TÔ DE GRAÇA – DA TV PARA O PALCO

O talento e o humor crítico e escrachado de Rodrigo Sant´Anna são marcas que acompanham o sucesso do humorista há anos. Multifacetado, criativo e irreverente, o ator estreia no dia 05/04, nos palcos do teatro a peça “Tô de Graça – Da tv para o palco”, em temporada no teatro Miguel Falabella, no Norte Shopping.  A peça é exibida sextas e sábados às 21 Horas e Domingo às 20 horas e vai até o dia 03/06. Além de dar vida a Graça, personagem central do espetáculo, Rodrigo Sant´Anna também escreve e dirige o espetáculo que é sucesso absoluto no canal Multishow.

Graça é uma pedinte e catadora de latas que tem a missão diária de sustentar e administrar as confusões de uma familia, onde tem um marido eternamente desempregado e dos seus treze filhos. É sobre essa personagem tão comum, e ao mesmo tempo invisível à sociedade, que conta a história “Tô de Graça – da TV Para o Palco ”, já aclamada na TV à cabo, chega aos palcos cariocas, com força total.

O Espetáculo

A trama se desenrola com a notícia que a comunidade, onde Graça vive, será o cenário para a gravação do video clipe de um artista muito famoso, com tudo isso, causará um alvoroço na família e perturbação à nossa anti-heroína, que acha um desfrute a execução desse evento em um lugar tão desassistido.

E é nesse ponto que mora a intrínseca crítica social, pois a comunidade passar por um lugar carente de apoio e infraestrutura para os nativos, porém, extremamente romantizada aos olhos do turista e da mídia. Além do texto hilário e escrachado, típico do ator e criador, a peça traz uma realidade delicada sobre a vida em locais tão precários, resultado de uma construção elaborada nas próprias vivencias do artista.

Outro ponto forte da obra é o poder de cativar o público, ao retratar àforça dos laços e conflitos familiares da nossa sociedade. Um vasto material de afeição coletiva. A ideia de levar o riso para o teatro se deu justamente pelo índice de audiência em 2017, sendo um dos programas mais vistos do referido canal. A aceitação e admiração do público pelo programa promoveu, Graça a um dos personagens mais populares do comediante, transformando o universo desse pequeno barraco, em uma dimensão de novas possibilidades.

A peça é formada por: Isabelle Marques (Brit), Andy Gercker (Maico) e Evelyn Castro (Marraia) representando todo o brilhante elenco do programa. ô de Graça já é um sucesso em todo país e essa nova roupagem trará uma grande história, cheia de situações surpreendentemente cômicas, umshow de improviso e diversão garantida.

image002

Tô de Graça – Da tv para o palco
Com Rodrigo Sant’anna, Andry Gercker, Isabelle Marques e Evelyn Castro
Teatro Miguel Fallabela – Norte Shopping (Av Dom Helder Camara, 5332 – Cachambi, Rio de Janeiro)
Duração 60 minutos
05/04 até 03/06
Quinta, Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 20h
$60/$70
Classificação 12 anos

GAGÁ

Sucesso de público e crítica, vencedor do Prêmio APCA 2017 (Associação Paulista dos Críticos de Arte) para Texto e Cenário, GAGÁ volta em curta temporada no Teatro Alfa a partir de 14 de abril  até 27 de maio, aos sábados e domingos às 16 h

Com direção e dramaturgia de Marcelo Romagnoli, a peça – voltada para crianças de todas as idades – tem no elenco os atores Jackie Obrigon, Guto Togniazzolo e Fausto Franco.

O espetáculo já realizou duas temporadas de sucesso em São Paulo, além de ter circulado pelo Interior do Estado. Gagá foi indicado em 4 categorias ao Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem; melhor texto, espetáculo, ator e cenário.

Gagá é uma comédia para toda a família, influenciada pelo Teatro do Absurdo. Conta a história de Lelé e Tantã, que vivem num espaço sem portas nem janelas, onde tudo é branco. Enquanto esperam a chegada de seu cuidador, o Sr. Gagá, divertem-se com memórias e brincadeiras.

Para o público, a leitura pretende ser livre: podem ser duas crianças brincando num quarto de dormir. Podem ser dois velhos doidos num asilo. Podem ser a representação simbólica da nossa condição humana.

Os personagens passeiam pelo absurdo e pelo patético, alternando humor e lirismo para mostrar que todo tempo é um grande movimento circular da vida.

O cenário representa um não-lugar, onde tudo é branco: uma cama de ferro, um alto-falante e uma escada que leva ao céu.

Badaladas de sinos anunciam, todo dia, a chegada do Sr. Gagá, que desce a escada e traz a comida.

Tudo parece igual, como sempre. Mas hoje o destino do Sr. Gagá vai ser diferente.

ENCENAÇÃO

O texto, considerado inovador, reforça a pesquisa de uma dramaturgia para crianças que envolva toda a família e que considera o teatro para crianças uma arte que vai além do entretenimento. Sua linguagem pretende se comunicar com diferentes públicos.

Este é um espetáculo que pretende se comunicar com todas as idades, pois a cada pessoa é oferecida uma camada de entendimento. É uma peça divertida que fala sobre o cuidar, a atenção com o outro, que flerta com a filosofia e com o teatro do absurdo. As cenas reúnem gags e a encenação não tem medo de investir em silêncios. A comicidade é muito marcante na montagem e traz uma reflexão sobre o sentido da vida, sobre as semelhanças entre a velhice e a infância através de metáforas e simbologias”, fala Marcelo Romagnoli.

Sinopse

Enquanto esperam a visita de seu cuidador, Lelé e Tantã divertem-se alternando humor, memória e lirismo. Vivem felizes num espaço sem portas nem janelas e hoje prepararam uma surpresa para o Sr. Gagá. A peça, uma comédia do absurdo para todas as idades, fala sobre o tempo, o movimento circular da vida, a velhice e a infância.

30703742_1887561241314106_7614388871576420352_n

Gagá
Com Jackie Obrigon, Guto Togniazzolo e Fausto Franco
Teatro Alfa – Sala B (R. Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro, São Paulo)
Duração 60 minutos
14/04 até 27/05
Sábado e Domingo – 16h
$40
Classificação Livre

O ARQUITETO E O IMPERADOR DA ASSÍRIA

O diretor Léo Stefanini dá continuidade à sua pesquisa sobre o Teatro do Absurdo – iniciada em 2016 com a encenação de “Esperando Godot”, de Samuel Beckett – com a nova montagem de O Arquiteto e o Imperador da Assíria, do dramaturgo espanhol Fernando Arrabal. O espetáculo estreia no dia 13 de abril, no Teatro Jaraguá e segue em cartaz até 1º de julho.

As comédias absurdas de Arrabal e Beckett têm muitas semelhanças entre si, segundo Léo Stefanini. “As duas são as obras-primas desses autores, os escritores são considerados os maiores dramaturgos de seus países, os textos apresentam o encontro entre personagens em um universo pouco definido e elas necessitam da participação do espectador. As histórias só se fecham quando o público se torna cocriador das obras. Quando montamos ‘Godot’, por exemplo, notávamos que as pessoas saíam do teatro com as mais diversas interpretações. Esse universo multifacetado de possibilidades é o que me encanta”, diz.

A trama se passa em uma ilha deserta onde vive apenas o Arquiteto. Certo dia, depois de ouvir uma explosão do lado de fora de sua cabana, ele encontra o único sobrevivente de um acidente de avião, que diz ser o Imperador da Assíria.  Depois de anos de uma convivência claustrofóbica, os dois vivem uma maratona de emoções: ora se desafiam, ora se solidarizam com a situação do outro.

O cenário da montagem, assinado por Chris Aizner, é uma ilha absolutamente poluída, que serve para representar a real situação de nossos oceanos. “É uma praia preta, porque nós chegamos à conclusão de que esta é a verdade em que vivemos. Existe um estudo que diz que, em 2050, teremos mais plástico no mar do que peixes. E quisemos cutucar nessa ferida. O figurino de Marichilene Artisevskis também não poderia ser diferente, uma vez que esses homens devem estar imundos depois de tanto tempo longe da ‘civilização’”, explica Léo Stefanini. Completam a ficha técnica criativa o iluminador Wagner Pinto e o músico Raul Teixeira, que assina a trilha sonora.

Para inserir a plateia nesse universo, a trilha sonora, criada por Raul Teixeira, é composta por todos os ruídos da ilha (das ondas, da chuva, dos trovões, dos pássaros, etc.), como uma ambientação.

Ainda segundo o diretor, o texto de Arrabal traz uma comicidade que os artistas buscaram preservar ao máximo, sem infantilizar o espectador. Algumas das referências da encenação, além da obra de Samuel Beckett, são as linguagens do grupo inglês Monty Python, dos filmes do americano Buster Keaton, do seriado brasileiro TV Pirata e da peça “O Mistério de Irma Vap”, do americano Charles Ludlam.

SINOPSE

A história se passa em uma ilha selvagem, onde vive um único habitante. Certo dia, por causa de um acidente aéreo, o único sobrevivente da tragédia também vai parar na ilha. A partir desta situação, os dois personagens vivem uma maratona de emoções; ora se digladiam, ora se solidarizam, em uma convivência claustrofóbica, surpreendente e permeada por refinado humor.

FELCO_180316-162-Editar.jpg
O Arquiteto e o Imperador da Assíria
Com Rubens Caribé e Eduardo Silva
Teatro Jaraguá (Rua Martins Fontes, 71 – Centro, São Paulo)
Duração 80 minutos
13/04 até 01/07
Sexta – 21h, Sábado – 21h, Domingo – 19h
$50
Classificação 12 anos

CINDERELLA – A PRINCESA DAS PRINCESAS

Algumas histórias são eternizadas pela magia e beleza. E o clássico Cinderela é um das mais famosas histórias para crianças que encanta também adultos. E a ER Arte produções trás aos palcos um espetáculo com efeitos e magia que encantam do inicio ao fim.

Contada de geração em geração, A ER Arte aposta, nesta versão teatral, em detalhes que enriquecem o conto de fadas. Cenários encantadores e inovadores. Figurinos e adereços que atrai a atenção da criançada. Coreografias e musicas compostas especialmente para o espetáculo que farão que todos cantem e queiram estar participando junto com os personagens além de uma direção ousada , divertida e ao mesmo tempo romântica que  proporcionam leveza e beleza às cenas, que traz 10 atores no elenco.

A Direção é do diretor Edu Rodrigues um dos mais competentes e atuantes no mercado cultural, a adaptação é por Cristiane Marques do conto de Charles Perrault no século 18

Edu Rodrigues é responsável por musicais como “O Pequeno príncipe”, “O Príncipe do Egito”,  e em parceria com a produtora Cristiane Marques, os “Adoráveis Monstros O Musical”, “Pinocchio uma aventura teatral mágica” “Branca de Neve – O musical encantado” “ Fadas Piratas “ “A Bela e a Fera – Uma Historia Encantada” –   trazem em seu repertorio de clássicos infantis  mais uma audaciosa produção

Sinopse

A história conta a vida da bela menina que após a morte de seu pai passa a viver com a tirana madrasta e suas malvadas filhas. Quando tudo parece perdido a menina recebe a ajuda de sua fada madrinha.

É a história da gata borralheira que, por meio do amor, conquista o coração do príncipe e sua liberdade, ganha o palco nesta encenação de efeitos especiais, dança e figurinos que farão os olhos da criançada brilhar.

maxresdefault.jpg

Cinderella – A Princesa das Princesas
Com Gabriella Tavares, Willi Christian, Flavia Mercadante, Ricardo Ocampos, Felipe Estevão, Ygor Sapucaia, Camila Mendonça, Tami Pontes, Rodrygo Bianchi
Teatro Fernando Torres (Rua Padre Estevão Pernet, 588 – Tatuapé, São Paulo)
Duração 70 minutos
05/05 até 05/08 (exceto 16 e 17/06)
Sábado e Domingo – 16h
$50
Classificação Livre

A RAINHA DO RÁDIO

É uma história romântica, mas também poderia ser uma fábula. Pensando bem, tem ares de aventura com um toque de comédia. Essa delicada, e quase real narrativa, conta o dia a dia de Elenice, uma mulher solitária que passa seus dias na companhia de um aparelho de rádio, seu melhor amigo.

Na pele de Elenice, Viviane Alfano interage, sonha e viaja nas ondas do rádio por meio de uma programação musical encantadora, que já embalou gerações. Se emociona com as situações vividas pelos personagens das telenovelas, se preparara com a leitura diária do horóscopo e embala seus dias ao som de jingles famosos.

Tudo vai bem na vida de Elenice, até o dia em que seu amigo rádio se materializa, passando a ser vivido pelo ator Eduardo Martini. A partir daí o que se vê é uma série de situações hilárias, embaladas por verdadeiros hinos da música popular brasileira e que prometem arrancar gargalhadas e trazer boas memórias à plateia. Pixinguinha, Adoniram Barbosa, Carmem Miranda e Dalva de Oliveira são alguns dos nomes presentes na trilha sonora do espetáculo, que ainda premia o público com uma banda ao vivo, garantindo a diversão e o clima dos anos 50.

Eduardo Martini usou a peça para presentear sua amiga de longa data, Viviane Alfano. São mais de 30 anos de amizade e parcerias frutíferas em espetáculos como “Chorus Line”, “João Pedro e o Mundo Louco de Dona Boca”, “Cada um Tem o Anjo que Merece”, dentre outros.

A produção de A Rainha do Rádio vem coroar mais uma vez a parceria entre Eduardo Martini, Valdir Archanjo e Bira Saide, que novamente assinam a realização e produção deste espetáculo musical que fará você se emocionar, se divertir neste espetáculo que arrebatará a todos com esta delicada história.

maxresdefault.jpg

A Rainha do Rádio 
Com Elenco: Viviane Alfano, Eduardo Martini e Públio Gimenez
Teatro Itália (Avenida Ipiranga, 344 – República, São Paulo)
Duração 70 minutos
13/04 até 15/06
Sexta – 21h30
$60
Classificação 10 anos

E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE

E Foram Quase Felizes Para Sempre é primeira comédia solo escrita e encenada pela atriz Heloisa Périssé.

A peça brinca já no título com a ideia de que uma relação a dois é (ou deveria ser) semelhante a um conto de fadas. O espetáculo traz a atriz no papel de Letícia Amado, escritora workaholic que passou os últimos meses enfurnada no projeto de seu nome livro até que é dispensada por seu companheiro.

Toda essa história é contada através das lembranças de Letícia, desfiadas no dia do lançamento do seu livro, como se os espectadores fossem os convidados do evento. Os episódios narrados ganham vida através de Heloisa, desdobrando-se em quinze papéis. O resultado é uma visão do casamento sem ingenuidade, mas também sem amargura.

maxresdefault.jpg

E Foram Quase Felizes Para Sempre
Com Heloisa Périssé
Teatro J. Safra (Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda, São Paulo)
Duração 70 minutos
18 a 27/05
Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 19h
$30/$100
Classificação 14 anos

AGNALDO RAYOL E ÂNGELA MARIA

Em homenagem ao Dia das Mães, o cantor Agnaldo Rayol convidou Angela Maria – uma das artistas com mais tempo em atividade  no país –  para um show especial, no sábado, dia 12 de maio às 21h, no Teatro J. Safra, em São Paulo.

Agnaldo, conhecido nacionalmente por sua voz poderosa e com uma carreira coroada por grandes sucessos, retorna ao palco do Teatro J. Safra, pela terceira vez, para receber o carinho de seus fãs.

Com mais de 60 anos de carreira artística e mais de 50 discos gravados, Agnaldo Rayol irá cantar seus principais sucessos com a participação especial de Angela Maria, outro grande ícone da música brasileira que mantém viva a memória da Era do Rádio no Brasil. No repertório sucessos como “Ave Maria”, “Mia Gioconda”, “Fascinação”, “New York, New York”, “As Rosas não Falam” e “Chão de Estrelas”, serão relembradas por este dueto icônico.

Com banda intimista e cenário aconchegante, Agnaldo Rayol espera poder levar ao público momentos de muito amor, emoção e surpresas.

Junta tudo_Still044

Agnaldo Rayol – Show Dia das Mães
Com Agnaldo Rayol e Ângela Maria
Teatro J. Safra (Rua Josef Kryss, 318 – Barra Funda, São Paulo)
Duração 90 minutos
12/05
Sábado – 21h
$50/$140
Classificação Livre