AYRTON SENNA, O MUSICAL (Rio de Janeiro)

A história do brasileiro Ayrton Senna, tri-campeão mundial de Fórmula 1, o levou a ser reconhecido como um dos maiores pilotos de todos os tempos, herói nacional e ídolo internacional. Mas é a essência da sua personalidade e caráter, com espírito guerreiro e de solidariedade, que estará nos palcos do espetáculo “Ayrton Senna, o musical“, que estreia no Teatro Riachuelo Rio, dia 10 de novembro. Nesta sexta, 03 de novembro, inicia a venda de ingressos para o espetáculo.

Não será um musical biográfico tradicional. A história está focada durante as cinco últimas voltas, antes do acidente fatal em Imola (Itália).  “A vida dele passará por sua cabeça em um turbilhão de imagens, fragmentos e sensações”, explica Renato Rocha, o diretor. “A proposta era inovar dentro da estrutura do teatro musical.

Produzido pela Aventura Entretenimento, em parceria com a família Senna e apresentado pelo Bradesco, “Ayrton Senna, o musical” é a vigésima quarta produção da Aventura, em nove anos de estrada, e um espetáculo diferente de tudo o que já foi criado pela produtora até o momento. “Para falar sobre Ayrton Senna temos que voar alto“, comenta Aniela Jordan, sócia-diretora da Aventura, ao lado de Fernando Campos, Luiz Calainho e Patrícia Telles.

Claudio Lins e Cristiano Gualda são a dupla que assinam o roteiro e as canções originais – compostas especialmente para o espetáculo. “É incrível contar a história de uma pessoa normal que virou um herói nacional. O país precisa de referências nesse momento“, diz Claudio Lins.  “Escrevemos a primeira canção e fomos apresentar à família Senna. Estávamos muito nervosos, pois ninguém tinha ouvido ainda e eles foram logo os primeiros. Foi um momento inesquecível, único, muito emocionante!“, comentou Gualda.

Para dar movimento e velocidade ao espetáculo, a direção fica por conta de Renato Rocha, diretor que desenvolveu carreira internacional por quase 10 anos, reconhecido por unir circo e teatro. “Não tem como fazer um espetáculo sobre Senna sem muita velocidade, sons e luzes. Teremos muitos números aéreos e pendulares“, comenta o diretor.

Vinte e quatro atores/cantores/bailarinos/acrobatas compõem o elenco formado após audição entre 100 pessoas. Hugo Bonemer (Hair, Yank!, Rock in Rio, o musical e A Lei do Amor) foi o ator escolhido para interpretar o Ayrton. “Foi a audição mais difícil que já fiz. Além da pressão do personagem, o teste foi com uma música autoral“, comentou Hugo. “Eu buscava um ator que me emocionasse e o Hugo me emocionou com o olhar. Me lembrou o olhar do Senna pelo capacete“, disse Renato Rocha, diretor da montagem.

O espetáculo tem um canal no youtube onde apresentará uma websérie sobre como foi feito o musical. No segundo episódio, ficamos sabendo sobre a direção musical, a criação sonora e os músicos.

Ayrton Senna, o musical” traz nomes de peso na equipe criativa, como Gringo Cardia no cenário e direção de arte, Dudu Bertholini assina os figurinos, a direção musical é de Felipe Habib, criação sonora de Daniel Castanheira, coreografia de Lavínia Bizzotto e visagismo de Anderson Montes.

O espetáculo tem patrocínio da Atlas Schindler, Riachuelo, Sem Parar, Volkswagen Financial Services, apoio da Alelo e White Martins, Avianca como transportadora oficial e Localiza Hertz como locadora de carros oficial.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ayrton Senna, o Musical
Com Hugo Bonemer, Victor Maia, João Vitor Silva, Lucas Vasconcelos, Pepê Santos, Will Anderson, Leonardo Senna, Adam Lee, Ivan Vellame, Kiko do Valle, Natasha Jascalevich, Estrela Blanco, Karine Barros, Lana Rhodes, Bruno Carneiro, Douglas Cantudo, Juliano Alvarenga, Marcella Collares, Marcelinton Lima, Olavo Rocha, Laura Braga, João Canedo, Gabriel Demartine e Paula Raia.
Teatro Riachuelo Rio (Rua do Passeio, 40 – Cinelândia – Rio de Janeiro/RJ)
Duração 140 minutos
10/11 até 04/02
Quinta e Sexta – 20h30, Sábado – 16h30 e 20h30, Domingo – 19h
$50/$150
Classificação Livre

 

 

 

SE MEU APARTAMENTO FALASSE!

 

O musical “Se Meu Apartamento Falasse“, novo espetáculo da dupla Möeller & Botelho, divulgou o seu elenco. O trio de protagonistas será vivido por Marcelo Médici, Malu Rodrigues e Marcos Pasquim.

Na história, os três formarão um triângulo amoroso. Querendo agradar seus chefes e, em consequência, subir na vida, Chuck Baxter (Marcelo Médici), um homem solteiro, resolveu emprestar seu apartamento para que os executivos casados pudessem ter encontros amorosos. Mas a situação sai de controle quando ele se apaixona pela amante (Malu Rodrigues) de um de seus chefes (Marcos Pasquim).

Completando o elenco, temos André Dias, Antonio Fragoso, Caru Truzzi, Duda Ramos, Fernando Caruso, Jullie, Karen Junqueira, Lola Fanucchi, Maria Clara Gueiros, Marianna Alexandre, Mayra Veras, Patricia Athayde, Patrick Amstalden, Renato Rabelo, Ruben Gabira e Yasmin Lima.

A estreia prevista é para dezembro no Teatro Bradesco Rio (Av. das Américas, 3900 – 160 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro).

BeFunky Collage.jpg

Em 2010, quando houve o revival de “Promises, Promises” , o espetáculo foi indicado a quatro Tonys, tendo ganho o de melhor atriz coadjuvante para Katie Finneran. Abaixo a apresentação na cerimônia.

O musical é baseado no filme “The Apartment“, de Billy Wilder, lançado em 1960. O espetáculo já foi encenado no país, na década de 1970, com Moacyr Franco e Rosemary, interpretando o casal protagonista. Veja abaixo a versão que Moacyr fez para a montagem.

O REI LEÃO (LIVE ACTION)

No dia de ontem foi definido o elenco dos moradores da Terra do Reino, e todo rei merece uma rainha à altura. Pois bem, Beyoncé aceitou o papel.

O filme live-action de “O Rei Leão“, produção da Disney Studios, divulgou o elenco dos atores que dublarão os personagens. Nos papeis principais, temos Donald Glover (Simba), Seth Rogan (Pumba), Billy Eichner (Timão), Chiwetel Ejiofor (Scar) e James Earl Jones (Mufasa).

Além de dar a voz a Nala, Beyoncé também ficará encarregada pela trilha sonora do filme. Rumores dizem que pela participação ‘Queen B’ receberá cerca de 25 milhões de dólares.

A direção é de Jon Favreau, que também foi responsável pela adaptação de “Mogli: O Menino Lobo”. “É o sonho de qualquer diretor ter uma equipe talentosa como essa para trazer esta história clássica de volta à vida“, declarou Favreau em um comunicado oficial.

O longa metragem animado de “O Rei Leão” foi lançado em 1994. É o 32o filme da Disney. Ganhador de vários prêmios, entre eles Oscar e Globo de Ouro. Já arrecadou mais de 987 milhões de dólares em bilheterias ao redor do mundo. Com o sucesso foi adaptado para o teatro (em cartaz desde 1997), duas sequências (em vídeo) e duas séries televisivas.

A estreia prevista é para o dia 19 de julho de 2019. ‘Long Life to the Queen!

DNlKkoVVoAAenxt