CABEÇAS TROCADAS

Metáforas e ironias dão o tom da montagem “Cabeças Trocadas”, baseada na obra do alemão Thomas Mann (1875-1955), que o grupo Caixa de Fuxico estreia na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro. Ligada à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a instituição recebe o espetáculo de 6 de julho a 6 de agosto.

Assim como o conto de Mann, publicado pela primeira vez em 1940, o espetáculo se inspira em tradições e costumes da Índia para mergulhar em temas como espiritualidade, desejo e a representação do feminino. Na trama, Sita se vê apaixonada por dois homens: seu marido e o amigo dele, ambos com condições sociais e filosofias de vida muito diferentes um do outro. Em um momento de desespero, ela pede ajuda à deusa Kali, que troca a cabeça dos dois homens.

Adaptado pela atriz Andrea Cavinato, que estrela o solo, o texto traz ao palco as características da história original, permeada por ironias e metáforas questionando o poder do inconsciente sobre nossas atitudes. A atriz também interpreta os dois homens da narrativa e a deusa Kali.

Convidada inicialmente para supervisionar a preparação corporal da Andrea, a atriz e dançarina Rosana Pimenta, que também é pesquisadora de danças indianas, acabou assumindo a direção de “Cabeças Trocadas”. Além da inspiração em rituais e danças da Índia, ela optou por trazer para a encenação as estéticas do teatro épico e do teatro das sombras. No palco, a musicista Estela Carvalho usa violão, flauta, escaleta, acordeon e percussão para compor a trilha ao vivo

Sinopse – Numa aldeia na Índia, dois amigos fisicamente diferentes com formas diversas de pensar a vida, vivem uma estranha aventura com a bela Sita que, num momento de desespero e com a ajuda da deusa Kali, toma a decisão de trocar a cabeça do marido com a do amigo. O espetáculo utiliza dos recursos da narrativa, do ritual, do teatro de sombras e da música ao vivo.

CARMEN (2).png

Cabeças Trocadas

Com Andrea Cavinato

SP Escola de Teatro (Praça Franklin Roosevelt, 210 – Consolação. São Paulo)

Duração 75 minutos

06/07 até 06/08

Sexta, Sábado – 21h, Domingo – 19h, Segunda – 21h

$30

Classificação 16 anos

REFÚGIO

Com direção e dramaturgia de Alexandre Dal Farra, o espetáculo Refúgio estreia no Sesc Bom Retiro, dia 22 de junho, sexta-feira, às 21h. No elenco estão Marat DecartesFabiana GugliAndre Capuano Carla Zanini e Clayton Mariano.

Em um contexto aparentemente cotidiano, algumas pessoas começam a ir embora, não se sabe para onde nem para quê. Uma mulher procura entender o que está acontecendo, seu marido a acompanha nesta busca. O mundo ao redor deles caminha para uma completa desestruturação, e ela mergulha cada vez mais em uma angústia sem solução, até que tudo se transforma em algo completamente novo e estranho.

Na trama, nada se explica completamente. A linguagem lacunar das personagens não se deve às suas características psicológicas, mas sim a uma indefinição objetiva da própria realidade. A peça flerta com o ambiente do Cinema Noir de diretores como Alfred Hitchcock e com o Teatro do Absurdo de Samuel Beckett. “Se existiu um teatro do pós-guerra, que tentava dar conta da experiência catastrófica da guerra, aqui é como se estivéssemos olhando para a possibilidade de um conflito iminente, como um ‘teatro pré-guerra’. O texto fala de um mundo que se acabou, de um momento histórico em que a esperança de um capitalismo com face humana caiu por terra”, comenta Dal Farra.

A ideia é explorar em cena duas concepções diferentes de refúgio para discutir a desestruturação simbólica do cotidiano. “Tratamos da ambiguidade entre dois sentidos da palavra refúgio: uma opção de fuga de um lugar em que não se quer/pode ficar ou como um espaço em que se fica para fugir de uma situação. É por causa desse sentido amplo que o refúgio se dá em um ambiente aparentemente cotidiano. N0ão se trata de uma guerra ou algo destrutivo, mas sim de uma espécie de desagregação sutil da estrutura do próprio cotidiano”, explica o autor.

Para criar esse ambiente, a iluminação e a cenografia transmitem ao espectador uma sensação de espera em um lugar entre dois mundos. “Essa casa vai diminuindo até chegar a prensar as personagens até que eles quase não caibam ali. A música também ajuda a reproduzir essa sensação de crescente claustrofobia. Os figurinos sugerem certa violência e um ambiente belicoso de maneira sutil e algo subterrânea, que tensiona as características reais das personagens, dando sinal da tensão que sustenta a peça como um todo”, acrescenta.

CARMEN.png

Refúgio

Com Fabiana Gugli, Marat Descartes André Capuano, Carla Zanini e Clayton Mariano.

Sesc Bom Retiro (Alameda Northmann, 185 – Bom Retiro, São Paulo)

Duração 75 minutos

22/06 até 29/07

Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 18h

$30 ($9 – credencial plena)

Classificação 14 anos

 

A BRUXA MORGANA CONTRA O INFALÍVEL SENHOR DO TEMPO

A personagem Bruxa Morgana, famosa na TV com a atriz Rosi Campos, há anos, conquista os corações de crianças, jovens e adultos. Desta vez, a feiticeira comemora seu aniversário bruxesco em uma grande festa no espetáculo A Bruxa Morgana Contra O Infalível Senhor Do Tempo. A temporada está em cartaz no Teatro Porto Segurocom sessões aos sábados e domingos, às 15h.

A Bruxa Morgana (Rosi Campos) sempre soube que tinha seis mil anos de idade, mas porque ela nunca envelhece, devido à imagem que vê no espelho, ela decide investigar quantos anos tem e juntamente com seus sobrinhos Lucrécia (Ana Guasque) e Lourival (Pedro Brandi), pede auxilio ao Deus do Tempo Khronus (Tadeu Di Pyetro) para descobrir sua verdadeira idade e então poder celebrar com todos os amigos bruxos sua festa de aniversário. Porém, por conta de um conflito antigo com Khronus, ela terá que vencer um grande desafio e contará com a ajuda de  sua tia Tia Malu (Suzan Damasceno) e de personagens históricos como Einstein, Galileu Galilei e Leonardo da Vinci.

O público é convidado a participar de uma grande celebração, onde as crianças da plateia que estiverem aniversariando, também serão agraciadas com o “Parabéns a Você”. O espetáculo une cultura, história, aventura, mistério, desenvolvendo a sensibilidade, o conhecimento e valores humanos de fundamental importância como: companheirismo, solidariedade, amor e união.

Rosi Campos e o Teatro Grafitti Produções desenvolvem espetáculos da Bruxa Morgana, como A Saga da Bruxa Morgana e o Enigma do Tempo, de Cláudia Borioni, Bruxa Morgana e a Criação do Mundo e Bruxa Morgana e a Família Real. A feiticeira mais amada do Brasil tem espaço garantido no coração das crianças, jovens e adultos, perpassando gerações.

CARMEN (1).png

A Bruxa Morgana Contra o Infalível Senhor do Tempo

Com Rosi Campos, Ana Guasque, Pedro Brandi, Suzan Damasceno, Tadeu Di Pyetro e Cleber Tolini.

Teatro Porto Seguro (Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)

Duração 75 minutos

09/06 até 29/07

Sábado e Domingo – 15h

$40/$50

Classificação Livre

 

 

PROBLEMA MEU

Clarice Falcão apresenta o show Problema Meu, dia 22 de maio, terça-feira, às 21h, no Teatro Porto SeguroAcompanhada por João Erbetta (guitarra), Bubu (baixo), Pedro Garcia (bateria) e Danilo Andrade (teclados), a cantora, compositora, escritora, atriz e roteirista pernambucana mostra as canções do seu segundo disco, Problema Meu, lançado em 2016.

Produzido por Kassin, o álbum tem quatorze faixas, onze delas autorais. O disco conta ainda com Banho de Piscina, assinada por João Falcão, pai de Clarice; A Volta do Mecenas, do jovem compositor Matheus Torreão; e uma versão balada do hit electropop L’Amour Toujours (I’ll Fly With You), sucesso do DJ italiano Gigi d’Agostino.

Clarice canta também novas canções como IrônicoEu Escolhi VocêComo É Que Eu Vou Dizer Que Acabou? e Eu Sou Problema Meu, que inspira o título do CD, além de músicas de seu primeiro álbum, Monomania (2013). A direção artística da turnê é realizada por um coletivo de mulheres formado pela designer Julia Liberati, pela figurinista Elisa Faulhaber, pela empresária Michelly Mury e pela própria Clarice Falcão.

 

Problema Meu
Com Clarice Falcão
Teatro Porto Seguro (Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 75 minutos
22/05
Terça – 21h
$70/$100
Classificação 12 anos

1 MILHÃO DE ANOS EM 1 HORA

A comédia de sucesso da Broadway para o Brasil. De Colin Quinn e Jerry Seinfeld, a versão brasileira de Marcelo Adnet e a direção de Cláudio Torres traz o humorista Bruno Motta num espetáculo de ritmo alucinante em 15 quadros, da era das cavernas ao Facebook. Vários personagens, sotaques e regiões são apresentadas nesta comédia que viaja pelo mundo e pelo tempo. De Sócrates ao Big Brother, da idade da pedra ao Facebook, o espetáculo é sucesso de crítica e público desde a estreia.

A VERSAO BRASILEIRA

BRUNO MOTTA

Um dos mais premiados humoristas da sua geração tem considerável histórico no humor televisivo: redator de humor da TV Globo, comentarista de humor do Jornal da Record News e foi ainda um dos autores do sucesso Furo MTV, onde também desempenhava os papéis de repórter e colunista.

DIREÇÃO: CLAUDIO TORRES GONZAGA

Criador do grupo Comédia em Pé, o primeiro de stand up comedy no Brasil já visto por mais de 1 milhão de espectadores em dez anos em cartaz. Cláudio já escreveu programas de humor como Grande Família, Sai de Baixo e Os Caras de Pau, Sob Nova Direção e Divertics.  Como diretor tem no currículo mais de 100 espetáculos, incluindo: “Boca de Ouro”, de Nelson Rodrigues, com o qual ganhou o prêmio MinC, o sucesso “Enfim Nós”, com Bruno Mazzeo, “A Comédia dos Erros”, de William Shakespeare, também indicado como melhor diretor para o prêmio Shell.

TEXTO: MARCELO ADNET

Marcelo tornou-se conhecido nacionalmente através do programa 15 Minutos na MTV, que apresentou e escreveu por 4 anos, diariamente. Na MTV estrelou também os premiados Comédia MTV e Adnet Viaja, entre outros. Na Rede Globo esteve em O Dentista Mascarado e teve também quadros no Fantástico, até comandar o projeto de sucesso Tá No Ar.

A HISTÓRIA POR TRÁS DO ESPETÁCULO

A História do Mundo nunca foi tão engraçada – desde que vista de longe. A concepção original de Jerry Seinfeld (tido como o comediante solo mais famoso do planeta) pode ser notada pela construção ácida e minimalista em detalhes que até então passariam despercebidos.

A peça, contada em um ato, estreou na Broadway em 2010 com o título “Long Story Short”, de Colin Quinn e direção original de Jerry Seinfeld, considerado um dos maiores comediantes de todos os tempos. Concebido como um espetáculo simples, um one man show recontando fatos históricos, tornou-se logo um grande sucesso, sendo visto por mais de 1 milhão de espectadores em 10 cidades americanas. Em cartaz no ano de 2010 no lendário Helen Hayews Theather, fez turnê pelos Estados Unidos e chegou ao Brasil, onde viajou por vários estados e fazendo grandiosas temporadas no Rio e São Paulo.

Bruno assistiu ao espetáculo original duas vezes na Broadway, antes de conseguir os direitos. Através de amigos em comum, comediantes do Comedy Cellar, fez o contato via twitter e conheceu Colin Quinn nos bastidores do clube. O trio criativo – Bruno Motta, Cláudio Torres Gonzaga e Marcelo Adnet se reuniu várias vezes para manter as piadas e mudar o ponto de vista, escrevendo ainda um capítulo inédito na montagem sobre o Brasil acompanhado pelo autor original. A adaptação levou 6 meses, mais 3 meses de ensaios e a versão brasileira é a primeira montagem do espetáculo fora da Broadway.

CURIOSIDADES / DESTAQUES

Os projetores utilizados em cena são Kodak Ektagraphic e foram inventados em 1967.

Foram 6 meses de negociação dos direitos, 6 meses de preparação de texto e outros 3 meses de ensaio.

Bruno Motta foi apresentado a Colin Quinn nos bastidores do show do Comedy Cellar, em NY, onde ele e Seinfeld começaram a carreira.

O trio criativo – Bruno Motta, Cláudio Torres Gonzaga e Marcelo Adnet se reuniu várias vezes para manter as piadas e mudar o ponto de vista, escrevendo ainda um capítulo inédito na montagem sobre nosso país acompanhado pelo autor original

1 Milhão de Anos em 1 Hora
Com Bruno Motta
Teatro Gazeta (Av. Paulista, 900 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 75 minutos
12/05 até 10/06
Sábado e Domingo – 20h
$70/$80
Classificação 12 anos

A INVENÇÃO DO AMOR

Na comédia romântica “A Invenção do Amor”, com Guilherme Piva e Maria Clara Gueiros, dirigida por Marcelo Valle, o público acompanha a relação amorosa de um Homo Sapiens com uma Mulher de Neandertal. Ele, dotado de um cérebro privilegiado, vive às voltas com mil e uma invenções e, numa crise de ciúmes, resolve inventar o amor. Sua nova invenção faz com que o casal pré-histórico se antecipe no tempo, vivendo situações que marido e mulher só enfrentariam anos, décadas ou milênios mais tarde. Apresentada pelo Circuito Cultural Bradesco Seguros, a temporada acontece de 05 de maio a 1º de julho no Teatro Folha, com duas sessões aos sábados, às 22h e 23h59; e duas aos domingos, às 18h e 20h.

O público acompanha a evolução do amor na história da humanidade, entrando em contato com situações que se repetem nos relacionamentos, independentemente da época. Croc (Guilherme Piva) e Nhaca (Maria Clara Gueiros) vivenciam o que há de mais cômico e dramático nas relações afetivas, um universo do qual nenhum espectador escapa.

Segundo o diretor Marcelo Valle, “entender como o amor foi inventado não é uma tarefa das mais fáceis… Mas, o que propomos com A Invenção do Amor é simples: fragmentamos a evolução de nossos padrões de comportamento para mostrar esse amor que se reinventa, sempre igual, mas sempre diferente. Imaginar qual teria sido o primeiro de todos os casais, para enxergar em todos os outros um pouquinho deles. Ou para enxergar nele um pouquinho de todos os outros. Quem sabe não conseguimos entender assim A Invenção do Amor?

A dramaturgia da peça inédita de Alessandro Marson e Thereza Falcão se constrói através da ótica do conflito masculino/feminino, numa linguagem crítica e muito bem humorada,  com situações que o público imediatamente se identifica. O maior trunfo do texto é falar de um assunto comum e imprescindível na vida de todos nós: o amor.

14915217_691274667689208_2823000316457998990_n.jpg

A Invenção do Amor
Com Maria Clara Gueiros e Guilherme Piva
Teatro Folha – Shopping Pátio Higienópolis (R. Dr. Veiga Filho, 133 – Higienópolis, São Paulo)
Duração 75 minutos
05/05 até 01/07
Sábado – 22h e 23h59, Domingo – 18h e 20h
$50/$70
Classificação 12 anos

A BRUXA MORGANA CONTRA O INFALÍVEL SENHOR DO TEMPO

A Bruxa Morgana, há anos, conquista os corações de crianças, jovens e adultos, por meio da televisão (Castelo ­ Rá ­ Tim ­ Bum) e  dos espetáculos  que conduzem as crianças à jornadas lúdicas de muitas aventuras e cultura. Desta vez, a Bruxa Morgana  comemora seu aniversário bruxesco junto com as crianças, em uma grande festa. Porém, terá um grande desafio pela frente, um conflito antigo com Khronus, o Deus do Tempo, que será solucionado com a ajuda de personagens históricos e da família da bruxa.

O público será convidado a participar de uma grande celebração, onde as crianças da plateia que estarão de aniversário, também serão agraciadas com o “Parabéns a Você”. O espetáculo une cultura, história, aventura, mistério, desenvolvendo a sensibilidade, o conhecimento e valores humanos de fundamental importância como: companheirismo, solidariedade, amor e união.

Rosi Campos e o Teatro Grafitti Produções desenvolvem espetáculos da Bruxa Morgana, como A Saga da Bruxa Morgana e o Enigma do Tempo, de Cláudia Borioni, Bruxa Morgana e a Criação do Mundo e Bruxa Morgana e a Família Real. A feiticeira mais amada do Brasil tem espaço garantido no coração das crianças, jovens e adultos, perpassando gerações.

img03-big.jpg

A Bruxa Morgana Contra o Infalível Senhor do Tempo
Com Rosi Campos, Ana Guasque, Pedro Brandi, Cleber Tolini, Suzan Damasceno e  Tadeu Di Pietro.
Teatro Porto Seguro (Al. Barão de Piracicaba, 740 – Campos Elíseos, São Paulo)
Duração 75 minutos
09/06 a 29/07
Sábado e Domingo – 15h
$40/$50
Classificação Livre