Vídeo

GABRIELA, O MUSICAL

O programa Metrópolis, da rede Cultura, fez uma matéria com o diretor João Falcão, que está em processo de ensaio com os atores do seu novo espetáculo: “Gabriela, o Musical“. A peça é inspirada no livro de Jorge Amado, “Gabriela – Cravo e Canela”.

Com exceção da protagonista, Daniela Blois, nenhum dos atores ainda sabe qual personagem fará.

O espetáculo é uma produção Caradiboi Artes e Esportes, e tem previsão de estreia para maio no Teatro Bradesco, do shopping Bourbon.

 

WE WILL ROCK YOU – COLETIVA DE IMPRENSA

O Queen volta ao Brasil através do musical que leva o nome de uma de suas canções – “We Will Rock You“. O espetáculo estreia na quinta feira, 24 de março, inaugurando também o Teatro Santander.

12509556_1495298470778044_8717685809669028445_n

A coletiva de imprensa aconteceu durante a tarde da quarta feira, 16 de março. Na ocasião, também foi apresentado o novo teatro, através das falas de Rogério Dezembro, CEO da WTorre Entretenimento, e por Marcos Madureira, vice-presidente de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander(leia a matéria completa neste link).

Estavam presentes para responder às perguntas dos jornalistas: a produtora geral do espetáculo e sócia da Caradiboi Artes e Esportes, Almali Zraik; o diretor residente,Thiago Jansen; os atores Andrezza Massei (Killer Queen), Alírio Netto (Galileo Figaro) e Lívia Dabarian (Scaramouche); e Pablo Navarro (diretor musical), Uwe Petersen (diretor) e  Philip Comley (coreógrafo) da montagem original.

01-20160316_130709

Almali Zraik agradeceu a participação de todos os presentes e, começou o encontro, dizendo que há dois anos, a Caradiboi Artes e Esportes foi contatada pela WTorre Entretenimento para que fossem os responsáveis pela inauguração do novo teatro. A escolha do espetáculo recaiu sobre um musical que já tinham interesse em produzir no país há tempo – “We Will Rock You“.

Para o processo de audição, a produção recebeu cerca de 3.600 currículos e selecionou400 candidatos para participarem da seleção. Durante uma semana de outubro de 2015, o elenco da banca examinadora escolheu os 28 atores que comporiam o elenco. As equipes britânica e brasileira ficaram entusiasmados com que viram.

Mas precisava vir a aprovação final feita pelos próprios integrantes do Queen. Afinal, além dos atores principais, o ensemble precisa ter uma presença marcante tanto no canto, quanto na atuação e na dança. Outro motivo, é pelo carinho que o Queen tem com o Brasil, afinal a participação no Rock in Rio de 1985 ficou para sempre marcada na lembrança deles.

Com isso, Brian May e Roger Taylor receberam o material de cada um dos candidatos escolhidos. O resultado foi que eles ficaram muito surpresos e contentes com o nível dos atores que fariam parte do musical. O aval foi dado para o prosseguimento da produção.

Escolheu-se manter as canções no idioma original – o inglês. Somente os diálogos que foram traduzidos pela dupla Bianca Tadini e Luciano Andrey. A decisão foi porque sabiam que o público conhece as canções do Queen em inglês, e também porque já haviam tentado versionar em alguns países, mas a resposta não foi positiva.

Quanto ao público esperado pelo musical, a resposta é que são todas as pessoas que gostam de um bom espetáculo de teatro musical, quanto os que são fãs do grupo Queen, bem como quem gosta de rock. Independente da idade. O que será mostrado no palco é mais do que uma peça e do que um concerto. É um espetáculo completo com atuação, música, luzes e efeitos especiais.

A história do musical começa 300 anos no futuro. A Terra é agora controlada por uma companhia chamada Global Soft. A globalização é completa e a individualidade é um taboo. Todos assistem os mesmos filmes, usam as mesmas roupas e pensam as mesmas coisas. A música é gerada pelos computadores da Global Soft; o rock não é mais escutado e todos os instrumentos musicais foram banidos. A esperança de liberdade reside em um pequeno grupo, os Boêmios, que esperam um herói que os lidere para fazer renascer o rock’n roll. É quando aparecem Galileo Figaro e Scaramouche, dois adolescentes que não se adequam a esta realidade autoritária imposta pela Global Soft.

08-20160316_132410_1Alírio Netto explicou que seu personagem – Galileo Figaro – é “um sonhador, que não se encaixa no perfil dos Garotos Ga Ga. E ele tem algumas imagens que vêm na cabeça dele, que ele não sabe de onde vem, nem para onde vão. Então ele acaba deixando que estas imagens o levem para a grande final, que é quando ele reencontra o Rock and Roll, como se fosse uma reencarnação do Freddie Mercury”.

03-20160316_130906Scaramouche, segundo a atriz Lívia Dabarian que a interpreta, é “uma menina sarcástica, ácida, e que eu vejo muito como sendo o ponto de vista da plateia. Ela é desconfiada, que não está entendendo muito bem o que está acontecendo, mas que acaba embarcando nos sonhos do Galileo.através desta jornada pelas músicas do Queen. Ela é uma personagem bem “spice”, mas que tem um coração bom e que se apaixona pelo Galileo.

A montagem segue os mesmos padrões da que foi feita em West End (Londres) a partir de 2002. Uma das adaptações para o nosso país, foi que o personagem Pop, um antigo bibliotecário, que tem a solução final pela busca dos instrumentos perdidos, recebeu o nome em português de Toca (como o musical tem referências musicais, o Toca vem de “Toca Raul”). Se quiser conhecer mais sobre a história, clica no link, e se quiser sabercuriosidades sobre o musical, clica no link.

Ao término da sessão de perguntas, todos os participantes foram convidados a assistir quatro números do “We Will Rock You“. Uwe Petersen, o diretor internacional, eThiago Jansen, o diretor residente, apresentaram as cenas.

Radio Ga Ga

A Kind of Magic

Who Wants to Live Forever

We Will Rock You

 

We Will Rock You
Com Alírio Netto, Lívia Dabarian, Felipe de Caraolis, Andrezza Massei, Fred Silveira, Nicholas Maia, Thais Piza, Beto Sargentelli, Letícia Soares, Keka Quarterone, Fernanda Belinatti, Mariana Hidemi, Carol Isolani, Bárbara Guerra Xavier, Marisol Marcondes, Amanda Doring, Jefferson Ferreira, Fernando Mariano, Daniel Caldini, Renato Bellini, Thiago Machado, Fernando Lourenção e Leo Rommano, Anelita Gallo, Clara Camargo, Gabriel Conrad Spano e Danilo Barbieri
Teatro Santander (Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi, São Paulo)
Duração 135 minutos
A partir de 24/05
Quinta e Sexta – 21h; Sábado – 17h e 21h; Domingo – 16h e 20h
Recomendação livre
$40 / $300

TEATRO SANTANDER

Ontem, 16 de março, a imprensa e convidados foram recebidos por Rogério Dezembro, CEO da WTorre Entretenimento, e por Marcos Madureira, vice-presidente de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander, para a apresentação do mais novo teatro e espaço cultural da cidade, o Teatro Santander.

wtorre

O novo empreendimento está localizado no Complexo WTorre Plaza (avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2 041 – Vila Olímpia), que fica ao lado da Marginal Pinheiros, a segunda via expressa mais importante da cidade. O complexo abriga também o Shopping JK Iguatemi, três torres empresariais, um edifício corporativoe restaurantes, em um total de 410.000 m2 de área construída.

Apresentação do novo teatro

Os participantes foram recebidos, após o cadastramento onde receberam o kit de imprensa, com um coffee break no foyer do teatro, um ambiente claro e espaçoso.

1-02_ROGERIO DEZEMBRO_WTORRE ENTRETENIMENTO

O evento iniciou com a palavra de Rogério Dezembro, CEO da WTorre Entretenimento. A premissa que levou a decisão da construção do teatro foi que a cidade oferece atualmente cerca de 200 espetáculos simultaneamente, sendo que em muitas regiões há uma escassa oferta de teatros. E dos teatros que existem, poucos apresentam uma infraestrutura capaz de receber grandes produções, o que impõe sacrifício ao público e encarece os custos de produção.

Por causa deste cenário, que o grupo WTorre decidiu na construção do Teatro Santander, um espaço – com diferenciais de estrutura, tecnologia e serviço – capaz de se tornar referência na cidade, e que potencializaria a dinâmica das atividades (escritórios, compras, gastronomia) do complexo.

O espaço poderá receber diversos conteúdos – musicais internacionais, shows, eventos corporativos, seminários, peças teatrais, entre outros, de uma forma planejada, e não adaptada.

2-05_TEATRO SANTANDER

O Teatro Santander, orçado em 100 milhões de reais, tem 8.000 m2 de área construída, com capacidade para 1.200 espectadores sentados e 1.800 espectadores em outros formatos. Um diferencial é apresentar um sistema retrátil de poltronas, que permite recolher em gavetas 299 cadeiras, em minutos.

O palco tem 400 m2; tem um mínimo de 5 diferentes configurações de palco/plateia; 56 varas cênicas automatizadas e 6 elevadores; uma cozinha industrial; uma doca de grandes dimensões localizada atrás do palco; oferece mais de 6 mil vagas de estacionamento dentro do complexo; e conta com uma fachada de vidro inédita no país com light design de LEDs.

santander2

O novo empreendimento abre suas portas ao público a partir do dia 24 de março com a apresentação do musical “We Will Rock You“. O espetáculo – originário do West End londrino, é baseado nas canções da banda de rock inglesa Queen.

1-002

Após as palavras de Rogério Dezembro, o vice-presidente de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do SantanderMarcos Madureira, falou da importância para o Banco Santander de dar o seu nome para o empreendimento, e das preocupações com que o banco tem em prestigiar a cultura no país.

O Santander patrocina o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, o Museu do Estado de Pernambuco, em Recife, e o Santander Cultural, em Porto Alegre. Além destas ações, o banco também possui em seu acervo obras significativas para a história da arte do país, que são expostas na “Narrativas Poéticas – Coleção Santander Brasil“, que já passou por algumas capitais.

Terminado as falas de Rogério Dezembro e Marcos Madureira, houve a coletiva de imprensa com a equipe do espetáculo “We Will Rock You“, que falaremos numa próxima matéria.

12509556_1495298470778044_8717685809669028445_n

GABRIELA, O MUSICAL

Na noite de ontem, o diretor João Falcão divulgou na sua página do instagram a foto com o elenco de “Gabriela, o Musical“.

12773159_753773534753325_264676838_o.jpg

Time dos Sonhos  – Tizumba, Daniela, Ingrid, Luisa, Eliane, Natasha, Juliana, Isadora, Thamyris, Almerio, Danilo, Rafael, Marcel, Guilherme, Thomas, Bruce, Bruno, Vinicius, Luciano, Léo e Frederico #gabrielaomusical #jorgeamado

 

O elenco é composto por Daniela Blois (a personagem”Gabriela”), Maurício Tizumba (“Calanga Chico Rei”), Ingrid Gaigher (“Antes Tarde do que Nunca”), Luísa Vianna (“The Book of Mormon”), Eliane Carmo (“Quero ser Ziraldo”), Natasha Jascalevich (“S’imbora, o Musical”), Isadora Melo, Thamyris O’hanna (“A Falecida”), Almério, Danilo Dal Farra (“O Menino mais Rico do Mundo”), Rafael Lorga (“Pequeno Quadro Público”), Marcel Octavio (“Kiss me Kate – O Beijo da Megera”), Guilherme Borges (“Ópera do Malandro”), Thomás Aquino (“Ópera do Malandro”), Bruce de Araújo (“Ópera do Malandro”), Bruno Quixote (“SamBra”), Vinícius Teixeira (“Godspell”), Luciano Andrey (“Nuvem de Lágrimas”), Léo Bahia (“Chacrinha, o Musical”) e Frederico Demarca (“Cidadela”)

O musical é inspirado no livro “Gabriela, Cravo e Canela” (1958) do escritor brasileiro Jorge Amado. O livro narra o romance entre o árabe Nacib com Gabriela. O pano de fundo é o período áureo da plantação cacaueira (década de 20) na região de Ilhéus, Bahia. A história mostra as transformações na vida social do estado, com a abertura do porto aos grandes navios, o que leva à ascensão social e financeira do exportador carioca Mundinho Falcão e ao declínio dos coronéis, como Ramiro Bastos. O papel de Gabriela é o de personificar as transformações de uma sociedade antiga, patriarcal e autoritária alterada pelas mudanças da política, economia e cultura.

Gabriela, o Musical” tem estreia prevista para maio deste ano no Teatro Bradesco. A produção é da Caradiboi Artes e Esportes, a mesma que está trazendo o musical “We Will Rock You“, que inaugura o Teatro Santander, agora em 24 de março.