CURSOS NO CALEIDOS CIA DE DANÇA

Já pensou em aprender dança de uma forma diferente? Sem decorar passos e seguir ritmos, sem repetir movimentos ou sequências?

Isabel Marques, diretora do Caleidos Cia de Dança, referência nacional no ensino de dança, oferece cursos e workshops a partir de março. A proposta pedagógica de Isabel Marques, a Dança no Contexto, nasceu na conclusão de seu doutorado na Faculdade de Educação da USP (1996). Ali procurou desenvolver propostas pedagógicas que permitissem o ensino e aprendizagem da dança partindo da criação de movimentos e do conhecimento da linguagem da dança (Coreologia-Laban).

A “Dança no Contexto”, que inicia no dia 13 de março, foca a percepção da dança enquanto criação e arte convidando os participantes aos processos de improvisação estruturada e composição de cenas de dança e a conexão com o mundo em que vivemos.

A programação acontece no Instituto Caleidos, na zona Oeste em São Paulo, e oferece curso regular, workshops e imersões de fins de semana. Profissionais de dança, professores de dança ou que desejam trabalhar com dança em suas aulas, amadores e leigos têm participado dos cursos e encontros promovidos por Isabel Marques e explorados novas formas de praticar, ensinar e fruir dança.

A proposta da “Dança no Contexto” agrega valores da Educação no campo da Arte ao mesmo tempo que propõe que as ações artísticas sejam permeadas e revestidas por pressupostos da Educação. Isabel Marques propõe um processo artístico educativo a partir da formação de uma rede de textos que envolve contextos sociais, afetivos e estéticos, dando ênfase às múltiplas perspectivas envolvidas numa ação educacional na contemporaneidade.

A “Dança no Contexto” pressupõe diálogos entre a dança, o contexto em que ela está sendo aprendida/ensinada e a diversidade das relações, propondo alternativas para que a educação possa acrescentar mais uma possibilidade de experienciar a arte, o corpo, o tempo e o espaço contemporâneos. Desenvolvida em seu trabalho de doutorado, Isabel Marques aborda a Linguagem da Dança e a Coreologia (Laban) para oferecer a possibilidade de dança a todos os corpos em conexão com o mundo.

O Caleidos também realizará Laboratórios Laban uma vez por mês, sempre aos sábados, começando em março, dia 23. Nesse dia, também acontece o Artes Integradas, encontros intensivos e independentes de 3 horas cada para aprofundamento de temas específicos da Danças, Poesia e Tecnologia.

Diretora do Caleidos Cia de Dança, há mais de 20 anos Isabel Marques tem atuado como artista da dança e assessora em dança/educação; em sua carreira, pautada pela produção teórica em livros e a produção de espetáculos, Isabel desenvolveu processo de ensino-aprendizagem de dança que vão além da cópia de sequências e a reprodução de passos.

O curso regular oferecido por Isabel Marques “Laban no Contexto” foca os princípios de Laban por meio da Dança no Contexto. Rudolf Laban, artista da dança (1879-1958), considerado o maior teórico da dança do século XX e criador da dança-teatro. Dedicou sua vida ao estudo e sistematização da linguagem do movimento em seus diversos aspectos: criação, notação, apreciação e ensino.

Isabel Marques propõe a aprendizagem da linguagem da dança e seu ensino numa perspectiva contemporânea, ensino-aprendizagem implicados nos diversos contextos: sociais, afetivos e estéticos. Por meio de jogos corporais, criação, apreciação e discussões, aspectos da linguagem da dança são aprendidos e aprofundados.

A cada encontro mobilizam-se processos de reflexão teórica, problematização de contextos e apreciação de trabalhos artísticos; processos de criação, improvisação estruturada e composição de cenas para partilhas e fruição em grupo.

Explorando o potencial criativo dos participantes, as aulas regulares, os workshops e as programações imersivas em fins de semana estruturam-se por meio de jogos corporais, reflexão teórica, percepção da linguagem da dança e do contexto em que a dança acontece propondo experimentação, improvisação estruturada e composição para a construção de dança e arte.

FACE

Cursos no Caleidos Cia de Dança

  • Curso “Dança no Contexto”

Quando: quartas-feiras, às 18h30, com início no dia 13 de março.

  • Laboratório Laban

Quando: dia 23 de março, sábado, às 9h.

  • Artes Integradas – Tema Poesia e Movimento

Quando: dia 23 de março, sábado, às 14h.

Instituto Caleidos (rua Mota Pais, 213, Lapa, São Paulo) 

Informações:

www.formacaocaleidos.com.br

tel: 11 3021 4970 / cel.:  11 97143 9189

15 ANOS DO GRUPO NAMAKACA

Grupo Namakaca foi selecionado na primeira edição do edital municipal para Espaços Independentes e preparou uma série de atividades circenses que envolvem oficinas, espetáculos e cabarés. A Ocupação Espaço Namakaca – Circo para Todos tem todas as atividades gratuitas, com atrações para todas as idades, durante seis meses e acontecem na sede do grupo, na Vila Ipojuca, Lapa.

A programação conta com oficina de circo para pais e filhos (16 e 17 de março, sábado e domingo, das 10h às 13h), para crianças (23 de março e 25 de maio, sábados, das 10h às 13h), cascata (1 e 2 de abril, segunda e terça-feira, das 18h às 21h), malabares para iniciantes (6 de abril e 8 de junho, sábados, das 10h às 13h), passe de claves (8 e 15 de maio, quartas, das 18h às 21h), malabares com objetos inusitados (4 e 6 de junho, terça e quinta, das 18h às 21h), um bate-papo sobre a manutenção de sedes e produção cultural para grupos de circo acontece no dia 16 de maio.

FACE (2).png

O grupo entra em cena com os espetáculos Quebrando a Bacia (27 de março, quarta-feira, às 14h), Carlos Felipe em Apuros (23 de abril, domingo às 14h) e O Omelete (12 de junho, quarta, às 14h).

Grupo Namakaca é formado pelos artistas circenses Cafi Otta, Montanha Carvalho e Du Circo. Durante estes 15 anos, o grupo criou um repertório com 7 espetáculos diferentes, além de uma intensa programação de oficinas em sua sede na Vila Ipojuca, Lapa. Em 2016, participou da gravação da série Minha Vida é Um Circo, e viajou por 8 países diferentes visitando circos e artistas ao redor do mundo.  A série estreou em 2018 e vem sendo exibida semanalmente no Canal HBO.

Sede do Grupo Namakaca (Rua Álvaro Martins, 17 – Vila Ipojuca, Lapa – São Paulo)

Informações: namakaca@gmail.com

facebook.com/grupo.namakaca

JARBAS HOMEM DE MELLO APRESENTARÁ REALITY SHOW

Cultura – o Musical“, o reality show da tv Cultura, já tem o seu apresentador definido: o ator Jarbas Homem de Mello (Cantando na Chuva, Chaplin), um dos mais consagrados atores do teatro musical brasileiro.

Na equipe, temos também o nome da atriz de musicais e versionista, Mariana Elisabetsky, responsável pelo roteiro do programa. O corpo de jurados ainda não foi divulgado.

O reality, que recebeu mais de 1.300 inscrições, revelará novos talentos do Teatro Musical. Será exibido semanalmente, sempre aos domingos, a partir da primeira quinzena de abril.

Sobre o fato de a TV Cultura também entrar na rota dos reality shows, José Roberto Walker, diretor da tv, observa: “Considerando a tradição cultural da emissora, trata-se de um programa inovador, que explora e aposta em um público jovem“.

FACE

Formato

O formato da primeira temporada de Cultura – O Musical  conta com 6 eliminatórias em que 6 participantes disputam vagas para a próxima fase – nesse primeiro momento, 2 artistas são aprovados e 4 são eliminados por dia. A semifinal será realizada em 2 episódios com 6 concorrentes em cada.

Os 3 vencedores de cada episódio seguem para a final, com 6 artistas. Todos os programas serão gravados no Teatro Franco Zampari, em São Paulo. Nos episódios, cada artista irá apresentar um número de algum dos musicais pré-selecionados pela produção. Entre as peças eleitas, estão WickedA Noviça RebeldeWest Side StoryLes Misérables, Evita Mamma Mia, entre muitos outros.

CICLO DE DEBATES COM MOTTI LERNER

O dramaturgo e roterista Israelense Motti Lerner (Amor Profano, Exílio em Jerusalém, Outuno) virá para São Paulo para participar de um ciclo de debates.

carmen

Nos dias 01 a 03 de fevereiro, o autor fará um debate com a platéia, após a apresentação da peça “Amor Profano“, no Teatro Raul Cotez. Ingressos no site Ingresso Rápido ou na bilheteria do teatro. Sexta e Sábado – 21h; Domingo – 19h. $40/$70.

Hannah e Zvi se reencontram pela primeira vez após 20 anos do seu traumático divórcio. Ambos foram criados numa comunidade ultra-ortodoxa judaica em Jerusalém. O casamento acabou quando Zvi, em uma crise de fé, resolveu abandonar as leis religiosas e seguir uma vida secular em Tel Aviv. Nesse reencontro, os dois terão que finalmente confrontar o amor, a fé, suas escolhas e seus temores mais profundos. O despertar da paixão e o desejo entre os dois é inevitável, mas poderá o amor verdadeiro superar a fé e as diferenças religiosas?

No dia 05, das 14h às 16h, haverá um workshop de dramaturgia, falado em inglês, voltado para roteiristas, na Casa das Rosas. A entrada é franca.

Para encerrar sua estada na cidade, das 18h às 21h, no SESC Bela Vista, será exibido seu filme “Spring” (1941). Após a exibição, haverá um debate com tradução simultânea. Inscrição será feita pelo portal do Sesc e em suas unidades: centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br

MAS – MOSTRA DE ARTE SINGULAR

A PAR Produção em parceria com a FETAERJ, através da Co-gestão Chacrinha em Cena, apresentam o MAS – Mostra de Arte SINGULAR.

Acreditando que cada um tem suas próprias superações e que as limitações não impedem o fazer artístico, a mostra de arte singular surge com o intuito de criar um espaço onde artistas, com deficiência ou não, possam apresentar todas as suas singularidades, expondo através da arte suas características próprias e únicas. Com inscrições gratuitas até o dia 07 de Janeiro de 2019, a mostra será realizada no período de 23 a 28 de abril de 2019 na Arena Carioca Chacrinha.

unnamed

Poderão participar do edital “MAS – Mostra de Artes Singular” projetos de desenvolvimento e difusão de produtos culturais e artísticos, em que parte ou totalidade dos seus integrantes sejam PcD (Pessoas com Deficiência). As propostas deverão ser apresentadas dentro das categorias de teatro, dança, música, artes visuais ou multilinguagens.

Para se inscrever, basta acessar o site da Fetaerj:

www.fetaerj.com

Informações também através do email: fetaerj.chacrinha@gmail.com

MAS correto.jpeg

FETAERJ

A FETAERJ – Federação de Teatro Associativo do Estado do Rio de Janeiro – é uma instituição sem fins lucrativos e de utilidade pública estadual. Há 41 anos associa grupos de teatro com o objetivo de fomentar a criação, manutenção e a difusão do teatro no nosso estado e o incentivo à formação de plateia. Trabalha com o princípio da descentralização da produção cultural, realizando congressos, concursos, seminários, oficinas, mostras, intercâmbios, palestras, debates, leituras, cursos e festivais de teatro.

A partir dos trabalhos realizados, a Federação tem gerado oportunidades para o desenvolvimento de talentos mais diversificados: são autores, iluminadores, sonoplastas, maquinistas, contrarregras, atores, diretores, músicos com especialização na composição para o teatro, etc. Os resultados podem ser comprovados nas montagens que se multiplicam nos municípios e que excursionam pelo estado, sempre com primazia e qualidade artística, conteúdo e cultura e desta forma evidenciando o teatro de grupos, espaço em que jovens e adultos dedicam-se a aprimorar conhecimentos.

Por suas ações, a FETAERJ recebeu o Prêmio Golfinho de Ouro / Estácio de Sá (2000), concedido pelo Governo do Estado do Rio, o Troféu Mandacaru (2004), concedido pela prefeitura de Armação de Búzios pelos 4 anos de desenvolvimento teatral sistemático neste município, a Moção de Aplauso (2004), concedida pelo Ateneu Angrense de Letras, pela realização da FITA (Festa Internacional de Teatro de Angra) e a Moção De Congratulação (2006), concedida pela Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro pelo “excelente trabalho em prol da cultura brasileira”. Recentemente recebeu o Diploma Heloneida Studart de Cultura 2016, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha

Endereço: Rua Soldado Elizeu Hipólito, 138 – Guaratiba, Telefone: (21) 3404-7980 – 3305 1111

QUASE LIVRES

O longa-metragem “Quase Livres” aborda a reflexão sobre a liberdade
e a degradação de valores humanos num contexto social. Numa
construção profunda em sua pesquisa humana, carregada pelo
suspense e por reviravoltas, a obra mantém a expectativa do público
elevada do início ao fim e, além de propor a reflexão para aspectos
profundos da vida em sociedade, faz um paralelo exacerbado com o
cotidiano dos que assistem.


“É amanhã, Chico! Dá pra acreditar?”, grita Romano para o seu
companheiro de cela. Depois de tantos anos juntos, confinados
naquela precária caixa de ferro, a espera finalmente chegará ao fim.
Poucas horas separam-nos da liberdade. Um será solto; o outro,
executado. De todo modo, ao amanhecer, não estarão mais ali. São
os seus últimos momentos, afinal, é quase manhã…

(Sinopse de “Quase Livres”, de André Borelli)

Quase Livres” é uma realização da Borelli Produções, produtora
responsável pelo Gruparteiro de Teatro (companhia teatral criadora de
“Ruindade – O Musical”, “Poço – O Musical”, “Noites de Sol – O
Musical”, dentre outros espetáculos originais), que tem como missão
produzir projetos únicos e de identidade brasileira.

Celebrando o seu lançamento, o filme fará uma sessão especial de
première na Cinesala, em São Paulo/SP, no dia 30 de julho de 2019,
às 21h.

Os ingressos para o evento são vendidos como forma de contribuição
coletiva no site: www.catarse.me/QuaseLivres

FICHA TÉCNICA

Gênero: Drama
Classificação Indicativa: 12 anos
Duração: 60 min
Elenco: Arnaldo Ramalho e Chico Neto
Texto e Direção: André Borelli
Direção de Fotografia: Carina Borelli
Direção de Arte: André Borelli, Carina Borelli e Melissa Maia
Trilha Sonora Original: Vitor Moutte
Figurino e Visagismo: Melissa Maia
Assistência de Direção: Carol Guimarães, Bruna Helena e Melissa Maia
Assistência de Câmera: Juliana Tahamtani e Simone Borelli
Direção de Produção: Simone Borelli
Produção Executiva: Delduque Martins
Realização: Borelli Produções
Apoio: Teatro Escola Macunaíma, Planeta’s Restaurante, Cantina Luna di Capri e APRPP

FESTA INTERNACIONAL DE TEATRO DE ANGRA (FITA)

Depois de uma maratona de 17 dias e mais de 50 atrações, a 13ª edição da Festa Internacional de Teatro de Angra, realizada de 17 a 30 de setembro em Angra dos Reis, conhecerá os vencedores da sexta edição do PRÊMIO FITA DE TEATRO na próxima terça-feira, dia 27, no Arte Sesc Flamengo. O evento será apresentado pelo ator Alexandre Lino e contará com a participação musical de Izabella Bicalho.

O júri da FITA é formado pelo ator e escritor Sergio Fonta (presidente do Juri); a atriz Stella Freitas; o diretor de arte e cenógrafo José Dias e o diretor do Teatro Maison de France Cédric Gottesmann. Conheça os indicados:

Categoria Especial:

Dançando no Escuro (pela inclusão de músicos deficientes visuais no espetáculo).

Denise Stutz (Direção de movimento de “Dançando no Escuro”)

Elenco de “A Vida não é um Musical – O Musical”

Prêmio Especial do Juri:

Para Marcos Caruso e Guida Vianna pelas brilhantes atuações nos espetáculos “O Escândalo Philippe Dussart” e “Agosto”, respectivamente.

Melhor Figurino:

Jorge Farjalla (Vou Deixar de Ser Feliz por Medo de Ficar Triste?)

Carol Lobato (A Vida não é um Musical – O Musical)

Patricia Muniz (Agosto)

Melhor Cenário:

Lucas Isawa ( O Leão no Inverno)

Carla Berry e Paulo de Moraes (Hamlet)

Carlos Alberto Nunes (Agosto)

Revelação:

Jefferson Melo (Ator no espetáculo “Favela 2”)

Herton G. Cratto (Autor dos espetáculos “Rugas”)

Ator Coadjuvante: 

Fabricio Negri (Emilinha)

Rafael de Bonna (O Leão no Inverno)

Cláudio Mendes (Agosto)

Atriz Coadjuvante:

Lisa Eiras (Hamlet)

Cilene Guedes (Elizeth, A Divina)

Letícia Isnard (Agosto)

Melhor Ator:

Leopoldo Pacheco (O Leão no Inverno)

Flavio Migliaccio (Confissões de um Senhor de Idade)

Tonico Pereira (O Julgamento de Sócrates)

Melhor Atriz:

Janaína Bianchi (Forever Young)

Regina Duarte ( O Leão no Inverno)

Izabela Bicalho (Elizeth, a Divina)

Stella Maria Rodrigues (Emilinha)

Melhor Autor:

Yuri Ribeiro (Vou Deixar de Ser Feliz por Medo de Ficar Triste?)

Flavio Migliaccio (Confissões de um Senhor de Idade)

Leandro Muniz (A Vida não é um Musical – O Musical)

Ivan Fernandes (O Julgamento de Sócrates)

Melhor Diretor:

Ulysses Cruz (O Leão no Inverno)

Jorge Farjalla (Vou Deixar de ser Feliz por Medo de Ficar Triste?)

Martín Flores Cárdenas (Entonces Bailemos)

André Paes Leme (Agosto)

Melhor Música:

Miguel Briamonte (Direção musical e canções adicionais de Forever Young)

Ricardo Rente (Direção musical e arranjos de Kid Morengueira)

João Paulo Mendonça (Direção musical de Vou Deixar de Ser Feliz Por Medo de Ficar Triste?)

Melhor Espetáculo:

Forever Young

Vou Deixar de Ser Feliz Por Medo de Ficar Triste?

Elizeth, A Divina

Agosto

Destaque na FITA:

Para Alexandre Lino que iniciou sua trilogia nordestina na FITA com os espetáculoS “Domésticas”, em 2012, “Nordestinos”, em 2015, e a concluiu nesta 13ª FITA com o cativante trabalho em “O Porteiro”.

Melhor Espetáculo Infantil (composto por crianças de Angra dos Reis):

Lololendi

O Pulgo e o Elefante

Da Mala que Sai

Melhor Espetáculo Júri Popular:

Forever Young

Confissões de um Senhor de Idade

Dançando no Escuro

O Júri do 6º Prêmio FITA de Teatro declara que:

1 – Apesar da inegável qualidade da cenografia do espetáculo “Vou deixar de ser feliz por medo de ficar triste?”, o jurado José Dias, cenógrafo da referida montagem, por uma questão de ética, não participou das indicações nesta categoria.

2 – Em virtude do alto nível dos espetáculos apresentados na FITA 2018, foram colocadas 4 indicações em algumas categorias

3 – O corpo de jurados parabeniza João Carlos Rabello, criador da Festa Internacional de Teatro de Angra, pela iniciativa de desenvolver há tantos anos uma abrangente formação de plateia trazendo de barco crianças de escola da região para o evento.