PARALAMAS EM CENA

O musical “Paralamas em Cena” estreia dia 06 de setembro no Teatro Folha e tem como fonte de inspiração o repertório da banda Paralamas do Sucesso, mesclando música e teatro, com referência nos anos 80 num estilo “rock de garagem”. As sessões serão as quartas e quintas-feiras às 21h até 26 de outubro.

As músicas da banda ganham novos arranjos para o espetáculo que tem direção geral de Isser Korik. As letras são utilizadas como texto de teatro e formam o fio condutor da montagem. O musical exalta a riqueza de letras como “Meu Erro”, “Óculos” e “Lanterna dos Afogados”, entre outros hits. Esta é a segunda montagem do projeto MPB em cena, que promete continuar revisitando e valorizando a música brasileira.

Os arranjos apresentam variedade de referências musicais passando pelo hardcore, rock balada, ritmos brasileiros, jazz e, claro, rock dos anos 80. Com direção musical e arranjos vocais do maestro  Paulo Nogueira, o espetáculo conta com renomados músicos que formam o time de arranjadores. Zeca Baleiro fez arranjo de um medley com as músicas “Saber Amar”, “Um Amor Um Lugar”, “Cuide Bem  do Seu Amor” e “Aonde Quer que eu Vá”; André Abujamra trabalhou com as músicas “O Calibre”, “Selvagem” e “O Beco”; Miguel Briamonte criou arranjo para “Lanterna dos Afogados”; Jair Oliveira assina arranjo para o medley com as músicas “A Lua que Eu te Dei”, “Só Pra te Mostrar”, “O Amor Não Sabe Esperar”. O musical tem também arranjos feitos por Ricardo Severo, Drika Lima, Marcelo Castro, Crika Amorim, Peter Mesquista, Rodolfo Schwenger, Kalau, Ivan Parente, Osmar Barutti e Paulo Nogueira.

A montagem conta ainda com a coreógrafa e preparadora corporal Vanessa Guillen, que além de coordenar a movimentação dos atores, realizou um trabalho de criação de coreografia com movimentos baseados na linguagem do teatro musical.

O elenco é formado por quatro atores convidados e mais sete escolhidos de uma oficina de teatro musical realizado pela produtora Conteúdo Teatral durante os meses de junho, julho e agosto de 2017. Os atores convidados Ruy Brissac – que interpretou o personagem Dinho no musical “Mamonas Assassinas”-, Carol Bezerra, Juliana Romano e Diego Rodda vão se juntar aos sete atores selecionados da oficina de teatro musical que passaram por um intenso processo de preparação ao longo de três meses. São eles: Ana Catharina Oliveira, Anna Paula Alonso, Carol Eloá, Érica Correia, Éric Terra, Gui Giannetto e Nalin Junior.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Paralamas em Cena
Com Ana Catharina Oliveira, Anna Paula Alonso, Carol Bezerra, Carol Eloá, Diego Rodda, Érica Correia, Éric Terra, Gui Giannetto, Juliana Romano, Nalin Junior e Ruy Brissac.
Teatro Folha – Shopping Pátio Higienópolis (R. Dr. Veiga Filho, 133 – Higienópolis, São Paulo)
Duração 60 minutos
06/09 até 26/10
Quarta e Quinta – 21h
$40
Classificação 10 anos

NÃO VAMOS PAGAR!

A comédia “Não Vamos Pagar!” do dramaturgo italiano Dario Fo inicia temporada no Teatro Folha dia 1º de setembro e fica em até 22 de outubro, com sessões de sexta-feira a domingo. Dirigida por Inez Viana, a peça, num ritmo dinâmico e divertido, mostra as hilariantes situações que envolvem as personagens Antônia e Margarida, donas de casa que fazem de tudo para manter suas finanças sob controle.

Antônia acaba de perder o emprego. Seu marido, João, trabalha em uma fábrica ameaçada de ser fechada. Em protesto contra aumento de preços, um grupo de mulheres decide invadir e saquear um supermercado. Entre elas, Antônia, que a partir daí se envolve em uma sequência de peripécias. O marido, cheio de valores e princípios éticos, prefere morrer de fome a fazer algo ilegal – e não faz ideia do que sua mulher tem feito. Somam-se a isso os problemas criados pela amiga Margarida, relutante em ajudá-la, e os vários encontros e incidentes com a polícia.

Na montagem tudo acontece de maneira muito ágil, graças ao elenco formado por Virginia Cavendish, idealizadora e produtora do projeto, Marcello Airoldi, Zéu Britto, André Dale e Luísa Vianna. O espetáculo estreou em 2014 e já percorreu 26 cidades, em temporadas de sucesso.

Os diálogos escritos por Dario Fo são ágeis, inteligentes e cheios de sátiras políticas. A diretora Inez Viana observa que a peça é muito atual porque as personagens vivem em crise financeira bem parecida com a que os brasileiros experimentam no momento. Ao mesmo tempo o texto permite que os atores brilhem e se divirtam nas situações cômicas. “É notória a inspiração de Dario Fo no popular para chegar ao erudito, mantendo a crítica, sempre no tom satírico, político e mordaz, sem perder a poesia e a esperança em dias melhores”, destaca a diretora Inez Viana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Não Vamos Pagar!
Com Virginia Cavendish, Marcello Airoldi, Luísa Vianna, André Dale e Zéu Britto.
Teatro Folha – Shopping Pátio Higienópolis (R. Dr. Veiga Filho, 133 – Higienópolis, São Paulo)
Duração 95 minutos
01/09 até 22/10
Sexta – 21h30, Sábado – 20h e 22h, Domingo – 20h
$40/$70
Classificação 12 anos

O 25º CONCURSO DE SOLETRAR

Inspirado na comédia musical norte americana “The 25th Annual Putnam County Spelling Bee“, o musical “O 25º Concurso de Soletrar” conta a história de seis crianças que participam de um concurso de soletrar na escola onde estudam. Apesar de cada um ter seu motivo particular para querer vencer o concurso, pode-se resumir que todos querem ser aceitos e reconhecidos no grupo escolar.

O musical foi inspirado no “Concurso Nacional de Scripps“, um concurso de soletrar americano que surgiu em 1925.

A peça, além de fazer parte da programação do “X Festival Fábrica de Óperas”, é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso na Licenciatura em Arte – Teatro do diretor e ator, Caio Bichaff.

O maestro Abel Rocha é o responsável pelo Festival Fábrica de Óperas, que tem como objetivo estudar as intersecções entre o canto e o teatro e encenar óperas e mais recentemente obras de teatro musical.

A equipe criativa é composta por Caio Bichaff (UNESP, Sesi-SP), responsável peladireção geral e cênica. Caio Guimarães (60! Década de Arromba – Doc. Musical, Wicked, Castelo Rá Tim Bum, o Musical) é o diretor musical; e a cenografia é de Luísa Almeida ((Instituto de Artes). Fernanda Brito e Gabriel Boani auxiliam Caio Bichaff na tradução e versão do libreto e das canções.

No elenco estão Amanda Bamonte, Celo Carvalho, Heder Becker, Gustavo Mazzei, Lucas Bamonte, Luiza Arruda, Luiza Francabandiera, Pedro Faraldo e Natália Capucim.

As apresentações ocorrem nos dias 16, 17, 20, 23 e 24 de setembro no Teatro Reynúncio Lima, no Instituto de Artes (R. Dr Bento Teobaldo Ferraz, 271, Barra Funda, São Paulo) às 20hrs. Por ser um exercício teatral – e com isso, não ferir os direitos autorais originais da peça – a entrada é gratuita.

O grupo lançou uma campanha de financiamento coletivo no Catarse. A meta arrecadada cobrirá os gastos de cenografia, figurinos e aluguel de microfone. Você pode conhecer um pouco mais do projeto e colaborar com a campanha no link: http://bit.ly/2v12Mxe.

 

HUGO BONEMER SERÁ AYRTON SENNA

Hugo Bonemer (“Hair”, “Rock in Rio, o Musical”) interpretará nos palcos um dos maiores ídolos do Brasil – o piloto de Fórmula 1, Ayrton Senna.
O musical em homenagem a Senna tem estreia prevista para novembro no Teatro Riachuelo, Rio de Janeiro.
Ainda se sabe muito pouco sobre o roteiro – somente que não será um musical biográfico, e que terá também um personagem chamado Wandson.
Wandson era um adolescente de 16 anos, que trabalhava como ajudante de pedreiro na rua Ayrton Senna, em Itabela (extremo sul da Bahia) e foi morto a tiros no serviço, em 2015.
A produção é uma parceria da Aventura Entretenimento com a família Senna. O texto e as músicas são de Claudio Lins (“O Beijo no Asfalto – O Musical”) e Cristiano Gualda ( “Bem Sertanejo”). A direção musical é de Felipe Habib e a direção geral de Renato Rocha.
ayrton-senna-brasil-bandeira-mclaren-vitoria
(fonte – Monica Bergamo/Folha de São Paulo)