MÃE FORA DA CAIXA

Ter filho é muito bom, mas dura…“, recita Miá Mello logo no início do espetáculo Mãe Fora da Caixa, que traz aos palcos uma mãe sem medo de falar sobre os diversos dilemas que envolvem a maternidade. Dúvidas, alegrias, conflitos, amamentação, o puerpério e todas as mudanças que acontecem neste novo ciclo.

Depois de uma temporada carioca bem-sucedida,que começou com oito semanas e se transformou em cinco meses em cartaz, o solo com a atriz e humorista Miá Mello (protagonista no filme Meu Passado Me Condena), tem sua estreia paulistana marcada para o dia 10 de janeiro de 2020 no Teatro das Artes, no Shopping Eldorado. A peça é inspirada no best-seller homônimo de Thaís Vilarino e tem direção de Joana Lebreiro e texto de Cláudia Gomes (roteirista da Rede Globo e criadora do blog Humor de Mãe).

Na trama, uma mulher que já tem uma filha com sete anos aguarda ansiosa em seu banheiro pelo resultado de um novo teste de gravidez. “A grande sacada da peça para mim é se passar nesses 5 minutos que a protagonista está no banheiro. São instantes em que cabe uma vida inteira, o mundo de pensamentos, as lembranças, os pensamentos contraditórios. É isso que acontece na cabeça e no coração de uma mãe e foi o que tentamos trazer para a encenação”, revela a diretora Joana Lebreiro.

Uma das maiores dificuldades da mãe contemporânea é o acúmulo de tarefas, conta a atriz Miá Mello. “Temos essa sobrecarga mental provocada pela cobrança de ter que fazer um monte de coisas: ser boa mãe, ser boa profissional, ver as amigas, estar com o marido, ir ao mercado etc. Tem aquele bom e velho ditado que diz que para criar uma criança é preciso de uma aldeia. E cada vez estamos mais isolados em uma ilha de nossas famílias modernas individuais. A peça tem essa força de mostrar que não estamos sozinhas de verdade. Eu começo dizendo que não é a minha história, mas poderia ser e acho que isso acontece com todo mundo. Tem um grande poder de identificação”.

O espetáculo surgiu quando o ator e produtor Pablo Sanábio (que atua na série Sob Pressão, na TV Globo) se deparou com uma série de questionamentos sobre paternidade e acabou encontrando o livro Mãe Fora da Caixa, de Thaís Vilarino. A autora é conhecida nas redes sociais por mostrar o lado real da maternidade e oferecer um ombro amigo para os pais e mães que se sentem pressionados com tantos desafios.

O desejo de Vilarino de escrever sobre maternidade aflorou com o nascimento de seu primeiro filho. “Lembro do sentimento de indignação quando percebi que não se falava sobre as dores e as dificuldades. Doze anos atrás não se falava sobre baby blues, sobre puerpério e nem sobre a mudança radical que acontece na vida da mulher que se torna mãe. Então, escrever foi necessário, terapêutico. Um processo de cura mesmo. Fico muito feliz que esteja, de certa forma, ‘curando’ outras mães. A peça expande o livro, expande as ideias em uma outra forma de comunicação. Sou muito grata por isso, pois, assim, o conceito chega em cada vez mais mães. O que eu mais gosto na peça é a entrega da Miá. A vontade que ela tem de gritar sobre o assunto. É a entrega dela que faz a peça ter esse potencial gigante”, revela Thaís Vilarino.

Já MiáMello conta que o tema da maternidade sempre foi algo latente para ela, mas mantido em seu círculo íntimo. “Quando tive meu segundo filho, fiquei absolutamente mexida. Eu achei que fosse tirar de letra porque já era mãe, mas não foi bem assim. Estava longe dos meus pais, da minha sogra, das minhas amigas de infância. E como não tinha uma rede de apoio, tudo foi mais difícil. Passei a viver a maternidade com muita intensidade, mas não tinha com quem falar sobre isso. Quando o Pablo me ligou, topei participar do projeto antes mesmo que ele me explicasse como seria. Logo comprei e devorei o livro da Thaís e fui anotando coisas sobre a minha maternidade. Tínhamos essa conexão muito forte e tudo foi desenrolando a partir dessa necessidade de falar sobre isso de forma real”.

A encenação foi criada a partir de um diálogo entre o livro e o perfil no Instagram de Taís Vilarino com as experiências pessoais de Miá, Joana e Cláudia. “Queríamos um espetáculo que juntasse esse papo reto e real sobre maternidade com a sensação de acolhimento às mães, sem deixar de lado esse humor ‘pé na porta’ que é a marca da Claudia. Uma coisa que conversamos desde o início e que permeou a escrita dela é ter um espetáculo que fosse bem aberto, bem direto para o público. E que não ficasse fechado na história, no sentido de ter uma personagem falando sozinha. Ela está conversando com aquelas pessoas que estão ali assistindo. Eu gosto muito das peças que deixam a plateia como parte atuante do jogo cênico”, esclarece Joana Lebreiro.

Na prática, a voz da personagem se mistura com a voz da atriz, que interfere ativamente na história e compartilha sua experiência com o público. “A Miá entra e sai do personagem livremente e na hora que ela quiser. Achamos que o mais legal para a peça seria explodir qualquer fronteira entre a personagem e a atriz. O que importa é o que está sendo contado e compartilhado. E essa ‘bagunça’, que também acontece com o cenário – o banheiro retratado no palco também funciona como se fosse a cabeça da personagem –, serve para mostrar como tudo na nossa vida muda quando viramos mãe. Quando nasce um filho, tudo vira bagunça e contradição na vida concreta, nos nossos sentimentos”, acrescenta a diretora.

O espetáculo ainda conta com produção de Carlos Grun (responsável por sucessos como Selfie, com Mateus Solano; e O Escândalo Philippe Dussaert, com Marcos Caruso). E a equipe técnica traz Paulo César Medeiros (luz), Mina Quental (cenário) e os irmãos Vilarouca (videografismo).

Sessão Bebê Bem-Vindo

Os pequenos também podem assistir à peça nas sessões Bebê Bem-Vindo, que acontecem aos domingos, às 11h, a cada 15 dias, sempre acompanhadas dos responsáveis. Trata-se de uma experiência que transforma ainda mais o ambiente harmônico da peça, além de proporcionar cenas belíssimas para os pequenos.

FACE

Mãe Fora da Caixa

Com Miá Mello

Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970, Pinheiros, São Paulo)

Duração 80 minutos

10/01 até 26/04

Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 18h (Sessões Bebê Bem-vindo aos domingos, às 11h – 15 em 15 dias)

$80/$90

Classificação 12 anos

ISSO QUE É AMOR

Depois de anunciar o casal de protagonistas – Daniel Haidar e Verônica Goeldi -, a produção acaba de definir o elenco completo do musical Isso que é Amor, que estreia dia 6 de setembro, 21 horas, no Teatro das Artes com produção e realização da Turbilhão de Ideias, a mesma de Cássia Eller – O Musical. A BB Seguros é a patrocinadora exclusiva do musical.

São eles: Daniel Haidar – Gabriel Lucas. Atriz convidada Izabella Bicalho (Gota D’água, Tim Maia e Elizete, a Divina) – Maria. Robson Lima -Ensemble/Cover do Gabriel Lucas. Veronica Goeldi – Leona. Leticia Scopetta – Ensemble/Cover Leona. Nicolas Ahnert – Fernando. Gustavo Mazzei – Edu. Danilo de Moura  (MPB – Musical Popular Brasileiro, Rio Mais Brasil e Tim Maia) – Homem do Relógio. Fefa Moreira – Alice. Anna Akisue – Lelê. Pamela Rossini  Deise.Gabi Borba – Ensemble/Regina/ cover Maria. Isabel Barros – Ensemble/Cover. Dara Galvão – Ensemble/ Cover Lelê. Thiago Marinho – Ensemble/Cover de Fernando e homem do relógio.

64712025_831820990551528_9141327192154701824_n

Os escolhidos passaram por audições, que aconteceram durante uma semana, aqui em São Paulo, e contou com a participação dos internautas em votação on line para definir os protagonistas. Três atores disputaram vaga para interpretar o personagem Gabriel Lucas, enquanto três candidatas concorriam ao papel da mocinha, a personagem Leona. A produção decidiu ouvir a voz do internauta e contar com o peso de um voto público na contagem final.

Estavam na banca o diretor artístico Ulysses Cruz, o codiretor artístico e diretor de movimento Leonardo Bertholini, o idealizador e produtor Gustavo Nunes, o diretor musical Guilherme Terra, a produtora de elenco Giselle Lima e duas representantes de fã-clubes Thayane Silva Barros e Yara Dias Pereira. A produção decidiu ouvir a voz do internauta e contar com o peso de um voto público na contagem final.

Com trilha sonora original formada por músicas de Luan Santana, o musical conta a história de Gabriel Lucas, um jovem e romântico popstar, que sonha encontrar um amor que inspire as suas criações e a sua vida. Trata-se de ficção, uma história de amor sobre a importância da integridade e da música na vida das pessoas.

A trilha contará com 25 músicas de Luan, entre elas MeteoroEscreve AíChuva de ArrozVingança e Sinais, entre outras. Após a temporada em São Paulo, o musical apresentado e patrocinado pela BB Seguros, fará turnê por mais cinco capitais brasileiras antes de cumprir temporada no Rio de Janeiro, em 2020.

O ator maranhense Daniel Haidar, de 19 anos, será protagonista Gabriel LucasVivendo no Rio de Janeiro, na TV fez participação em Malhação (2018) e também no filme Intimidade Entre Estranhos (2018), de José Alvarenga Jr.

Estreando em musicais, a atriz e Bacharel em música Verônica Goeldi interpretará a personagem Leona. Recentemente a paulistana de 23 anos participou do programa Cultura, O Musical, da TV Cultura. Especializou-se em teatro musical na Broadway Dance Center, de Nova York, em 2018.  Fã do cantor Luan Santana desde a adolescência acredita na essência do musical, na história romântica e na mensagem de amor transmitida através das canções do Luan.

FACE

Isso que é Amor

Com Daniel Haidar, Izabella Bicalho, Robson Lima, Veronica Goeldi, Leticia Scopetta, Nicolas Ahnert, Gustavo Mazzei, Danilo de Moura, Fefa Moreira, Anna Akisue, Pamela Rossini, Gabi Borba, Isabel Barros, Dara Galvão, Thiago Marinho

Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)

Duração não informada

06/09 até 27/10

Sexta e Sábado – 21h, Domingo -19h

$80/$150

Classificação não informada

CONECTADOS, O MUSICAL

Estreia no dia 6 de julho, sábado, o espetáculo CONECTADOS o Musical no Teatro das Artes, às 18 horas, em São Paulo. Sete jovens atores – Luckas MouraGabriel MouraVicky ValentimGiulia AyumiCarol AmaralDorgival Júnior e Madu Araújo – protagonizam uma eletrizante, divertida e também dramática aventura musical em busca do sucesso, na qual a conexão entre eles precisa ir bem além da tecnologia.

A dramaturgia foi criada por Alexandra Garnier, a partir de ideias do próprio elenco. Hudson Glauber assina a direção geral e Thiago Gimenes é responsável pela direção musical, assinando também as canções do espetáculo, que são interpretadas ao vivo nessa ‘pop broadway’. Na ficha técnica tem ainda André Capuano na direção de movimento e Chico Spinoza na cenografia. A idealização é do próprio elenco que resolveu levar à diante um projeto de gente grande, que os artistas tinham em comum.

No enredo, sete jovens apaixonados pela música participam das audições de um grande concurso de talentos. Eles são Bia, July Mie, Angel, Tuco, Duda, Helena e JP, adolescentes de realidades e características muito diferentes, que se veem conectados pela música, em busca de um mesmo sonho.

Os ingredientes dessa trajetória passam pelo cotidiano das personagens e suas particularidades: diferenças sócio-culturais, relações familiares, romances, intrigas, amizade e dúvidas sobre o futuro. No decorrer da trama, os artistas descobrem que precisam transpor os obstáculos, enfrentar os percalços, tirar as máscaras e efetivar uma conexão real humana, fora do aplicativo do celular, para potencializar a possibilidade de sucesso pessoal e profissional.

O diretor Hudson Glauber comenta que há uma boa carga dramática na encenação que, somada à irreverência juvenil, explora também a intensidade das questões familiares, o distanciamento dos pais, a carência, a busca desses jovens por um lugar no mundo. “CONECTADOS o Musical reflete sobre as consequências da falta de tempo na sociedade contemporânea para cultivar os laços. A encenação passa pelas fragilidades de cada personagem com suas diferentes atitudes, personalidades e individualidades”, afirma o diretor.

A música assume também um papel dramatúrgico no espetáculo. O texto de CONECTADOS o Musical está nas letras das canções e, segundo o diretor musical Thiago Gimenes, traz fundos morais que aprofundam os conflitos desses jovens. “A trilha sonora acompanha a identidade de cada personagem e conta cada história em linguagem ‘broadway’, misturando ritmos como pop, rock, rap, reaggae e balada”, revela Gimenes .

CONECTADOS o Musical promete divertir e emocionar, não só pela aventura dos jovens em busca da realização, mas também pela descoberta de suas próprias identidades”, finaliza Hudson Glauber.

FACE

Conectados, o Musical

Com Luckas Moura, Gabriel Moura, Dorgival Júnior, Giulia Ayumi, Vicky Valentim, Carolina Amaral e Madu Araújo

Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)

Duração 60 minutos

06/07 até 31/08

Sábado – 18h

$60

Classificação 12 anos

GATÃO DA MEIA IDADE, A PEÇA

O personagem “Gatão”, criado em 1986 e interpretado, desta vez, pelo ator Oscar Magrini, cujo ultimo trabalho na TV foi o Almirante Tibúrcio de “Orgulho e Paixão” da TV Globo,  é um homem na faixa dos 50 anos, solteiro, crítico de sua condição, mas que não quer envelhecer sozinho e sabe que, se não se esforçar para isso, vai acabar assim. Além disso, ele é bastante antenado, mas sua antena está, muitas vezes, direcionada para o satélite errado e ele sofre com isso.

A atriz Leona Cavalli, que atuou em dezenas de novelas da Rede Globo, fez recentemente uma breve passagem na Record na novela “Apocalipse” , está de volta à Globo, no elenco de ‘Órfãos da Terra’, a próxima novela das 18h. Em ‘Gatão de Meia idade, a Peça’, interpreta oito hilariantes personagens femininos, todos completamente diferentes e repletos de humor, que dão bossa aos relacionamentos amorosos vividos ao longo da história pelo “Gatão”.

Além disso, um show a parte pode ser conferido às frenéticas e muito rápidas trocas de figurino e composição, essas criadas pelo premiado visagista Anderson Bueno, que duram segundos de uma personagem à outra.

O elenco conta ainda com o ator ventríloquo, Yakko Sideratos, considerado um dos melhores do país no gênero, que manipula o boneco que, na história, é uma espécie de “consciência” do “Gatão”. O boneco promete fomentar ainda mais o humor presente no espetáculo.

Gatão de Meia Idade, a peça” mostra detalhes, aflições e anseios da vida de um homem na faixa dos 50 anos que não sabe viver sozinho e tenta, de todas as maneiras, conseguir uma companheira. Mas, ingênuo que só, acaba sempre metendo os pés pelas mãos. Como uma boa comédia, a mensagem principal da peça é: divirta-se e dê boas risadas. E, claro, se você for um homem acima dos 50 anos, cuidado, pois você pode se identificar em muitas situações”, comenta Miguel Paiva, autor da peça e conhecido cartunista brasileiro.

carmen

Gatão de Meia Idade, a Peça

Com Oscar Magrini, Leona Cavalli e Yakko Sideratos

Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo)

Duração 80 minutos

19/01 até 31/03 (não haverá sessões nos dias 02 e 03/03)

Sábado – 21h, Domingo – 19h

$70/$80

Classificação 16 anos

CINDERELLA – A PRINCESA DAS PRINCESAS

Algumas histórias são eternizadas pela magia e beleza. E o clássico Cinderela é um das mais famosas histórias para crianças que encanta também adultos. E a ER Arte produções trás aos palcos um espetáculo com efeitos e magia que encantam do inicio ao fim.

Contada de geração em geração, A ER Arte aposta, nesta versão teatral, em detalhes que enriquecem o conto de fadas. Cenários encantadores e inovadores. Figurinos e adereços que atrai a atenção da criançada. Coreografias e musicas compostas especialmente para o espetáculo que farão que todos cantem e queiram estar participando junto com os personagens além de uma direção ousada , divertida e ao mesmo tempo romântica que proporcionam leveza e beleza às cenas, que traz 10 atores no elenco.

A Direção é do diretor Edu Rodrigues um dos mais competentes e atuantes no mercado cultural, a adaptação é por Cristiane Marques do conto de Charles Perrault no século 18
Edu Rodrigues é responsável por musicais como “O Pequeno príncipe”, “O Príncipe do Egito”, e em parceria com a produtora Cristiane Marques, os “Adoráveis Monstros O Musical”, “Pinocchio uma aventura teatral mágica” “Branca de Neve – O musical encantado” “ Fadas Piratas “ “A Bela e a Fera – Uma Historia Encantada” – trazem em seu
repertorio de clássicos infantis mais uma audaciosa produção.

Sinopse

A história conta a vida da bela menina que após a morte de seu pai passa a viver com a tirana madrasta e suas malvadas filhas. Quando tudo parece perdido a menina recebe a ajuda de sua fada madrinha. É a história da gata borralheira que, por meio do amor, conquista o coração do príncipe e sua liberdade, ganha o palco nesta encenação de efeitos especiais, dança e figurinos que farão os olhos da criançada brilhar.

CARMEN (3).png

Cinderella – A Princesa das Princesas

Com Gabriella Tavares, Willi Christian, Flavia Mercadante, Ricardo Ocampos, Felipe Estevão, Ygor Sapucaia, Camila Mendonça, Tami Pontes, Rodrygo Bianchi, Camila Lacerda, Carol Marques, Cristopher Jonas

Teatro das Artes – Shopping Eldorado (Av. Rebouças, 3970 – 409 – Pinheiros, São Paulo)

Duração 70 minutos

12/01 até 31/03

Sábado e Domingo – 16h

$60

Classificação: Livre

CURSO BROADWAY  EXPERIENCE

O curso BROADWAY EXPERIENCE da 4 Fun Espaço Artístico em parceria com o TEATRO DAS ARTES oferece para nossos alunos uma vivência neste mundo mágico dos musicais. 
 
Dentro da montagem do musical selecionado para cada turma, você irá aprender todas as técnicas do Teatro Musical e aplicá -las na prática.
 
Através das aulas/ensaios, focados na montagem, você será preparado a estar no palco para o nosso grande espetáculo de conclusão.
 
Em parceria com um dos mais renomados Teatros de Sao Paulo, a 4 Fun oferece ao aluno uma vivencia completa no mundo do Teatro musical. Aulas de canto, dança e interpretação que irão ocorrer em nossa sala de ensaio e algumas dessas aulas no próprio palco do Teatro.
 
Os três espetáculos escolhidos para o curso são “O Rei Leão” (Turma Kids – 06 a 10 anos), “Hairspray” (Turma Teen – 11 a 15 anos) e “Rent” (Turma Adulto – a partir 16 anos)
 
O link do site com todos os descritivos e para efetuar matricula segue abaixo:

DANIELLE WINITS DEIXA MUSICAL

A atriz Danielle Winits saiu do elenco do espetáculo “MPB Musical Popular Brasileiro“. Para substitui-la, foi escolhida a atriz Adriana Lessa. Ela interpretará a vedete Suzete Campos no musical, que tem estreia dia 2 de março no Teatro das Artes, direção de Jarbas Homem de Mello.

O motivo dado pela produção para a substituição foi que a atriz teria de passar 20 dias em fevereiro gravando um filme de Miguel Falabella, estrelado pela atriz espanhola Carmen Maura (“Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”).

Mas as portas do musical não ficaram fechadas para a atriz. Há possibilidade que Winits faça parte da montagem no Rio de Janeiro.

P.S. Comentamos sobre Danielle Winits há cerca de duas semanas. Isto porque não entendemos como a atriz conseguiria participar de “MPB Musical Popular Brasileiro” e a nova produção de “Os Produtores“, onde ela estará ao lado de Miguel Falabella e Marco Luque, com estreia prevista para 19 de abril no Teatro Procópio Ferreira. Agora, está explicado.