SE MEU APARTAMENTO FALASSE!

 

O musical “Se Meu Apartamento Falasse“, novo espetáculo da dupla Möeller & Botelho, divulgou o seu elenco. O trio de protagonistas será vivido por Marcelo Médici, Malu Rodrigues e Marcos Pasquim.

Na história, os três formarão um triângulo amoroso. Querendo agradar seus chefes e, em consequência, subir na vida, Chuck Baxter (Marcelo Médici), um homem solteiro, resolveu emprestar seu apartamento para que os executivos casados pudessem ter encontros amorosos. Mas a situação sai de controle quando ele se apaixona pela amante (Malu Rodrigues) de um de seus chefes (Marcos Pasquim).

Completando o elenco, temos André Dias, Antonio Fragoso, Caru Truzzi, Duda Ramos, Fernando Caruso, Jullie, Karen Junqueira, Lola Fanucchi, Maria Clara Gueiros, Marianna Alexandre, Mayra Veras, Patricia Athayde, Patrick Amstalden, Renato Rabelo, Ruben Gabira e Yasmin Lima.

A estreia prevista é para dezembro no Teatro Bradesco Rio (Av. das Américas, 3900 – 160 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro).

BeFunky Collage.jpg

Em 2010, quando houve o revival de “Promises, Promises” , o espetáculo foi indicado a quatro Tonys, tendo ganho o de melhor atriz coadjuvante para Katie Finneran. Abaixo a apresentação na cerimônia.

O musical é baseado no filme “The Apartment“, de Billy Wilder, lançado em 1960. O espetáculo já foi encenado no país, na década de 1970, com Moacyr Franco e Rosemary, interpretando o casal protagonista. Veja abaixo a versão que Moacyr fez para a montagem.

AMALUNA (Fotos do Dress Rehearsal)

Em uma ilha – Amaluna – onde vivem somente mulheres e deusas, a princesa Miranda vai comemorar sua passagem para a idade adulta. Durante a celebração, uma tempestade acontece e traz um grupo de jovens para a ilha. A princesa se apaixona por um bravo pretendente. Os dois terão que passar por uma série de desafios para provarem que poderão ficar juntos.

Veja as fotos da sessão de dress rehearsal, um dia antes da estreia para o público.
(crédito fotos – Andy Santana)

Amaluna
com Cirque du Soleil
Duração 130 minutos
$250/$450
Classificação Livre

05/10 até 17/12
Parque Villa Lobos (Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros, São Paulo)
Terça, Quarta, Quinta, Sexta – 21h; Sábado – 17h30 e 21h; Domingo – 16h e 19h30
Classificação Livre

28/12 até 21/01
Parque Olímpico (Av. Embaixador Abelardo Bueno, s/n – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro)
Terça, Quarta, Quinta e Sexta – 20h, Sábado – 16h30 e 20h, Domingo – 16h e 19h30

AMALUNA

O Cirque du Soleil retorna ao Brasil após quatro anos com uma nova superprodução, Amaluna. Este novo espetáculo enaltece a força e o empoderamento das mulheres. A turnê tem apresentação do Banco Original e realização da IMM.

AMALUNA estreia em São Paulo no 5 de outubro, no Parque Villa Lobos, e segue depois para o Rio de Janeiro, onde inicia temporada no dia 28 de dezembro, no Parque Olímpico.

AMALUNA

AMALUNA convida o público a uma misteriosa ilha governada por Deusas e guiada pelos ciclos da lua. Para marcar a passagem de sua filha Miranda à idade adulta, a rainha Prospera comanda uma cerimônia que homenageia a feminilidade, a renovação, o renascimento e o equilíbrio, e marca a passagem dessas ideias e valores de uma geração a outra.

Após uma tempestade causada por Prospera, um grupo de jovens aporta na ilha, desencadeando uma história épica e emocional de amor entre a filha de Prospera e um bravo jovem pretendente. Mas o amor deles será posto à prova. O casal deve enfrentar inúmeras provações difíceis e superar dramáticos contratempos antes que eles possam alcançar a confiança mútua, fé e harmonia.

AMALUNA é uma fusão das palavras ama, que se refere a “mãe” em muitas línguas, e luna, que significa “lua”; um símbolo de feminilidade que evoca tanto a relação mãe-filha quanto a ideia de deusa e protetora do planeta. AMALUNA é também o nome da misteriosa ilha onde esta história mágica se desenrola.

AMALUNA estreou em Montreal em 2012 e desde então já passou por 30 cidades de 10 países e foi visto por mais de 4 milhões de espectadores.

Este slideshow necessita de JavaScript.

UM TRIBUTO AO TRABALHO E À VOZ DAS MULHERES

Pela primeira vez na história do Cirque du Soleil, um espetáculo apresenta um elenco majoritariamente feminino, com uma banda inteiramente composta por mulheres. “AMALUNA é um tributo ao trabalho e à voz das mulheres”, explica o Diretor de Criação Fernand Rainville. “O espetáculo é uma reflexão sobre o equilíbrio do ponto de vista das mulheres”, acrescenta a diretora Diane Paulus, vencedora do Tony Awards 2013 (Pippin) e eleita uma das 100 Pessoas Mais Influentes de 2014 pela revista Time, diz: “Eu não queria construir um espetáculo que fosse uma ‘agenda para mulheres’. Queria criar um show em que as mulheres fossem o centro, algo que tivesse uma história escondida que apresentasse as mulheres como heroínas”. Ela foi buscar nas referências clássicas a inspiração para criar o conceito do espetáculo – desde histórias das mitologias grega e nórdica até A Flauta Mágica, de Mozart, e A Tempestade, de Shakespeare.

Banco Original VIP Experience

O Banco Original e o Cirque du Soleil firmaram uma parceria inédita no mundo e o Tapis Rouge, glamorosa aérea vip dos espetáculos da companhia canandese, levará o nome de Banco Original VIP Experience durante a turnê brasileira de AMALUNA. Com a parceria, os clientes que adquirirem o serviço vip terão uma experiência especial e diferenciada, reservada para apenas 250 pessoas, além de assistirem ao espetáculo de um lugar central e bem próximo ao palco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

UMA CIDADE SOBRE RODAS

A vila itinerante do Cirque du Soleil inclui a Grande Tenda (Big Top), a tenda de entrada, a tenda artística, além de cozinha, escritórios, armazéns e muito mais. Totalmente autossuficiente em energia elétrica, as instalações dependem localmente apenas do abastecimento de água e de um sistema de telecomunicações.

O Complexo do Cirque du Soleil

• São cinco dias para montar e três para desmontar toda a estrutura do Cirque, incluindo a instalação da Grande Tenda, a tenda VIP, as tendas de entrada e artísticas, bilheteria, escritórios administrativos, cozinha e refeitório (para os artistas e a equipe técnica).

• Um total de 90 caminhões transportam as cerca de 2.000 toneladas de equipamentos com as quais AMALUNA viaja. Alguns desses caminhões são usados como espaços de armazenamento e oficinas de trabalho.

• 6 geradores (350 kilowatts) fornecem eletricidade para a Grande Tenda e todo o complexo.

• A Grande Tenda, a tenda artística e a tenda VIP Rouge são inteiramente climatizadas.

A Tenda de Entrada

• Uma grande tenda de entrada abriga a bilheteria, a loja de souvenirs e os bares com serviço de alimentos e bebidas, além do hall para concentração do público antes do início do show e no seu intervalo.

A Tenda Banco Original VIP Experience

• A tenda tem capacidade limitada e proporciona uma experiência especial e diferenciada aos clientes, que assistirão ao espetáculo de um lugar central e bem próximo ao palco.

A Tenda Artística

• A tenda artística inclui a área de camarins, vestiários, uma área de treinamento totalmente equipada e uma sala de fisioterapia.

A Grande Tenda

• Concebida por uma equipe de engenheiros canadenses, a lona foi produzida por uma empresa francesa especializada em velas e grandes tendas, a Les Voileries du Sud-Ouest.

• A lona da tenda e seus 11 túneis pesa aproximadamente 5,2 toneladas.

• A Grande Tenda tem 19 metros de altura, 51 metros de diâmetro e é sustentada por quatro mastros, cada um com 25 metros de altura.

• A Grande Tenda acomoda mais de 2.600 pessoas e exige uma equipe de aproximadamente 85 pessoas para a sua montagem, incluindo a colocação dos assentos.

A Cozinha

• A cozinha e o refeitório são o coração do complexo circense – não apenas servem entre 200 e 250 refeições por dia, seis dias por semana, como funcionam como o principal local de encontro e descontração para o elenco e a equipe técnica.

FATOS RÁPIDOS SOBRE AMALUNA

• AMALUNA teve sua estreia mundial em Montréal em 19 de abril de 2012 e se apresentou no Canadá e Estados Unidos antes de seguir para a Europa.

• AMALUNA marca a primeira colaboração de Diane Paulus, renomada diretora de teatro de Nova York, com o Cirque du Soleil.

• O elenco de AMALUNA é formado majoritariamente por mulheres, incluindo uma banda 100% feminina.

Elenco e Equipe

• O elenco de AMALUNA é composto por 46 artistas. Uma equipe adicional de cerca de 68 funcionários viaja com o espetáculo nas funções de gestão artística, atendimento ao cliente, serviços de turnê, técnicos de show e para a instalação do complexo.

• As cerca de 120 pessoas que integram a turnê de AMALUNA possuem 22 nacionalidades. Há gente da Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, França, Japão, México, Mongólia, Holanda, Nova Zelândia, Rússia, Espanha, Suécia, Suíça, Ucrânia, Reino Unido, EUA, entre outros.

• Embora as línguas predominantes sejam o francês e o inglês, muitas outras podem ser ouvidas nos bastidores: chinês, espanhol, russo, japonês, português e muito mais.

• A turnê depende de fornecedores locais para muitos itens essenciais, tais como alimentos, biodiesel, gelo seco, maquinário, alimentos e bebidas servidos ao público, bancos, serviços de entrega, reciclagem e gestão de resíduos – injetando um aporte financeiro significativo na economia local.

• Durante as apresentações em uma cidade, mais de 150 pessoas são contratadas localmente para uma variedade de serviços, incluindo bilheteiros, recepcionistas, porteiros, vendedores de alimentos e bebidas, garçons, vendedores de souvenirs, assistentes de cozinha, faxineiros e seguranças, além de mais de 100 ajudantes para a montagem e desmontagem das tendas.

• A cozinha emprega um gerente e 3 cozinheiros.

• 2 profissionais ligados à medicina de performance (um fisio e um terapeuta) viajam com a turnê.

Amaluna
com Cirque du Soleil
Duração 130 minutos
$250/$450
Classificação Livre
 
05/10 até 17/12
Parque Villa Lobos (Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto de Pinheiros, São Paulo)
Terça, Quarta, Quinta, Sexta – 21h; Sábado – 17h30 e 21h; Domingo – 16h e 19h30
Classificação Livre
 
28/12 até 21/01
Parque Olímpico (Av. Embaixador Abelardo Bueno, s/n – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro)
Terça, Quarta, Quinta e Sexta – 20h, Sábado – 16h30 e 20h, Domingo – 16h e 19h30

COMPULSÃO

Quatro pessoas com diferentes transtornos compulsivos se encontram presas num consultório médico durante uma noite chuvosa. Este é o ponto de partida de “Compulsão”, nova comédia escrita por Regiana Antonini, com direção de Ernesto Piccolo, que estreia dia 20 de outubro, noTeatro dos Grandes Atores, na Barra da Tijuca. No elenco, Simone Soares, Rafael Zulu, Regiana Antonini e Cacau Hygino. “Compulsão” fica em cartaz na Sala Vermelha, de quinta a sábado às 21h, e domingo às 20h, até o dia 18 de dezembro.

O espetáculo retrata de forma leve e divertida o sintoma compulsivo na cultura contemporânea. Se antes se buscavam soluções para os conflitos próprios dos desejos, hoje nos deparamos no meio social, com um número crescente de sujeitos envolvidos na satisfação imediata, no gozo, gerando assim, novas maneiras pessoais de ser, ou novos sintomas.

Interpretando Janet, uma mulher viciada em sexo, a atriz Simone Soares é produtora do projeto.

Há tempos procurava um texto que abordasse uma situação cotidiana atual, com personagens bem escritos e que fosse divertido para o público. É impressionante como a compulsão está presente na vida de tantas pessoas e como podemos fazer graça em torno do assunto, claro, tudo com muito respeito – diz Simone.

Há pouco tempo não havia diagnóstico para quem tivesse sintomas compulsivos e essas pessoas eram tratadas como irresponsáveis. Principalmente ao se tratar de assuntos específicos: compras, comidas, exercícios, álcool, medicamento, sexo, redes sociais, entre tantos outros. É neste universo de temas que se encontram os quatro personagens, envolvidos em uma trama com final surpreendente.

A história se passa numa sala, no vigésimo nono andar de um edifício antigo da Zona Sul do Rio de Janeiro. Mary Help, Stuart, Eduard e Janet ficam presas na sala devido a falta de luz causada por uma tempestade que alaga toda a cidade. A partir daí iniciam uma terapia em grupo sem a presença da Dra. Spellman. Falam de sexo, morte, manias, desejos e frustrações de uma maneira hilariante. O que o público não sabe é o que está por trás deste encontro e o desfecho inusitado da trama.

14484754_345281839151768_1180625649746038909_n

Compulsão
Com Simone Soares, Rafael Zulu, Regiana Antonini e Cacau Hygino / Stand in: Bruno Seixas e Mayara Lepre
Teatro dos Grandes Atores – Sala Vermelha – Barra Square Shopping Centre (Av. das Américas, 3.900 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ)
Duração 90 minutos
20/10 até 18/12
Quinta, Sexta e Sábado – 21h; Domingo – 20h
$80
Classificação 14 anos
 
Texto: Regiana Antonini
Direção: Ernesto Piccolo
Direção de Produção: Mário Meirelles
Produção Executiva: Roberto Bianchi
Assistente de direção: Dora Pellegrino
Trilha Sonora: Rodrigo Pena
Iluminação: Tiago Mantovani e Fernanda Mantovani
Figurino: Maria Estephania
Operador de luz: Marcos Bille
Difusão sonora: Rodrigo Braga e Fábio Negroni (assistente)
Programação visual: Ismael Lito
Assessoria de Imprensa: Minas de Ideias
Foto cartaz: Nana Moraes
Redes sociais: Deivid Andrade
Realização: Simone Soares e Boca de Cena