O ÚLTIMO CAPÍTULO

Depois de uma turnê em 15 cidades e várias temporadas no Rio de Janeiro, chega a São Paulo a comédia O Último Capítulo, com os atores Mariana Xavier (que recentemente interpretou a personagem Biga em “A Força do Querer” e participou dos filmes “Minha Mãe é uma Peça I e II” e “Gostosas, Lindas e Sexies”, e das novelas “I Love Paraisópolis” e “Além do Horizonte”, além do programa “Vídeo Show”) e Paulo Mathias Jr. (ator do programa humorístico “Zorra” e ex-apresentador do programa infantil “TV Globinho”). O espetáculo fica em cartaz no Teatro Itália, entre 13 de julho e 2 de setembro, com sessões às sextas-feiras, às 21h; aos sábados, às 18h e às 21h; e aos domingos, às 18h.

SINOPSE

A peça conta a história de um casal em crise: Berenice, uma romântica e sonhadora diarista apaixonada por novelas, e Dagoberto, um desempregado crônico fanático por futebol. Berê chega do trabalho ansiosa para curtir o último capítulo de sua novela preferida, mas um repentino apagão acaba com seus planos de acompanhar o desfecho do folhetim. Nossa história se passa num tempo em que não há celular, nem internet: resta ao casal, então, conversar.

O público acompanha uma divertida e dramática DR (Discussão de relação) de um casal que se ama, mas que acha que chegou a hora de se separar. Por meio de flashbacks, Berenice e Dagoberto vão reavaliando sua relação e chegam à conclusão de que seu casamento também é uma grande novela, e que também pode estar no último capítulo.

Escrito por Alexandre Morcillo e Clóvis Corrêa e dirigido por Márcio Vieira (premiado pela direção do espetáculo “Favela” e assistente de direção de “Andança – Beth Carvalho – O musical”), O Último Capítulo comemora a oportunidade dos amigos Mariana e Paulo, declaradamente fãs um do outro, trabalharem juntos.

Mariana Xavier é idealizadora do projeto e assina a produção junto com Bruna Dornellas e Wesley Telles, da WB Produções. Apesar de ter se tornado conhecida do grande público por meio da TV e do cinema, o teatro é seu berço artístico e ela se diz muito feliz por voltar aos palcos, especialmente numa comédia para todas as idades e classes sociais: “tenho muito orgulho de fazer uma peça que não tem um mísero palavrão, não tem uma baixaria sequer, e ainda assim faz a platéia passar mal de rir”, diz.

O espetáculo é apresentado pelo Ministério da Cultura e patrocinado pela Marisa, a maior rede de moda feminina e lingerie doBrasil. Após várias temporadas no Rio, O Último Capítulo segue para São Paulo, no Teatro Itália, tudo sob a realização da Trampo Produções Culturais, da WB Produções e da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

CARMEN

O Último Capítulo

Com Mariana Xavier e Paulo Mathias Jr. Stand in Paulo Mathias: Cleber Salgado

Teatro Itália (Avenida Ipiranga, 344, Consolação – São Paulo)

Duração 70 minutos

13/07 até 02/09

Sexta – 21h, Sábado – 18h e 21h, Domingo – 18h

$50

Classificação 10 anos

*Aos sábados, após a apresentação das 18h, haverá bate-papo dos atores com o público!

**O espetáculo tem acessibilidade para a comunidade surda! Teremos intérprete de libras nas sessões de domingo às 18h!

VAMOS FALAR DE AMOR, AMOR?

A peça começa com uma mestre de cerimônias que apresenta um convidado muito especial, que todos conhecem, em todas as culturas, desde o princípio dos tempos, é nossa glória e nossa dor, inspira a paz, mas já fizeram guerras por ele. Não é Deus, não é celebridade, mas também é muito famoso. Com vocês: “Amor!”
 
A partir daí, para encontrar o amor, a personagem se enreda em grandes aventuras e confusões, levando o público a uma enorme identificação e muitas gargalhadas com as loucuras que ela faz por amor.
 
A comédia Vamos falar de Amor, Amor? traz reflexões sobre os limites entre os desejos, a busca incessante por amar e ser amado e as sua obsessões. Interpretada por Ana Guasque, com direção de Grace Gianoukas e roteiro original das duas artistas, estreia dia 7 de junho, às 21h, no Teatro Itália.
 
Vamos falar de Amor, Amor? narra as aventuras de Marta, uma mulher que se apaixona perdidamente e é capaz de fazer loucuras por amor. Na sua ensandecida jornada para conquistar Augusto, entre desventuras e decepções, busca compreender a si mesma, ainda que sem êxito.
 
Nessa jornada desesperada para capturar o ‘amor da sua vida’ é surpreendida por situações provocadas por suas próprias escolhas. Carente, desesperada e desajustada, encontra no jogo do vale tudo por amor sua válvula de escape, tornando risíveis as carências, os afetos, os desafetos, as obsessões e os desajustes humanos.
 
Mas não cabe a nós julgá-la. Afinal quem nunca foi um pouco Marta e nunca cometeu nenhuma loucurinha de amor, que atire a primeira pedra!
 
Quem nunca encontrou em seu caminho alguém que nos fizesse perder a cabeça? Essa é Marta, aquela que perdeu a cabeça e não conseguiu mais encontrar.
 
CARMEN.png
 
Vamos falar de Amor, Amor?
Com Ana Guasque 
Teatro Itália (Av. Ipiranga, 344 – República, São Paulo)
Duração 70 minutos
07/06 até 09/08
Quinta – 21h
$60
Classificação 12 anos

A RAINHA DO RÁDIO

É uma história romântica, mas também poderia ser uma fábula. Pensando bem, tem ares de aventura com um toque de comédia. Essa delicada, e quase real narrativa, conta o dia a dia de Elenice, uma mulher solitária que passa seus dias na companhia de um aparelho de rádio, seu melhor amigo.

Na pele de Elenice, Viviane Alfano interage, sonha e viaja nas ondas do rádio por meio de uma programação musical encantadora, que já embalou gerações. Se emociona com as situações vividas pelos personagens das telenovelas, se preparara com a leitura diária do horóscopo e embala seus dias ao som de jingles famosos.

Tudo vai bem na vida de Elenice, até o dia em que seu amigo rádio se materializa, passando a ser vivido pelo ator Eduardo Martini. A partir daí o que se vê é uma série de situações hilárias, embaladas por verdadeiros hinos da música popular brasileira e que prometem arrancar gargalhadas e trazer boas memórias à plateia. Pixinguinha, Adoniram Barbosa, Carmem Miranda e Dalva de Oliveira são alguns dos nomes presentes na trilha sonora do espetáculo, que ainda premia o público com uma banda ao vivo, garantindo a diversão e o clima dos anos 50.

Eduardo Martini usou a peça para presentear sua amiga de longa data, Viviane Alfano. São mais de 30 anos de amizade e parcerias frutíferas em espetáculos como “Chorus Line”, “João Pedro e o Mundo Louco de Dona Boca”, “Cada um Tem o Anjo que Merece”, dentre outros.

A produção de A Rainha do Rádio vem coroar mais uma vez a parceria entre Eduardo Martini, Valdir Archanjo e Bira Saide, que novamente assinam a realização e produção deste espetáculo musical que fará você se emocionar, se divertir neste espetáculo que arrebatará a todos com esta delicada história.

maxresdefault.jpg

A Rainha do Rádio 
Com Elenco: Viviane Alfano, Eduardo Martini e Públio Gimenez
Teatro Itália (Avenida Ipiranga, 344 – República, São Paulo)
Duração 70 minutos
13/04 até 15/06
Sexta – 21h30
$60
Classificação 10 anos

AMOR BARATO – O ROMEU E JULIETA DOS ESGOTOS

Tudo vai mal. Tudo.  Mas mesmo da lama pode surgir um grande amor, capaz de fazer respirar um mundo carregado de intrigas, intolerância e brigas por pequenos (e grandes) poderes.

Esse é o ponto de partida do musical Amor Barato – O Romeu e Julieta dos esgotos, que estreia em abril em São Paulo misturando referências reais, fábulas tradicionais e histórias de amor clássicas para cantar o improvável romance entre Dona e Dom, seres tão estranhos quanto o mundo em que vivem.

Amor Barato – O Romeu e Julieta dos esgotos é dirigido por Fábio Espírito Santo e Ana Paula Bouzas.

Com dramaturgia de Fábio Espírito Santo e trilha original assinada por Jarbas Bittencourt e Ronei Jorge, a montagem traz seis atores e atrizes em cena, dando voz e corpo a dezenas de personagens criados para narrar e viver as aventuras de um amor impossível, famílias rivais e um desfecho trágico. A história infantil “O casamento da Dona Baratinha” é uma das referências de Amor Barato. Mas não é a única; a trama namora também com “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, e outras histórias clássicas de amor. Tudo recheado com uma pitada generosa de referências reais dos noticiários diários, que transformam a história de amor entre um rato e uma barata nos esgotos de uma metrópole num musical adulto e absolutamente atual.

Na trama, Dona (Aline Machado) é uma jovem com sérios conflitos com seu pai, Dr. Barata (Eric de Oliveira), um empresário da comunicação. Ela se apaixona por Dom (Pietro Leal), um jovem playboy inconsequente, fruto do casamento fracassado de Madame (Adriana Capparelli) e o corrupto Senador (Beto Mettig). Frutos de famílias diferentes e rivais, Dona e Dom vivem, sob o olhar irônico da Narradora (Thaís Dias), uma intensa paixão, apesar de toda adversidade presente nos subterrâneos do poder.

Com 37 composições originais, o musical Amor Barato traz uma dramaturgia sonora que flui através de gêneros musicais tão variados quanto “os sons que correm nas veias de uma cidade”, como afirma Jarbas Bittencourt, musicista com profícua experiência em trilhas para as artes cênicas.  Para criar a música do espetáculo, os compositores partiram do texto de Fábio Espírito Santo com o desafio de preservar a potência dramatúrgica e poética já contida na obra original.

O conceito de gênero musical expandido abre espaço para aproximações estéticas composicionais amplas. “Não há na música de Amor Barato um limite muito claro entre o radiofônico e o experimental, entre o clube e a sala de concerto”, comenta Jarbas, que faz questão de valorizar as referências usadas na obra: elas vão da vanguarda paulista, representada por Itamar Assumpção e Arrigo Barnabé, a operetas, música dodecafônica e atonal, passando ainda pela obra de Tom Zé e pelo teatro alemão do século 20, como o clássico “A Ópera dos Três Vinténs”, de Bertolt Brecht e Kurt Weill.

29497773_162546281114448_3959294215704521290_n

Amor Barato – O Romeu e Julieta dos Esgotos
Com Adriana Capparelli, Aline Machado, Beto Mettig, Eric de Oliveira, Pietro Leal e Thaís Dias
Teatro Itália – Sala Drogaria SP (Av. Ipiranga, 344 – República, São Paulo)
Duração 80 minutos
05/06 até 31/07
Terça – 21h
$40
Classificação 16 anos

ENTRE! A PORTA ESTÁ ABERTA

Entre! A Porta está Aberta conta a história das irmãs Guta (Gabriela Rabelo) e Flora (Glória Rabelo), as duas com mais de 65 anos, que moram em cidades diferentes e não se veem com frequência. Um dia, Flora aparece avisando que veio para ficar apenas uma semana na casa da irmã Guta.
 
A semana se transforma em meses e num resgate cômico e por vezes emocionante, as irmãs trazem à tona revelações e segredos do passado nunca antes revelado, tornando o duelo verbal dinâmico e poético.
 
Um espetáculo recheado de lindas imagens e belas histórias sobre amor, cumplicidade e superação na melhor idade.
 
A peça é o segundo texto de Glória Rabelo a ser encenado e conta com a direção de Dan Rosseto. O elenco ainda conta com os atores Emerson Grotti, Gabriela Gama e Guilherme Araújo. O primeiro texto da autora Histórias que eu não inventei, viajou por 32 cidades (Brasília, Curitiba, Teresina, Belo Horizonte entre outras) e também se apresentou em festivais internacionais no Chile e México.
 
A equipe de Entre! A Porta está Aberta conta ainda com uma ficha técnica com diversos nomes premiados como iluminador Wagner Pinto (Prêmio Shell 2016), o cenógrafo Kléber Montanheiro (APCA e FEMSA 2013) e trilha sonora de Fred Silveira (indicado a melhor trilha no prêmio Aplauso Brasil 2017).
FOTO 01.jpg
Entre! A porta Está Aberta
Com Emerson Grotti, Gabriela Gama, Gabriela Rabelo, Glória Rabelo e Guilherme Araújo
Teatro Itália, (Av. Ipiranga 344 – República, São Paulo)
Duração 60 minutos
20/01 até 17/03 (não haverá apresentação 10/02)
Sábado – 18h
$60
Classificação 12 anos

PAPO COM O DIABO

Comemorando 40 anos de carreira, o ator Eduardo Martini estreia no dia 01 de novembro o espetáculo Papo com o Diabo no Teatro Itália. A peça marca a primeira parceria de Eduardo Martini com o diretor Elias Andreato, dois grandes talentos das artes cênicas, após anos tentando esse encontro. O espetáculo é o primeiro texto do jornalista e crítico teatral Bruno Cavalcanti, estreando nos palcos, em um texto escrito especialmente para Martini.

A peça narra a história de um personagem milenar e enigmático da história da humanidade, o Diabo em pessoa, de carne e osso. A comédia conta com cenas hilárias, em que o capeta se defende das acusações que vem recebendo ao longo de milênios e, o mais importante, contestar sua participação nas mazelas do mundo, propondo questionamentos acerca da natureza humana.

A ideia do texto surgiu depois do autor ver uma série de espetáculos, livros e filmes retratando Deus com uma espécie de crise existencial e imaginar que o que o Diabo passa não é muito melhor, então quis dar protagonismo a essa personagem tão rica quanto marginalizada.

Nesses 40 anos de carreira Eduardo Martini, um dos grandes nomes da comédia no Brasil, já atuou em mais 30 espetáculos com destaque para A Chorus LineSplish SplashNão Fuja da RaiaNa Medida do PossívelQuem tem Medo de Itália Fausta?, O Sexo dos AnjosAté que o Casamento nos SepareI Love Neide, Dark Room, O Filho da Mãe, no qual foi indicado a prêmios de Melhor ator.

Além de ator, Martini é autor, diretor, produtor e coreografo. Trabalhou com grandes nomes do humor como Chico Anysio e Dercy Gonçalves. Na TV participou das novelas como Deus nos Acuda, de Silvio de Abreu, O Clone, de Glória Perez, entre outras em emissoras como Globo e SBT. Participou do programa de Hebe Camargo com a personagem Neide Boa Sorte, em fez uma dobradinha com a apresentadora lembrada até hoje pelos fãs.

FOTO 01.jpg

Papo com o Diabo
Com Eduardo Martini
Teatro Itália, (Av. Ipiranga 344 – República, São Paulo)
Duração 70 minutos
01 a 29/11
Quarta – 21h
$60
Classificação 14 anos

ANGEL

Em um momento em que se discute os limites éticos cada vez mais elásticos em nossa sociedade e o vale tudo pelo poder, o espetáculo Angel coloca através de seus personagens uma lente de aumento nesse assunto. A peça estreia dia 12 de outubro no Teatro Itália com direção de Eduardo Martini.

Na peça o Cabaré Apocalipse é o lugar onde “anjos“ estão à solta para realizar as suas fantasias mais secretas. Aqui, sedução, poder, dinheiro, amor e ambição se misturam e ninguém é inocente. Nesse clima de intensa disputa, Angel é o stripper mais cobiçado, preferido de uma poderosa Senadora, interpretada pela atriz Cléo Ventura, principal cliente do lugar.

Marco, um dos rapazes, tentou destronar Angel e acabou se dando mal, causando a inimizade de Juan e o temor dos outros garotos, Roy e Rodrigo. Aparentemente, nada pode abalar o reinado de Angel, até a chegada de Baiano, rapaz vindo do interior, de jeito matuto e inocente.

Velho conhecido de Francys, interpretado por Markinhos Moura, uma espécie de faz-tudo do local e responsável pelos números musicais. Baiano é ingênuo e desajeitado, mas seus dotes especiais acabam conquistando a Senadora e despertando a ira de Angel.

A partir daí, começa uma disputa pelo poder, com reviravoltas, em que nem tudo é o que parece e todas as armas serão usadas. Nem mesmo a morte parece ser limite para essa disputa. O lado sombrio de cada um vem à tona, à medida que os interesses estão em jogo.

Angel é um espetáculo musicado com trilhas e arranjos de Rafael Riguini e coreografias de Eduardo Martini.

FOTO 06.jpg

Angel
Com Bruno Alba, Bruno Pacheco, Cléo Ventura, Guilherme Chelucci, José Del Duca, Juan Manuel Tellategui, Marcelo Gomes, Markinhos Moura, Nando Maracchi e Pedro Fabrini
Teatro Itália (Av. Ipiranga 344 – República, São Paulo)
Duração 70 min
12/10 até 30/11
Quinta – 21h
$60
Classificação 14 anos