AMOR & PÓLVORA

Até onde uma amizade pode superar uma frustração? Até onde uma frustração pode ser superada por uma amizade? Até onde é realmente amizade? Em “Amor & Pólvora”, novo texto de Marllos Silva, todos os limites serão testados e questionados.
O espetáculo inédito que traz a história de Fábio e Sauí, dois amigos que se conhecem dos tempos de colégio e que decidem dar um susto nos pais forjando o próprio sequestro, expõe o extremo das relações e emoções entre pessoas que tiveram seus caminhos cruzados no passado, influenciando assim o presente e mudando inesperadamente o futuro.
Fábio por mais de 10 anos foi o alvo de bullying na escola, e agora na faculdade seu carrasco dos tempos de colégio é seu melhor amigo. Quase advogados formados, os dois decidem armar o sequestro de Fábio para levantar uma grana e dar um susto nos pais do rapaz. O problema é que algo não sai como o planejado, tudo começa a desmoronar, e em meio ao caos passam a relação em pratos limpos.
Trazendo uma proposta desafiadora para os atores em cena, Ghilherme Lobo e Júlio Oliveira – que repetem a parceria após “Eu Nunca” e “O Aprendiz de Feiticeiro”, a peça, repleta de intenções e sensações, apresentada no formato do teatro de arena, propõe ainda uma encenação surpresa para eles, uma ação que começa já na entrada do público, que não saberá quem vai interpretar cada personagem. Divididos apenas entre “formação A” e “formação B”, a dupla do dia será escolhida através de um voto aleatório da plateia, minutos antes do início do espetáculo.  “Esta proposta fez com que os atores ensaiassem os dois personagens. São dois espetáculos completamente diferentes, e apenas com dois profissionais talentosos e dedicados poderíamos propor esta formação., completa o autor Marllos Silva.
Para a dupla, com novelas, filmes, peças e musicais no currículo, a experiência da alternância surpresa é inédita. Uma coisa é você trabalhar a disponibilidade de ator para fazer vários personagens, que é o que fazemos a vida toda, outra coisa é trabalhar uma disponibilidade imediata, que é quando você descobre naquele segundo que fará tal papel, e que precisa começar o espetáculo em 3, 2, 1. Precisamos estar muito latentes, disponíveis e sensíveis o tempo todo, pois como são personagens completamente diferentes, a gente se prepara e se aquece de maneiras diferentes para fazer coisas diferentes, explica Júlio.
O que mais move e desafia no espetáculo é construir essas personagens paralelamente, buscando suas singularidades, descobrindo e criando características que tornem únicas cada uma dessas personas, interpretadas pelo mesmo ator. O Marllos Silva sabe muito bem a história que quer contar e, por conhecer tão intimamente o texto, sabe onde moram as maiores ciladas pra nós, atores. Isso permite que a criatividade aflore sem medo, que as propostas venham e sejam bem aproveitadas. É uma peça forte, atual e possível., detalha Ghilherme.
Escrito em 2008 por Marllos Silva, responsável também pela direção e desenho de luz, e sob a supervisão de José Renato Pécora, “Amor & Pólvora” tem a direção de produção de Rosangela Longhi, e a produção e realização da Gaya Produções e Marcenaria de Cultura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Amor & Pólvora
Com Ghilherme Lobo e Júlio Oliveira 
Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 50 minutos
05/09 até 25/10
Terça e Quarta – 21h
$60

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s