CASSINO DO CHACRINHA

Chacrinha estreou o seu Cassino, na rede Globo há 35 anos. Ficou seis anos no ar até junho de 1988, quando veio a falecer.

Criou vários bordões que se consagraram no tempo “Alô, Terezinha!”, “Quem não se comunica se trumbica”, “Eu não vim para explicar. Eu vim para confundir“, “Vocês querem bacalhau“, “Na televisão nada se cria, tudo se copia“, entre outros.

No seu Cassino, Chacrinha misturou de tudo um pouco: concurso, as chacretes, números musicais, calouros e brincadeiras sem muito pudor.

O Velho Guerreiro foi homenageado no espetáculo Chacrinha, o musical, que estreou no Rio de Janeiro em 2014. Foi depois para São Paulo e outras capitais. Os atores Leo Bahia e Stepan Nercessian interpretaram o comunicador.

Veja o início do 2o ato do musical, gravado na coletiva para a imprensa paulistana, no Teatro Alfa.

PLAYLIST MUSICAL com THIAGO MACHADO

Playlist Musical é o novo quadro criado pelos canais Circuito Teatral SP, Opinião de Peso e Perdido in Sampa. Estará no ar, todas as quartas feiras, ao meio dia. Durante a conversa, pedimos para o ator/atriz convidado(a) escolher três canções do Teatro Musical que marcaram sua vida. A 4a e última canção é a que o ator/atriz dedica ao público.

O nosso convidado de hoje é o ator Thiago Machado (Rent, Rocky Horror Show, Os Dez Mandamentos O Musical).

As músicas citadas durante a matéria são:
Sagrado Mistério (Eros e Psiqué) – https://youtu.be/62UrP_Jrc5E
Posso Ser o Tal (Mudança de Hábito, o Musical)
Glória (Rent) – https://youtu.be/-b5iOcqMHLw
Antes de a Banda Passar (Alô, Dolly!)

MISSA PARA CLARICE – UM ESPETÁCULO SOBRE O HOMEM E SEU DEUS (RIO DE JANEIRO)

Depois de bem-sucedida trajetória de um ano de apresentações ininterruptas, passando por mais de 15 teatros pelo Brasil e arrebanhando plateias de todo o Brasil com seu belíssimo e comovente ritual, ESTUDO PARA MISSA PARA CLARICE – UM ESPETÁCULO SOBRE O HOMEM E SEU DEUS, retorna ao Rio de Janeiro  no Teatro Glauce Rocha, no Rio. Criado e dirigido por Eduardo Wotzik, e contando com Cristina Rudolph, Natally do Ó e o próprio Eduardo em seu elenco, o espetáculo fica em cartaz no Centro da cidade, de quarta a domingo, sempre às 19h.

“Estudo Para Missa para Clarice” – Um espetáculo sobre o Homem e seu Deus, se transformou em um daqueles espetáculos necessários. “Missa Para Clarice” nos ajuda a nos lembrarmos que somos humanos. E cumpre com louvor a função do Teatro. Todo dia uma catarse. Uma catarse apolínea, meditativa, que costura para dentro, como queria Clarice. É lindo ver as pessoas durante o espetáculo se aproximando de si mesmas.

ESTUDO PARA MISSA PARA CLARICE traz um arauto e duas beatas claricianas que organizam, professam e processam as palavras de Clarice e recebem os espectadores. Assim como acontece nos templos religiosos, seguindo um missal (que também terá uma versão em braile), o público senta, levanta, reza, canta, respira junto, como num ritual. Em formato de missa, a montagem une o espaço físico do Teatro e todo o seu poder de encantamento, ao poder da palavra transformando o teatro num templo de reflexão.

Sagrada Clarice

É preciso dizer não à estupidificação, e sobreviver à miséria intelectual e espiritual a que estão nos submetendo. Nosso espaço artístico tem sido usado como passatempo ou entretenimento, em um verdadeiro desperdício de tempo, dinheiro e HD. Clarice Lispector usava uma expressão: “Use-se”. Complemento com o não “desperdice-se”, provoca o diretor. “A arte é o melhor remédio para o ser humano: ela nos ajuda a suportar a vida, a consciência da finitude e as doenças. Arte e religião são dois sistemas muito bem bolados pela humanidade, e, enquanto existirmos, lá estarão eles. ESTUDO PARA MISSA PARA CLARICE une esses dois sistemas num mesmo espetáculo e, as temporadas passadas, nos mostraram uma bela comunhão entre a palavra de Clarice, a cena, a música de Gorécki e o público”.

“Missa Para Clarice”, é um espetáculo reflexivo e divertido. Sem duvida, uma missa como você jamais viu.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Missa para Clarice
Com Cristina Rudolph, Natally do Ó e Eduardo Wotzik.
Teatro Glauce Rocha (Avenida Rio Branco 179, Centro – Rio de Janeiro)
Duração 80 minutos
08/02 até 02/04
Quarta, Quinta, Sexta, Sábado e Domingo – 19h
$40
Classificação 14 anos
 
Da obra de Clarice Lispector.
Edição e Texto final: Eduardo Wotzik
Direção de Arte: Analu Prestes
Iluminação: Fernanda Mantovani
Direção Artística Geral: Eduardo Wotzik
Direção de Produção: Jessica Leite e Michele Fontaine
Produção Executiva e Administração: Luana Manuel
Realização: Wotzik Produções Artísticas Ltda.
Assessoria de Imprensa: Aline Salcedo

 

 

ERA UMA VEZ… ILUSÃO E MÁGICA!

Em sua temporada de 2017 no Teatro Irene Ravache, do Raposo Shopping, o ilusionista Ismael de Araujo estreia espetáculo interativo para toda a família com enredo infantil e um elenco jovem, divertido e eletrizante

Após fazer sucesso em 2016 com o espetáculo “Truques da Ilusão”, em que mesclou mágica e hipnose, o ilusionista Ismael de Araujo volta ao palco do Teatro Irene Ravache, no Raposo Shopping, com um novo projeto: “Era uma vez… Ilusão e Mágica!”. Entretenimento para toda a família, o espetáculo, dirigido e protagonizado pelo próprio Ismael, conta a história de um cientista que se sentia muito sozinho e resolveu desenvolver uma fórmula secreta para criar um filho para chamar de seu.

Nesta espécie de Pinóquio pós-moderno, o menino, papel de Ismael de Araujo, nasce com poderes mágicos. O público acompanha a saga do pequeno mágico, que foge de casa em busca de uma mãe e se mete em uma sequência de enrascadas, sempre ao lado de sua fiel consciência em forma de fadinha. São também de roer as unhas as façanhas do pai cientista para conseguir proteger sua fórmula secreta de uma terrível bruxa, que quer roubá-la para criar um exército de crianças – não para amá-las, claro, mas sim para escravizá-las!

Com trilha sonora contemporânea, referências a séries de TV atuais e formato muito interativo, “Era uma vez… Ilusão e Mágica!” lembra uma contação de história, em que as crianças participam das mágicas e da construção do enredo, dando palpites, opiniões e conversando com os personagens. Ao lado de Ismael estrela um talentoso elenco de jovens atores – Catarina Torres, Flávia Oliveira, Léo Drummond e Lucas Alves –, que fazem a plateia se divertir e se emocionar do início ao fim.

BANNER_MAGICA.jpg

Era uma vez… Ilusão e Mágica!
Com Catarina Torres, Flávia Oliveira, Ismael de Araujo, Léo Drummond e Lucas Alves
Teatro Raposo Shopping – Sala Irene Ravache (Rodovia Raposo Tavares, 14,5 – Jardim Claudia, São Paulo)
14/01 até 29/04
Sábado – 16h
$30
Classificação livre

BITA E AS BRINCADEIRAS

Nos tempos em que brincar está cada vez mais associado aos jogos eletrônicos, o Mundo Bita – habitado por seres verdes chamados Plots, o lugar é conhecido por ser a casa do amigão de bigode laranja e cartola na cabeça, o Bita! – apresenta um universo lúdico de brincadeiras saudáveis e divertidas. O espetáculo infantil Bita e as Brincadeiras faz curta temporada de 11 a 26 de março, com sessões aos sábados e domingos, às 15h, noTeatro Porto Seguro.

Dirigido por Maurício Vogue e baseado no álbum homônimo lançado em 2014 (que recebeu DVD de Ouro e de Platina), a peça coloca em cena Bita e seus amiguinhos Lila, Dan e Tito. O texto é do João Henrique Souza com músicas compostas por Chaps Melo. No elenco, Jeff Franco, Nathan Diego Milléo Gualda, Amanda Leal, Vitor Hugo do Amaral, Renato Sbardelotto, Taciane Vieira e Camila Fávero.

O musical infantil criado a partir de um desenho animado, Bita e as Brincadeiras propõe uma viagem pelo universo dos jogos como pega-pega, quebra-cabeça, massinha de moldelar, esconde-esconde e outros temas que muita gente já brincou. Na trama, as crianças Lila, Tito e Dan se deparam com limites estabelecidos pelos pais e mães para o contato com plataformas digitais. Entediados, pensam que não conseguem mais se divertir. É quando Bita surge como um elo entre o real e a imaginação, incentivando-os a descobrir novos mundos no universo das brincadeiras.

Com sete atores em cena, o espetáculo musical traz as onze canções do álbum. “O grande desafio é manter viva a dinâmica e magia dos vídeos de animação nos palcos. Mas como a proposta desta história é de resgatar as brincadeiras lúdicas que vem passando por gerações, a motivação é grande”, explica o diretor Maurício Vogue.

Chaps Melo, cantor e compositor, afirma que a própria experiência como pai o inspirou a compor as músicas. “Tenho duas filhas curiosas e, como a maioria das crianças de hoje, ligadas em tecnologia. Bita e as Brincadeiras vem para estimular descobertas por meio de brincadeiras eletronicamente desconectadas. O curioso é que usamos as plataformas digitais com o desenho animado para estimular a criança a desligar a TV e curtir o mundo lá fora, o que é um desafio. A peça de teatro vem para diversificar essa experiência através da linguagem cênica”.

Esta é a segunda montagem teatral do Mundo Bita realizada pela Cia Regina Vogue de Teatro, que montou em 2013 a peça Bita e os Animais.

Bita e As Brincadeiras
Com Jeff Franco, Nathan Diego Milléo Gualda, Amanda Leal, Vitor Hugo do Amaral, Renato Sbardelotto, Taciane Vieira e Camila Fávero.
Teatro Porto Seguro (Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 60 minutos
11 a 26/03
Sábado e Domingo – 15h
$60/$80
Classificação livre

 

 

DZI CROQUETTES

Dando continuidade a temporada Paulista, o espetáculo “Dzi Croquettes” prossegue com as comemorações de 45 anos de história teatral e de vida conjunta do Grupo, que serviu de modelo para toda uma geração de artistas.

Devido ao sucesso alcançado nas suas duas últimas temporadas, o espetáculo voltara em cartaz para quatro únicas apresentações aos finais de semana, dias 11,12,18,19 de março, no Teatro Augusta, aos sábados as 21h30, e aos domingos as 20h00.

Mantendo suas características originais, sua irreverência peculiar e a reafirmação do Teatro Musical Brasileiro, o Dzi Croquettes, é liderado em cena por Ciro Barcelos, integrante da formação original do Grupo (que assina também a autoria, coreografia e direção geral do espetáculo), composto por uma nova geração de bailarinos,cantores e atores.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dzi Croquettes
Com Ciro Barcelos, Rogério Nóbrega, Paulo Victor Gandra, Filipe Ribeiro, Julio Aracack, Filipe Azeredo e Dante Paccola
Teatro Augusta Sala Paulo Goulart (Rua Augusta,943; Cerqueira Cesar, São Paulo)
Duração 90 minutos
11 a 19/03
Sábado – 21h30; Domingo – 20h
$80
Classificação 14 anos
 
Realização: ARTE-SE – Estúdio Ciro Barcelos
Concepção, Texto e Direção Geral: Ciro Barcelos
Assistente de Direção: Radha Barcellos
Direção Musical: Demetrio Gil
Trilha Sonora: Demetrio Gil e Flaviola
Percussão: Vitor de Toledo
Coreografia: Ciro Barcelos e Lennie Dale
Figurinos e Adereços: Claudio Tovar
Cenografia: Pedro Valério
Coreógrafos convidados: Elaine Carvalho (Flamenco), Neuza Abbes (Tango) e Rafael Leal( Afro)
Estamparia das asas das Borboletas, calcinhas do Cancan e sapatos de Carmem Miranda: Victor Dzenk.
Figurino do Yê Mele: Ciro Barcelos

TERÇA INSANA – GRACE GIANOUKAS RECEBE

O Theatro NET São Paulo, na Vila Olímpia, será palco do mais novo projeto da Terça Insana Produções Artísticas. Terça Insana – Grace Gianoukas Recebe cumpre temporada às terças-feiras, em março, nos dias 14, 21 e 28 de março. As sessões acontecem às 20h30.

O espetáculo tem um formato de talk show teatral, no qual Grace Gianoukas recebe convidados, personagens, espíritos, encomendas, sustos e o público, ao lado dos atores Darwin Demarchi e Rita Murai, que integram o elenco da Terça Insana desde 2015.

Transformando o teatro em avião e o público, em passageiros de um vôo fictício, Terça Insana – Grace Gianoukas Recebe diverte ao fazer uma reflexão bem-humorada sobre o Brasil, enquanto a nave não decola. Tudo com a irreverência que consagrou o projeto Terça Insana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Terça Insana – Grace Gianoukas Recebe
Com Grace Gianoukas
Theatro NET São Paulo – Shopping Vila Olímpia (Rua Olimpíadas, 360.- Vila Olimpia, São Paulo)
Duração 90 minutos
14 a 28/03
Terça – 20h30
$40/$100
Classificação 16 anos