ERA UMA VEZ NO OESTE

O minifestival “Era uma Vez no Oeste”, acontece desde 2017 e já reuniu mais de 30 artistas independentes do folk nacional. No dia 09 de março, às 20h, no palco do ‘teatro-balcão’ – Piccolo Teatro acontece a edição especial ‘mulheres no folk’.

Para a edição, sétima do festival, o idealizador do festival, Douglas Mam, convidou a curadora e assessora Nany Gottardi para montar a programação do evento. Os co-curadores optaram por reservara data apenas para artistas mulheres.

O Era Uma Vez no Oeste já contou com a apresentação de diversas mulheres da nova cena folk, como Nô Stopa, Bruna Ryan, Elisa Moreira – da Antiprisma – e Natalia Lobado – da Versos Polaris -, entre outras. Quando convidei a Nany para assumir a co-curadoria desta edição, ela propôs que somente artistas mulheres subissem ao palco. Achei que faria muito sentido …” , comenta Douglas.

Acho importante a questão da representatividade. Em outro festival, que acontecerá este ano no interior do estado e ajudei a idealizar, chamei a atenção para a questão da presença das mulheres, criamos um prêmio para esse público e inserimos mulheres na programação e nas atividades formativas. É um movimento crescente e necessário, vejo festivais e redes que destacam a participação e protagonismo da mulher na música. Nesta edição do Era Uma Vez no Oeste, até o próprio curador, que sempre toca, abriu mão de sua participação. Foi para os bastidores, deixando o palco para as mulheres convidadas. Se a ideia era chamar a atenção para as mulheres do folk esse seria o caminho mais lógico e natural. Estou muito entusiasmada”.Complementa Nany

Piccolo Teatro

Desde sua 6ª edição, o minifestival acontece no Piccolo Teatro, ‘teatro-balcão’ localizado na Rua Avanhandava e idealizado pelo empresário Walter Mancinni. O público tem acesso gratuito e poderá assistir ao show, ao ar livre, da calçada da consagrada rua do centro da cidade.

★ Flávia Felício

Com mais de 150 mil execuções em seu trabalho autoral nas plataformas digitais (mais de 100 mil somente no hit “Mesa Pra Dois”, com Caio Razec), a cantora e compositora paulista Flávia Felício vem conquistando um espaço cada vez maior na cena da música independente brasileira, unindo o Folk, Rock e Pop em suas canções marcadas por uma essência enérgica e vibrante.
Ouça: https://goo.gl/tDUxss

★ Lívia Mendes

Unindo a delicadeza de sua voz e a doçura de suas letras, a cantora e compositora paraense Lívia Mendes combina folk e pop em sua sonoridade. Com um EP disponível em streaming, Lívia agora se prepara para o lançamento de seu primeiro álbum, apresentando um show intimista e romântico, onde prega o amor e a liberdade.

Ouça: https://goo.gl/NbkVCV

★ Magê

Atriz que tem a versatilidade de estar no palco, na tv, no cinema e agora assume mais uma faceta ao se lançar como cantora e compositora com a música “Força de Maria”. O trabalho de Magê na música se destaca pela intersecção de linguagens audiovisuais e performáticas com a musicalidade das palavras.

Ouça: https://goo.gl/J3LtwV

FACE (2)

Era uma vez no Oeste: Edição Mulheres no Folk

Com Flávia Felício, Lívia Mendes e Magê

Piccolo Teatro (Rua Avanhadava, 40 – Consolação, São Paulo)

Duração 75 minutos

09/03

Sábado – 20h

Grátis

Classificação Livre

FALANDO DE AMOR

As cantoras Isabella Taviani e Myllena apresentam o show Falando de Amor no dia 8 de outubro, segunda, 21h, no Theatro Net São Paulo. Acompanhadas por Pedro Braga, as artistas interpretam um repertório de canções de amor de variados compositores, entre eles Reginaldo Rossi, além de músicas autorais.

ISABELLA TAVIANI 

Na estrada com a turnê IT – 15 Anos Eu e Você, aos 15 anos de carreira, a cantora e compositora Isabella Taviani conquistou lugar de destaque na música popular brasileira. Filha de uma pianista e neta de um cantor de ópera, Isabella estudou canto para aprimorar a voz. Bebendo na fonte de Dalva de Oliveira a Elis Regina, de Maria Calas a Maria Bethânia e Simone -, lançou seu primeiro CD em 2003, pelo selo Green Songs, chegando às rádios do país inteiro com o hit instantâneo Foto Polaroid e os sucessos DigitaisDe Qualquer Maneira(“Peixinho”, para os íntimos) e Canção Para Um Grande Amor – todas no repertório do show.

MYLLENA

Apresentada ao Brasil como a revelação da Garagem do Faustão , em 2009, a cantora, compositora e instrumentista mineira concilia a música com a medicina. Em 2015,  Myllena lançou Liberdade de Ser, produzido por ela e pelo músico Torquato Mariano, com direção musical de Jorge Ailton. Já teve três músicas em trilhas sonoras de novela da Rede Globo. No repertório: a autoral QuandoCérebro Eletrônico (Gilberto Gil) e Apenas mais uma de amor (Lulu Santos).

Falando de Amor

Com Isabella Taviani e Myllena

Theatro NET São Paulo – Shopping Vila Olímpia (Rua Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia, São Paulo)

Duração 80 minutos

08/10

Segunda – 21h

$100/$120

Classificação 12 anos

DANIEL BOAVENTURA AO VIVO NO MÉXICO

O cantor, músico e ator Daniel Boaventura apresenta no dia 6 de outubro, às 21h30, o show de lançamento do DVD gravado na Cidade do México, em outubro de 2017, no icônico Teatro Metropolitan – Daniel Boaventura ao Vivo no México.

Os laços de Daniel Boaventura com o México firmaram-se alguns anos atrás, em 2015, quando o cantor fez suas primeiras apresentações no país. Em cada um dos três shows na Cidade do México, Boaventura foi recebido com entusiasmo pela plateia mexicana. O cantor escolheu o país para registrar os momentos marcantes de seus últimos três anos de carreira, desde Your Song, seu último DVD, gravado em 2014.

Entre os destaques do show, estão I´ve Got You Under My Skin, eternizada na voz de Frank Sinatra – referências da carreira de Boaventura -, Should I Stay or Should I Go?, clássico do The Clash em versão big band; Sway, em uma versão metade em inglês e metade em espanhol, seguida pelos clássicos Corazón PartioLa Barca e Besame Mucho.

Daniel Boaventura ao Vivo No México

Com Daniel Boaventura

Theatro NET São Paulo – Shopping Vila Olímpia (Rua Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia, São Paulo)

Duração 80 minutos

06/10

Sábado – 21h30

$180/$220

Classificação 12 anos

ROD HANNA DISCO BROADWAY

O show Rod Hanna Disco Broadway, a ser apresentado no Theatro NET São Paulo dias 4 e 5 de outubro, quinta e sexta-feira, às 21 horas, mostra ao público os maiores hits da Broadway em ritmo de discoteca com versões criadas pelo grupo Rod Hanna, em atividade há mais de 30 anos.

O show traz números adaptados de musicais que fizeram muito sucesso na Broadway, como O Fantasma da Ópera e Summer – The Donna Summer Musical, ganhador de vários prêmios Tony.

Entre muitos outros destaques, o repertório também passa por canções do ABBA presentes em Mamma Mia!, como Gimme, Mamma Mia e Dancing Queen.

Sobre o Rod Hanna

Rod Hanna é uma banda brasileira especializada em disco music, com sete CDs e quatro DVDs de releituras e inéditas. Formada há 30 anos pelo duo Rodrigo Laguna e Nora Hanna, já tiveram parcerias com os grupos americanos de disco music A Taste of Honey e Boys Town Gang, além de parcerias com os brasileiros Kiko Zambianchi, As Frenéticas, Luiz Schiavon (RPM), Kiko Loureiro (Angra), Thomas Roth, DJ Memê e Tuta Aquino.

Seu primeiro CD, Rod Hanna, foi produzido por Kiko Zambianchi e trouxe nove faixas autorais e uma releitura de You´ve Got a Friend, de Carole King, que abriu caminho para o Xuxa Hits, principal espaço para artistas da onda dance na época.

Em 1996, gravam o segundo CD, Vinil, em que assumem declaradamente a influência dos anos 70. Gravam seu primeiro videoclipe, dirigido por Geraldo Santos e bem executado na MTV.Em 1999, lançam o CD e videoclipe Disco, já com os figurinos de época, cuja novidade e boa recepção repercutiram em matéria de cinco minutos com Zeca Camargo no Fantástico. Desde então, a febre do revival da disco se incumbiu de lotar a agenda da banda.

Na sequência, gravam seu CD ao vivo Disco Festa 1, o CD retrô futurista 2070 e o ao vivo Disco Festa 2, que traz a parceria com o DJ Memê em duas faixas, entre elas Heaven Knows. Em 2005 lançam o primeiro DVD, Rod Hanna com participação das Frenéticas e Kiko Zambianchi. A inédita Pra Você Voltar é destaque na MTV e o trabalho traz também Seguir Só, produzida por Memê e de autoria de Rodrigo Laguna.

Em 2009, lançam seu segundo DVD, enquanto viajam o Brasil com seu show, dirigido por Ricardo Fabio, músico e diretor de shows temáticos nos EUA. Desde 2009, também apresentam Mamma Mia – O Show, com o grupo inglês ABBA Magic. Em 2011, foi a vez de Rod Hanna On Broadway, e em 2014-2015, à turnê com o célebre grupo americano de disco music A Taste Of Honey.

Durante sua carreira, a banda manteve-se fiel ao seu estilo, fazendo diferentes produções como o musical de sucesso On Broadway e mais recentemente o show Disco in Concert, acompanhado por Orquestra.

Rod Hanna Disco Broadway

Com Rod Hanna

Theatro NET São Paulo – Shopping Vila Olímpia (Rua Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia, São Paulo)

Duração 90 minutos

04 e 05/10

Quinta e Sexta – 21h

$150/$210

Classificação 12 anos

POSIÇÃO DE ARMAZENAMENTO

Dias 5 e 6 de outubro, sexta e sábado, a bailarina Thiane Nascimento apresenta o solo Posição de Armazenamento no Sesc Belenzinho, às 20 horas. O espetáculo tem como proposta articular de modo irônico e crítico as relações entre corpo e gênero.

A artista também ministra a oficina Que Corpo É Esse?, partindo da discussão inserida no espetáculo, nos dias 3 e 04 de outubro, quarta e quinta, das 15h às 18 horas. As inscrições são grátis.

Posição de Armazenamento tem como ponto de partida os termos sexistas que relacionam a mulher a um animal cuja carne serve de alimento diário para diversos povos, cujo corpo é utilizado em rituais religiosos, que bota ovos não fecundados todos os dias e não pode voar. A fertilidade e infertilidade, potencial de voo e a incapacidade de decolar, o sagrado e o profano servem como exploração de uma qualidade corporal precária e instável.

A obra surgiu em 2013 durante uma residência artística em Lisboa, onde Thiane Nascimento pôde experimentar a fronteira entre bicho e humano em uma granja. No ano de 2016, a autora compartilhou parte do processo de criação e os procedimentos corporais desse corpo instável em uma penitenciaria feminina, em São Paulo, e em uma mini residência na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Em 2017, a peça participou da mostra de solos em processos no espaço Kasulo. Desde então, o que existe sobre o espetáculo é um arsenal dramatúrgico sendo formatado no espetáculo.

Oficina: Que Corpo é Esse? – A atividade parte da discussão sobre corpo e gênero do espetáculo Posição de Armazenamento e busca criar um campo de experimentação. Fazer e conversar, conversar e fazer. A oficina também propõe aos participantes procedimentos corporais como instabilidade e estabilidade a serem investigados no corpo de cada um presente.

CARMEN.png

Posição de Armazenamento

Com Thiane Nascimento

SESC Belenzinho – Sala de Espetáculos II (Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo)

Duração 90 minutos

05 e 06/10

Sexta e Sábado – 20h

$20 ($6 – credencial plena)

Classificação 18 anos

Oficina: Que Corpo é Esse?

Data: 3 e 4 de outubro. Quarta e quinta, das 15h às 18h

Local: Sala de Espetáculos II.

Não recomendado para menores de 18.

Grátis. Público: interessados em geral pelas artes do corpo.

Inscrições: oficinadedanca@belenzinho.sescsp.org.br – enviar de carta de interesse até dia 29/09.

 

LUCIANA MELLO em 60 ANOS DE BOSSA NOVA

Há mais de 30 anos transitando por vários estilos musicais, Luciana Mello aproveita o momento em que o gênero musical, que fez o mundo cantar em português, completa 60 anos.

Acompanhada por Walmir Borges (violão), Eric Budney (baixo acústico) e Daniel de Paula (bateria), a cantora interpreta uma seleção especial com clássicos da Bossa Nova misturados com grandes sucessos de carreira.

60 Anos de Bossa Nova

Com Luciana Mello

Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)

Duração 80 minutos

27/11

Terça – 21h

$90/$120

Classificação Livre

LUIZA POSSI em PIANO E VOZ

Luiza Possi apresenta seu show de Piano e Voz, uma mistura de emoções em um dos formatos mais viscerais. Acompanhada apenas por um piano, o grande espetáculo acontece na suavidade da voz da cantora e sua presença marcante no palco.

No show, os fãs podem esperar um repertoria diversificado, que transita entre os hits da carreira, como “Me Faz Bem” e “Eu Espero”, e releituras, passando por clássicos do jazz, mpb e também do rock nacional, de Rita Lee a Raimundos. Um show intimista e emocionante.

Piano e Voz

Com Luiza Possi

Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)

Duração 90 minutos

06/11

Terça – 21h

$70/$80

Classificação Livre