QUEM AMA BLOQUEIA

A comédia moderna Quem Ama Bloqueia, texto inédito de Renato Bellamin, estreia dia 19 de outubro, às 21h, no Teatro Ruth Escobar (sala Dina Sfat), e segue em temporada, sempre às quintas-feiras, até 7 de dezembro. O elenco do espetáculo, que conta com a minuciosa direção de Renato Scarpin, é composto pelo próprio autor da peça Renato Bellamin e pela experiente atriz Carla Fioroni.

Quem Ama Bloqueia conta a história de Rogério e Selma, um casal comum em suas vivências diárias, mas que, como a maioria das pessoas hoje em dia, vive em torno da Internet, de Smartphones, Iphones e seus aplicativos. O uso abusivo dessas ferramentas, que na peça é mostrado de forma cômica e escancarada, afeta o relacionamento do casal no dia a dia e o resultado são muitas intrigas, confusões e insatisfações.

Ciúmes, supostas traições, stalker e nudes são alguns dos assuntos abordados no espetáculo, que pela própria temática atual, é de fácil identificação por parte do público, que vive o impacto da tecnologia influenciando completamente a forma do ser humano se relacionar com o outro e com o mundo.

Segundo Bellamin, a comédia tem a intenção de mostrar os relacionamentos amorosos e sociais nos dias atuais.  As discussões surgem da necessidade do diálogo pessoal, sem a presença de um aplicativo de relacionamento. A conversa habitual, olho no olho, se perdeu, ficou chata, sem sentido. Basta um pequeno som vindo do celular para que o interesse pela pessoa que está na sua frente perca o sentido. É um furor incontrolável. Uma necessidade biológica de saber quem chamou, qual o assunto… E claro: a pessoa ao meu lado – o ser ‘amado’ – pode ver quem chamou ou eu devo esconder?”, ressalta o autor.

De forma engraçada e descontraída, o espetáculo pretende levar ao público uma reflexão divertida sobre suas próprias atitudes, abordando desde fotos de prato de comida, postadas freneticamente pela grande maioria dos usuários, até as sensuais – os famosos nudes –, que já acabaram com muitos romances e, muitas vezes, os motivos são paranoias, criações de nossas mentes na tentativa de descobrir o que o outro está fazendo em seu mundo digital.

CARLA_FIORONI_RENATO_BELLAMIN2_quemamabloqueia

Quem Ama Bloqueia
Com Carla Fioroni e Renato Bellamin.
Teatro Ruth Escobar – Sala Dina Sfat (Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 70 minutos
19/10 até 07/12
Quinta – 21h
$60
Classificação 12 anos

TRAIR E COÇAR É SÓ COMEÇAR (Opinião)

As aventuras da empregada Olimpia ainda arrancam risadas do público que vai vê-la no Teatro Ruth Escobar.

“Trair e Coçar É Só Começar”, comédia de Marcos Caruso, está em cartaz há 31 anos ininterruptos.

A peça acumula outros números impressionantes: mais de 6 milhões de espectadores, mais de 9 mil apresentações, 4 vezes no Guiness Book, Prêmio Quality Cultural e homenagem pela Assembleia Legislativa de São Paulo.

22308662_1964769167139909_2872822824677700589_n

A história gira em torno de meras hipóteses de adultérios, geradas por equívocos e confusões provocadas por uma empregada, que se aproveita da desconfiança geral entre os casais do enredo para subornar seus patrões e amigos.

Ressaltamos o trabalho da atriz Anastácia Custódia, que desde 2005 dá vida a protagonista da história; o trabalho do elenco, por trazer o frescor para a peça como se estivesse sendo apresentada pela primeira vez, e para o texto maravilhoso de Marcos Caruso.

Se por acaso você ainda não viu (será que tem alguém) ou quer rever, e se divertir muito, “Trair e Coçar É Só Começar” é a nossa recomendação. Não perca.

Trair e Coçar é Só Começar
Com Anastácia Custódio, Carlos Mariano, Mario Pretini, Tânia Casttello, Carla Pagani, Miguel Bretas, Ricardo Ciciliano, Siomara Schröder e Beto Nasci.
Teatro Ruth Escobar (Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 120 minutos
07/04 até 26/11
Sexta e Sábado – 21h, Domingo – 20h
$70/$80
Classificação 12 anos

O MÁGICO DE OZ – O ESPETÁCULO

Baseado na obra original de Lian Frank Baum O MÁGICO DE OZ tem texto e direção geral de um dos nomes mais conceituados na dramaturgia do Teatro para Crianças , FERNANDO LYRA JÚNIOR , que ao longo de seus mais de 20 anos dedicados ao palco foi detentor de vários prêmios e críticas elogiosas.

 

A peça conta a história de Doroty, uma garotinha que se perde no Mundo de Oz e para conseguir o caminho de volta para sua casa precisa encontrar o Grande Mágico de Oz.

 

Com a ajuda da Bruxa do Norte , Doroty , começa a sua procura no caminho até o Castelo do Mágico, onde muita coisa acontece. Ela conhece seus três inseparáveis amigos : O Espantalho , O Homem de Lata e o Leão, que ajudam a menina a atingir seus objetivos.

 

foto original O MAGICO DE OZ

O Mágico de Oz – O Espetáculo
Com Mariana Ribeiro, Ruben Espinoza, Cibelle de Martin, Rebecca Etiene, Luciano Brandão e Fernando Lyra Jr.
Teatro Ruth Escobar – Sala Dina Sfat (Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, São Paulo)
Duração
15/01 até 26/11
Domingo – 17h30
$40
Classificação Livre

O ENTREGADOR DE PIZZA

Num apartamento simples de São Paulo, mora Aquiles dos Santos, vulgo Kéku (Hilton Have), senhor aposentado que, nas horas vagas, se distrai fazendo tapeçarias. É bem relacionado a pessoas influentes mas tem poucos amigos, apenas os que lhe restaram da época da juventude.

Kéku tem hábitos estranhos, especialmente na hora de dormir…. É uma pessoa atenciosa e gentil.  Tem uma rotina calma e tranquila, até o dia em que pede uma pizza. Esse fato mudará totalmente sua vida e seu humor. O que será¿

Com texto de Wilson Coca e direção de Sebastião Apolônio, O Entregador de Pizza faz temporada de 07 de outubro a 10 de dezembro no Teatro Ruth Escobar, sala Miriam Muniz.

O entregador de pizza.jpg

O entregador de pizza
Com Hilton Have e Rafhel Carvalho
Teatro Ruth Escobar – Sala Miriam Muniz (Rua dos Ingleses, 209, Bela Vista, São Paulo)
07/10 até 10/12
Sábado – 21h30, Domingo – 19h30
$60
Classificação: 14 anos

SENHORITA K

Espetáculo produzido pela Terceiro Acto Produções Artísticas, “Senhorita K – revelando íntimos segredos”, ficará em temporada de dois meses (21/09 a 30/11), no Teatro Ruth Escobar (dias 12 e 26/10 não haverá espetáculo).

A proposta é falar do universo feminino por meio de contos eróticos, em que as inusitadas personagens revelam os seus desejos, segredos mais íntimos, assim como as suas mais mirabolantes aventuras sexuais. Aqui o sexo não é assunto tabu, ao contrário, é uma forma de empoderamento feminino.

Maximiliana Reis (“Monólogos da Vagina”) faz a direção e classifica o espetáculo como “um  cardápio de deliciosos contos interpretados magistralmente por atrizes e atores talentosos e carismáticos. Um espetáculo divertido, sensual e muito afrodisíaco…se é que me entende!

O espetáculo é uma inebriante comédia, na qual a música ao vivo corrobora com a comicidade de cada personagem, de cada conto escrito por Biah Carfig, e que toma novo fôlego para voltar aos palcos após 10 anos de sua primeira temporada na capital. Em julho deste ano, fez curta temporada em Campinas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Senhorita K – Revelando Íntimos Segredos
Com Adriana Duque, Biah Carfig, Chrystiane Madeira, Deise Paz, Kamunjin Tanguelê, Suzanah Borges, Fábio Cador, Fernando Zuben e Murilo Emerenciano
Teatro Ruth Escobar – Sala Gil Vicente (Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 75 minutos
21/09 até 30/11 (exceto dia 12 e 26/10)
Quinta – 21h
$60
Classificação 18 anos

 

A VIDA DE MARIA DE NAZARÉ

Trazendo as lembranças da mãe do Cristo em sua passagem terrena, o solo, que conta com a atuação de Maritta Cury, revela uma Maria humana, uma Maria mãe e mulher.

A Vida de Maria de Nazaré’ mostra, do ponto de vista de Maria, a cultura e os costumes da sociedade da época, através das suas vivências, seu cotidiano com a família e com Jesus. A peça ‘fala’ com católicos, espíritas, evangélicos, judeus e, inclusive, ateus, pois baseia-se na história, em fatos, para contar a trajetória de uma mulher simples e de grande amor maternal que supera a si própria, emergindo como redentora da humanidade.

Sinopse:

MARIA DE NAZARÉ – Baseado no livro ‘Maria’, de Sholem Asch, o solo narra as lembranças de Maria de Nazaré em sua passagem terrena,revelando uma Maria humana, uma Maria mãe e mulher. O espetáculo mostra, do ponto de vista de Maria, a cultura e os costumes da sociedade da época, através das suas vivências, seu cotidiano com a família e com Jesus.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Vida de Maria de Nazaré
Com Maritta Cury.
Teatro Ruth Escobar – Sala Miriam Muniz (Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, São Paulo)
Duração 75 minutos
02/09 até 25/11
Sábado – 19h
$50
Classificação Livre

CISNE

O espetáculo Cisne, concebido, dirigido e coreografado por Dinah Perry, faz curta temporada no Teatro Ruth Escobar, entre os dias 21 de maio e 4 de junho com sessões aos domingos, às 16 horas.

Com estética que mistura teatro e dança, Cisne faz uma reflexão sobre questões íntimas do homem e da mulher, buscando ressaltar sentimentos intensos de forma lúdica. Dinah comenta que “a forma de expressão corporal está na linguagem da dança teatralizada e do teatro musicado, ligados por uma dramaturgia subjetiva, embasada em textos e poemas que norteiam o conceito da criação”.

As sensações e as emoções são referências usadas pela diretora para contar histórias de personagens que vivem a beleza e a fragilidade da alma. Entregues às situações, deixam transparecer a essência das paixões. As cenas ora são românticas e alegres, ora tristes e vazias, ora inocentes e exuberante, ora sensuais e sexuais.

A gênese do trabalho se dá pelos gêneros poético, lírico e épico, alinhados por uma composição contemporânea. As cenas resultam em um conceito corporal técnico e requintado de movimentos desconstruídos. Cisne é formado por cenas independentes, configuradas por sketches de coreografia que unidas formam o corpo do espetáculo e a composição da obra.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha técnica / Serviço

Teatro coreográfico: Cisne

Direção e coreografia: Dinah Perry. Iluminação / figurino: Dinah Perry. Elenco: Átila Freire, Ícaro Freire, Ana Carolina Barreto, Júlia Cavalcanti e Carine Shimoura. Produção e realização: Cia. Artista do Corpo. Assessoria de Imprensa: Verbena Comunicação

Reestreia: 21 de maio. Domingo, às 16 horas

Teatro Ruth Escobar (Sala Gil Vicente)

Rua dos Ingleses, 209 – Bela Vista, SP/SP. Telefone: (11) 3289-2358.

Temporada: 21/5 a 4/6 – Domingos, às 16 horas.

Ingressos: R$ 40,00 (meia R$ 20,00).

Bilheteria: quinta e sexta (14h-21h30), Sábado: (12h-23h) e domingo (12h-19h30)

Aceita Dinheiro, cheque, cartão de débito ou crédito.

Duração: 60 min. Gênero: Teatro coreográfico. Classificação: Livre.

320 lugares. Ar condicionado. Acessibilidade. http://teatroruthescobar.com.br/