2 FILHOS DE FRANCISCO, O MUSICAL

TIME FOR FUN tem o prazer de anunciar que a emocionante história de sucesso da dupla Zezé Di Camargo & Luciano finalmente ganhará uma esperada adaptação para os palcos. “2 Filhos de Francisco – O Musical” tem sua estreia para o público marcada para 05 de outubro no Teatro Cetip(Rua dos Coropés, 88), localizado no Complexo Aché Cultural, em São Paulo.

Breno Silveira, diretor do filme homônimo, fará sua estreia na direção de espetáculos musicais. O roteiro é de Carolina Kotscho, com colaboração de Mariana Elisabetsky. Também fazem parte da equipe criativa: Miguel Briamonte (Diretor Musical, Composições e Arranjos Originais), Rachel Ripani (Diretora Associada), Marco Lima (Cenógrafo), Cesar de Ramires (Designer de Luz), Simone Mina(Figurinista), Marcos Padilha (Hair and Make Up Designer) e Marcelo Claret (Designer).

No elenco principal estão a atriz convidada Laila Garin (Helena) e Rodrigo Fregnan (Francisco). Os atores que darão vida à dupla sertaneja mais importante do país são Beto Sargentelli (Zezé Di Camargo) e Bruno Fraga (Luciano). Completam a montagem outros 20 atores, cantores e bailarinos de várias idades, além de uma orquestra com 7 músicos.
O espetáculo pretende emocionar o público com a trajetória e os sucessos da dupla sertaneja mais importante do país. A montagem é baseada no filme “Dois Filhos de Francisco”, dirigido por Breno Silveira, com roteiro de Patrícia Andrade e Carolina Kotscho, uma produção de Conspiração Filmes e ZCL em parceria com a Globo Filmes e Sony Pictures.  A película é um dos maiores sucessos recentes do cinema nacional, com números grandiosos: mais de 5,3 milhões de espectadores no cinema; quase meio milhão de DVDs vendidos; visto por mais de 30 milhões de pessoas em exibições na TV Globo, além de ter sido Indicação Oficial do Brasil ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2005.
Sinopse –  Francisco Camargo, da pequena cidade de Pirenópolis, no interior de Goiás, tinha um sonho: transformar seus filhos em cantores sertanejos. Sendo assim, ele resolve presentear seu filho mais velho, Mirosmar, com um acordeão no seu aniversário de 7 anos. A partir daí, Mirosmar e seu irmão Emival, que toca violão, começam a se apresentar e fazer sucesso nas festas da vila onde moram – Capela do Rio do Peixe, distrito de Pirenópolis. Inesperadamente, a perda da propriedade onde moravam nos anos 70, obrigou toda a família a se mudar para outra cidade, Goiânia.

Para conseguir algum dinheiro para ajudar em casa, Mirosmar e Emival começam então a se apresentar na rodoviária local, onde chamam muita atenção. E é lá que conhecem o empresário de duplas caipiras Miranda, que reconhece o potencial dos garotos e passa a viajar com a dupla fazendo shows. Os irmãos fazem muito sucesso por onde passam e chegam a cantar para seis mil pessoas em um de seus shows. Tragicamente, um acidente automobilístico encerra prematuramente a carreira da dupla, com o falecimento de Emival.

Depois de quase desistir da carreira artística, Mirosmar decide voltar a cantar, usando o nome artístico de Zezé Di Camargo. Ele grava um disco solo, mas não obtém sucesso. Já casado e com duas filhas pequenas, Zezé tem dificuldades em sustentar a família. Mas, de repente, tudo muda novamente em sua vida quando Zezé passa a se apresentar com seu irmão Welson, que adota o nome artístico de Luciano. E assim nasce a dupla sertaneja mais importante do país com uma bela história de garra e perseverança.

ELENCO PRINCIPAL
Helena – Laila Garin (atriz convidada)
Francisco – Rodrigo Fregnan
Zezé Di Camargo – Beto Sargentelli
Luciano – Bruno Fraga

ENSEMBLE FEMININO
Ensemble/Zilu – Eline Porto
Ensemble/Cover Zilu – Pamella Machado
Ensemble/Cover Helena – Stephanie Serrat
Ensemble – Ágata Matos
Ensemble – Luiza Nigri
Ensemble – Marya Bravo
Swing – Nathália Mancinelli

ENSEMBLE MASCULINO
Ensemble/ Benedito/ Cover Miranda – Paulo de Melo
Ensemble/ Miranda – Ubiracy Paraná do Brasil
Ensemble/ Cover de Francisco – Luiz Araújo
Ensemble/ Cover de Luciano – Marcelo Ferrari
Ensemble/ Cover Zezé Di Camargo – Mateus Ribeiro
Ensemble e Cover de Benedito – Drayson Menezzes
Ensemble – Fábio Ventura
Swing – Lucas Corsino

ELENCO INFANTIL
Alex Novais, Bruno Barros, Marco Souzza, Pedro Miranda e Renatinho

Este slideshow necessita de JavaScript.

2 Filhos de Francisco, o Musical
Com Laila Garin, Rodrigo Fregnan, Beto Sargentelli, Bruno Fraga, Eline Porto, Pamella Machado, Stephanie Serrat, Ágata Matos, Luiza Nigri, Marya Bravo, Nathália Mancinelli, Paulo de Melo, Ubiracy Paraná do Brasil, Luiz Araújo, Marcelo Ferrari, Mateus Ribeiro, Drayson Menezzes, Fábio Ventura, Lucas Corsino.
Elenco infantil: Alex Novais, Bruno Barros, Marco Souzza, Pedro Miranda e Renatinho
Teatro Cetip (Rua dos Coropés, 88 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 120 minutos
05/10 até 17/12
Quinta e Sexta – 21h, Sábado – 17h e 21h, Domingo – 16h e 20h
$50/$200
Classificação Livre

FALA SÉRIO, GENTE!

Qual a hora certa de começar a namorar? Por que a minha mãe insiste em me tratar como criança? Como agir em um encontro com o crush? Esses e outros dilemas existenciais – comuns a todos que passam pela transformadora e complicada adolescência – são retratados em “Fala Sério, Gente!”.

Na peça, Thalita Rebouças, a escritora que mais vende livros para o público juvenil brasileiro, reúne os melhores trechos da sua série de livros “Fala Sério”, um fenômeno do mercado editorial jovem.

As dores e delícias de ser adolescente estão presentes em “Fala Sério, Gente!” de forma leve, musical e com muito humor em formato de crônicas que se encadeiam de uma maneira envolvente e fluida.

A montagem é uma parceria entre Raia Produções (de Claudia Raia) e Oito Graus Produções (da produtora Kananda Raia) e tem direção de Jarbas Homem de Mello.

O espetáculo conta com um elenco de jovens talentos que interpretam, cantam e dançam para contar histórias que prometem emocionar e divertir.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fala Sério, Gente!
Com Artur Volpi, Caio Menk, Camila Brandão, Gabriela Camisotti, Giovanna Rangel, Isabela Quadros, Juliana Moulin, Júlia Ritondaro, Rhener Freitas, Robson Lima, Thiago Franzé
Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970 – 409 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 70 minutos
Estreia 12/10
Quinta, Sexta e Sábado – 19h
$70
Classificação livre

AMOR & PÓLVORA

Até onde uma amizade pode superar uma frustração? Até onde uma frustração pode ser superada por uma amizade? Até onde é realmente amizade? Em “Amor & Pólvora”, novo texto de Marllos Silva, todos os limites serão testados e questionados.
O espetáculo inédito que traz a história de Fábio e Sauí, dois amigos que se conhecem dos tempos de colégio e que decidem dar um susto nos pais forjando o próprio sequestro, expõe o extremo das relações e emoções entre pessoas que tiveram seus caminhos cruzados no passado, influenciando assim o presente e mudando inesperadamente o futuro.
Fábio por mais de 10 anos foi o alvo de bullying na escola, e agora na faculdade seu carrasco dos tempos de colégio é seu melhor amigo. Quase advogados formados, os dois decidem armar o sequestro de Fábio para levantar uma grana e dar um susto nos pais do rapaz. O problema é que algo não sai como o planejado, tudo começa a desmoronar, e em meio ao caos passam a relação em pratos limpos.
Trazendo uma proposta desafiadora para os atores em cena, Ghilherme Lobo e Júlio Oliveira – que repetem a parceria após “Eu Nunca” e “O Aprendiz de Feiticeiro”, a peça, repleta de intenções e sensações, apresentada no formato do teatro de arena, propõe ainda uma encenação surpresa para eles, uma ação que começa já na entrada do público, que não saberá quem vai interpretar cada personagem. Divididos apenas entre “formação A” e “formação B”, a dupla do dia será escolhida através de um voto aleatório da plateia, minutos antes do início do espetáculo.  “Esta proposta fez com que os atores ensaiassem os dois personagens. São dois espetáculos completamente diferentes, e apenas com dois profissionais talentosos e dedicados poderíamos propor esta formação., completa o autor Marllos Silva.
Para a dupla, com novelas, filmes, peças e musicais no currículo, a experiência da alternância surpresa é inédita. Uma coisa é você trabalhar a disponibilidade de ator para fazer vários personagens, que é o que fazemos a vida toda, outra coisa é trabalhar uma disponibilidade imediata, que é quando você descobre naquele segundo que fará tal papel, e que precisa começar o espetáculo em 3, 2, 1. Precisamos estar muito latentes, disponíveis e sensíveis o tempo todo, pois como são personagens completamente diferentes, a gente se prepara e se aquece de maneiras diferentes para fazer coisas diferentes, explica Júlio.
O que mais move e desafia no espetáculo é construir essas personagens paralelamente, buscando suas singularidades, descobrindo e criando características que tornem únicas cada uma dessas personas, interpretadas pelo mesmo ator. O Marllos Silva sabe muito bem a história que quer contar e, por conhecer tão intimamente o texto, sabe onde moram as maiores ciladas pra nós, atores. Isso permite que a criatividade aflore sem medo, que as propostas venham e sejam bem aproveitadas. É uma peça forte, atual e possível., detalha Ghilherme.
Escrito em 2008 por Marllos Silva, responsável também pela direção e desenho de luz, e sob a supervisão de José Renato Pécora, “Amor & Pólvora” tem a direção de produção de Rosangela Longhi, e a produção e realização da Gaya Produções e Marcenaria de Cultura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Amor & Pólvora
Com Ghilherme Lobo e Júlio Oliveira 
Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 50 minutos
05/09 até 25/10
Terça e Quarta – 21h
$60

POÇO, O MUSICAL (OPINIÃO)

Sugestão para o seu final de semana – o drama “Poço, O Musical”. Em cartaz no Viga Espaço Cênico.

No fundo de um poço, vê-se a chegada de um personagem feminino. Não sabe quem é nem onde está. Na penumbra, outros personagens repetem momentos específicos de sua existência. Até que estes últimos se dão conta da novata. Será que é ela que vai retirá-los deste ciclo ‘eterno’?

O texto de André Borelli é muito interessante. Sem entregar surpresas nem spoilers, faz com que você fique atento à montagem. No começo, somos que nem a personagem novata – não sabemos o que estamos vendo mas com o desenrolar da história, as possibilidades que se descortinam vão ficando mais intrigantes. Até terminar em um final surpreendente.

Você vai pra casa pensando no que é ‘O Poço’.

Ficou legal a utilização da iluminação do cenário com a luz vindo de cima num facho. A apropriação do jogo de sombras, o claro/escuro, a dualidade dos personagens.

Destacamos no elenco o trabalho/vozes de Monique Fraraccio, Julia Rosa e Pablo Diego Garcia.

As canções são todas autorais e inéditas e complementam muito bem a história.

Atreva-se a entrar neste Poço!

FotoJet

Poço – O Musical
Com Felipe Vidal, Jéssica Monte, Julia Rosa, Lorena Vasconcelos, Monique Fraraccio, Pablo Diego, Rhener Freitas e Vitor Moutte.
Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1.323, Pinheiros – São Paulo)
Duração 90 minutos
02/09 até 01/10
Sábado – 21h, Domingo – 19h
$60
Classificação 14 anos

 
.

O JARDIM DOS SONHADORES

Após o sucesso dos espetáculos “Os Guarda – Chuvas”, “4 Ever – A Última Noite”, “Os Donos do Mundo” que esta concorrendo ao Prêmio Jovem Brasileiro 2017 como o Melhor Espetáculo e “O Manual de Sobrevivência do Jovem Contemporaneo” com atuação também do YouTuber Gusta Stockler, Luccas Papp prepara mais um sucesso para os palcos com estreia prevista para Setembro “O Jardim dos Sonhadores”  que estreia em Setembro e promete encantar ao público teen.

O Jardim dos Sonhadores é uma história que se passa no Central Park, localizado no coração de Nova York. John (Luccas Papp) é um jovem e já consagrado autor de romances que, sem nenhuma ideia do que escrever em seu novo livro, passa todos os dias sentado em um banco isolado do parque em busca de inspiração.

Tudo muda em uma tarde de verão, quando Olivia (Joana Rodrigues), uma misteriosa jovem senta – se ao seu lado. Em poucos minutos John parece descobrir mais sobre o amor do que ele havia descrito em qualquer um de seus livros. O espetáculo narra quatro breves encontros dos jovens, um a cada estação do ano, e entre eles acompanhamos os seus medos, crescimentos e as mudanças presentes não só na temperatura do ar, mas também no interior de cada um.

Nessa montagem Luccas divide o palco com a talentosa jovem atriz Joana Rodrigues. Joana fez sua primeira novela, uma participação em “Vila Madalena” na Rede  Globo de Televisão. Atuou em algumas peças musicais e em 2009 viveu a personagem  Bruna na novela “Vende – se um Véu de Noiva” no SBT.

A direção fica por conta do talentoso diretor Alan Moraes que completa 20 anos de carreira. Alan já dirigiu grandes eventos, espetáculos e atrações como: “Noite  do Terror no Playcenter”, “Moranguinho e sua Turma” entre outros. Com Luccas Papp trabalhou na direção do espetáculo “4 Ever – A Última Noite”. Para abrilhantar ainda mais o espetáculo, todas as músicas serão tocadas ao vivo por um trio de músicos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Jardim dos Sonhadores
Com Joana Rodrigues e Luccas Papp
Viga Espaço Cênico (R. Capote Valente, 1323 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 70 minutos
16/09 até 08/10
Sábado e Domingo – 16 horas
$50
Classificação Livre

 

MUSICAIS OPEN MIC

Estreia nesta próxima terça, 05 de setembro, o novo projeto “MOM – Musicais Open Mic“. Idéia inédita no país, mas já consagrada em metrópoles mundiais, o bar. (bar Ponto) exibe, sempre às terças feiras, uma noite especial com atores e cantores convidados e microfone aberto (open mic) para talentos ainda desconhecidos do grande público.

Para a estreia,  a casa recebe cinco destaques do cenário musical: Thais Piza (New York New York, We Will Rock You), Ana Luiza Ferreira (Mudança de Hábito, My Fair Lady), – Simone Gutierrez (Hairspray, Priscila Rainha do Deserto), Esdras de Lucia (Hair, Mudança de Hábito) e Shirley Oliveira (A Era do Rock).

Os novos talentos open mic da estréia são: Tai Veroto, Fred Inglez e Francisco Costa.

O projeto é uma parceria entre Almali Zraik, Derek Hamburger e o bar.

21192681_1405236196198177_1101402211084735685_n

Musicais Open Mic
a cada terça feira, com novos convidados
Bar Ponto (R. Joaquim Antunes, 248 – Pinheiros, São Paulo)
Estreia 05/09
Terça – 20h
Consumação

BULL

Três colegas de trabalho. Um deles deverá ser demitido. A situação, bastante comum no meio corporativo, serve de plano de fundo para a exploração dos labirintos do psicológico humano no espetáculo Bull, que reestreia dia de 2 setembro, às 21h no Viga Espaço Cênico, com direção de Eduardo Muniz e Flávio Tolezani.

Com texto do dramaturgo inglês contemporâneo Mike Bartlett, a montagem que estreou e teve uma temporada de sucesso de público e crítica em 2014 no Tucarena, investiga a pressão psicológica no ambiente de trabalho, levantando questionamentos sobre os limites entre a ambição descontrolada e a busca irrefreável pelo sucesso.

Cenograficamente a montagem opta pelo minimalismo. Com um cenário composto apenas de aparadores empresariais e dress code corporativo, a força da ação fica por conta dos conflitos das cenas e gestos dos atores que, no decorrer do espetáculo, transformam o escritório em um ringue de luta.

Nessa segunda temporada ambos os diretores, presentes no elenco da montagem em 2014, por estarem comprometidos com outros trabalhos, Flávio Tolezani e Eduardo Muniz cedem seus papéis a dois novos atores já conhecidos do público teatral: Gustavo Haddad e Gustavo Trestini.

Com um tom ácido e tragicômico, a montagem de fácil auto identificação aproxima-se de um hiperrealismo que beira o absurdo, construindo gradativamente um ambiente de violência e opressão que, acima de tudo, não julga seus personagens e busca apenas revelar os meandros de todo ser humano.

Em outubro de 2013, Mike Bartlett recebeu o prêmio de Melhor Novo Espetáculo no The National Theatre Awards por Bull, concorrendo com espetáculos de Alan Ayckbourn e Tom Wells. Além de Bull Mike Bartlett teve outros textos montados no Brasil como Contrações e Love, Love, Love com o Grupo 3 te teatro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Bull
Com Bruno Guida, Cynthia Falabella, Gustavo Haddad, Gustavo Trestini
Viga Espaço Cênico (R. Capote Valente, 1323 – Pinheiros, São Paulo)
Duração 55 minutos
02/09 até 29/10
Sábado – 21h, Domingo – 19h
$50
Classificação 14 anos