fotografia: Guto Muniz
Programação Visual: Daniel Augusto
Imagens: Self Produções
Cenotécnica: Companhia Cenográfica
Confecção de Figurino: Sisan confecções
Assessoria de Imprensa: Flavia Fusco Comunicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s