O AUTÔMATO

Contemplado pela 28ª edição do Programa de Fomento ao Teatro o espetáculo adulto O AUTÔMATO estreiou 15 de junho, quinta-feira, às 20h, no TEATRO ARTHUR AZEVEDO, com entrada franca. Imbuída da filosofia transumanista montagem reflete a respeito da modernidade e seus processos tecnológicos por meio da relaçãohomem x maquinaria. Encenada pelo Grupo Teatro de La Plaza, peça tem direção de Héctor López Girondo e dramaturgia de Fábio Parpinelli.

Em O AUTÔMATO, há muito tempo, um hábil relojoeiro resolveu construir um engenhoso boneco de corda para auxiliá-lo com algumas tarefas e lhe fazer companhia. Porém, com a chegada inesperada de uma jovem e bela dama, o boneco autômato é esquecido e deixado de lado. Na tentativa de contar essa história, os objetos que o rodeiam parecem ganhar vida, despertando o abandonado autômato para reviver suas lembranças.

A inspiração do espetáculo remonta aos séculos XVIII e XIX – período importante para as invenções e época de ouro para os autômatos. “Os autômatos talvez sejam o auge do refinamento e do avanço mecânico antes da tecnologia moderna. O desejo de maravilhar encontra-se na origem de sua fabricação. O maravilhamento sempre foi um meio de colocar o ser humano em contato com o mundo divino ou mágico”, afirma o autor Fábio Parpinelli.

Reunindo os objetos que correspondem a um período importante da mecânica, aliados a um personagem principal quase humano, criamos um roteiro de acontecimentos e imagens que despertam sensações e podem também construir uma ou mais histórias. A expressividade física do ator e a tecnologia mecânica da manipulação de bonecos e objetos são os principais elementos utilizados na criação do espetáculo”, afirma o diretor Héctor López Girondo.

O cenário, de Miguel Nigro e Liz Moura, que também assinam o figurino, é uma tenda, mistura de circo abandonado com barraca de variedades e antiguidades. Os figurinos são baseados no estilo clássico, seguindo a linha dos mecanismos e traquitanas utilizados nos primórdios dos processos tecnológicos. A luz, de Luz López, é bastante minimalista para conseguir captar os detalhes e os funcionamentos dos objetos. A trilha sonora, de Fábio Parpinelli e Héctor López Girondo, está dividida entre os sons produzidos pelos aparelhos que estão em cena e um som permanente que vem de fora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Autômato
Com Fábio Parpinelli e Héctor López Girondo
Teatro Arthur Azevedo – Sala Multiuso (Avenida Paes de Barros, 955 – Mooca, São Paulo)
Duração 50 minutos
15/06 até 09/07
Quinta, Sexta, Sábado e Domingo – 20h
Entrada gratuita
Classificação 12 anos

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s