REFUGO URBANO

Duas figuras excêntricas. Dois seres intrigantes e complexos: Claudius é organizado, comedido e cuidadoso. Pamplona é vibrante, emocional, e guarda consigo um universo único debaixo de seus sacos plásticos e papelões. Eles não se conhecem… ainda! Porém pequenas magias serão descobertas por esses dois personagens apaixonantes. A Trupe DuNavô apresenta-nos uma delicada fábula urbana, que explora diferentes vertentes da linguagem do palhaço, e apresenta ao público o encontro de dois seres distintos em meio ao improvável, dentro de uma possível história de amor.

Formada por Gabi ZanolaRenato RibeiroGis Pereira e Vinícius Ramos nasceu em abril de 2010, dentro do Programa de Formação de Palhaços para Jovens. Partindo do desejo de aprofundar a linguagem do palhaço, colocando em prática os ensinamentos de aula, somados às referências e vontades pessoais de cada integrante do grupo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Refugo Urbano
Com Gabi Zanola e Renato Ribeiro
SESC Belenzinho – Sala de Espetáculos 2 (Rua Padre Adelino, 1.000, Belenzinho – São Paulo )
Duração 55 minutos
5 e 6/08
Sábado e Domingo – 17h
Entrada gratuita (retirar com 1 hora de antecedência)
Classificação Livre

MANUAL DA FAMÍLIA – A ARTE DE EDUCAR NO SÉCULO XXI

Nos dias 06 e 07 de agosto, a Associação Cultural Casa das Caldeiras realiza o encerramento de mais uma fase do projeto Manual da Família – A Arte de Educar no Século XXI, propondo um encontro com o público com atividades lúdicas que possibilitem trocas e afetos, no intuito de estimular práticas saudáveis capazes de transformar positivamente a convivência em família e no coletivo, em busca de uma sociedade capaz de conviver e respeitar as diferenças sem abrir mão de combater desigualdades e injustiças.

Serão dois dias para conviver e experienciar cada espaço da Casa das Caldeiras, especialmente produzido pelo olhar e percepção da equipe do Manual da Família sobre o objeto de estudo e pesquisa do projeto. Experiências significativas serão vivenciadas na Casa das Caldeiras, que receberá acolhedoramente a população para sensibilizar, conectar e inspirar as pessoas sobre possíveis transformações que impactem positivamente suas relações no cotidiano. Através de atividades prazerosas e lúdicas, os participantes serão convidados a observar suas histórias e perceber a si mesmo e ao outro, identificando suas capacidades para então refletir a respeito dos seus vínculos familiares e das suas relações em sociedade.

Queremos falar de coisas importantes como potências e valores de uma maneira leve e sensível. Convivência, Presença, Conexão, Reconhecimento, Percepção do Coletivo e da Vizinhança, Protagonismo,  Afetividade, Consciência serão temas presentes nas diversas ações propostas durante a mostra. O nosso trabalho é revelar a importância de desenvolvermos habilidades como Empatia, Respeito, Comunicação, Abertura ao novo, Sociabilidade, Criatividade, Cooperação, Confiança, Autonomia, para a formação das crianças e de uma sociedade por nós desejada. Nós da equipe do Manual da Família partiremos do acolhimento e da escuta para estender o nosso convite de participação para a população”, comenta Karina Saccomanno Ferreira, presidente da Associação Cultural Casa das Caldeiras.

Através de uma exposição final que abordará as habilidades sócio relacionais, sócio emocionais/não-cognitivas desenvolvidas potencialmente no ambiente familiar, acontecerá uma mostra viva e interativa com atividades diferentes e inspiradoras, compartilhando todo o conteúdo desenvolvido (e-book Manual da Família, Blog, Aplicativo, artigos do Diário do Manual e o material aplicado nas vivências Família-Ação. Acolhendo todos os diferentes formatos de família, as diferentes formas de interagir e de se relacionar de cada indivíduo, reconhecendo todos como membros de uma família e cidadãos do mundo.

Haverão brincadeiras, instalações, contação de histórias, performances, espaços de trocas de objetos e de histórias, depoimentos, construções coletivas, vídeos e projeções, fornadas com comidinhas, muitos destes espaços serão interativos e os participantes poderão construir, co-criar, inventar e deixar suas próprias marcas e seus aprendizados no projeto, contando e compartilhando também a sua própria história. O andar Térreo contará com a participação especial do Coletivo Zebra5 que fará intervenções que dialogam com o trabalho desenvolvido. A mostra pretende acima de tudo valorizar as diferentes composições de família e a diversidade, inspirando um sentimento de encontro e identificação com o outro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A ideia é que os participantes sintam que estão entrando num lugar especial, um lugar familiar, que os inspire a cuidar ainda melhor de si e do outro, que estimule o sentimento de respeito, que promova uma melhor convivência no coletivo e impacte no exercício diário de práticas que transformem o mundo a nossa volta!”, comentam Marcela B. Camara e Carlos Maldonado, integrantes da equipe do projeto.

O projeto Manual da Família – A difícil arte de educar no Séc. XXI nasceu com o objetivo de estimular o desenvolvimento das habilidades não-cognitivas, através de ações que promovessem reflexão e protagonismo nas famílias, de forma inclusiva. O projeto surgiu com a pesquisa e elaboração de um e-book com apoio da Fundação Itaú Social, hoje disponibilizado gratuitamente para download [www.casadascaldeiras.com.br/manual e www.manualdafamilia.com.br], que privilegiou um diálogo direto com as famílias e acesso fácil. O texto é intencionalmente leve e interativo, trazendo falas de diversas famílias entrevistadas, identificando que cada núcleo familiar já traz um punhado de potências, capacidades, que cada um de nós parte de um lugar diferente e avança até onde é possível naquele momento específico. Desde o lançamento do e-book o projeto promove trocas através das redes sociais e compartilha virtualmente as experiências com as famílias. A partir do reconhecimento das habilidades sócio relacionais, o projeto pretende construir uma sociedade mais humana, acolhedora e sensível, pautada muito mais nas potências do que nas fragilidades. As fragilidades devem ser reconhecidas como um dos lados de uma gangorra, o que impulsiona para o outro, o do desenvolvimento das habilidades que atuam para a superação. Neste último ano de trabalho, com o convênio firmado com a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e a conquista do financiamento através do Edital CONDECA 2015, o projeto avançou e se multiplicou. Foram iniciados ciclos de encontros com diferentes grupos de famílias, as Vivências Família-Ação, pautadas no conteúdo apresentado nos capítulos do e-book EU SOU FAMILIA – EU SINTO – EU POSSOOutra vertente que se desenvolveu nesta etapa do projeto foi o trabalho de sensibilização junto a profissionais e técnicos da Assistência Social que trabalham com famílias. Uma metodologia que vai sendo construída e customizada na prática. A intenção é potencializar o papel de cada um de nós enquanto sociedade, no desenvolvimento de valores e habilidades, dentro do ambiente familiar. Seja como membro da família, seja como agente transformador.

MOSTRA ESPECIAL – MANUAL DA FAMÍLIA – A ARTE DE EDUCAR NO SÉCULO XXI

Dois dias de convivência onde as famílias, em seus mais variados formatos e em ampla diversidade, serão convidadas para atividades lúdicas e de sensibilização, com o intuito de valorizar cada um dos membros da família, inspirar para as práticas saudáveis no cotidiano co-criando uma convivência harmoniosa em sociedade. Atrações: Contação de histórias, brincadeiras, música, fornadas, feira de trocas, projeções, performances e ainda instalações e ações interativas com participação especial do coletivo ZEBRA5.

Quando: 06 de agosto – Domingo – 13h às 19h / 07 de agosto – segunda-feira – 10h às 17h

Classificação Livre – Entrada gratuita

Ocupação de todos os espaços da Casa das Caldeiras com : Barraca de Trocas, Espaço de Brincadeiras (Área Central), Espaço de Contação de Histórias, Diário do Manual, Sala de Estar (Sala Lateral), Cabine com Super Poderes, Cabine de depoimentos com Famílias, Espaço de reunir (Cozinha), Construssim (Ruazinha), Penetráveis (Térreo), Linha do Tempo (Túnel), Geodésica (Ateliê), Primeira Infância (Salão dos Tanques)

Mais informações: www.facebook.com/manualdafamiliaXXI

FOREVER YOUNG

Grande sucesso de público, o aclamado espetáculo do suíço Erik Gedeon volta em cartaz com grandes hits mundiais da música pop e rock’n’roll. No elenco também estão Fred Silveira, Paula Capovilla, Naima Ferreira e Fafy Siqueira (em participação especial)

Com temporadas em São Paulo, Rio de Janeiro e mais oito capitais o musical Forever Young volta em cartaz dia 4 de agosto, sexta-feira, às 21h30, no Teatro Nair Bello. Novidade dessa temporada é a entrada dos atores Saulo Vasconcelos e Marcos Lanza no elenco.

De forma poética e bem-humorada, Forever Young aborda seis grandes atores que representam a si mesmos no futuro, quase centenários. Apesar das dificuldades eles continuam cantando, se divertindo e amando. Tudo acontece no palco de um teatro, que foi transformado em retiro para artistas, sempre sob a supervisão de uma enfermeira. Quando ela se ausenta, os simpáticos senhores se transformam e revelam suas verdadeiras personalidades através do bom e velho rock’n’roll e mostram que o sonho ainda não acabou e que eles são eternamente jovens.   A comédia musical consegue relatar não apenas o problema da exclusão social na “melhor idade”, mas também aborda questões sobre a velhice com muito humor e músicas que marcaram várias gerações.

Forever Young é uma grande homenagem a todos os artistas que trouxeram tanta magia para as pessoas. E, principalmente, passa a mensagem que ser jovem é algo eterno, que a vida não para, apenas muda-se a frequência das ações.

Os hits são sucessos do rock/pop mundial de diversos anos, passando pelas décadas de 50, 60, 70, 80 até chegar aos anos 90.Músicas que são verdadeiros hinos como I Love Rock and RollSmells Like a Teen SpiritI Wil SurviveRoxanneRehabSatisfactionSweet DreamsMusicSan FranciscoCalifornia DreaminLet It BeImagine, e a emblemática Forever Young. Já o repertório nacional conta com canções como Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás de Raul Seixas, Do Leme ao Pontal de Tim Maia e Valsinha de Chico Buarque.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Forever Young
Com Fafy Siqueira, Saulo Vasconcelos, Fred Silveira, Paula Capovilla, Marcos Lanza, Naima Ferreira e Miguel Briamonte.
Teatro Nair Bello – Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569 – Consolação, São Paulo). 
Duração 100 minutos
04/08 até 01/10
Sexta – 21h30, Sábado – 21h, Domingo – 19h
$80/$90
Classificação 10 anos

O BEIJO NO ASFALTO

O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues (1912-1980) ganha nova versão em estreia dia 12 de agosto, sábado, às 16h, Praça Roosevelt (frente à Rua Augusta). O diretor Pedro Granato traz a trama para a cidade, a céu aberto, com as avenidas como pano de fundo, na montagem do núcleo de pesquisa do teatro Pequeno Ato – responsável pelas peças Fortes Batidas (vencedora de prêmios APCA, São Paulo e Zé Renato) e 11 Selvagens (que volta em cartaz em setembro).

Unindo técnicas do teatro de rua com o conceito do site specific, a proposta é apresentar a peça ao entardecer transformando a cidade em cenário. As escadas serão as arquibancadas para o público. Para o diretor, na rua a peça consegue atingir um número maior de pessoas que não frequentem uma sala de teatro convencional.

O texto é muito popular e atual ao discutir política, homofobia, violência policial, abuso de poder, manipulação da imprensa.  Eu queria trazer para hoje, para falar dessa lógica de linchamento que acontece a cada dia. O tempo inteiro alguém está sendo linchado publicamente pela internet, o uso das “fakes News” tão utilizadas na politica brasileira, então busquei trazer essa história para esse contexto atual. Acho que todos os elementos que estão na obra estão presentes na rua renovando o olhar da plateia para a cidade”, explica.

Na trama de Nelson Rodrigues, Arandir sofre um massacre midiático por dar um beijo em um homem que morria após ser atropelado. A polícia, procurando abafar escândalos, encampa uma cruzada moralista seguindo a estética do linchamento, tão comum nos dias de hoje.

Utilizando coros e elementos contemporâneos, essa versão revigora o impacto da tragédia rodrigueana. Na rua, a violência e homofobia estão muito mais latentes. O atropelamento é uma possibilidade real e a encenação joga com essa tensão entre a cena e o cotidiano ao redor. Os atores se revezam em vários personagens se multiplicando em cena.

A própria Praça Roosevelt é um espaço de disputa na cidade. Revitalizada especialmente pela ação dos teatros sofre agora um processo de gentrificação e diversas proibições de uso. Ocupá-la com uma obra tão emblemática sobre abusos de poder  é resgatar o potencial provocador da obra de Nelson Rodrigues”, completa o diretor.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Beijo no Asfalto
Com André Salama, Diego Dac, Fhelipe Chrisostomo, Gabriela Fontana, Gustavo Pompiani, Isabela Fikaris, Maria Eduarda Machado, Mariana Beda, Mau Machado e Roberto Garcia. 
Praça Roosevelt (Praça Franklin Roosevelt, s/n – Bela Vista, São Paulo)
Duração 90 minutos
12/08 até 03/09
Sábado e Domingo – 16h
Grátis
Classificação Livre

 

 

 

OS GUARDIÕES DO TEMPO

No espetáculo infantil Os Guardiões do Tempo, de Luan Carvalho, Nina, incentivada por sua avó e por um mago, sai em busca de um livro mágico, em que estão presos seres que podem fazer mal a todas as crianças da Terra.
Segundo o mago, somente Nina pode ajudar os personagens das lendas a se livrarem de uma terrível maldição, trazendo de volta a alegria e suas verdadeiras identidades.
unnamed.jpg
 
Os Guardiões do Tempo
Com Aislan Merice, Gabriela Sanches , Gisele Braga, Jaque Nunes, Mariana Haddad, Murilo Richard,Sandra Nagy
Teatro Arena Eugênio Kusnet (Rua Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque, São Paulo)
Duração 60 minutos
05 a 27/08
Sábado e Domingo – 16h
$40
Classificação Livre