CINDERELLA – A PRINCESA DAS PRINCESAS

Algumas histórias são eternizadas pela magia e beleza. E o clássico Cinderela é um das mais famosas histórias para crianças que encanta também adultos. E a ER Arte produções trás aos palcos um espetáculo com efeitos e magia que encantam do inicio ao fim.

Contada de geração em geração, A ER Arte aposta, nesta versão teatral, em detalhes que enriquecem o conto de fadas. Cenários encantadores e inovadores. Figurinos e adereços que atrai a atenção da criançada. Coreografias e musicas compostas especialmente para o espetáculo que farão que todos cantem e queiram estar participando junto com os personagens além de uma direção ousada , divertida e ao mesmo tempo romântica que proporcionam leveza e beleza às cenas, que traz 10 atores no elenco.

A Direção é do diretor Edu Rodrigues um dos mais competentes e atuantes no mercado cultural, a adaptação é por Cristiane Marques do conto de Charles Perrault no século 18
Edu Rodrigues é responsável por musicais como “O Pequeno príncipe”, “O Príncipe do Egito”, e em parceria com a produtora Cristiane Marques, os “Adoráveis Monstros O Musical”, “Pinocchio uma aventura teatral mágica” “Branca de Neve – O musical encantado” “ Fadas Piratas “ “A Bela e a Fera – Uma Historia Encantada” – trazem em seu
repertorio de clássicos infantis mais uma audaciosa produção.

Sinopse

A história conta a vida da bela menina que após a morte de seu pai passa a viver com a tirana madrasta e suas malvadas filhas. Quando tudo parece perdido a menina recebe a ajuda de sua fada madrinha. É a história da gata borralheira que, por meio do amor, conquista o coração do príncipe e sua liberdade, ganha o palco nesta encenação de efeitos especiais, dança e figurinos que farão os olhos da criançada brilhar.

CARMEN (3).png

Cinderella – A Princesa das Princesas

Com Gabriella Tavares, Willi Christian, Flavia Mercadante, Ricardo Ocampos, Felipe Estevão, Ygor Sapucaia, Camila Mendonça, Tami Pontes, Rodrygo Bianchi, Camila Lacerda, Carol Marques, Cristopher Jonas

Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970 – 409 – Pinheiros, São Paulo)

Duração 70 minutos

12/01 até 31/03

Sábado e Domingo – 16h

$60

Classificação: Livre

NATAL MÁGICO

Projeções 3D, chuva, neve, telões de LED, experiências sensoriais, mais de 250 figurinos, voos cenográficos, interação e muitas surpresas. São necessárias quatro carretas para carregar tudo o que é utilizado nessa superprodução criada pelo icônico diretor italiano Billy Bond, que está de volta a São Paulo com o espetáculo Natal Mágico.

Entre as grandes novidades para esse ano estão: truques realizados por equipamentos de última geração, 160m de leds, cenário giratório de 30m (responsável por dar sensação de profundidade, movimento e agilidade para todo o equipamento cênico), orquestra interpretando as trilhas sonoras ao vivo, reforço de cantores de primeira linha ao coro e ainda mais super-heróis. Além disso, a família protagonista do musical também aumentou e a filha de dois anos, junto com a irmã e o irmão, viverá grandes aventuras por meio de histórias clássicas e personagens que ganham vida em uma narrativa mágica.

Trazendo toda a emoção da época mais encantadora do ano, Natal Mágico terá apresentações em São Paulo, no Teatro Bradesco, dias 15, 16, 20, 21, 22 e 23 de dezembro. A realização é de Black & Red Produções, Campo de Produção e Ministério da Cultura.

Com grande elenco, Bia Jordão, que interpretou a personagem Júlia na novela Cúmplices de um Resgate do SBT, e Clara Jordão (que é irmã de Bia) interpretará sua irmã também no espetáculo. Juntas, a dupla viverá fortes emoções como a visita a uma casa de bonecas vivas, ursos dançarinos e a presença de super-heróis. Aos que assistiram ao espetáculo O Mágico de Oz, de abril a julho desse ano, no Teatro Bradesco, a pequena estava frequentemente na plateia, vestida de Dorothy, e encantou o público também fora dos palcos. Além disso, Ana Luiza Ferreira também está confirmada no elenco, ela participou dos musicais Mudança de Hábito e A Era do Rock.

A megaprodução contará com super-heróis que se unirão ao elenco para viver aventuras emocionantes dentro e fora dos palcos. Um número com acrobatas e atletas na cama elástica também promete agradar ao público com números inéditos de tirar o fôlego.

ENREDO

Ao som da Ave Maria, de Bach/Gounod (uma das composições mais famosas e gravadas em latim da Ave Maria), um anjo sobrevoa o presépio para anunciar a nascimento do Menino Jesus. O tradicional quadro, um dos preferidos e mais emocionantes do musical, ocorre simultaneamente a seis anjos que cantam ao vivo, enquanto floquinhos de neve caem do céu. Em clima mágico, a luz desenha no ar os personagens e ajuda a encantar o espectador.

Sobre uma base musical, os cantos acontecem ao vivo. O espetáculo narra a saída do Papai Noel da Lapônia, em um trenó, para ir ao encontro de uma família no Brasil. O bom velhinho ainda irá realizar os desejos de todos, desde conhecer as princesas de suas fábulas favoritas até os super-heróis. A partir daí uma série de quadros musicais conduz os pequenos a uma viagem por mundos encantados.

EFEITOS ESPECIAIS

A montagem, com figurinos, cenários, máquinas e equipamentos multimídia, lota quatro carretas de 40 pés. Além disso, esse ano, serão 160m de LED de altíssima definição, utilizado em grandes centros culturais de Nova York e Londres, é um dos recursos para compor o pano de fundo dessa história mágica e resgatar a esperança do Natal, junto com os principais personagens das histórias infantis.

O espetáculo também tem projeções em 3D, uso de técnicas de ilusionismo e levitação, cheiro, neve, movimentos de cenário controlados por computadores e uma iluminação diferenciada. Incorporado a todos esses efeitos especiais, são utilizados dois projetores de última geração, que mapeiam e recortam desenhos e figuras no ar, criando um ambiente de pura magia para os espectadores.

CARMEN (1).png

Natal Mágico

Com Bia e Clara Jordão, Ana Luiza Ferreira e grande elenco

Teatro Bradesco – Bourbon Shopping (R. Palestra Itália, 500 – Perdizes, São Paulo)

Duração 100 minutos

15 e 16/12 – 11h30, 16h e 20h; 20 e 21/12 – 16h e 21h; 22/12 – 16h e 20h e 23/12 – 16h

$70/$160

Classificação Livre

A NOBRE ARTE DE BATER A PORTA

O CEFTEM (Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical) traz aos palcos do Teatro Serrador, localizado no Centro do Rio de Janeiro, o espetáculo “A Nobre Arte de Bater a Porta”, um show teatralizado com músicas do teatro musical brasileiro, norte-americano e britânico, com temporada de 12 a 22 de dezembro.

Com direção de Reiner Tenente e direção musical de Marcelo Castro, o show é apresentado por atores de 11 a 30 anos e contou com a colaboração de todo o elenco, desde a criação artística até a produção.

Neste espetáculo, é premissa que todos os números tenham uma cena precedendo cada música, informando de onde o personagem vem ou para onde ele vai. Tais números musicais são ligados pela entrada ou saída dos atores por portas que compõem o cenário do show – explica Reiner.

Além do elenco fixo, o espetáculo terá participações especiais: Claudio Lins (dia 12), Gottsha (dia 14), Kacau Gomes (dia 18) e Izabella Bicalho (dia 19).

“A Nobre Arte de Bater a Porta” terá sessões de terça a sábado, às 19h30.

CARMEN (1).png

A Nobre Arte de Bater a Porta

Com Ágatha Félix, Alex Junior, Beatriz Messias, Beatriz Vignoles, Bruna Giulia, Carol Enne, Carol Pita, Catarina Victorio, Daniel Rocha, Danniel Marinho, Felipe Manoulas, Isabel Miranda, Jessica Nogueira, João Pedro Chaseliov, Lara Magalhães, Laura Rabello, Luísa Valente, Malu Coimbra, Marcella Lyz, Paola Castro, Rebecca Solter, Rodrigo Melo, Sarah Plutarcho e Yasmin Lima. Participações especiais de Claudio Lins, Gottsha, Kacau Gomes e Izabella Bicalho

Teatro Municipal Serrador (R. Sen. Dantas, 13 – Centro, Rio de Janeiro)

Duração 120 minutos

12 a 22/12

Terça, Quarta, Quinta, Sexta e Sábado – 19h30

$40

Classificação Livre

PÉ DE PALHAÇO

Durante o mês de dezembro, o Sesc Belenzinho apresenta o infantil circense Pé de Palhaço com a Cia. Pelo Cano. A temporada tem sessões aos sábados e domingos, às 16h, até o dia 22/12. Já no dia 23/12, a apresentação ocorre às 12h. O espetáculo acontece na Área de Convivência da unidade, com entrada franca.

Pé de Palhaço reúne esquetes, números clássicos de circo, criações próprias e muita criatividade. Duas palhaças, Emily e Manela, contam histórias de princesas, organizam uma festa surpresa, adivinham o pensamento da plateia, se transformam em homensn, tentam aprender origami, brincam com água e sabão e, claro, limpam tudinho depois.

Toda essa aventura é narrada com o auxílio de papel, caneta e muita paspalhice. Com recursos despojados, as palhaças se divertem com as crianças numa grande brincadeira, bem próximas do universo infantil onde a magia se instaura nas coisas simples e as coisas mais cotidianas podem ser grandes descobertas.

Cia. Pelo Cano é formada por Paola Musatti e Vera Abbud, ambas trabalham com a linguagem do palhaço há mais de 20 anos. Começaram a praticar as disciplinas circenses e o teatro no início da década de 90. Profissionalmente, dividiram o palco nas apresentações da Cia. Cênica Nau de Ícaros, em 1992, dos Parlapatões, em 1996, são palhaças improvisadoras no Jogando no Quintal, desde 2002, e parceiras nos Doutores da Alegria, desde 1991.

CARMEN (2).png

Pé de Palhaço

Com Paola Musatti e Vera Abbud

Sesc Belenzinho – Área de Convivência térreo (Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho – São Paulo)

Duração não informada

01 a 22/12

Sábado e Domingo – 16h (23/12 – Domingo – 12h)

Grátis

Classificação Livre

AS AVENTURAS DO SUPER ESPANTALHO CONTRA O DR. CORVO

Depois dos clássicos de Maria Clara Machado (Pluft, o fantasminha e A bruxinha que era boa) que fizeram tanto sucesso em São Paulo, agora é a vez do autor Ivo Bender, com “As aventuras do Super Espantalho contra o Dr. Corvo” que tem como objetivo (além de divertir) levar o espectador a uma reflexão leve e agradável sobre certas dificuldades de relacionamento e aceitação do que surge como diferente e inusitado e como podemos superar tudo com o amor e amizade.

A peça conta a história de Julinha que mora com sua tia Clara, uma costureira que usa uma velha máquina de costura que só aceita ser lubrificada com óleo de girassol. Ao lado da casa, elas cultivam uma plantação de girassóis guardada por um espantalho. Ao chegar o tempo da colheita com as sementes já fortes, tia Clara decide se desfazer do espantalho. Julinha, compadecida da sorte do espantalho, se propõe a cuidar dele até que fosse necessário novamente. Como a tia se recusasse a manter o espantalho, certa noite, Julinha resolve resgatá-lo mas ao se aproximar percebe o som de um coração que bate no espantalho.
A partir daí, Julinha, seu novo amigo, tia Clara, a Estrela da Manhã e o Doutor Corvo vão viver experiências surpreendentes. 

O espetáculo estreia dia 2 de dezembro, ficando em cartaz aos domingos, 16h, no Teatro Jardim Sul. A diversão é para todas as idades e como sempre, a Ferbeck vai encantar a todos com o incrível trabalho das mágicas mãos de Angela Schoendorfer, além do talento dos atores.

As aventuras do Super Espantalho contra o Dr. Corvo

Com Gabriela Camargo, Marcello Palermo, Michelle Alexandre, Rita Mirone e Victor Garbossa. Gabriela Colin e Igor Ludac (stand ins)

Teatro Jardim Sul – Shopping Jardim Sul (Avenida Giovanni Gronchi, 5.819 – Vila Andrade, São Paulo)

Duração 60 minutos

02 a 16/12, 13 a 27/01

Domingo – 16h

$50

Classificação Livre

OVO (CIRQUE DU SOLEIL)

O Cirque du Soleil volta ao Brasil em 2019 com o espetáculo OVO, dirigido por Deborah Colker, depois de passar pela América do Norte e Europa, nos últimos dois anos. Em curta temporada pelo país, o show irá passar por Belo Horizonte, de 07 a 17 de março, no Ginásio Mineirinho; Rio de Janeiro de 21 a 31 de março, na Jeunesse Arena; Brasília de 05 a 13 de abril, no Ginásio Nilson Nelson; São Paulo de 19 de abril a 12 de maio, no Ginásio do Ibirapuera.

Após emocionar mais de 5 milhões de pessoas por todo o mundo, desde que estreou em Montreal em 2009 como um show de tenda, OVO embarcou em uma nova jornada. Realizando a mesma produção cativante, apresentada de forma inédita no país em arenas, o espetáculo dá a oportunidade para que pessoas de diversas capitais possam assistir a um espetáculo do Cirque du Soleil.

A produção é amplamente inspirada na cultura brasileira, repleta de cores e com uma trilha musical bastante rica, passeando por ritmos típicos como a bossa nova, samba, xaxado, funk, entre outros. Tudo, claro, com muita percussão.

SOBRE O ESPETÁCULO OVO

Quando um ovo misterioso aparece em seu habitat, os insetos ficam maravilhados e intensamente curiosos sobre esse objeto icônico que representa o enigma e os ciclos de suas vidas. É amor à primeira vista quando um inseto desajeitado e peculiar chega nessa comunidade movimentada e se depara com uma joaninha fabulosa.

OVO é um mergulho em um ecossistema colorido e repleto de vida, onde os insetos trabalham, comem, rastejam, flutuam, brincam, brigam e buscam pelo amor em uma farra sem fim, cheia de energia e movimento. O universo dos insetos é um mundo de biodiversidade e beleza, cheio de ruídos e momentos de emoção silenciosa. O elenco de OVO é composto por 50 artistas de 14 países, incluindo quatro brasileiros, especializados em diversas acrobacias.

OVO transborda de contrastes. O mundo oculto e secreto aos nossos pés é revelado de maneira tenra e tórrida, barulhenta e silenciosa, pacífica e caótica. E quando o sol nasce em um novo e belo dia, o ciclo vibrante da vida dos insetos recomeça.

OVO é um símbolo atemporal do ciclo da vida e nascimento de numerosos insetos que sustentam a trama subjacente do show. Em sua criação gráfica, o logotipo com o nome do espetáculo remete à figura de um inseto: As duas letras “O” representam os olhos, enquanto da letra “V” saem duas pequenas antenas.

O Time Criativo por trás do mundo de OVO é: Guy Laliberté e Gilles Ste-Croix (Guias Artísticos); Deborah Colker, primeira diretora mulher no Cirque du Soleil (Autora, Diretora e Coreógrafa); Chantal Tremblay (Diretora de Criação); Gringo Cardia (Designer de cenário e adereços); Liz Vandal (Figurinista); Berna Ceppas (Compositor e Diretor Musical); Éric Champoux (Designer de Iluminação); Jonathan Dean (Designer de Som) e, pela primeira vez no Cirque du Soleil: Fred Gérard (Rigging e Designer de Equipamento Acrobático); Philippe Aubertin (Designer de Performance Acrobática); e Julie Bégin (Designer de Maquiagem).

CARMEN (3)

INGRESSOS

PRÉ-VENDA PARA CLIENTES BRADESCO
Clientes dos Cartões Bradesco, BradesCard e next contarão com pré-venda exclusiva nas quatro cidades.

Confira as datas em que os ingressos poderão ser adquiridos:
– Belo Horizonte, entre os dias 06 e 27 de novembro;
– Rio de Janeiro, entre os dias 07 e 28 de novembro;
– Brasília, entre os dias 08 e 29 de novembro;
– São Paulo, entre os dias 09 e 30 de novembro.

Os Clientes dos Cartões Bradesco, BradesCard e next têm benefícios exclusivos de 20% de desconto e parcelamento em até 6X sem juros (limitado a 6 ingressos inteiros por CPF e 50% dos ingressos disponibilizados). O parcelamento não é válido para os cartões de débito e corporativos. As compras on-line podem ser feitas com os Cartões de Crédito Bradesco, Bradescard e next. As compras nas bilheterias oficiais e pontos de vendas podem ser feitas com Cartões de Crédito e Débito Bradesco, Bradescard e next. O desconto não incidirá sobre o valor do serviço Tapis Rouge.

PRÉ-VENDA PARA MEMBROS CIRQUE CLUB
O Cirque Club é um clube gratuito e com diversos benefícios, que incluem ingressos antecipados e informações exclusivas de bastidores. Confira as datas em que os ingressos poderão ser adquiridos:
– Belo Horizonte, no dia 28 de novembro;
– Rio de Janeiro, entre os dias 29 e 30 de novembro;
– Brasília, no dia 30 de novembro;
– São Paulo, entre os dias 01 e 02 de dezembro.

Para participar do clube, acesse www.cirqueclub.com.

VENDA PARA O PÚBLICO GERAL
A venda para o público em geral começa nas seguintes datas:
– Belo Horizonte, a partir do dia 29 de novembro;
– Rio de Janeiro, a partir do dia 01 de dezembro;
– Brasília, a partir do dia 01 de dezembro;
– São Paulo, a partir do dia 03 de dezembro.

Durante toda a venda para o público em geral, os ingressos poderão ser parcelados em até 6x para Cartões Bradesco, Bradescard e next e em 3x para demais cartões.

Os Clientes dos Cartões Bradesco, BradesCard e next contam com 20% de desconto e parcelamento em até 6X sem juros (limitado a 6 ingressos inteiros por CPF e 30% dos ingressos disponibilizados). Ao atingir os 30% dos ingressos disponibilizados, o desconto passa a 10%. O parcelamento não é válido para os cartões de débito e corporativos. As compras on-line podem ser feitas com os Cartões de Crédito Bradesco, Bradescard e next. As compras nas  bilheterias oficiais e pontos de vendas podem ser feitas com Cartões de Crédito e Débito Bradesco, Bradescard e next. O desconto não incidirá sobre o valor do serviço Tapis Rouge.

TAPIS ROUGE BY BRADESCO
O Cirque du Soleil e o Banco Bradesco estarão juntos no espaço Tapis Rouge – área VIP dos espetáculos da companhia canadense – durante toda a turnê de OVO no Brasil. Os clientes que adquirirem ingressos para o setor Premium + o adicional de serviços, contarão com uma experiência especial e diferenciada, reservada para aproximadamente 300 pessoas. O cliente assistirá ao espetáculo de um lugar bem próximo ao palco e ainda irá usufruir de diversos benefícios.

Os ingressos estarão disponíveis através do site https://www.tudus.com.br/ e bilheterias oficias (Shopping Cidade, em Belo Horizonte; Shopping Metropolitano Barra, no Rio de Janeiro; Shopping ID, em Brasília; e Shopping Market Place em São Paulo).

Para mais informações sobre o Cirque du Soleil, visite www.cirquedusoleil.com.

CARMEN (2)

CIRQUE DU SOLEIL: OVO – TEMPORADA BRASILEIRA

Duração 140 minutos

Classificação Livre

Belo Horizonte

Ginásio Mineirinho (Av. Antônio Abraão Caram, 1001 – Pampulha)

07 a 17/03/19

Terça, Quarta e Quinta – 21h, Sexta – 17h* e 21h, Sábado – 17h e 21h, Domingo – 14h* e 18h*, 16h e 20h (* somente em datas específicas)

$260/$550

Rio de Janeiro 

Jeunesse Arena (Av. Embaixador Abelardo Bueno, 3401 – Barra da Tijuca)

21 a 31/03

Terça, Quarta – 21h, Quinta e Sexta – 17h* e 21h, Sábado – 17h e 21h, Domingo – 14h* e 18h*, 16h e 20h (* somente em datas específicas)

$260/$550

Brasília

Ginásio Nilson Nelson (SRPN – Brasília)

05 a 13/04

Terça, Quarta – 21h, Quinta e Sexta – 17h* e 21h, Sábado – 14h* e 18h*/ 17h e 21h, Domingo – , 16h e 20h (* somente em datas específicas)

$260/$550

São Paulo

Ginásio do Ibirapuera (R. Manuel da Nóbrega, 1267 – Paraíso)

19/04 até 12/05

Terça – 21h, Quarta, Quinta e Sexta – 17h* e 21h, Sábado – 13h*/ 17h e 21h, Domingo – 14h* e 18h* / 16h e 20h (* somente em datas específicas)

$260/$550

BILHETERIAS OFICIAIS – SEM TAXA DE SERVIÇO
Belo Horizonte – bilheteria disponível até o dia 01 de março de 2019
Shopping Cidade (Rua dos Tupis, 337 – Centro)
Horário de funcionamento:
Segunda-feira a Sábado – Das 10h às 20h
Domingo – Das 10h às 18h

Rio de Janeiro – bilheteria disponível até o dia 19 de março de 2019
Shopping Metropolitano Barra (Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1300 – Barra da Tijuca)
Horário de funcionamento:
Segunda a quinta-feira – Das 10h às 22h
Sexta-feira e sábado – Das 10h às 23h
Domingo – Das 11h às 22h

Brasília – bilheteria disponível até o dia 03 de abril de 2019
Shopping ID (Setor Comercial Norte Q 6 Edifício Venâncio Conjunto A)
Horários de funcionamento:
Segunda-feira a sábado – Das 10h às 22h
Domingo – Das 13h às 19h

São Paulo – bilheteria disponível até o dia 17 de abril de 2019
Shopping Market Place (Av. Dr. Chucri Zaidan, 902 – Vila Cordeiro)
Horários de funcionamento:
Segundo-feira a sábado – Das 10h às 22h
Domingo – Das 14h às 20h

VENDAS ON-LINE – COM TAXA DE SERVIÇO
Através do site https://www.tudus.com.br/

MEIA-ENTRADA
Em conformidade com a legislação vigente no Estado e Município específico onde o evento for realizado. Obrigatória apresentação do documento comprobatório da condição de beneficiário, no ato da compra e no acesso ao evento.

O LAGO DOS CISNES

Balé Teatro Guaíra (BTG) apresenta o espetáculo O Lago dos Cisnes, com direção e coreografia de Luiz Fernando Bongiovanni, nos dias 10 e 11 de novembro no Teatro Alfa. No palco, o público assistirá a performance de 23 bailarinos inspirada no folclore russo e germânico.

A montagem conta, com linguagem contemporânea, a história de amor entre o príncipe Siegfried e Odette, transformada em cisne por um bruxo. O Lago dos Cisnes tem direção de arte de William Pereira.  A história arquetípica de O Lago dos Cisnes, baseada originalmente em duas lendas medievais, fala do príncipe Siegfried, em uma terra distante, às vésperas das festividades de seu aniversário. Essa celebração marcará a passagem da juventude à vida adulta e, para isso, ele precisará escolher sua futura esposa. Todavia, tudo se altera quando o príncipe descobre seu grande amor por uma princesa aprisionada, na forma de um cisne, pelo feitiço de um mago tirano. O Lago dos Cisnes do Balé Guaíra é uma fábula a respeito da emancipação, um desejo manifesto em forma de dança, para que cada sujeito faça valer seu direito às próprias escolhas e para que elas sejam percebidas como necessidades fundamentais, e respeitadas a todo custo.

Em 1h30 de duração, a montagem – que estreou em junho deste ano no Guairão, em Curitiba – traz uma linguagem moderna para a coreografia clássica. De acordo com o coreógrafo Luiz Fernando Bongiovanni, há momentos de aproximação e afastamento da tradição. “Às vezes a tradição é pouco conectável com o mundo contemporâneo. Há uma série de pontos que criamos para nos aproximar do público, como o senso de humor e a interpretação dos bailarinos.

CARMEN (3)

Processo de criação inovador

O diretor, que foi bailarino e dançou O Lago, revisitou o folclore e fez uma pesquisa iconográfica. “Esse é um dos balés mais icônicos da história da dança. Ele evoca arquétipos que são conhecidos do público e as pessoas conseguem se ver na história”.

O processo de criação da coreografia também foi inovador, partindo de uma metodologia criada pelo diretor durante um mestrado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). De forma colaborativa, os bailarinos se tornaram criadores e segundo a “caligrafia” individual deles o elenco foi definido. Além disso, a partitura musical da obra de Tchaikovsky foi o guia para a montagem. “Fiz uma curadoria da obra toda e partir disso fizemos o encadeamento das cenas. Estamos conectados e articulados com a música”, diz.

“Nosso Lago tem protagonistas mais próximos do mundo contemporâneo, e mesmo que totalmente fantásticos, são – pelas frestas – mais críveis e verossímeis. De uma Rainha-mãe superprotetora e um Rothbart-vilão infantil e carente, até uma Odette-Odile sedutora e apaixonante e um Siegfried-herói por quem torcemos para que encontre forças e coloque em curso sua necessária revolução”, afirma o coreógrafo. Para Bongiovanni, “trabalhar um tema clássico pode ser a possibilidade de reinvenção, gênese de significados, de atualização dos mitos, a oportunidade de trazer para o momento presente questões atemporais, do indivíduo e do coletivo. As lendas que inspiraram essa história são cheias de reviravoltas e enigmas. Há aqui uma simbologia sobre o amadurecimento, a busca pela autonomia e formação da personalidade. Inicialmente Sigfried é dominado pela mãe, mas encontra no amor forças para seguir seu próprio caminho”, afirma Bongiovanni.

CARMEN (2)

Clássico fecha trilogia

Os ensaios para a apresentação começaram em fevereiro de 2018 e mais de 200 profissionais participam da montagem do espetáculo. Para Mônica Rischbieter, diretora-presidente do Centro Cultural Teatro Guaíra, O Lago dos Cisnes fecha uma trilogia, que se iniciou com Romeu e Julieta e Carmen. “A revisitação dos clássicos com uma linguagem moderna foi parte de um esforço conjunto para atrair o público mais jovem. Arrisco dizer que é o trabalho mais impressionante que já fizemos”, diz. Para o Balé Teatro Guaíra, a versão de O Lago dos Cisnes traz um valor inestimável. “Estamos falando de um grande clássico, o mais popular de todos os tempos, porém, recriado sob um ponto de vista atual. Trata-se de um encontro de dois importantes fatos que reafirmam o propósito desta companhia: tradição e contemporaneidade. É nisto que acredito e hoje me sinto feliz de poder juntamente com artistas e público apreciar a releitura contemporânea deste grande clássico”, completa Cintia Napoli, diretora do Balé Teatro Guaíra.

Segundo Cíntia Napoli, “os grandes clássicos têm uma potência muito grande porque tratam da existência humana. Trazendo-os para o nosso tempo, a gente consegue perceber o ser humano desde os seus primórdios. Vemos que ainda trazemos os mesmos conflitos e prazeres”.

O Lago dos Cisnes

Obra musical composta por Tchaikovsky em 1876, O Lago dos Cisnes foi encenado pela primeira vez no ano seguinte. Em seu aniversário de 21 anos, Siegfried precisa escolher uma esposa por ordem de sua mãe. Ele conhece Odette, uma princesa transformada em cisne pelo feiticeiro Von Rothbart, antagonista da história. O mago e sua filha, Odile, tentam separar o casal.

O Balé Teatro Guaíra

O Balé Teatro Guaíra foi criado em 1969 e é uma das principais companhias de balé do Brasil, com mais de 140 coreografias apresentadas e 23 bailarinos. Está sob a direção de Cíntia Napoli desde 2012.

CARMEN (1)

O Lago dos Cisnes

Teatro Alfa (Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro, São Paulo)

Duração 90 minutos

10 e 11/11

Sábado – 20h, Domingo – 18h

$80

Classificação Livre