ÍNTIMO (OPINIÃO)

ÍNTIMO é um espetáculo que convida à reflexão do que guardamos em nós. O que deixamos pra trás? O que nunca é revelado? O que nos marca? O que nos mata? Quais as consequências das nossas escolhas?

Recebi o pedido de um amigo (Willian Mello) para fazer a divulgação da peça, que está atuando. Íntimo. E veio estas três linhas. Algo sucinto e com um título que permite uma gama variada de assuntos e possibilidades de montagem.

Pela minha agenda, infelizmente só consegui assisti-lo na penúltima sexta feira da temporada. Infelizmente, sim. Porque as três linhas não correspondem ao que você assiste durante os 100 minutos de duração do espetáculo.

A peça acontece na sede do coletivo BeTrue. Não tenha dúvidas. O endereço é o certo – rua Maria Antônia, 203, Consolação. O térreo da construção parece que está abandonado, com vários cartazes colados nas janelas (alguns deles são do próprio espetáculo). Mas o número 203 (que está meio apagado), é o do andar superior. Vizinho é um  estacionamento e depois vem o bar Fraternidade, número 211.

Faltando cerca de meia hora para o início, uma funcionária do coletivo desce e começa a vender os ingressos (como são poucos lugares e só faltam mais três sessões, recomendado fazer reserva – procure um dos atores pelo facebook ou instagram e manda uma mensagem direta). Um pouco antes do começo, você sobe as escadas e entra no local da apresentação.

Parece que você fez uma viagem no espaço. Sai do barulho da rua Maria Antônia, cheia de bares, comércios e vida acadêmica e entra num lugar com ar hospitaleiro e acolhedor. As paredes são todas de tijolos. Um pé direito alto. Janelas. Uma música instrumental relaxante tocando nas caixas de som. Parece que daqui a pouco virá o cheirinho do café recém coado.

A sala tem um formato retangular. O cenário é distribuído em cinco nichos. Os atores estão em seus camarins sobre palets, também localizados na sala. A plateia fica distribuída em duas arquibancadas, colocadas em lados opostos, ou se preferir, em dois palets almofadados no centro do ambiente.

Começa o espetáculo.

A peça é feita por quatro atores jovens. São quatro histórias independentes que serão contadas e interpretadas por eles – as vezes por todos, as vezes só por três. Antes de começar, um ator por vez fala de quem será a história contada e quem a interpretará.

Um a um, quatro personagens terão suas vidas e intimidades desnudadas na frente da plateia. Abrem o seu ser, desenterram seus segredos e contam suas histórias:de amor, de relacionamento, de amor proibido, de fracassos pessoais/profissionais, de abusos,…

Só que chega uma hora, em que nossos segredos têm que voltar para as suas caixinhas e guardados dentro de armários, como uma forma de auto-proteção.

Íntimo é uma peça que lhe fará sorrir, que fará pensar, e que até lhe fará chorar. Vai tocar em cada um de um jeito específico. Depende se você se permitir e também abrir a caixinha da sua intimidade, para ser tocado pela história.

null

Íntimo
Com Danielle Di Donato, Felipe Calixto, Gabriela Pimenta e Willian Mello
R. Maria Antônia, 203 – Consolação, São Paulo
Duração 100 minutos
21/10 até 26/11
Sexta – 21h; Sábado – 20h
$30
Classificação 14 anos
Direção e concepção: Ana Paula Dias
Assistente de produção: Giovanna Borges
Figurino: Victória Moliterno
Direção Musical: Yolanda De Paulo

ÍNTIMO

ÍNTIMO” é um espetáculo que convida à reflexão do que guardamos em nós. O que deixamos pra trás? O que nunca é revelado? O que nos marca? O que nos mata? Quais as consequências das nossas escolhas?

 

Íntimo
Com Danielle Di Donato, Felipe Calixto, Gabriela Pimenta e Willian Mello
R. Maria Antônia, 203 – Consolação, São Paulo
Duração 100 minutos
21/10 até 26/11
Sexta – 21h; Sábado – 20h
$30
Classificação 14 anos
Direção e concepção: Ana Paula Dias
Assistente de produção: Giovanna Borges
Figurino: Victória Moliterno
Direção Musical: Yolanda De Paulo
null

 

ÍNTIMO

Com direção de Bruno Rudolf (criador da Cia Solas de Vento), a Cia LaMala estreia o espetáculo Íntimo no próximo dia 27 de outubro, quinta-feira, às 20 horas, no Sesc Belenzinho. Em sua primeira montagem focada no público adulto, a dupla Carlos Cosmai e Marina Bombachini traz para o palco o resultado de uma pesquisa focada em sua principal habilidade, a acrobacia em dupla e sem o uso de qualquer aparelho ou objeto.

O limite da intimidade entre dois corpos e nada mais. Esse é o foco de Carlos Cosmai e Marina Bombachini em Íntimo. O espetáculo abordará este encontro explorando a intimidade de uma dupla de acrobatas, tanto do ponto de vista do relacionamento entre duas pessoas, quanto de dois corpos que se conhecem e trabalham em sintonia.

Íntimo é o resultado de uma necessidade que tínhamos de nos comunicar. Há tempos já pensávamos no tema da intimidade e também como trabalhar a linguagem circense de uma maneira diferente das que já trabalhamos até hoje”, afirma Marina Bombachini.

O espetáculo está em linha com os anseios dos dois artistas, que usam sua principal habilidade circense, a acrobacia, com virtuosismo e sem recursos extras, como aparelhos e objetos. Para a direção, Bruno Rudolf foi escolhido por conta da sua experiência com a linguagem circense.

Além de MariNa e Cosmai, o palco também conta com a presença do músico e compositor Rodrigo Zanettini, que executa a trilha sonora ao vivo, no piano. A ideia é que a música ajude a complementar a cena, assim como a luz e o figurino.

Carlos Cosmai diz que escolheram uma cenografia muito simples, que revele os corpos dos dois artistas em cena. “Optamos por um piso circular, o que nos aponta signos muito fortes: o formato do circo, do picadeiro, bem como a condição de infinitude e igualdade. Já o figurino é  composto de camadas, como se pudéssemos nos despir e revelar aos espectadores nossa essência em cena”, revela Cosmai.

 Íntimo 6 Lb - Créditos para Bruno Rudolf.jpg

Íntimo
Com Marina Bombachini e Carlos Cosmai.
Músico (piano) – Rodrigo Zanetti.
SESC Belenzinho – Sala de Espetáculos 2 (Rua Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo)
Duração 50 minutos
27 a 30/10
Quinta, Sexta e Sábado – 20h; Domingo – 17h
$20 ($6 – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes)
Classificação 14 anos
 
Mostra Cia LaMala
Direção – Bruno Rudolf.
Desenho de Luz – Marcel Alani Gilber.
Trilha Sonora Original – Rodrigo Zanettini.
Preparação vocal – Isadora Canto.
Cenário e figurinos – Bruno Rudolf, Marina Bombachini e Carlos Cosmai.
Coordenação de produção – Cia. LaMala e Cristiani Zonzini.
Assessoria de Imprensa – Adriana Balsanelli