BIBI, POR TODA MINHA VIDA

Após comemorar 75 anos de carreira, a grande dama do teatro e da música brasileira Bibi Ferreira sobe ao palco do Teatro Oi Casa Grande para estrear seu mais novo espetáculo “Por Toda Minha Vida”.

Neste trabalho, Bibi retorna ao cancioneiro brasileiro, matando a saudades das nossas grandes canções e celebrando vários encontros que teve durante sua carreira. Uma grande homenagem aos amigos e artistas próximos.  “Bibi, Por Toda Minha Vida” ficará em cartaz aos sábados às 21h e domingos às 19h até o dia 3 de dezembro.

A ideia de retornar ao cancioneiro brasileiro surgiu justamente durante o período de comemorações do jubileu de diamante, onde muito se falou, mostrou e se perguntou sobre os 75 anos de carreira da artista. Na cabeça de Bibi, um grande passeio pela carreia. Lembrou-se de muitos momentos, de diversas passagens e percebeu que teve, em toda sua vida, pessoas muito especiais, cuidadosas e interessadas, sempre destacando a importância dos seus pais. São novas e velhas histórias. São novas e velhas canções. E foi lembrando nessas pessoas que Bibi criou a estrada que conduz seu novo espetáculo.

Artisticamente, Bibi continua trabalhando em parceria com seu maestro Flavio Mendes e seu empresário Nilson Raman, na seleção das canções, na seleção das histórias e no estudo do roteiro. A “costura”, como diz Bibi. No palco, será acompanhada por onze músicos, contando com o maestro que também é o guitarrista.

Nas canções, encontramos lembranças de Noel Rosa, Carmem Miranda, Dolores Duran, Maysa, Eliseth Cardoso, Clara Nunes, Araci de Almeida, Dalva de Oliveira, Nora Ney, Tom Jobim, Milton Nascimento, Nara Leão, Elis Regina e Maria Bethânia, entre outros nomes.

Nas histórias, vamos ouvir falar de Procópio e Dona Aída, pais de Bibi, claro, por considerar os grandes responsáveis por ter se tornado quem ela é, mas também vamos ouvir falar, além dos artistas já citados acima, de Dorival Caymmi, da Rua da Quitanda, de Carmen Santos, Marília Batista, Isaurinha Garcia, bossa nova, Gianni Rato, Flávio Rangel, Paulo Pontes, Silvia Teles, Antonio Maria, Menescal e Boscoli, Angela Maria, Oduvaldo Viana Fialho, Augusto Boal, Edu Lobo, Vinicius de Moraes, e assim vai, por toda sua vida.

Bibi – Por Toda Minha Vida
Com Bibi Ferreira e orquestra
Teatro Oi Casa Grande (Avenida Afrânio de Melo Franco, 29 – Leblon, Rio de Janeiro)
Duração (não informada)
11/11 até 03/12
Sábado – 21h, Domingo – 19h
$100/$180
Classificação 16 anos

CHOPIN OU O TORMENTO DO IDEAL

Com Nathalia Timberg e a pianista Clara Sverner a montagem consagrada a Chopin, associa música e poesia sob a direção de José Possi Neto. A atriz Nathalia Timberg  pela primeira vez em sua carreira, interpreta um personagem masculino.

Partindo de recortes textuais da vida de Chopin, cartas de George Sand entrelaçadas com declarações e poemas de Musset, Liszt, Baudelaire, Gérard de Nerval e Saint-Pol-Roux, o espetáculo ilumina vinte anos da vida e da obra do compositor, criando uma possível subjetividade acerca de sua biografia com a objetividade e a poética do seu contexto histórico.

A montagem original teve sua estreia nos primeiros meses do ano de 1987, no Théâtre de la Gaîté-Montparnasse, em Paris. O pianista Erik Berchot, vencedor do prêmio Frédéric Chopin de Varsóvia (1980), uniu seus talentos aos do ator e autor Philippe Etesse para compor o espetáculo.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo site da Ingresso Rápido.

 

CHOPIN 3b EDSON KUMASAKA

Chopin ou O Tormento do Ideal
Com Nathalia Timberg e Clara Sverner
Teatro Porto Seguro (Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos – São Paulo)
Duração 70 minutos
01 a 03/12
Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 19h
$60/$80
Classificação 14 anos