BICHA OCA

O espetáculo Bicha Oca traz à cena Seu Alceu, um homossexual envelhecido que ao revisitar seu passado e suas histórias, permite que o público mergulhe em uma crítica sobre os hábitos dos homossexuais, expondo sem concessões o mundo solitário, cruel e assustador da velhice gay e seu diálogo com as questões amorosas e sexuais. A peça, que teve sua estreia em 2009 na capital paulista, volta aos palcos para comemorar 10 anos em cartaz em uma temporada no Alvenaria Espaço Colaborativo com reestreia dia 4 de março, quarta-feira, às 21h.

Com atuação de Rodolfo Lima, responsável pela direção e adaptação, Bicha Oca tem sua dramaturgia construída a partir das histórias retratadas nos contos A Volta da Carmen MirandaCoraçãoMeus Amigos Coloridos e Os Atores, presente em livros como Balé Ralé e Contos Negreiros, além do micro conto inédito Seu Alceu, todos do autor pernambucano Marcelino Freire.

Bicha Oca celebra 10 anos somando 172 apresentações em 24 cidades de 11 estados brasileiros. Nesse tempo, Rodolfo Lima já dividiu o palco com oito atores diferentes, que dão vida ao antagonista da montagem, e para essas apresentações especiais, os atores Samy Dias, Otávio Crepaldi e Leonardo Vinícius Fabiano, voltam à cena em dias diferentes. Outra novidade é a realização de uma exposição de fotos da peça, que já foi clicada por 26 fotógrafos (somando mais de cinco mil imagens) e estará aberta a visitação no Alvenaria Espaço Colaborativo.

Celebração da trajetória

Responsável pelo núcleo artístico Teatro do Indivíduo, que trabalha a conexão entre teatro e literatura, Rodolfo Lima em Bicha Oca potencializa a crítica do autor Marcelino Freire, que reverbera nos costumes dos homossexuais, alternando passado e presente. Para ele, comemorar 10 anos da peça nos palcos é uma forma de celebrar a trajetória do espetáculo em uma época de retrocessos na sociedade.

A peça já esteve envolvida num episódio de censura, quando sua temporada no Castelinho do Flamengo, no Rio de Janeiro, sob o governo de Crivella, foi cancelada junto com toda a programação LGBT que aconteceria no local. Por isso acredito ser de extrema relevância voltar aos palcos nos dias atuais com esse espetáculo, que fala sobre os idosos homossexuais e alguns temas tabus como desamparo, solidão e velhice”, afirma Rodolfo Lima.

O elenco das apresentações se dará da seguinte forma:

5, 11 e 12 de março e 1º de abril – Otávio Crepaldi

4, 18 e 19 de março e 2 de abril – Samy Dias

25 e 26 de março – Leonardo Vinicius Fabiano

FACE

Bicha Oca

Com Rodolfo Lima, Samy Dias, Otávio Crepaldi e Leonardo Vinícius Fabiano

Alvenaria Espaço Colaborativo (Rua Turiassú, 799 – Perdizes, São Paulo)

Duração 60 minutos

04/03 a 02/04

Quarta e Quinta – 21h

$30

Classificação 18 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s