SILHUETAS

Todas as marcas e vivências que há mais de três décadas tecem a história da polivalente atriz e cantora Kiara Sasso, grande estrela do teatro musical brasileiro, se reúnem em uma nova apresentação de seu show solo “Silhuetas“, uma verdadeira viagem pelos inesquecíveis momentos de sua carreira, marcada para 26 de junho, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo.

Produzido pela O Alto Mar Produções, comandada por Kiara Sasso e Lázaro Menezes, o projeto, que nasceu como uma grande comemoração de 30 anos da trajetória da artista nos palcos e também no cinema através da dublagem, foi apresentado pela primeira vez há pouco mais de um ano, passando por São Paulo e Rio de Janeiro, onde conquistou um público diverso e despertou nos aficionados por musicais um saudosismo especial com a ajuda de um roteiro divertido e um setlist emocionante cheio de clássicas canções de suas personagens mais icônicas como Bela de “A Bela e a Fera”, Donna de “Mamma Mia, Maria de “A Noviça Rebelde”, Christine de “O Fantasma da Ópera”, e Ariel de “A Pequena Sereia” – a quem emprestou sua voz nas canções da animação que foi redublada em 1997.

O sucesso da jornada da atriz junto ao público traz “Silhuetas” de volta aos palcos para um show repleto de novidades e que dará espaço para outras silhuetas se revelarem. Em um novo momento, Kiara Sasso relembra grandes parcerias de palco e convida Saulo Vasconcelos, com quem contracenou em sete produções e formou cinco casais, Kacau Gomes e Li Martins, para relembrar icônicas personagens e inesquecíveis canções. Sem deixar de lado alguns momentos da temporada de 2017, que relembraram desde sua infância até os dias de hoje, a apresentação cheia de frescor e com muitas surpresas trará não só novidades no roteiro – escrito e dirigido por Lázaro Menezes, com quem divide o trabalho e a vida –, como também números inéditos, incluindo um momento de “As Aventuras de Poliana”, nova novela do SBT em que integra o elenco como Alice, mãe da protagonista.

Acompanhada por cinco músicos e sob a direção musical de Guilherme Terra, o show conta ainda com figurinos de Geraldo Couto, o visagismo de Anderson Bueno, o design de luz de Xuxa e de som de Alexandre Japa.

Silhuetas

Com Kiara Sasso e participações de Kacau Gomes, Li Martins e Saulo Vasconcelos

Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elísios, São Paulo)

Duração 100 minutos

26/06

Terça – 21h

$80/$100

Classificação Livre

 

A PROFISSÃO DA SRA. WARREN

Com diálogos ácidos e brilhantes, a tragicomédia A Profissão da Sra. Warren, do irlandês Bernard Shaw, considerado um dos maiores dramaturgos de língua inglesa ganha uma nova encenação com direção de Marco Antônio Pâmio e tradução da atriz Clara Carvalho.

A trama começa em uma casa de campo em Surrey, que a jovem e inteligente Vivie Warren (Karen Coelho) alugou para estudar direito. Com apenas 22 anos, a menina foi criada longe de casa e estudou nos melhores colégios e frequenta a Universidade de Cambridge. Por isso, ela não conviveu com a mãe, Sra Warren (Clara Carvalho).

Neste lugar, Vivie recebe a visita de amigos da mãe que não conhecia, como o arquiteto Praed (Mário Borges), um tipo romântico e esteta; o jovem de moral duvidosa Frank Gardner (Caetano O’Maihlan), que logo se enamora da moça; o barão milionário Sir. George Crofts (Sergio Mastropasqua); e o reverendo Samuel Gardner (Cláudio Curi), pai de Frank, o mais velho conhecido da Sra. Warren, cujo passado esconde uma chocante revelação.

Entre discussões fervorosas e bem-humoradas sobre o enriquecimento, a hipocrisia social e os paradoxos morais, a filha descobre que sua educação refinada foi financiada por uma rede internacional de bordéis comandada pela Sra. Warren. A mãe entrou para essa vida por necessidade, mas, no final das contas, torna-se uma bem-sucedida empresária do ramo e trabalha por puro prazer.

Escrita entre 1893 e 1894, “A Profissão da Sra. Warren” foi proibida de ser encenada na Inglaterra e nos Estados Unidos no começo do Século 20. “A peça tem um caráter transgressor, com discussões muito à frente de seu tempo, principalmente no que tange ao papel da mulher na sociedade. Shaw nos fala do hoje tão discutido ‘empoderamento feminino’ quando esse tipo de debate era impensável na época. Ele nos fala de ‘uma nova mulher’: independente, ‘dona do seu nariz’, com opinião e personalidade próprias. Na época da peça, as mulheres sequer podiam votar”, comenta Pâmio.

A montagem assume a opção estética de deslocar a ambientação da trama, que foi escrita na última década do século 19, para os anos de 1950. “Manter a encenação fiel à época original nos faria correr o risco de soar anacrônicos diante de tantas conquistas da mulher durante este século e pouco que nos separa da época em que a peça foi escrita e os dias de hoje. Trazer a história para a atualidade também soaria estranho. Assim, a década de 1950 nos situa nesse terreno intermediário, quase ‘pré-feminista’. Estamos falando de assuntos bastante espinhosos, mas ainda num contexto ‘de época’“, acrescenta.

Essa mudança de contexto implica mudanças na cenografia e figurino. “Os figurinos seguirão essa tendência de uma maneira bastante fiel. O texto possui quatro atos, sendo que nenhum deles acontece no mesmo ambiente. Para evitar a quebra da fluência na narrativa através de trocas de cenário durante os entreatos, optamos por uma cenografia mais neutra e abstrata, em que os ambientes são mais sugeridos do que traduzidos de maneira realista. A trilha sonora preencherá os climas de tensão e distensão da trama, alicerçada fundamentalmente nos embates verbais entre os personagens e as ideias que eles defendem, através não só de temas musicais mas também de outras sonoridades”, comenta o diretor.

31934845_206714629934277_3473220102428557312_n

A Profissão da Sra. Warren

Com Clara Carvalho, Karen Coelho, Caetano O’Maihlan, Cláudio Curi, Mario Borges e Sergio Mastropasqua

Auditório MASP (Avenida Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo)

Duração 100 minutos

11/05 até 01/07

Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 20h

$30/$50

Classificação 12 anos

 

FOREVER YOUNG

Sucesso de público, em cartaz desde 2016 e indicado aos principais prêmios em 2017, a comédia musical Forever Young chega ao Teatro Porto Seguro para temporada de 30 de maio a 5 de julho, com sessões às quartas e quintas, às 21h.

No elenco, Nany People, Saulo Vasconcelos, Janaina Bianchi, Rodrigo Miallaret, Felipe Catão e Carol Bezerra. Miguel Briamonte  Rafael Marão se revezam ao piano. A direção é Jarbas Homem de Mello, tradução e adaptação de Henrique Benjamin e direção musical de Miguel Briamonte.

De forma poética e bem-humorada, Forever Young aborda a vida de seis grandes atores que representam a si mesmos no futuro, quase centenários. Apesar das dificuldades eles continuam cantando, se divertindo e amando. Tudo acontece no palco de um teatro, que foi transformado em retiro para artistas, sempre sob a supervisão de uma enfermeira. Quando ela se ausenta, os simpáticos senhores se transformam e revelam suas verdadeiras personalidades através do bom e velho rock’n’roll e mostram que o sonho ainda não acabou e que eles são eternamente jovens.   

A comédia musical consegue relatar não apenas o problema da exclusão social na “melhor idade”, mas também aborda questões sobre a velhice com muito humor e músicas que marcaram várias gerações. Os hits são sucessos do rock/pop mundial de diversos anos, passando pelas décadas de 50, 60, 70, 80 até chegar aos anos 90. Músicas que são verdadeiros hinos como I Love Rock and RollSmells Like a Teen SpiritI Wil SurviveI Got You BabeRoxanneRehabSatisfactionSweet DreamsMusicSan FranciscoCalifornia DreaminLet It BeImagine, e a emblemática Forever Young. Já o repertório nacional conta com canções como Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás de Raul Seixas, Do Leme ao Pontal de Tim Maia e Valsinha de Chico Buarque.

 

Forever Young_ 1041_foto Marcos Moraes.jpg

Forever Young
Com Nany People, Saulo Vasconcelos, Janaina Bianchi, Rodrigo Miallaret, Felipe Catão e Carol Bezerra.
Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 100 minutos
30/05 até 05/07
Quarta e Quinta – 21h
$50/$70
Classificação 10 anos

FOREVER YOUNG

De forma poética e bem-humorada, Forever Young aborda a vida de seis grandes atores que representam a si mesmos no futuro, quase centenários. Apesar das dificuldades eles continuam cantando, se divertindo e amando. Tudo acontece no palco de um teatro, que foi transformado em retiro para artistas, sempre sob a supervisão de uma enfermeira. Quando ela se ausenta, os simpáticos senhores se transformam e revelam suas verdadeiras personalidades através do bom e velho rock’n’roll e mostram que o sonho ainda não acabou e que eles são eternamente jovens.

A comédia musical consegue relatar não apenas o problema da exclusão social na “melhor idade”, mas também aborda questões sobre a velhice com muito humor e músicas que marcaram várias gerações. Os hits são sucessos do rock/pop mundial de diversos anos, passando pelas décadas de 50, 60, 70, 80 até chegar aos anos 90. Músicas que são verdadeiros hinos como I Love Rock and RollSmells Like a Teen SpiritI Wil SurviveI Got You BabeRoxanneRehabSatisfactionSweet DreamsMusicSan FranciscoCalifornia DreaminLet It BeImagine, e a emblemática Forever Young. Já o repertório nacional conta com canções como Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás de Raul Seixas, Do Leme ao Pontal de Tim Maia e Valsinha de Chico Buarque.

Forever Young_ 1041_foto Marcos Moraes (1).jpg

Forever Young
Com Nany People, Saulo Vasconcelos, Janaina Bianchi, Rodrigo Miallaret, Marcos Lanza, Carol Bezerra e Rafael Marão
Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 100 minutos
30/05 até 05/07
Quarta e Quinta – 21h
$50/$70
Classificação 10 anos

O LEÃO NO INVERNO

Texto inédito no Brasil, do americano James Goldman (1927 – 1998), com direção de  Ulysses Cruz traz uma história que envolve intrigas no castelo do Rei Henrique II, da Inglaterra, quando sua família se reúne para as celebrações de Natal.

Na meia-idade, mas ainda forte e poderoso, Henrique mantém sua esposa, a lendária rainha Eleanor, de Aquitânia, confinada em uma torre, por alta traição. Nas festas de fim de ano, ele a solta e a convida para se juntar à família. Eleanor aproveita a oportunidade e começa a conspirar, pois quer influir na sucessão de Henrique. A personagem luta para que seu filho mais velho, Ricardo, o futuro “Coração de Leão”, seja o próximo rei. Henrique, por outro lado, prefere o filho caçula, que ficará, mais tarde, conhecido como João “Sem-Terra”.  Já o filho do meio, Geoffrey, está apenas interessado em obter as maiores vantagens, qualquer que seja o escolhido para ocupar o trono. A peça também conta com a bela princesa Alais, amante de Henrique, e Philip, rei da França, irmão de Alais.

6cdfa5dcc099479d89f425675385a82a

O Leão no Inverno
Com Regina Duarte, Leopoldo Pacheco, Caio Paduan, Filipe Bragança, Camila dos Anjos, Michel Waisman e Sidney Santiago.
Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 100 minutos
18/05 até 29/07
Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 19h
$40/$80
Classificação 12 anos

FOREVER YOUNG

A comédia musical Forever Young retrata de forma bonita, poética e bem-humorada, a terceira idade. O espetáculo está no Teatro Fernando Torres com sessões sexta, às 21h30, sábado, às 21h, domingo, às 19h, até 25 de marçoA novidade é a entrada de Nany People no elenco, que também conta com Saulo Vasconcelos, Janaina Bianchi, Rodrigo Miallaret, Marcos Lanza e NaimaA direção é Jarbas Homem de Mello, tradução e adaptação de Henrique Benjamin e direção musical de Miguel Briamonte (piano ao vivo).

Com grandes hits mundiais do pop e rock, o aclamado musical, do suíço Erik Gedeon, estreou em agosto de 2016, no Teatro Raul Cortez em São Paulo, realizou temporada em 2017 no Rio de Janeiro e passou por mais oito capitais brasileiras. O espetáculo foi indicado aos maiores prêmios de teatro musical como Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Reverência, entre outros.

De forma bonita, poética e bem-humorada, a peça apresenta seis grandes atores que representam a si mesmos no futuro, quase centenários. Apesar das dificuldades eles continuam cantando, se divertindo e amando. Tudo acontece no palco de um teatro, que foi transformado em retiro para artistas, sempre sob a supervisão de uma enfermeira. Quando ela se ausenta, os simpáticos senhores se transformam e revelam suas verdadeiras personalidades através do bom e velho rock’n’roll  mostrando que o sonho ainda não acabou e que eles são eternamente jovens.   A comédia musical consegue relatar não apenas o problema da exclusão social na “melhor idade”, mas também aborda questões sobre a velhice com muito humor e músicas que marcaram várias gerações.

Forever Young é uma grande homenagem a todos os artistas que trouxeram tanta magia para as pessoas. E, principalmente, passa a mensagem que ser jovem é algo eterno, que a vida não para, apenas muda-se a frequência das ações. 

Os hits são sucessos do rock e pop mundial de diversos anos, passando pelas décadas de 50, 60, 70, 80 até chegar aos anos 90. Músicas que são verdadeiros hinos como I Love Rock and Roll, Smells Like a Teen SpiritI Will SurviveI Got You BabeRoxanneRehabSatisfactionSweet DreamsMusicSan FranciscoCalifornia Dream inLet It BeImagine, e a emblemática Forever YoungJá o repertório nacional conta com canções como Eu nasci há 10 mil anos atrás de Raul Seixas, Do Leme ao Pontal de Tim Maia e Valsinha de Chico Buarque. 

A montagem também faz parte do projeto Eu Faço Cultura e conta com 250 ingressos gratuitos para pessoas de baixa renda disponíveis no site www.eufacocultura.com.br.

Fotos MARCOS MORAES (21).jpg

Forever Young
Com Nany People, Saulo Vasconcelos, Janaina Bianchi, Rodrigo Miallaret, Marcos Lanza, Naima, Miguel Briamonte. 
Teatro Fernando Torres (Rua Padre Estevão Pernet, 588 – Tatuapé – São Paulo)
Duração 100 minutos
19/01 até 25/03
Sexta – 21h,30, Sábado – 21h, Domingo – 19h
$60/$70
Classificação 10 anos

SAULO VASCONCELOS EM “POR TRÁS DAS MÁSCARAS”

Celebrando 20 anos de carreira, Saulo Vasconcelos apresenta seu primeiro show solo. Por Trás das Máscaras, é uma alusão ao O Fantasma da Ópera, musical que protagonizou no Brasil e no México. O repertório passeia também por temas de outros personagens vividos pelo protagonista, como Os MiseráveisA Bela e a FeraA Noviça RebeldeCatsMoana, entre outros.

Considerado uma referência do teatro musical brasileiro, Saulo iniciou a carreira em musicais em El Fantasma da Ópera, na Cidade do México, em 1999. Protagonizou produções como O Fantasma da ÓperaLes MiserablesA Bela e a FeraA Noviça RebeldeCatsMamma MiaPriscila, a Rainha do DesertoThe Drowsy Chaperone e O Homem de La Mancha. Atualmente está em cartaz com o musical Forever Young.

Saulo Vasconcelos em Por Trás Das Máscaras
Com Saulo Vasconcelos
Teatro Porto Seguro (Alameda Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 100 minutos
27/03
Terça – 21h
$90/$120
Classificação 10 anos