O ROUXINOL E O IMPERADOR CHINÊS

Referência no cenário cultural, a programação infantil do Teatro Alfa segue com grupos de reconhecida qualidade. Encenado no formato de teatro negro (formas animadas criadas com luzes coloridas e bonecos manipuláveis) da Cia ImagoO Rouxinol e o Imperador Chinês, livre adaptação da fábula de Hans Christian Andersen, estreia dia 23 de setembro, sábado, às 16 horas, no Teatro Alfa.

Com mais de 20 espetáculos no currículo, em 2017 a companhia completa 18 anos de existência. Quem lidera o grupo é o artista Fernando Anhê – que soma seus 20 anos de experiência a espetáculos de diversos segmentos artísticos, como teatro, dança, ópera e concertos. O novo espetáculo que estreia no Alfa segue a linha estética e dramática das adaptações anteriores da cia, como A Flauta MágicaPedro e o LoboJoão e Maria e Alice no País das Maravilhas, entre outras. Os trabalhos da Imago foram reconhecidos nas duas últimas décadas pelos prêmios mais expressivos do teatro infantil, como o APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e o extinto Coca-Cola Femsa, hoje Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem.

A fábula O Rouxinol e o Imperador Chinês encanta por seu conteúdo e pelo enredo poético. O poder transformador da música e a necessidade vital da liberdade entre tudo e todos são os principais temas do conto de Hans Christian Andersen, em que um imperador é deixado por seu amigo e confidente Rouxinol após se deslumbrar por uma ave mecânica adornada com pedras preciosas e que sempre emite o mesmo canto.

Nesses 20 anos de trajetória, o encenador Fernando Anhê perdeu a conta do número de trabalhos em seu currículo, entre peças de teatro de bonecos, óperas e balés. Alguns espetáculos da Cia Imago, como Pedro e o Lobo (com 13 anos), Alice no País das MaravilhasA Flauta MágicaCarnaval dos Animais e João e Maria são requisitados sempre para apresentações. Já se passaram 18 anos desde que Fernando encenou, no TBC, a peça que no mesmo ano deu nome à cia. Dois anos antes, nascia a primeira peça, Espias, sobre o ciclo de uma criatura que ganhava asas, já em parceria com o maestro Jamil Maluf, parceiro em diversos trabalhos que vieram a seguir.

Uma das marcas da Cia Imago é o uso da técnica do teatro negro, em que os bonecos parecem mover-se livremente, voar, aparecer ou desaparecer, como se tivessem vida própria, em efeitos óticos estimulantes para todas as crianças. A atmosfera onírica também é definida pela cor fluorescente dos objetos de cena.

A fábula

O império chinês era tema de diversos livros por ser considerado o mais belo império do mundo. Através de um deles, o imperador chinês descobriu a existência de um rouxinol e seu maravilhoso canto, considerado o que havia de mais encantador em todo o império.

Diante de tal revelação, o imperador ordena a busca imediata do pássaro. Encantado com o trinado do rouxinol, o soberano convida o rouxinol para morar em seu palácio. Deixando de cantar livremente pelos bosques, o rouxinol aceita o convite. Mesmo com sua liberdade cerceada, o pássaro torna-se amigo e confidente do imperador. A bela e sincera amizade entre a ave e o soberano só é seriamente abalada quando o imperador é presenteado com um rouxinol mecânico.

O Rouxinol e o Imperador Chinês
Com Priscila Monsano, Jah Horacio, Rosana Aparecida Antão, Fernando Anhê. 
Teatro Alfa – Sala B (R. Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro, São Paulo)
Duração 60 minutos
23/09 até 26/11
Sábado e Domingo – 16h 
$35
Classificação Livre

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s