NOITE

Grupo Sobrevento traz histórias da vizinhança como mote em novo espetáculo de Teatro de Objetos

Divisor de águas na pesquisa de linguagem do teatro de animação, criador de festivais e ponto de referência nesta arte, dentro e fora do Brasil, o Grupo Sobrevento está em cartaz com o espetáculo adulto NOITE, no Espaço Sobrevento

Criado a partir do Teatro de Objetos – linguagem que o grupo pesquisa profundamente desde 2010 – o espetáculo NOITE tem uma dramaturgia que nasceu dos depoimentos dos seus vizinhos e as suas histórias secretas, escondidas em objetos guardados.

O Grupo Sobrevento está indicado ao Prêmio Shell de Teatro de 2018, na Categoria Inovação, pela sua pesquisa no Teatro de Animação e de Objetos.

NOITE é uma coleção de histórias rememoradas por um cego, na escuridão onde vive. “As pessoas pensam que a vida é um longo caminho para frente, mas ela não é mais do que um passeio pela vizinhança”, diz o protagonista.

Para compor o espetáculo, o Sobrevento conversou com dezenas de vizinhos acerca dos objetos que guardam em casa e de que nunca se desfariam. Surpresas, como descobrir objetos completamente insuspeitos, histórias inesperadas, objetos inexistentes e que continuam guardados na memória, objetos que o grupo jamais consideraria objetos, garantem a inovação – e a renovação do grupo, em um processo de criação teatral baseado na pesquisa e fundamentado na descoberta.

Depoimentos pessoais de vizinhos, histórias do bairro e dos arredores do Sobrevento reúnem-se para contar as lembranças de alguém que “já não vendo mais a luz que há, se apega a luz que havia”, memórias que lhe dão esperança e alegria, fantasmas que o perseguem na escuridão e que evocam o seu medo da morte, a dor das suas perdas, as suas fragilidades e a sua saudade.

51389669_300201924030947_7297174333829414912_n

Noite

Com Grupo Sobrevento

Espaço Sobrevento (Rua Coronel Albino Bairao, 42 – Belenzinho, São Paulo)

Duração 60 minutos

01/02 até 24/03

Sexta e Sábado – 20h30, Domingo – 18h

Entrada gratuita (Reservas: info@sobrevento.com.br)

Classificação 14 anos

SOBRE O VOO

O homem voa?
Alberto era um menino persistente, que acreditava que o homem poderia voar, em um tempo que só se andava a cavalo, de trem ou navio.
Curioso, observava os pássaros, empinava pipa, desmontava motores e até consertava a máquina de costura de sua mãe.
Cresceu, estudou, projetou, construiu e grandes engenhocas inventou.
Será que o homem voou?
O espetáculo “Sobre O Voo” é um espetáculo de Teatro de Sombras infantil da Cia. Pavio de Abajour.

Fala sobre o desejo de voar, voar em todos sentidos, desde o sentido literal até o mais poético. Ele se inspira na vida de Alberto Santos-Dumont para tratar do tema criação, e mostra como se dá esse processo, seus acertos e seus tropeços. Não apresenta somente o sucesso final, sua criação reconhecida, e sim o quanto trabalho houve para se alcançar seu desejo, quantos cálculos, quais materiais, quais dificuldades, quais caminhos.

Três divertidas mecânicas de um hangar contam a poética e humorística história através de teatro de sombras, teatro de bonecos articulados.

Apresentam a infância de Alberto, um menino curioso e muito atento aos objetos à sua volta. E seu crescimento e encontro com o mundo das “engenhocas”, engrenagens. Quando faz uma travessia, incentivado por seu pai, Alberto mergulha no mundo dos estudos e só o anúncio de um passeio de balão consegue o distrair. Então Alberto faz seu primeiro voo e a partir de então começa a criar seus balões, dirigíveis, e naves mais pesadas que o ar. No final do espetáculo sombras de aviões ocupam todo o espaço teatral a partir da cena que Alberto abre a patente de sua invenção e publica os desenhos de seu aeroplano Demoiselle em uma revista.

As mecânicas utilizam diversas técnicas do teatro de sombras para mostrar os estudos, raciocínios de Alberto. Usam luzes incandescentes, lanternas, retroprojetor e projetor de vídeo. A sombra é feita tanto atrás da tela como na frente da tela, desvendando a técnica, apresentando para o público a possibilidade de também criar.

Por que o teatro de sombras?

As sombras são misteriosas, guardam segredos. E o Teatro de Sombras cria a possibilidade de brincar com a sombra, de manipular, de transformar, e poder revelar seus segredos, suas artimanhas.

O Teatro de Sombras é uma técnica do teatro de animação muito antiga, onde uma fonte de luz, um objeto e um suporte são capazes de criar imagens lúdicas e encantadoras, cheias de alma.

A fonte de luz é uma lâmpada, lanterna ou vela; o objeto pode ser uma gaiola, um recorte em papelão ou um papel celofane; e o suporte é uma tela de tecido, um lençol no varal, um papel, uma parede. É uma técnica simples, que pode ser múltipla e executada por todos.

A Cia. Pavio de Abajour pesquisa a técnica de teatro de sombras por causa das suas narrativas imagéticas, da sua beleza e seu poder de síntese. É uma linguagem mágica.

12938222_575305239318714_2431230858153870180_n.jpg

Sobre o Voo
Com Amanda Vieira, Evelyn Cristina e Silvana Marcondes
Espaço Sobrevento (Rua Coronel Albino Bairão, 42 – Belenzinho, São Paulo)
Duração 50 minutos
02 e 03/06
Sábado e Domingo – 11h e 15h
Entrada gratuita
Classificação livre
 
Idealização, Pesquisa, Concepção e Dramaturgia – Cia. Pavio de Abajour
Direção – Kika Antunes e Silvana Marcondes
Textos – Paulo Rogério Lopes
Direção Musical – Evelyn Cristina
Composição e Mixagem – Evelyn Cristina e Mad Zoo
Voz do pai – Rodrigo Mercadante
Assistência de confecção de bonecos – Alexandra Deitos, Claudia Diniz, Cristina Decot e Samara Oliveira
Cenografia – Julio Dojcsar
Figurino – Silvana Marcondes
Costureira – Atelier Judite de Lima
Fotografia – Ligia Jardim
Preparação Corporal/ Técnica Alexander– Dani Barsoumian
Operação de Luz e Contra-regragem – Alexandra Deitos
Operação de Som – Willian Simplício
Produção – Cia. Pavio de Abajour e Kika Antunes

 

Primeiro Olhar: Festival Internacional de Teatro para Bebês

O Grupo Sobrevento realiza neste mês de agosto, a quarta edição do “Primeiro Olhar: Festival Internacional de Teatro para Bebês”.
As peças serão apresentadas na sede do grupo e também CLAC – Centro Livre de Artes Cênicas de São Bernardo, gratuitamente.
O Festival “Primeiro Olhar” prima por uma programação de excelência e vem ganhando grande destaque nos meios de comunicação, pelo pioneirismo, consequência, qualidade e seriedade da proposta.
Mais do que isto, a Mostra veio para preencher uma lacuna na integração social e no direito à Cultura da primeira infância e constitui uma iniciativa importante para as crianças, para os pais, para a sociedade e para o próprio Teatro.
Serão 24 apresentações de grupos do Brasil, Espanha, Uruguai e Dinamarca, além de 2 exposições interativas e 2 oficinas.
A programação completa está no site do Grupo Sobrevento –http://sobrevento.com.br/noticias.htm#3
‪#‎Teatro‬ ‪#‎TeatroMusical‬ ‪#‎TeatroInfantil‬ ‪#‎GrupoSobrevento‬ ‪#‎VáAoTeatro‬‪#‎OpiniãoDePeso‬

“Primeiro Olhar: Festival Internacional de Teatro para Bebês”
Com Grupo Sobrevento e outras companhias teatrais
07 a 30/08
Espaço Sobrevento (R. Coronel Albino Bairão, 42 – Belenzinho, São Paulo)
CLAC (Centro livre de Artes Cênicas) – (Praça Cônego Lázaro Equini, 240 – Baeta Neves, São Bernardo do Campo)
Entrada gratuita