GUARDIÕES – UM CONTO DE CORDEL

Coletivo ROOF – Apresenta: Guardiões – Um Conto de Cordel

“Conto de fadas no sertão vai ter! Guardiões – Um Conto de Cordel, traz de forma divertida a saga de Nina, uma menina curiosa que precisa salvar as crianças das lendas Folclóricas que libertou de um baú em um instante de descuido. Agora deve enfrentar seus medos e trazer de volta ao baú. Cumprindo assim sua missão de garantir e devolver a paz e harmonia, entre o mundo real e o imaginário”.

FACE (1).png

Guardiões – um Conto de Cordel

Com Bruno Eustáquio, Carla Varjão, Heloise Fernandes, Milton Aguiar, Priscila Gabriele, Renata Toledo

Complexo Cultural Funarte (Alameda Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo)

Duração 70 minutos

07 a 15/12

Sábado e Domingo – 16h

$40

Classificação Livre

A FLOR DA LUA

O bailarino Marcus Moreno e o pianista Manuel Pessôa de Lima fazem duas apresentações de “A Flor da Lua”, trabalho solo que fala da passagem do tempo, usando como metáfora a rara flor de um cacto, que ao desabrochar dura apenas uma noite, na Sala Renée Gumiel do complexo cultural Funarte, neste final de semana, dias 6 e 7 de abril (sábado, às 19h, e domingo, às 18h). A entrada é gratuita.

Espécie pouco conhecida, geralmente encontrada em florestas tropicais, a flor da lua é geralmente descrita, por aqueles que tiveram oportunidade de experienciar sua rebentação, pelo perfume intenso e o movimento constante de suas pétalas se abrindo. Um desses relatos, o da artista e ilustradora botânica Margaret Mee, serviu de ignição para a “Flor da Lua”, de Marcus Moreno: “Enquanto eu me postava ali, com a orla escura da floresta ao meu redor, sentia-me enfeitiçada. Então, a primeira pétala começou a se mexer, depois outra e mais outra, e a flor explodiu para a vida”, registrou Mee em sua última expedição à Amazônia, quando finalmente, aos 79 anos, após deixar a prancha preparada, ilustrando o cacto e as folhagens, acolheu a Flor da Lua em sua efêmera existência.

Tal como a flor da lua nasce e perdura por uma única noite, a dança, criada em nove breves capítulos – do Prólogo ao Amanhecer -, vai se constituindo no limite entre o visível e o imperceptível no espaço em que o corpo se movimenta, se modifica na ação de dançar e se expande a caminho do encerro.

As apresentações fazem parte de projeto contemplado pelo 25º edital do Programa Municipal de Fomento à Dança.

AFlordaLua+Marcus Moreno - foto Claudia Magalhães 1

A Flor da Lua

Com Marcus Moreno

Funarte – Sala Renée Gumiel (Al. Nothmann, 1058 – Campos Elíseos, São Paulo)

Duração 50 minutos

06 e 07/04

Sábado – 19h, Domingo – 18h

Grátis

Classificação Livre

CERTA VEZ NUMA ILHA

Em meio a uma tempestade, 17 atores são os camponeses de uma ilha do caribe que resolvem contar a história de Ti Moune, uma menina pobre que se apaixona por Daniel, um menino rico do outro lado da ilha, que sofre um acidente de automóvel. Quando Daniel é devolvido ao seu povo, os deuses que governam o local guiam Ti Moune numa missão para testar a força do seu amor contra as poderosas forças do preconceito, do ódio e da morte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Classificação: Livre
Duração: 1h 10m
Elenco: Márcia Oliveira, Léo Machado, Luci Salutes, Renato Albano, Wesley Souza, Thais Morais, Tarcísio Serasso, Stefani Dourado, Wagner Lima, Nina Rodrigues, Valmir D’Fiama, Dandara Ohana, Dagliane Natielle, Matheus Vieira, Matheus Autran, Wellington Santos e Thais Pereira
Direção Geral, tradução e versões: Rafael de Castro
Direção Musical: Eduardo Albertino
Design de Luz: Robson Bessa
Operação de Iluminação: Ian Bessa
Cenografia e Indumentária: Grupo Artemis de Teatro
Produção Executiva: Felipe Rodrigues

TEMPORADA JUNHO
Funarte (Sala Guiomar Novaes)
Al. Nothman, 1058 – Campos Elíseos – Tel: 3662-5177
Apresentações: Sáb 16h, R$40 | Dom 16h, R$40
Não aceita cartões. A bilheteria abre 1 hora antes da apresentação.
Temporada: de 03/06/2017 até 02/07/2017