GODSPELL – MUSICAL

Fizemos uma matéria especial sobre o espetáculo “Godspell – Musical“, que está em cartaz no Teatro das Artes (SP), de sexta a domingo. Dividimos a matéria em três partes:

  • Vida de Swing, com os atores Priscila Esteves e Ádler Henrique
  • O Espetáculo, com os atores Matheus Severo, Pedro Navarro, Artur Volpi, Juliana Peppi, Fernanda Cascardo, Nathália Borges, Mariana Nunes, Gabi Medvedovski
  • Personagens Históricos, com os atores Beto Sargentelli, Leonardo Miggiorin e Rafael Pucca.

VIDA DE SWING
Na primeira parte da matéria especial sobre Godspell – Musical, os atores Priscila Esteves e Ádler Henrique apresentaram o interior do Teatro das Artes, onde acontece o espetáculo, e falaram também sobre como é o papel deles de swing no musical (swing é o ator que substitui um outro ator, quando este não pode participar de uma sessão do espetáculo).

O ESPETÁCULO
Na segunda parte, conversamos com o elenco sobre como foi a construção do espetáculo – desde as audições; passando pelos ensaios; a oportunidade dada pelo diretor – Dagoberto Feliz, para que eles sugerissem ações que foram usadas na montagem; até como está sendo a experiência de participar deste musical

PERSONAGENS HISTÓRICOS
Na última parte da matéria especial de Godspell – Musical, conversamos com os atores Beto Sargentelli, Leonardo Miggiorin e Rafael Pucca sobre como foi a construção de personagens históricos – Jesus, João Batista e Judas; como é ter dois atores interpretando o mesmo personagem; além de saber qual foi a mensagem sobre o espetáculo que eles levaram para suas vidas profissionais e pessoais.

Godspell – Musical
Com Leonardo Miggiorin, Rafael Pucca, Beto Sargentelli, Matheus Severo, Pedro Navarro, Artur Volpi, Juliana Peppi, Fernanda Cascardo, Nathália Borges, Mariana Nunes, Gabi Medvedovski, Ádler Henrique, Priscila Esteves.
Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Avenida Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 120 minutos
04/08 até 09/10
Sexta – 21h30; Sábado – 21h; Domingo – 20h
$60/$100
Classificação livre
Site Oficial –http://www.godspellmusical.com.br/

GODSPELL, O MUSICAL (NÚMEROS MUSICAIS)

Na sexta feira, 22 de julho, houve a coletiva de imprensa do espetáculo “Godspell, o Musical”, onde foram apresentados quatro números. A peça estreia dia 04 de agosto no Teatro das Artes – Shopping Eldorado (SP).

Godspell, o Musical
Com Leonardo Miggiorin, Rafael Pucca, Beto Sargentelli, Matheus Severo, Pedro Navarro, Artur Volpi, Juliana Peppi, Fernanda Cascardo, Nathália Borges, Mariana Nunes, Gabi Medvedovski, Adler Henrique, Priscila Esteves.
Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Avenida Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 120 minutos
04/08 até 09/10
Quinta – 21h; Sexta – 17h e 21h30; Sábado – 21h; Domingo – 20h
$60/$100
Classificação livre
Previews: 26 a 29 de julho – 17h
Site Oficial – http://www.godspellmusical.com.br/

 

 

 

 

GODSPELL, O MUSICAL (COLETIVA)

Grupo Teatral e Criação Coletiva. Estas palavras definem a nova montagem de “Godspell, o Musical“, que estreia dia 04 de agosto no Teatro das Artes (Shopping Eldorado – SP).

O diretor Dagoberto Feliz procurou trazer elementos do dito ‘teatro tradicional‘ para a sua visão do espetáculo. Para ele, a comédia musical de Stephen Schwartz e John-Michael Tebelak (1971) permitia isso.

70-20160722_125918_1.JPG

Carlos Alberto Jr. (Diretor Musical) e Dagoberto Feliz (Diretor Cênico)

Dagoberto montou um grupo teatral, onde todos tiveram voz para poderem exprimir as suas visões sobre a história e o que os personagens sentiam e pensavam.

Os atores contaram na coletiva que no começo foi meio estranho, afinal não é uma técnica utilizada em musicais com padrão Broadway e West End, onde tudo é ‘marcado, definido e engessado’, com pouco espaço para criação do ator.

Mas depois, ficaram a vontade. O diretor determinava uma cena, propunha um jogo teatral e observava o que acontecia. Os atores iam discutindo, exprimindo suas opiniões, propondo sugestões e variações para o que tinha sido feito. E Dagoberto ia aparando as arestas. Com certeza, quem estava de fora e chegasse nos ensaios, não iria compreender muito; mas para a equipe, o musical estava ficando pronto.

Outra característica é que em “Godspell, o Musical”, apesar da primeira vista é de ter dois protagonistas (Jesus e João Batista/Judas Iscariotes), não é bem assim. Todos os personagens têm a sua importância para a história e têm os seus números solo.

O elenco foi escolhido entre mais de 600 candidatos. Mesmo tendo nomes já conhecidos no meio – Leonardo Miggiorin, Beto Sargentelli, Juliana Peppi e Rafael Pucca; apresentará ao público, novos talentos que merecem ser revelados. São eles: Adler Henrique, Artur VolpiFernanda CascardoGabi MedvedovskiMariana Nunes, Matheus Severo, Nathália Borges, Pedro Navarro e Priscila Esteves.

71-20160722_135627_3

Em pé: Pedro Navarro, Rafael Pucca, Beto Sargentelli, Leonardo Miggiorin, Juliana Peppi, Adler Henrique, Fernanda Cascardo e Priscila Esteves. Ajoelhados: Artur Volpi, Matheus Severo, Nathália Borges, Gabi Medvedovski e Mariana Nunes.

A visão do diretor também estendeu-se a parte criativa/técnica.

Estamos numa esfera de musicais e acho que este, em especial, me permitiu várias leituras, principalmente metateatrais, por se tratar de um grupo de pessoas e várias historinhas. Temos em cena três níveis de interpretação com atores, personagens, e atores fazendo personagens, e para isso, o cenário (criação de Paulo Correa) deve aparecer como ambiente de representação. Me agrada a ideia construtivista, aparente, sem maquiar as coisas, assumindo as estruturas como elas são, como uma colagem e descolagem de cenas, onde eles estejam com os camarins no palco, por exemplo, mas não como um ensaio, e sim como metalinguagem – um teatro dentro do Teatro. Encaminhei as interpretações para que fossem para este lugar, afinal, é tudo de mentira, segundo Dagoberto.

1-IMG-20160722-WA0017.jpg

Claudia Schapira pensou em figurinos que remetessem as roupas utilizadas pela juventude nos tempos de hoje – urbanos e contemporâneos. Permitem também que os atores possam expressar os movimentos e ‘coreografias’ propostas por Paula Flaiban.

Coreografias em aspas, porque Paula disse que na montagem – seguindo o processo de criação proposto pelo diretor – não há coreografia marcada, rígida, como nos musicais estrangeiros. Ela coordenou os movimentos através de um processo em parceria com os atores. Ela deixava-os livres para pensarem em como seus personagens se movimentariam. É um processo que está em constante adaptação.

A parte musical ficou a cargo de Carlos Alberto Jr. Diretor musical e também responsável pela LS Produções Artísticas, disse que escolheu “Godspell, o Musical” por ter “uma partitura extremamente desafiadora. Uma energia vocal que atravessa o rock e o gospel – com clássicos como Day by Day, que em 1972 alcançou a 13ª posição na lista da revista Billboard, e Bless The Lord – e um libreto que permite ao espectador uma reflexão sobre suas ações; São estes os ingredientes que compõem essa história rica em mensagens, tão apaixonante e atemporal”.

As letras das canções ganharam novas versões pelas mãos de  de Guilherme Leal – responsável também pela assistência de direção musical e preparação vocal – e Kaíque Azarias, que “após uma epifania poética, optaram juntos por letras tocantes, reflexivas e fiéis”.

A banda de  quatro músicos – Rubens Moraes (band leader e tecladista),  Marco Aurélio Assis (contrabaixo), Vando Lucena (guitarra, violão e ukulele) e Rafael Gonçalves (bateria e percussão) -também está em cena, junto com os dez atores.

E todos setores estão simetricamente alinhados com o design de luz e som, criados por Alini SantiniGustavo Bertoldo, respectivamente, que complementam assim “a essência expressiva, cheia de vida, e curiosamente original proposta pela companhia.

Sinopse 

“Através de um jogo teatral, mesclando comédia, poesia, e a filosofia do “bem viver”, a história, que fala de Deus sem falar de religião, se desenrola de forma divertida e simbólica, onde um grupo de pessoas avessas e incrédulas, arquétipos da sociedade pós-moderna e que podem ser encontrados em qualquer grande metrópole, tem seus caminhos cruzados por João Batista e Jesus Cristo, encontro este que desperta novas esperanças em cada um, mostrando a eles diferentes formas de enxergar e viver a vida.

Com os ensinamentos em forma de parábolas, o grupo, até então desprovido de fé e amor, passa a construir uma comunidade, deixando de lado pequenos “pecados” cometidos em ações do dia-a-dia, e cultivando assim os bons sentimentos como a amizade, o amor, a generosidade, a ética e o respeito ao próximo.”

Godspell, o Musical
Com Leonardo Miggiorin, Rafael Pucca, Beto Sargentelli, Matheus Severo, Pedro Navarro, Artur Volpi, Juliana Peppi, Fernanda Cascardo, Nathália Borges, Mariana Nunes, Gabi Medvedovski, Adler Henrique, Priscila Esteves.
Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Avenida Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 120 minutos
04/08 até 09/10
Quinta – 21h; Sexta – 17h e 21h30; Sábado – 21h; Domingo – 20h
$60/$100
Classificação livre
Previews: 26 a 29 de julho – 17h
Realização – Ministério da Cultura e LS Produções Artísticas
Música e Novas Letras por Stephen Schwartz
Concebido e dirigido por John-Michael Tebelak
Versões de Guilherme Leal e Kaíque Azarias
Direção – Dagoberto Feliz
Direção Musical – Carlos Alberto Jr.
Produtor Executivo – Luís Fernando Rodrigues
Assistente de Direção – Paula Flaiban
Assistente de Direção Musical e Preparador Vocal – Guilherme Leal
Produção Musical e Band Leader – Rubens Moraes
Pianista de Ensaio – Leonardo Côrdoba
Músicos – Marco Aurélio Assis (contrabaixo), Vando Lucena (Guitarra, Violão e Ukulele), Rafael Gonçalves (Bateria e Percussão)
Gerente de Palco – Joana Pegorari
Supervisor de Cia. – Pedro Guida
Estagiários de Produção – Guilherme Figueiredo, Lucas Gutierrez, Jorge William e Isabela Pascoaso
Cenografia – Paulo Correa
Cenotécnicos– Jorge Ferreira Silva e Denis Nascimento
Contrarregragem – José Vitor Batista e Hermann
Assistentes de Projetos – Jonas Soares e Carmem Guerra
Figurinista – Claudia Schapira
Assistente de Figurino – Sônia Costa Oliveira
Sound Designer – Gustavo Bertoldo
Sound Designers Associados – Bruno Pinho e Matheus Madeira
Operador de Áudio – Hugo Falcão
Microfonista – Bruna Moura
Lighting Designer – Aline Santini
Assistente de Light Designer e Operador de Mesa de Luz – Maurício Shirakawa
Desenvolvimento de Arte / Rede / Mídias Sociais – Lu Fernando Publicidade e Web Creator
Fotografia Artística – Bob Duarte
Fotografia de WebSite – Monique Carvalho
Fotografia de Ensaio – Debora Ruban
Assessoria de Imprensa – Grazy Pisacane
Produtos Personalizados – A Loja dos Musicais
Apoio – 4ACT Performing Arts, MôniqueCarvalhoFotografia,The Fifties, Paris6.
Patrocínio – Hamburg Süd

GODSPELL, O MUSICAL

Colecionando estreias pelo mundo desde 1971, quando chegou a Broadway, a clássica comédia musical de Stephen Schwartz e John-Michael Tebelak, baseada nas parábolas do Evangelho de São Mateus, está de volta a São Paulo com uma nova roupagem.

O espetáculo, que estreia em 04 de agosto, no palco do Teatro das Artes, do Shopping Eldorado, marca ainda a chegada da LS Produções Artísticas no mercado de produções culturais, criada em 2013 por Carlos Alberto Jr., diretor artístico, que conta com Luis Fernando Rodrigues no gerenciamento dos projetos.

Através de um jogo teatral, mesclando comédia, poesia, e a filosofia do “bem viver”, a história, que fala de Deus sem falar de religião, se desenrola de forma divertida e simbólica, onde um grupo de pessoas avessas e incrédulas, arquétipos da sociedade pós-moderna e que podem ser encontrados em qualquer grande metrópole, tem seus caminhos cruzados por João Batista e Jesus Cristo, encontro este que desperta novas esperanças em cada um, mostrando a eles diferentes formas de enxergar e viver a vida.

Com os ensinamentos em forma de parábolas, o grupo, até então desprovido de fé e amor, passa a construir uma comunidade, deixando de lado pequenos “pecados” cometidos em ações do dia-a-dia, e cultivando assim os bons sentimentos como a amizade, o amor, a generosidade, a ética e o respeito ao próximo.

13731661_1254233714609280_6813342275596256677_n

Para contar essa história, um elenco encabeçado por Leonardo Miggiorin e Rafael Pucca, que se revezam no papel como Jesus, Beto Sargentelli, que dá vida a João Batista e Judas, e Juliana Peppi, a divertida Joanne, além de novos nomes e talentos a serem revelados ao teatro musical brasileiro, escolhidos a dedo no processo de audição – que recebeu mais de 600 candidatos.

Sob a direção cênica de Dagoberto Feliz, um dos fundadores do Grupo Folias d’Arte e integrante da trupe Doutores da Alegria, que após integrar o Coral da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo passou a misturar em suas produções conceitos de teatro e música coral, a nova montagem de “Godspell” traz para o teatro musical elementos do teatro ‘tradicional’, e conta com uma construção original, trilhando um caminho menos previsível para a condução da história, que mescla de forma bem humorada as clássicas parábolas com a trilha sonora.

Estamos numa esfera de musicais e acho que este, em especial, me permitiu várias leituras, principalmente metateatrais, por se tratar de um grupo de pessoas e várias historinhas. Temos em cena três níveis de interpretação com atores, personagens, e atores fazendo personagens, e para isso, o cenário deve aparecer como ambiente de representação. Me agrada a ideia construtivista, aparente, sem maquiar as coisas, assumindo as estruturas como elas são, como uma colagem e descolagem de cenas, onde eles estejam com os camarins no palco, por exemplo, mas não como um ensaio, e sim como metalinguagem – um teatro dentro do Teatro. Encaminhei as interpretações para que fossem para este lugar, afinal, é tudo de mentira. O processo de construção do musical me deixou bastante mexido com as palavras de Jesus, penso que elas fazem todo sentido para o mundo de hoje, meio ‘down’, que está completamente desfeito, que despencou e carece de Estado, amor, educação, cultura, saúde e igreja. As palavras dEle (Jesus) gritam aqui, e por isso quis que elas conversassem com tudo, com cenários, figurinos e tons, que seguem a paleta de cinza, preto, bege e branco, e ganham cor em alguns momentos e elementos, explica o diretor Dagoberto Feliz.

Com a direção musical de Carlos Alberto Jr., o também ator e cantor, que escolheu um musical em que acredita para produzir, se preocupou em dar a liga necessária à harmonia e aos ajustes entre a banda e o elenco para que o pleno diálogo vocal-instrumental da obra chegasse a um resultado final de qualidade.Senti que era chegado o momento de me desafiar como profissional; Após dois anos no palco, em ‘O Rei Leão’, deixei de lado o ator e cantor de musicais para dar lugar ao produtor, e escolhi trazer um espetáculo da Broadway que gosto muito para iniciar este ciclo. “Godspell, o Musical” é sem dúvida a melhor possibilidade de estreia para a LS. Uma partitura extremamente desafiadora. Uma energia vocal que atravessa o rock e o gospel – com clássicos como Day by Day, que em 1972 alcançou a 13ª posição na lista da revista Billboard, e Bless The Lord – e um libreto que permite ao espectador uma reflexão sobre suas ações; São estes os ingredientes que compõem essa história rica em mensagens, tão apaixonante e atemporal, conta Carlos Alberto Jr., responsável pela LS Produções Artísticas e pela Direção Musical.

A trilha, sucesso há mais de 40 anos, ganhou versões inéditas pelas mãos de Guilherme Leal – responsável também pela assistência de direção musical e preparação vocal – e Kaíque Azarias, que após uma epifania poética, optaram juntos por letras tocantes, reflexivas e fiéis. A cenografia, que leva a assinatura de Paulo Correa, apresenta um conceito de montagem “cru” e repleto de metalinguagem, fazendo total conexão com os figurinos urbanos e contemporâneos que imprimem a marca de Claudia Schapira, e estão simetricamente alinhados com o design de luz e som, criados por Alini Santini e Gustavo Bertoldo, respectivamente, que complementam assim a essência expressiva, cheia de vida, e curiosamente original proposta pela Cia.

Abaixo um medley da última montagem que esteve em cartaz na Broadway (2011)

Godspell, o Musical
Com Leonardo Miggiorin, Rafael Pucca, Beto Sargentelli, Matheus Severo, Pedro Navarro, Artur Volpi, Juliana Peppi, Fernanda Cascardo, Nathália Borges, Mariana Nunes, Gabi Medvedovski, Adler Henrique, Priscila Esteves.
Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Avenida Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 120 minutos
04/08 até 09/10
Quinta – 21h; Sexta – 17h e 21h30; Sábado – 21h; Domingo – 20h
$60/$100
Classificação livre
 
Previews: 26 a 29 de julho – 17h
 
Site Oficial –http://www.godspellmusical.com.br/
 
Realização – Ministério da Cultura e LS Produções Artísticas
Música e Novas Letras por Stephen Schwartz
Concebido e dirigido por John-Michael Tebelak
Versões de Guilherme Leal e Kaíque Azarias
Direção – Dagoberto Feliz
Direção Musical – Carlos Alberto Jr.
Produtor Executivo – Luís Fernando Rodrigues
Assistente de Direção – Paula Flaiban
Assistente de Direção Musical e Preparador Vocal – Guilherme Leal
Produção Musical e Band Leader – Rubens Moraes
Pianista de Ensaio – Leonardo Côrdoba
Músicos – Marco Aurélio Assis (contrabaixo), Vando Lucena (Guitarra, Violão e Ukulele), Rafael Gonçalves (Bateria e Percussão)
Gerente de Palco – Joana Pegorari
Supervisor de Cia. – Pedro Guida
Estagiários de Produção – Guilherme Figueiredo, Lucas Gutierrez, Jorge William e Isabela Pascoaso
Cenografia – Paulo Correa
Cenotécnicos– Jorge Ferreira Silva e Denis Nascimento
Contrarregragem – José Vitor Batista e Hermann
Assistentes de Projetos – Jonas Soares e Carmem Guerra
Figurinista – Claudia Schapira
Assistente de Figurino – Sônia Costa Oliveira
Sound Designer – Gustavo Bertoldo
Sound Designers Associados – Bruno Pinho e Matheus Madeira
Operador de Áudio – Hugo Falcão
Microfonista – Bruna Moura
Lighting Designer – Aline Santini
Assistente de Light Designer e Operador de Mesa de Luz – Maurício Shirakawa
Desenvolvimento de Arte / Rede / Mídias Sociais – Lu Fernando Publicidade e Web Creator
Fotografia Artística – Bob Duarte
Fotografia de WebSite – Monique Carvalho
Fotografia de Ensaio – Debora Ruban
Assessoria de Imprensa – Grazy Pisacane
Produtos Personalizados – A Loja dos Musicais
Apoio – 4ACT Performing Arts, MôniqueCarvalhoFotografia,The Fifties, Paris6.
Patrocínio – Hamburg Süd

 

GODSPELL, O MUSICAL

O espetáculo “Godspell, o Musical“, que é baseado nas parábolas do Evangelho de São Mateus, volta em cartaz no Brasil em julho deste ano.

O musical de autoria de Stephen Schwartz e John-Michael Tebelak estreou na Broadway em maio de 1971, e desde então já teve várias remontagens, inclusive um filme. No Brasil, a primeira montagem foi em 1973, tendo no elenco Antonio Fagundes no papel de Jesus Cristo. Em 2002, Miguel Falabella dirigiu uma montagem com atores como Fred Silveira, Sara Sarres. Amanda Acosta e Paula Capovilla. A última montagem brasileira foi a de Kléber diLázzare de 2012.

(O vídeo abaixo é da montagem de 2011 da Broadway)

O enredo de Godspell, o Musical fala de um grupo de pessoas – arquétipos da sociedade – que tem seus caminhos cruzados por João Batista, Judas e Jesus, e deste encontro inesperado, altera as ações e o olhar de todos para a vida.

É a partir destes encontros, que este grupo vai compreender a filosofia do “bem viver”, proposta no Evangelho de São Mateus, e com isso resgatar sentimentos como partilha, generosidade, amor, fé, entre outros, que já estão esquecidos em uma sociedade automatizada.

A nova montagem é uma produção da LS Produções Artísticas, com direção de Dagoberto Feliz. O elenco é encabeçado por Leonardo Miggiorin, que viverá Jesus, e por Beto Sargentelli, nos papéis de João Batista e Judas.
Conheça o elenco do musical que vai preparar o caminho da fé…