DA AUDIÇÃO À PRÁTICA DE MONTAGEM

Atendendo a (muitos) pedidos, o curso prático de Teatro Musical com o diretor Charles MoellerDa Audição à Prática de Montagem estará de volta a partir de 24 de outubro, desta vez no Teatro do Leblon!

As aulas ocorrerão às terças e quintas, em dois horários diferentes:
* Módulo I: 14h às 17h
* Módulo II: 18h às 21h
Total: 16 aulas

Inscrições: 02 a 23 de outubro, de 13h às 20h (Segunda a Sexta)

Para mais informações, dúvidas e inscrições, escreva para  cursos@moellerbotelho.com.brcursos@moellerbotelho.com.br ou ligue para 2529-7700 (13 às 20h) e/ou (21) 99525-9629.

* Voltado para estudantes, atores, técnicos e apaixonados por Teatro Musical.

ARTE-POST---CURSO-MB-final.jpg

EU NÃO POSSO LEMBRAR QUE TE AMEI – DALVA & HERIVELTO (Rio de Janeiro)

Depois das temporadas no Theatro NET Rio e no Imperator, com 10.000 espectadores, a montagem Eu não posso lembrar que te amei – Dalva & Herivelto, com Sylvia Massari e Tadeu Aguiar e texto de Artur Xexéo, se despede do Rio de Janeiro com as apresentações na Cidade das Artes, dias 14 a 15 de outubro de 2017, sábado e domingo, sob direção de Tadeu Aguiar.

Em seguida às sessões na Barra da Tijuca, o espetáculo segue para Teresópolis, Petrópolis, São Gonçalo e Nova Iguaçu [circuito SESC].

A montagem é uma celebração ao centenário de Dalva de Oliveira, nascida em Rio Claro, São Paulo, em 1917.

O espetáculo usa o repertório de Dalva [1917-1972] e Herivelto Martins [1912-1992] para narrar a trajetória dos dois, do tempo do Trio de Ouro, nas décadas de 1930 e 40, quando eram casados, ao famoso duelo musical, no começo dos anos 1950, que marcou a carreira do casal, depois que ele se desfez.

Sylvia e Tadeu contam e cantam essa história cheia de paixão, ilustrada com alguns dos maiores sucessos da música brasileira – “Ave Maria do Morro”, “Tudo acabado”, “Errei, sim”, “Caminhemos”, “Bandeira Branca”, totalizando 24 canções, acompanhados por Tony Lucchesi [diretor musical da encenação] / Tarantilio Costa – piano e regência [eles revezam], Thais Ferreira – violoncelo  e Léo Bandeira – bateria e metalofone.

Na primeira parte da peça, a do encontro dos dois, o repertório é o de sucessos do Trio de Ouro, grupo vocal que Dalva e Herivelto formaram com Nilo Chagas: “Praça Onze”, “Ave Maria do Morro”, “Segredo” e outros. Na segunda parte, a da separação, a seleção é quase toda formada pela famosa polêmica travada pelos dois: “Tudo Acabado”, “Que Será”, “”Errei Sim” e outras.

Eu Não Posso Lembrar Que Te Amei – Dalva&Herivelto
Com Sylvia Massari e Tadeu Aguiar
Cidade das Artes – Grande Sala (Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro)
Duração 70 minutos
14 e 15/10
Sábado – 21h, Domingo – 18h
$50/$100
Classificação etária: 10 anos

 

 

TRAIR E COÇAR É SÓ COMEÇAR (Opinião)

As aventuras da empregada Olimpia ainda arrancam risadas do público que vai vê-la no Teatro Ruth Escobar.

“Trair e Coçar É Só Começar”, comédia de Marcos Caruso, está em cartaz há 31 anos ininterruptos.

A peça acumula outros números impressionantes: mais de 6 milhões de espectadores, mais de 9 mil apresentações, 4 vezes no Guiness Book, Prêmio Quality Cultural e homenagem pela Assembleia Legislativa de São Paulo.

22308662_1964769167139909_2872822824677700589_n

A história gira em torno de meras hipóteses de adultérios, geradas por equívocos e confusões provocadas por uma empregada, que se aproveita da desconfiança geral entre os casais do enredo para subornar seus patrões e amigos.

Ressaltamos o trabalho da atriz Anastácia Custódia, que desde 2005 dá vida a protagonista da história; o trabalho do elenco, por trazer o frescor para a peça como se estivesse sendo apresentada pela primeira vez, e para o texto maravilhoso de Marcos Caruso.

Se por acaso você ainda não viu (será que tem alguém) ou quer rever, e se divertir muito, “Trair e Coçar É Só Começar” é a nossa recomendação. Não perca.

Trair e Coçar é Só Começar
Com Anastácia Custódio, Carlos Mariano, Mario Pretini, Tânia Casttello, Carla Pagani, Miguel Bretas, Ricardo Ciciliano, Siomara Schröder e Beto Nasci.
Teatro Ruth Escobar (Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 120 minutos
07/04 até 26/11
Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 20h
$70/$80
Classificação 12 anos