O PALHAÇO E A BAILARINA

Um universo lúdico e circense ganha vida no palco do Teatro Santander em janeiro para contar a divertida e romântica história da sonhadora bailarina Anabel e do corajoso e romântico Palhaço. Interpretados por Kiara Sasso e Lázaro Menezes, o casal, que assina também algumas funções criativas do espetáculo como concepção e texto, letra e música, direção e cenografia, retornam a São Paulo com o sucesso musical “O Palhaço e a Bailarina”, primeira produção da O Alto Mar Produções Teatrais, para uma temporada especial de férias.

Buscando alternativas para ganhar algum dinheiro, Tombo, vivido por Blota Filho, um severo domador de leões e ex-administrador do falido “Grande Circo Nômade”, decide dispensar seus artistas, entre eles o multitalentoso Palhaço – que passa a fazer apresentações pelas ruas com seu acordeom inseparável -, mantendo em atividade apenas a doce bailarina, por quem alimenta um sentimento platônico; Ele então acorrenta os pés dançantes de Anabel em uma enorme caixinha de música, que passa a ser seu único cantinho para os dias tediosos e sem ninguém para conversar, e a obriga a se apresentar diariamente para pequenos públicos, sem imaginar o quanto a faz infeliz e sonha ser encontrada.

Preocupado com o sumiço da bailarina-aramista, por quem deseja se declarar, o Palhaço decide então sair em busca de sua amada na decisiva missão de reencontrá-la, vencendo seus maiores medos e enfrentando os mais diversos desafios pelo caminho, até que descobre seu paradeiro e enfrenta Tombo, mudando assim seus destinos.

Resgatando bons sentimentos e valores como o perdão, a amizade e o amor, o espetáculo visa também a importância de se preservar a liberdade em todos os seus estados, e ganha ainda mais charme com encantadores momentos de sapateado e acrobacia, além da trilha original, sob a direção musical de Guilherme Terra, composta por 13 canções executadas por seis músicos ao vivo, e repletas de poesia e lirismo.

26733521_1966344663580618_6622005147461350123_n

O Palhaço e a Bailarina
Com Kiara Sasso, Lázaro Menezes e Blota Filho.
Teatro Santander (Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi, São Paulo)
Duração 70 minutos
21/01 até 24/02 (não haverá sessão nos dias 10 e 11/02)
Sábado e Domingo – 16h
 $50/$100
Classificação Livre

FILMES ‘LIVE ACTION’ DISNEY

Os Estúdios Disney preparam sua nova leva de adaptações dos seus clássicos do desenho para filmes live action, com objetivo de atingir a nova geração de público.

Depois do sucesso de “Alice no País das Maravilhas“, “Malévola“, “Cinderela“, “Mogli – O Menino Lobo” e “A Bela e a Fera“, vem aí as novas produções, com estreias previstas a partir do ano que vem.

Aladdin” teve seus protagonistas divulgados oficialmente. São Mena Massoud, que viverá o protagonista; Naomi Scott, interpretará Jasmin; e Will Smith, será o Gênio da Lâmpada (que no cinema, teve a voz de Robin Willians.

A direção é de Guy Ritchie (“Sherlock Holmes”), e previsão de estreia em 2018.

(crédito foto – site Omelete)

Os próximos da lista são “Dumbo“, “O Rei Leão” e “Mulan“. Mas vem ainda “A Pequena Sereia“, “Sininho“, “O Aprendiz de Feiticeiro“, “Cruella“, entre outros, além da continuação de “Mogli – O Menino Lobo” e “Malévola“.

DEzCDf6UQAAZFor.jpg

Tim Burton – diretor de “Dumbo”.

MUSICAL ANOS 80

Depois de dominarem as festas temáticas nas danceterias paulistanas, os anos 80 provam que ainda arrebentam a boca do balão..

Maravilha Anos 80“, com Mara Maravilha como protagonista, tem estreia prevista para o segundo semestre deste ano. Além de Mara, outros ícones do período, como Xuxa, Sílvio Santos, Bozo, Fofão, Turma do Balão Mágico, serão revisitados.

O espetáculo, de Wallace Meirelles e Newton Cannito, é baseado no livro “Almanaque Anos 80“. Além de clássicos do período, provavelmente haverá uma trilha original para conduzir o musical.

Vamos relembrar alguns canções que marcaram o período.

FEIRA DE AUDIÇÃO – FEFA MOREIRA

Nos dias 08 e 09 de dezembro, aconteceu a primeira edição da Feira de Audição. O evento foi organizado pela empresária e artista Fernanda Moreira (Fefa Moreira). Durante estes dois dias, os participantes puderam ouvir e conversar com atores, produtores e coaches sobre o empreendedorismo na área de teatro musical.

Fefa fala nesse vídeo como surgiu a ideia de criar a Feira de Audição.

Durante as próximas cinco semanas, vamos postar depoimentos feitos pelos palestrantes Renata Borges Pimenta Valle (Fabula Entretenimento), Tiago Abravanel, George Azevedo, Tinno Zani e também mais um com a organizadora do evento.

Uma nova edição da Feira acontece no mês de abril. Não percam!

(realização e produção de Rodrigo Araújo Alcobia em parceria com Maiara Tissi)

 

OS DESTAQUES DE 2016

Na noite do dia 27 de dezembro, foram divulgados os primeiros homenageados do “Destaque Imprensa Digital” do ano de 2016. Uma ação organizada pelo parceiro Acesso Irrestrito, que convidou A Broadway é Aqui, Acesso Cultural, Circuito Teatral SP e Opinião de Peso. E contou com o apoio do Blog Funny Girl e Perdido in Sampa.

Para assistir o programa completo e ver as análises e as mensagens de final de ano dos elencos – clique aqui.

Agora é esperar por 2017! Feliz Ano Novo e #VáAoTeatro!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

DESTAQUE IMPRENSA DIGITAL

Para comemorar o final do ano, o parceiro Acesso Irrestrito resolveu fazer um programa especial de final de ano como forma de reconhecer o trabalho das pessoas que trabalham no Teatro Musical paulistano (atores, técnicos e produtores).

Foi assim que nasceu o programa “Destaque Imprensa Digital” (DID), que vai ao ar hoje. E pela primeira vez, reuniu outros cinco sites especializados em Teatro Musical para participar do programa.

São eles: A Broadway é Aqui, Acesso Cultural, Circuito Teatral SP e nós, do Opinião de Peso. Contou também com o apoio do Funny Girl e do Perdido In Sampa.

a02

 

No programa, serão apresentados quem os cinco parceiros reconheceram como destaques em 12 áreas neste ano de 2016. E como forma de reconhecimento, eles receberam um certificado e uma caixa com brigadeiros, feitos pela parceira Cookies by Priscila.

O programa “Destaque Imprensa Digital” pode ser visto hoje, a partir das 19 horas, aqui. Não perca!

Aproveitamos para desejar um feliz 2017 a todos nossos parceiros e leitores. Com certeza, nos reencontraremos com muitas novidades referentes ao mundo do Teatro e Teatro Musical da cidade de São Paulo.

CURSO TÉCNICO DE TEATRO MUSICAL SESI-SP

Desde quarta até domingo, 27 de novembro, os alunos da primeira turma do Curso Técnico de Teatro Musical do SESI-SP (uma parceria do SESI-SP com o Atelier de Cultura) apresentarão o espetáculo musical “Freak Show“, como trabalho de conclusão de curso.

Serão 11 sessões, para que os 52 alunos do curso (turmas manhã e tarde), possam apresentar no palco a história das irmãs siamesas Violet e Daisy Hilton. Mas mais do que isso. Servirá para que eles possam mostrar o resultado de três anos de preparação para se formarem atores especializados em Teatro Musical.

E lá se foi uma jornada.

Começou no início de 2014, quando cerca de 1.000 candidatos, vindos de vários cantos do Brasil, participaram das quatro fases do processo seletivo: aptidão musical, dança, atividade corporal e  canto.

Na banca, nomes de peso do Teatro Musical brasileiro, como Saulo Vasconcelos, Sara Sarres, Carlos Bauzys, Floriano Nogueira e Cleto Baccic (um dos idealizadores do projeto).

Foram aprovados 64 alunos, que começaram as aulas em março de 2014. Estudaram juntos na unidade do SESI Vila Leopoldina, cerca de 2.400 horas, divididas em 64 disciplinas, que foram ministradas por profissionais de renome na área.

E o resultado já pode ser visto. Vários dos alunos trabalharam em musicais enquanto estudavam. Puderam ser vistos nos palcos em “Ghost – o Musical“, “Hoje é Dia de Maria, o Musical“, “O Musical Mamonas“, “Nuvem de Lágrimas, o Musical“, “Refúgio – o Musical“, “Godspell“, “Mônica e Cebolinha no Mundo de Romeu e Julieta“, entre outros espetáculos..

O aluno Andrey Alfaia disse que o curso foi válido, porque “nestes três anos cresci muito nas três áreas – canto, dança e interpretação. Mas tem que estar sempre se renovando, estudando sem parar. A gente se formou, mas o estudo continua“.

A gente construiu um laço muito forte. A gente dividiu por três anos, de segunda a sexta, a sala de aula. É uma separação difícil, mas a gente acredita que vai dar certo para todo mundo. É o que a gente torce”, complementa o aluno Hícaro Nicolai.

O contentamento com o nível dos alunos formados é compartilhado entre os professores e o corpo técnico do SESI-SP. Daniel Rocha, diretor musical do espetáculo, e que também foi professor, diz que “foi muito emocionante vê-los em cena. Eles vieram de vários lugares e com vivências diferentes, e a escola fez uma base de formação para deixá-los prontos para o mercado. Com certeza, é uma turma muito aguardada pelo mercado profissional do Teatro Musical“.

1-01

1-02

“Freak Show”

O espetáculo escolhido para o trabalho de conclusão do curso foi “Freak Show“, uma adaptação inspirada no musical da Broadway – “Side Show” (1997).

331

As irmãs Hilton

Side Show” baseou-se na história verídica das irmãs siamesas britânicas, Violet e Daisy Hilton. Ambas nasceram unidas por seus quadris e nádegas; compartilhando a circulação sanguínea e fundidas na pelve, mas sem compartilhar órgãos importantes. Na época, se fosse feita uma cirurgia para separá-las, uma das irmãs acabaria falecendo.

Violet e Daisy foram trazidas para os Estados Unidos para participarem de um Circo de Aberrações, local que apresentava pessoas com deformações físicas. Ambas eram as estrelas principais, só que eram abusadas e maltratadas pelo dono do estabelecimento.

Até que chegam ao circo, um caçador de talentos e um músico, que as descobrem e querem levá-las para se apresentarem em shows de vaudeville. Ambas aceitam e vão atrás da fama, mas sem nunca conseguirem encontrar o verdadeiro amor, exceto o do que uma tinha pela outra.

O diretor da montagem, Rogério Mathias, disse que a escolha por “Side Show” foi pela “pluralidade do espetáculo, pela oportunidade de falar sobre a diversidade. O que é realmente o anormal? O anormal é só aquilo que está visível, ou também é o que está escondido no interior das pessoas“. “Além do que, também poderíamos ter muitos “freaks” em cena, visto que é um trabalho de conclusão de curso e nosso elenco (alunos) é muito grande“.

Veja abaixo a cena de abertura de “Freak Show”, com o número “Vem ver o anormal”.

Na plateia, além de pais, familiares e amigos dos formandos, estavam os atores e produtores Jarbas Homem de Mello e Carlinhos Machado. Jarbas ficou muito impressionado com o que viu. “Primeiro, o projeto é de uma importância ímpar. É uma oportunidade que essa moçada tem de estudar três anos, enquanto a minha geração se formou na raça e fazendo. O resultado é maravilhoso. Eles podem estrear em qualquer teatro. Saio com uma expectativa superada com o que assisti hoje“.

Nós, do Opinião de Peso, aplaudimos de pé a ação educativa do SESI junto com o Atelier de Cultura na transformação e formação de jovens em atores profissionais do Teatro Musical Brasileiro; e também “desejamos uma linda jornada na carreira de cada um destes 52 jovens atores, que acompanharemos nos palcos nacionais, e quiçá, internacionais. Merda!!!”

Em breve, no site do SESI, maiores informações sobre o processo seletivo para a segunda turma do Curso Técnico de Teatro Musical do SESI-SP (previsto para 2017).