MENTE MENTIRA (MATÉRIA)

Um dos textos clássicos de Sam Shepard, “Mente Mentira“, volta em cartaz no SP Escola de Teatro.

O espetáculo aborda temas como conflitos familiares, de gênero, solidão, violência, relação de poderes familiares, aprisionamento. Apesar de ter sido escrito nos anos 1980, Mente Mentira soa totalmente atual e retrata muito bem a realidade da nossa sociedade e o ambiente familiar.

Conversamos com o ator e produtor, Gustavo Vierling, e com o diretor, Mateus Monteiro, para saber mais sobre a montagem.

Mente Mentira
Com Daniel Costa, Fafá Rennó, Gutto Szuster, Gustavo Vierling, Larissa Ferrara, Lucas Romano, Rafaela Cassol e Vivian Bertocco.
SP Escola de Teatro (Praça Franklin Roosevelt, 210 – Consolação, São Paulo)
Duração 90 minutos
03/10 até 07/11
Sábado – 21h; Domingo – 19h; Segunda – 21h
$40
Recomendação 14 anos

PERFIL: GUSTAVO VIERLING

O ator e produtor Gustavo Vierling dá hoje um novo passo na sua carreira. Nesta quarta feira, 15 de junho, estreia o seu mais novo trabalho – “Mente Mentira” (texto de Sam Shepard), às 21 horas, no Espaço Parlapatões.

Se já não bastasse a emoção da estrear uma nova peça, a data também marca o início das atividades da sua produtora teatral, a Vierling Produções.

12063850_10153460680400073_5374070133126635291_nEste paulista, 30 anos,  natural de São Bernardo, sempre teve o teatro muito presente na sua vida. A paixão começou com as peças infantis que a escola o levava e com as brincadeiras de teatro com seus amigos na sua casa. Gustavo se recorda que ainda na infância, era fã dos Power Rangers, e criou o seu personagem, com direito a revista em quadrinhos e um filme, que o pai gravou durante um final de semana – “Super Gustavo na Arca de Noé“.  O tino de produtor desabrochou nesta época – ele fez sessões do filme para os amigos assistirem, cobrando ingresso.

Mas com o passar dos anos, a vida caminhou para outro lado. Durante sua adolescência, deixou de lado o teatro e foi ter uma “vida normal”.  Terminou o colégio e na hora de fazer a faculdade, não fez uma só, formou-se em três: Direito, Educação Física e Recursos Humanos.

Mas não era isso que o completava. Gustavo teve então coragem de jogar tudo para o alto e correr atrás do seu sonho. Matriculou-se em 2011 na Escola de Atores Wolf Maya e resolveu-se profissionalizar. Durante o curso, arrumou um tempo para ir para Nova York, em 2012, estudar na New York Film Academy.

O seu primeiro trabalho profissional foi “Tarzan, o Musical“, de direção de Alexandre Biondi; e emendou com “A Pequena Sereia“, também do mesmo diretor. Até que entrou na Companhia dos Reis, uma companhia teatral criada por seus amigos dos tempos de Wolf Maya: Ivo Ueter, Filipe Bertini e Fernando Maia.

image3.JPG

“O Despertar da Primavera”

Na Companhia dos Reis, participou da primeira produção da companhia, a montagem do espetáculo de Maria Clara Machado, “Pluft, o Fantasminha“. Foi nesta mesma época, que seu amigo, Thiago Mantovani entrou na companhia. A segunda montagem foi o musical “O Despertar da Primavera” (de Frank Wedekind).

Neste meio tempo, Gustavo e Thiago resolveram tirar da gaveta um projeto que ambos tinham logo depois que se formaram no ‘Wolf Maya’. Era o primeiro texto de ambos: “Querido Amigo“.

O texto foi escrito a partir de pesquisas, conversas com amigos e de coisas que gostamos de assistir, surgiu a ideia desse texto. Foi tudo muito intenso e rápido. Em dois meses tínhamos o texto pronto e registrado. Mas para vê-lo montado,  entraram com um projeto no site de financiamento coletivo, Partio, para conseguirem arrecadar a quantia necessária para a produção. Demorou 60 dias para conseguirem captar o recurso inicial.

13091978_1017510848338433_1296728976390499010_n

Fernando Maia, Thiago Mantovani, Gustavo Vierling e Filipe Bertini – “Querido Amigo”

A primeira montagem foi no dia 10 de dezembro de 2015, em uma sessão voltada aos amigos, familiares e apoiadores. E no dia 03 de março deste ano, começou a temporada regular de “Querido Amigo“, primeiramente no Teatro Commune e depois, no Espaço Parlapatões.

Gustavo lembra que ver a história de Bernardo e Cristiano (interpretados por ele e por Thiago), os personagens da peça, no palco foi “surreal, muito emocionante. Até hoje eu fico emocionado quando penso sobre tudo isso, e a reação do público sempre é incrível e bem positiva. Durante nossa temporada já conheci vários Bernardos (risos)“.

13335749_612671218890154_5129081524823070652_n

Mas Gustavo tinha outro projeto/sonho em gestação – queria montar o clássico do escritor Sam Shepard, “Mente Mentira“. Seu primeiro contato com o texto foi em 2012, quando ainda estava estudando no ‘Wolf Maya’. Ele teve que se apresentar para uma banca examinadora da escola, e decidiu montar uma cena da peça. Foi quando prometeu que ainda montaria o texto inteiro no palco.

image4

Gustavo e sra. Antonia Maria Vierling

O projeto começou sair do papel ano passado quando resolveu ir atrás dos direitos. Mas foi no mesmo tempo que sua mãe, Antonia Maria Vierling, e sua maior incentivadora, descobriu que estava com um câncer no pâncreas. Ela não se esmoreceu. Ainda ajudou-o financeiramente para colocar o projeto em pé. Como Gustavo diz, acabou sendo o último presente em vida dela.

Para montar o texto, Gustavo resolveu criar a Vierling Produçõesuma produtora pra projetos paralelos, pra quando eu fizer coisas mais experimentais, realizar sonhos individuais, não de grupo.

Através da indicação da amiga e atriz, Renata Rossini, ele conheceu o ator Mateus Monteiro, de quem já era fã nos palcos. Apresentou o projeto e resolveu convidá-lo para dirigir. Mateus aceitou a participar do projeto e fazer a sua primeira direção. Para Gustavo, “o processo foi puxado, cresci e aprendi muito como ator e ser humano“.
13407217_1731948653755296_4974933257534543512_n
A escolha do elenco também foi fundamental. Dividem o palco com ele os atores Daniel Costa, Fafá Rennó, Gutto Szuster, Larissa Ferrara, Lucas Romano, Rafaela Cassol e Vivian BertoccoAgradeço todos os dias por ter a oportunidade de trabalhar ao lado de atores tão dispostos, que propõem, que são generosos e parceiros. Eu aprendo toda hora, diz Gustavo.
E hoje nasce mais um sonho. “Mente Mentira” estreia no Espaço Parlapatões, com sessões às quartas e quintas, às 21 horas, para uma temporada até o dia 21 de julho. A montagem é dedicada a sua mãe e fã número um.
Nós, do Opinião de Peso, desejamos todo sucesso para esta nova etapa de sua vida!
(crédito fotos – acervo pessoal, Companhia dos Reis e Leekyung Kim)

MENTE MENTIRA

Mente Mentira“, um clássico de Sam Shepard, foi a obra escolhida para ser a estreia da Vierling Produções e também do ator Mateus Monteiro como diretor.

Montada pela primeira vez por Lewis Allen e Stephen Graham no Promenade Theatre na cidade de Nova York em 1985, teve auxílio de produção do próprio Sam Sheppard. No Brasil, a primeira montagem ocorreu em 2010 com direção de Paulo de Moraes e estrelado por Malvino Salvador.

O espetáculo aborda temas como conflitos familiares, de gênero, solidão, violência, relação de poderes familiares, aprisionamento. Apesar de ter sido escrito nos anos 1980, Mente Mentira soa totalmente atual e retrata muito bem a realidade da nossa sociedade e o ambiente familiar.

Mente Mentira-120.jpg

Com uma narrativa de humor agressivo e força trágica, a história explora a disfunção familiar e a natureza do amor, através da separação do casal Jake e Beth.

Com sequelas e traumas do relacionamento, Beth retorna a sua casa e se vê num ambiente que agora se tornara desconhecido. Com seus pais Baylor e Meg e seu irmão Mike, Beth encontra-se presa a uma realidade que já havia deixado.

Enquanto isso, Jake é obrigado a voltar a viver com sua irmã Sally e sua mãe Lorraine, enquanto seu irmão Frankie vai atrás de Beth para esclarecer os fatos.

Mente Mentira
Com Daniel Costa, Fafá Rennó, Gutto Szuster, Gustavo Vierling, Larissa Ferrara, Lucas Romano, Rafaela Cassol e Vivian Bertocco.
SP Escola de Teatro (Praça Franklin Roosevelt, 210 – Consolação, São Paulo)
Duração 90 minutos
03/10 até 07/11
Sábado – 21h; Domingo – 19h; Segunda – 21h
$40
Recomendação 14 anos
Texto: Sam Shepard
Tradução: Marilene Felinto e Marcos Renaux
Direção: Mateus Monteiro
Assistente de Direção: Fernando Maia
Cenário: Kleber Montanheiro
Figurino: David Diniz
Fotos: Leekyung Kim
Assessoria de Imprensa: Fabio Camara
Realização: Vierling Produções